Não esqueça dos direitos trabalhistas enquanto recebe do INSS

Não esqueça dos direitos trabalhistas enquanto recebe do INSS

Enquanto o segurado recebe o auxílio-doença ou a aposentadoria por invalidez, o contrato de trabalho do último empregador não é encerrado, ficando a carteira profissional em aberto ou sem a baixa. O afastamento do trabalho por motivo de doença apenas acarreta a suspensão do contrato de trabalho (CLT, art. 475) e, por essa razão, existe a possibilidade de o trabalhador se convalescer e voltar às atividades profissionais. Contudo, quando se recebe por muito tempo o auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez, o tempo passa e verbas antigas que deixaram de ser pagas pelo patrão podem prescrever, enquanto o trabalhador fica sendo pago pelo INSS.

Na Justiça do Trabalho, o empregado só pode reclamar os últimos 5 anos, o que pode ser feito no curso do contrato, no seu encerramento (o que é mais comum) ou mesmo enquanto o contrato ficar suspenso. Se o trabalhador doente passar mais de 5 anos recebendo benefício do INSS, o empregador pode ficar desobrigado de pagar verbas, como: hora extra, férias, 13.º salário e outras obrigações que estavam pendentes de pagamento. Apenas o FGTS pode ser reclamado retroagindo os últimos 30 anos.

O risco de reclamar as verbas trabalhistas enquanto se recebe o benefício previdenciário é a possibilidade de ser demitido, caso haja a recuperação da capacidade laboral. Todavia, se o empregado nada fizer enquanto é remunerado pela Previdência Social também pode perder as verbas trabalhistas pelo transcurso do tempo. Quando o tratamento da doença for demorado, vale a pena questionar na Justiça para reaver as verbas atrasadas do antigo vínculo.

De acordo com o art. 47 da Lei 8213/91, verificada a recuperação da capacidade de trabalho do aposentado por invalidez, ele possui o direito de retornar à função que desempenhava na empresa quando se aposentou.

Alguns juízes entendem que a concessão da aposentadoria por invalidez é o marco inicial para começar a correr a prescrição bienal (de 2 anos) a fim de se reclamar os haveres na Justiça do Trabalho. Dessa forma, caso seja concedida de imediato a aposentadoria por invalidez, é mais prudente reclamar logo os direitos trabalhistas, enquanto é pago o benefício previdenciário, uma vez que é muito difícil ocorrer a recuperação da saúde e, portanto, o retorno ao trabalho. Até a próxima.

17 Comments

  1. Boa tarde Dr. Rômulo!
    Parabéns pelos artigos. [...]
    Michella

  2. Dr. meu marido tem mais de 6 anos entre auxilio doença e aposentadoria, não existe mesmo uma forma de conseguirmos estes direitos trabalhistas que não foram pagos e agora parecem que foram prescritos?
    Não seria mto injusto porque como poderíamos entrar contra a empresa se pensávamos na sua cura e volta ao trabalho?

