9 de agosto de 2022
Foto: Paulo Sérgio/Câmara dos Deputados

Foto: Paulo Sérgio/Câmara dos Deputados

Compartilhar:

Em entrevista à Clube AM 720 na manhã desta segunda-feira (23), o deputado federal Carlos Veras (PT), falou sobre os diálogos da Frente Popular e comentou sobre as expectativas da para o ano eleitoral, aproveitando para fazer críticas “a quem não quis seguir as decisões do partido”, sem citar nomes.

Em tom de entusiasmo, o deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores nega que esteja acontecendo um desmonte na Frente popular, dizendo que” A base está cada vez mais unificada para as nossas eleições”.

Carlos Veras defendeu ainda o nome da colega de partido Teresa Leitão (PT) como candidata ao senado, ressaltando que é praticamente uma certeza de que ela irá concorrer ao lado de Danilo Cabral (PSB), que é o pré-candidato a governo pela frente.

União

Ao falar sobre união entre os partidos da base aliada, Veras disse que o diálogo é constante e que a missão de eleger o presidente Lula é prioridade, comentando que “não tem espaço para projeto pessoal”, fazendo uma possível crítica à pré-candidata ao governo, Marília Arraes (Solidariedade), que deixou o partido recentemente, após diversos desentendimentos.

“Não adianta querer o partido só na hora em que ele está comungando com a sua tese (…) é importante que a ética e os princípios de fidelidade partidária sejam cumpridos (…) quem não quer seguir as orientações do partido, deve procurar outro caminho, ou fazer um partido para si”, opinou o deputado.

Campanha

Sobre as eleições, o deputado afirmou que a pedido de Lula, irá tentar a reeleição para a Câmara Federal, e buscará atuar, caso eleito, para a “revogação das reformas (trabalhista e previdenciária) e revisão das privatizações”.

“Aceitei a missão com todo o gás e animação, Lula me designou como o candidato a deputado federal pelo partido e assim seguiremos. Encaro com honra esse pedido e entendo que se fosse o momento de abrir mão da candidatura para auxiliar na campanha, faria sem problema algum”, comentou.

Ainda no mesmo tema, o petista afirmou que está confiante nas eleições, e disse que ainda é muito cedo para tomar conclusões, falando sobre as pesquisas que mostram Danilo Cabral (PSB) atrás dos candidatos de oposição. “Não tenho nenhuma dúvida da vitória da Frente Popular em Pernambuco”, disparou.

Carlos Veras (PT), reforçou que Lula dará início à agenda em Pernambuco junto aos candidatos da frente nos primeiros dias de junho, e acredita que isso será um grande fator impulsionador na pré-campanha.

Para conferir a entrevista na íntegra, basta clicar no player abaixo:

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.