Azul vai começar a voar para fora do país em 2015

Novo avião da Azul. Crédito: Airbus/DivulgaçãoA partir de 2015, teremos mais uma companhia aérea brasileira fazendo voos para o exterior. A Azul anunciou nesta quarta (23) que vai iniciar os voos internacionais no primeiro trimestre do próximo ano. A estreia será para os States, com voos para Miami, Orlando e Nova York.

As viagens vão partir da base da Azul, que é o Aeroporto de Viracopos, em Campinas (São Paulo). Como não dá para voar para fora com os atuais aviões da frota, a companhia vai arrendar 11 novas aeronaves. Serão seis Airbus A-330-200, com capacidade para 246 passageiros, e cinco Airbus A-350-900, com capacidade para 323 passageiros.

Os aviões “menores” devem começar a chegar ainda neste primeiro semestre. Os monstros A-350-900 têm previsão de entrega para o início de 2017. A Azul vai investir cerca de US$ 2 bilhões. Durante o anúncio, o fundador e CEO da Azul, David Neeleman, disse que a ideia é oferecer tarifas menores. Oremos.

Com seis anos de mercado, a Azul conta hoje com 104 voos para destinos nacionais. Vai seguir os passos da TAM e da Gol e logo em uma rota das mais procuradas. Hoje, a oferta de voos para os Estados Unidos ainda não é suficiente para atender a demanda.

Luxo, riqueza e ostentação nos ares

Jato Four Seasons. Crédito: DivulgaçãoA rede Four Seasons é sinônimo de hotelaria de luxo. Agora vai levar o luxo, a riqueza e a ostentação para os ares. É que o grupo agora tem um avião, um boeing 757, que vai oferecer roteiros 100% de primeiríssima classe a partir de fevereiro de 2015.

Segundo o pessoal do grupo, a aeronave está sendo reconfigurada para que os 233 assentos se transformem em 52 poltronas-camas de couro. Detalhe: cada uma está sendo feita na Itália.

Depois que estiver pronto, o avião vai ter os serviços padrão da rede, com alta gastronomia e serviços de spa. Os passageiros vão flanar em tapetes de pelúcia e saber as últimas fofocas pela internet, com o wi-fi.

O primeiro roteiro, em fevereiro, será uma volta ao mundo. Não em 80 dias, mas em 24, passando por nove destinos: Los Angeles, Havaí, Bora Bora, Sydney, Bali, Tailândia, Mumbai, Istambul e Londres.

Custo da viagem: nada módicos US$ 119 mil (R$ 264 mil). Esse valor é se você for ficar em quarto duplo. Se quiser viajar sozinho, a conta sobe para US$ 130 mil (R$ 288 mil).

O pacote inclui transporte (naturalmente) e hospedagem nos hotéis da rede (naturalmente também), além de todos os passeios nos destinos, as refeições e as bebidas (certamente haverá a bebida que pisca).

Achou um pouco salgado? Talvez você se interesse pelo roteiro do circuito das artes, com saída em abril, visitando museus e atrações culturais em cidades como Paris e Praga. O preço é US$ 69 mil por pessoa.

Se você quiser juntar uma graninha a mais e embarcar na próxima volta ao mundo, anote aí: ela será em agosto de 2015.

A rede Four Seasons, que deve administrar o Hotel Glória, no Rio de Janeiro, começou a oferecer a viagem de volta ao mundo em 2012, usando um jato sem marca, que levou 78 viajantes. O novo é mais exclusivo, como dá para perceber.

Abaixo você pode assistir a um vídeo que mostra os destinos e o avião:

Consumidores ainda não estão muito empolgados com a Copa

Copa do Mundo torcida. Crédito: Ricardo Fernandes/DP/D.A PressE aí? Vai comprar bandeira, camisa, boné, buzina, fogos de artifício, um fuleco de pelúcia para curtir a Copa do Mundo? Sim? Parece que você estará em uma minoria. Pelo menos é o que diz uma pesquisa Copa X Hábitos de Consumo, divulgada nesta terça (22) pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Segundo o levantamento, 83% dos brasileiros não vão fazer gastos adicionais durante os jogos. Só 13% vão mudar os hábitos. Os outros ainda não sabem. Entre os entrevistados que vão consumir, 51% deverão comprar roupas ou adereços para a Copa. É o basicão.