  3. Boa noite,
    Doutor, minha irmã encontra-se licenciada à um ano e 2 meses com acompanhamento psiquiatra do SUS e terapia a cada 15 dias. A nesma encontra-se licenciada pela CLT (cuidadora de crianças especiais), portanto entrou em depressão grave cid (s) Segundo médicos acompanhate sempre fornecendo laudo que ela está em tratamento: depressão grave e recorrente.já esteve até enternada no Caps. Médico da empresa também dá laudo que a mesma precisa continuar com o tratamento conforme prescito pelo médico acompanhate Psiquiatra e Psicólogo. Períto da Previdência neta os laudos e pede para ela voltar a trabalhar, estamos sofrendo muito, pois, seria 3 laudos dos médioos incapacidade para retornar as atividades. a cada dois meses é esse joga daqui e dali… perito do Inss de São Bernardo do Campo nem olha , ou se quer lêem os laudos dos médicos, ainda teve um dia que ela saiu pior do que estava e está. O períto pediu para que ela não fosse dopada lá. Dr. ficamos sem saber o que fazer! pois ela estava sobre efeitos de medicamentos, e aí vem buscando a vida. O que percebemos é que a mesma só fala em melhorar e voltar a fazer o que ela mais gostava , chora muito, fala muito nas crianças. enfim… durante um ano e dois meses já deu entrada com auxilio 3 vezes durante este período de tratamento. Levando tudos documentos conforme lei exige! dos oiginais, carta da empresa tudo conforme INSS exige. já não aguentamos mais; tem que ir na porta do médico SUS, sempre buscar laudo. o mesmo fornece com todo carinho e sempre dando força que a mesma vai melhorar. acreditamos nele e em Deus. O que não me conformo são os Perítos de nem lêem os laudos , bom Doutor tem perítos atenciosos, não por conceder o afastamento por 2 meses , mas atenciosos. mas, tem outros que são mal amados, parecem ginecologista, pediatra, não entendem do assundo de Psiquiatra. portanto, Deus é fiel o que queremos é que a mesma venha viver , pois ela está fazendo de tudo para voltar a trabalhar, percebemos o carinho da mesma, quando fala-se no trablho dela. Apesar de choro fácil, mas confiamos em Deus!
    Deixo aqui um desabafo, para os perítos , “nem todos” aqueles que não são especialistas no assunto. Deveriam cair fora e deixar para quem entende o que significa uma pessos com depressão grave e recorrente. 3 Cid , no momento só me lembro de um deles F29, mais 2 cids que no monento não estáo aqui em mãos.
    Obridada por aceitar o meu dessbafo.
    Anali

  4. Boa noite,

    Me emocionei com o desabafo da colega aicma, tudo o que foi dito é uma grande realidade, infelizmente, tem peritos que não entendem do assunto do paciente como depressão e para se livrar da mesma, nem olha os laudos dos médicos, conforme depressão , psiquiatra.

    Tem vários peritos que indeferem o pedido por não entender do assunto, que entende é o médico que cuida da paciente, peritos estão ali só para fachada. Muitos são ginecologistas, pediatras, ect. Como entenderem de psiquiatra? Nem todos peritos, mas a maioria infelizmente. Acontece isso na nossa sociedade. No caso da colega caberia esse perito ser expulso. Onde fica a inclusão? só no papel?

    Gente, percebemos que a paciente está em busca da vida, saúde, para fazer ou seja , voltar as atividades normais, fazer o que ela mais gosta, percebemos que ela fala muito das crianças, tem amor a elas, serve de exemplo para todos que um doente quando busca o tratamento é porque que melhorar e não salário, boa vida!

    Vejamos um grande exemplo acima; caberia a sociedade rever esse assunto e tomar medidas mais favoráveis ao doente, em questão de sáude. Cheguei a conclusão que os nossos valores estão mesmo nas mãos de quem nem se quer tem a mínima sensiblidade para entender o ser humano, é por esse motivo que a violência está acima de tudo, dominando o mundo…
    abraço,
    Giovani

  5. Boa Tarde… tirar uma duvida.
    Uma amiga estava na empresa a menos de 03 meses e por decorrencia do destino sua filha de 04 anos, teve que fazer uma cirugia com urgencia, na qual retirou um tumor do cerebro e estar a mais de um mes no hospital acompanhando o tratamento da incapaz, durante esse periodo,justificou sua falta com atestados,mais a criança tera que se submeter a radioterapia e por sua vez ela tera que continua acompanha-la.A empresa deu um mes para seu retorno caso isso não ocorrora a empresa vai dar suas contas como abando de emprego,iss pode? pois foi informada que não tera direito a ficar pelo inss, ate a recuperação da filha, como ela deve proceder para recorrer a esse beneficio e ficar afastada pelo inss?

    Fico no aguardo.