Outros 28% vão consumir alimentos como salgadinhos e refrigerantes, 10% comprarão aparelhos eletrônicos como TVs e DVDs e 3% estão comprando (ou compraram) ingressos para assistir aos jogos. Fogos de artifício (3%), itens de iluminação (2%), tinta para pintar a rua (1%) também serão consumidos.

Curioso é que apenas 1% dos entrevistados disse que pretende assistir aos jogos em bares. A pesquisa Copa X Hábitos de Consumo foi elaborada pelo Instituto Ipsos para a ACSP entre os dias 21 de março e 3 de abril. Foram ouvidas mil pessoas em 70 cidades brasileiras.

Mais 103 shoppings no país até 2017

Shopping movimento. Crédito: Helder Tavares/DP/D.A PressBrasileiro adora um shopping center. E para a felicidade geral do povo, nos próximos quatro anos, 103 novos centros de compras devem ser inaugurados no Brasil.

A previsão está no Cadastro de Shopping 2014, ferramenta do Ibope Inteligência que reúne informações sobre o setor de shopping no país. Se for confirmada, vai representar um crescimento de 24% para o setor.

O quadro abaixo mostra que o Sudeste vai concentrar a maior parte das inaugurações, com 44. O Nordeste vem em segundo lugar, com 24. Confira:

Shoppings quadroSó no ano passado foram inaugurados 36 shoppings. Um centro comercial foi aberto a cada duas semanas, em média. O país encerrou o ano com 459 empreendimentos em funcionamento, sendo 65 no Nordeste.

Segundo o Ibope, as inaugurações do ano passado confirmam a tendência observada nos últimos anos dos empreendedores elegerem os municípios com até 500 mil habitantes como o foco das operações.

Dos 36 empreendimentos inaugurados no ano passado, 42% estão em cidades com até meio milhão de habitantes. Aqui no estado temos o exemplo do Vitória Park, inaugurado em Vitória de Santo Antão no fim do ano.

Para 2014, a previsão é que 73% das inaugurações sejam em municípios desse porte. Fabio Caldas, coordenador de geonegócios do Ibope Inteligência, diz que dois fatores principais têm levado os shoppings para fora dos grandes centros.

“O primeiro é a falta de espaço nas metrópoles, já que um shopping requer um terreno com ao menos 10 mil metros quadrados. O segundo aspecto é que quando existem esses espaços, o preço do terreno é tão alto que inviabiliza o projeto”, diz Caldas.

Shoppings quadro 2

Aproveite o feriadão para acertar as contas com o leão

Leão e Judas. Crédito: Son Salvador/EM/D.A PressVocê não viajou no Feriadão. E ainda não entregou a declaração do Imposto de Renda. Que tal aproveitar esses dias de bobeira para acertar de vez as contas com o leão? Até porque o prazo final para entregar o documento sem o pagamento de multa termina no próximo dia 30. Faltam menos de duas semanas, minha gente!

Segundo o diretor tributário da Confirp Consultoria Contábil, Welinton Mota, ainda dá para fazer a declaração com calma, analisando qual o melhor tipo de declaração que será entregue, se a completa ou a simplificada. A completa é para quem tem a possibilidade de fazer muitas deduções. Tem despesas com saúde, educação, tem dependentes, por exemplo.

Para quem não tem nada disso, deve ser melhor usar o modelo simplificado. Mas o próprio programa do IR mostra onde você terá mais restituição (ou pagará menos imposto). Separe os documentos e mãos à obra! No hotsite especial do IR produzido pelo Diario você confere o que é preciso para declarar.

Deixar a declaração para a última hora nunca é uma boa. No corre-corre, você pode acabar não encontrando aquele recibo do tratamento dentário caríssimo que fez no ano passado. Ou pode digitar algum número errado e acabar nas garras do felino.

O sistema da Receita cruza todos os dados. Qualquer erro, a pessoa cai na malha. O programa acusa se um CPF é digitado errado, mas se o contribuinte digitar um valor errado, colocar uma vírgula onde era um ponto, só vai ficar sabendo no processamento. E aí é malha, sem dó nem piedade. Melhor não arriscar, não é mesmo?

Até as 11 horas de quinta-feira (17), a Receita Federal em Pernambuco tinha recebido 286 mil declarações do Imposto de Renda Pessoa Física 2014. Pouco mais de 40% das 710 mil que o leão espera receber por aqui. Em todo o Brasil já foram entregues mais de 11 milhões de documentos. A expectativa da Receita é a de receber 27 milhões de declarações.

A multa mínima para o contribuinte que não entregar até a declaração até 30 de abril é de R$ 165,74 e a máxima é de 20% do imposto devido.

Governo da Itália leiloa ilha perto de Veneza. Quer comprar?

Ilha de Poveglia. Crédito: Internet/ReproduçãoEstá com dinheiro sobrando e disposição para uma compra inusitada? Então talvez você se interesse em saber que o governo da Itália está leiloando a Ilha de Poveglia, pertinho de Veneza.

De acordo com a Demanio, agência pública que administra as propriedades do Estado italiano, a ilha tem 72.500 metros quadrados. Dá para fazer umas festinhas legais. E os convidados já estão garantidos: dizem que a ilha é mal-assombrada.

Por que mal-assombrada? Por conta do histórico de uso do local, que já abrigou vítimas da peste na Idade Média. No século 18, era o posto de quarentena para qualquer navio que pretendesse atracar no porto veneziano.

No século passado, a ilha abrigou um hospital psiquiátrico. Existe até uma história de que havia um laboratório onde o diretor do hospital conduzia experiências clínicas, como lobotomias sem anestesia.

Mas você não vai ficar com medo, não é mesmo? Os lances, pela internet, podem ser dados até o próximo dia 6 de maio. Segundo representantes do governo, a opção pelo leilão virtual foi para diminuir a burocracia e atrair possíveis compradores de todo o mundo.

O governo da Itália tem mais de 500 mil imóveis comerciais e residenciais. Desde 2001, já conseguiu levantar 1,8 bilhão de euros com a venda de propriedades estatais.

Até o fim deste ano, o governo da bota pretende ganhar mais 500 milhões de euros vendendo mais propriedades, como a Ilha de Poveglia. É, a crise está braba por lá.

Faltam 15 dias para o fim do prazo do IR. Até agora, só 275 mil se acertaram com o leão no estado

Leão no computador. Crédito: Son Salvador/EM/D.A PressAtenção, povo que não mandou a declaração do Imposto de Renda ainda. Só faltam 15 dias para o fim do período “regular”, sem o pagamento de multa. Ele termina dia 30 e não será prorrogado.

De acordo com a Receita Federal, aqui em Pernambuco, 275 mil contribuintes já acertaram as contas com o leão. A expectativa que, no total, 710 mil declarações sejam enviadas no estado. Ou seja, até agora, a Receita só recebeu 38% dos documentos previstos para Pernambuco.

“O fluxo de envio está dentro da previsão. Agora é que o movimento deve aumentar mesmo”, lembra o auditor Paulo Lira. Em todo o Brasil, pouco mais de 10 milhões das 27 milhões de declarações esperadas foram entregues.

Quem perder o bonde do leão terá de pagar multa de R$ 165,74 a 20% do imposto devido. Não custa lembrar também que a Receita determinou neste ano que só é possível enviar o documento pela internet, em computadores convencionais, tablets ou smartphones.

Se você ainda não fez a declaração, melhor dar uma apressada. E não pense em fazer nada só com informações “de cabeça”. Confira a lista dos documentos necessários para prestar contas com o leão:

* Comprovante de rendimentos

* Comprovantes de despesas de livro caixa – no caso de prestadores de serviços e autônomos

* Recibos e notas fiscais relativos a serviços médicos, dentistas, fisioterapeutas, psicólogos, entre outros da área de saúde

* Comprovantes de pagamento a instituições de ensino regular

* Comprovantes de doações para fins de incentivos fiscais – Fundo da Criança e do Adolescente, Lei Rouanet, Audiovisuais e outras instituições reconhecidas pela Receita Federal

Quem quiser tirar mais dúvidas pode conferir o hotsite especial do IR produzido pelo Diario de Pernambuco.

Inflação do coelhinho: preço do ovo de Páscoa subiu quase 7% no Recife

Páscoa Preços. Son Salvador/EM/D.A PressOntem, Procon Pernambuco divulgou que os preços dos ovos de chocolate podem ter uma diferença de quase 70%, dependendo do lugar onde eles são comprados. Hoje (15), a Fundação Getulio Vargas divulgou a inflação do coelhinho. Em média, os preços subiram 6,99% no Recife entre abril de 2013 e março de 2014.

Para André Braz, economista da FGV/IBRE responsável pelo levantamento, para driblar o aumento de preços tem que pesquisar mesmo e procurar não deixar a compra para a última hora. “Para os adultos, a barra de chocolate e a caixa de bombom são opções mais econômicas”, lembra.

Confira abaixo como foi a inflação do coelhinho por tamanho de ovo no Recife:

tabela inflação dos ovos. Crédito: FGV

Celpe pede para aumentar a nossa conta de luz em 18,13%

Lâmpada. Crédito: Gil Vicente/DP/D.A PressO governo federal pode até ter deixado para o ano que vem o repasse do aumento da energia por causa do uso das usinas térmicas (bem mais caras) neste período de secura dos reservatórios das hidrelétricas. Mas é melhor ir preparando o bolso. A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) quer um aumento gordo já para este ano.

Segundo a proposta anual de reajuste, que está no site da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a Celpe pediu para aumentar nossas contas de luz em 18,13%. “Só” isso. A agência vai definir se atende o pleito integralmente ou puxa um pouco a sardinha para o nosso lado na próxima terça-feira (22).

O reajuste que for determinado pela Aneel vai começar a valer a partir do dia 29 de abril. De acordo com a justificativa da companhia, ela teve um gasto muito grande comprando energia no mercado de curto prazo. Por isso está pedindo um reajuste tão alto. Tadinha da Celpe. Uma detalhe é que a inflação no período foi de menos de 6%. Tadinhos de nós.

Segundo nota enviada à imprensa, a Celpe diz que o pedido de aumento é “compatível com os resultados já aplicados a outras distribuidoras do país.”

A empresa diz também que “para definição do reajuste ainda são considerados mecanismos de correção da parcela B (custos gerenciáveis pela Celpe), nos últimos 12 meses, para atendimento ao consumidor, conforme contrato de concessão. Essa parte é a que compete à concessionária e responde pela menor parcela do reajuste, correspondente a 1,93%.” Então tá.

No ano passado, os mais de 3,2 milhões de clientes da Celpe tiveram, em média, um aumento de 1,32% durante a chamada revisão tarifária da companhia. Ela é igual ao ano bissexto. Acontece de quatro em quatro anos. Para os clientes residenciais, o reajuste foi de 0,79%. A empresa tinha feito uma proposta de aumento médio de 3,12%.

Sede da Telexfree nos Estados Unidos está no aperto e pede concordata

Novo logo Telexfree. Crédito: Reprodução da InternetA situação não parece ser das melhores para a Telexfree nos Estados Unidos. A empresa anunciou nesta segunda-feira (14) que deu entrada em um pedido de concordata (equivalente a uma recuperação judicial), com o objetivo de reestruturar seus negócios. Segundo a direção da companhia, a expectativa é a de construir “uma base financeira sólida, com perspectivas de longo prazo”.

Foram apresentados pedidos de concordata no Tribunal de Falências do Distrito de Nevada em nome das empresas TelexFree LLC, TelexFree Inc e TelexFree Financial Inc. As audiências iniciais para julgamento dos pedidos estão marcadas para maio. A Telexfree não esclareceu se os pedidos de concordata vão interferir no pagamento dos divulgadores.

Não custa lembrar que muitos dos associados do Brasil migraram para a sede norte-americana depois da suspensão das operações da empresa no país, em junho do ano passado, por determinação da Justiça do Acre. Mas o Capítulo 11 da lei de falências norte-americana permite que uma empresa com dificuldades financeiras siga operando normalmente enquanto tem um tempo para chegar a um acordo com seus credores.

No Brasil, a Telexfree é investigada por suspeita de prática de pirâmide financeira e, em fevereiro passado, teve o pedido de recuperação judicial negado. Nos Estados Unidos também existe investigação sobre os negócios da empresa, que foi confirmada pelo governo do estado de Massachusetts.

“Nós acreditamos que este plano de restruturação, que vai incluir melhorias significativas nas nossas práticas de governança e controles interno, vai nos ajudar a construir fundamentos operacionais e financeiros mais fortes e sustentáveis para o futuro”, diz o texto do comunicado da Telexfree, assinado pelo novo presidente executivo da empresa, Stuart MacMill.

Carlos Costa, diretor da Telexfree no Brasil, divulgou um vídeo na página da empresa no Facebook defendendo o pedido de concordata e dizendo que a sede também foi afetada pelo bloqueio determinado pela Justiça brasileira. “É um remédio amargo, mas necessário… Vamos sair dessa, sim.” Confira abaixo o vídeo na íntegra:

Com informações dos portais IG e G1