  6. Boa tarde,
    Conforme relato “acima”, paciente com Depressão grave e recorrente com vários Cid(s) em busca da vida (melhorar), entende-se que a mesma não pediu para ficar doente e sim buscar a vida , trabalhar, fazer o que ela mais gosta. Conforme a nossa Presidenta Dilma hoje dia (17/11/) se emocionou em se tratando das crianças com deficiência, me fez lembrar o carinho da colega acima que esta licenciada por motivo doença e chora muito quando fala das crianças que cuidava, imagino o carinho que a mesma tem por estas crianças, percebe-se que ela pede a Deus saúde para voltar a fazer o que ela mais gosta , carinho pelas crianças deficiêntes… imagina a dor da colega, hoje foi a vez da Presidente, Em suma, podemos perceber o sofrimento da colega, choro fácil, saudade, enquanto foi tratada com desrespeito, a mesma deixa claro que nem todos os perítos são péssimos profissionais , ela deixa claro que outros reconhecem o grau de incapacidade da mesma, conforme relato é onde me dá forças para viver e saber que ainda existem pessoas maravilhosas no nosso mundo, sabem reconhecer os direitos e valores dos merecedores.
    Palavra chave; saudade das crianças, dedicação, carinho e prazer na realização “trabalho”
    OBS; Você colega e a Presidente Dilma me fez emocionar também. O mundo precisa de pessoas assim como vocês , colega fico aqui torcendo pela sua saúde em busca de sua realização. Não sou nenhum Chico Xavier, mas posso perceber que as crianças também estão torcendo pela sua volta. Fique com Deus.
    Geraldo

  7. Olá,
    Gostaria de parabenizá-la a nossa Presidenta Dilma, pelo carinho com os deficientes. Conforme ocorrido, da senhora pedir direitos para o filho deficiente, em qritos enquanto a Presidenta se emocionava, entendo que deficiência não existe extinção, portanto, a Presidenta disse direitos para os deficientes e sem discriminação; ou seja, “igualdade” para todos. Quanto a mulher com seus gritos não seja um momento de tristeza para Presidenta e sim desculpá-la, parece-me que não ficou coerrente a comunicação da Presidente para a mulher. ou seja, ela não entendeu!?
    AH! Presidenta obrigada pelo carinho e consideração aos deficientes, sou mãe de um filho deficiente, portanto, choro, choro, choro muito quando vejo a situação do meu filho, mas daria e dou a vida por ele. Presidenta, não sabia que do outro lado existia outra pessoa que tivesse tanto carinho pelos nossos filhos “deficientes” chegando até a se emocionar. Obrigada mais uma vez… Presidenta tem uma colega acima que cuida dos nossos filhos deficientes e encontra-se em tratamento “depressão” não a conheço mas tenho em mente que ela é uma pessoa maravilhosa, encontra-se em tratamento, chora muito com saudade das crianças que ela cuidava; esse é um exemplo de humanidade de carinho e respeito pelo nossos filhos com deficiência, imagina doente em busca da vida para voltar a cuidar dos nossos filhos. Se cada pessoa que estivesse recebendo do INSS auxilio doença pessasse assim, o mundo seria outro, ela passa para a sociedade a busca da vida , da saúde e não o benefício, podemos entender conforme o relato da mesma. Peço-lhe a Deus pela cura dela, e que ela venha um dia a cuidar, dos nossos filhos ela merece toda saúde do mundo e a sociedade agradece e fica torcendo peça recuperação dela e que os médicos também cuide bem da mesma, assim como ela pensa em melhorar para voltar a cuidar dos nossos filhos. Obrigada Presidenta Dilma pela sensibilidade com os deficientes e obrigada colega que tem carinho pelos mesmo deficientes. VOCÊ COLEGA, “EM TRATAMENTO” “DEPRESSÃO” É UM EXEMPLO DE UMA PESSOA DEDICADA AO PRAZER A REALIZAÇÃO DO SEU TRABALHO. NOSSAS CRIANÇAS AGRADECE O SEU CARINHO ELAS PRECISAM DE VOCÊ.
    ABRAÇOS A COLEGA E A PRESIDENTA DILMA.COLEGA FICO AQUI TORCENDO PELA SUA RECUPERAÇÃO E PEDINDO A DEUS PELA SUA SAÚDE E QUE OS MÉDICOS TENHAM FORÇA PARA CUIDAR DE VOCÊ. AGORA QUEM ESTÁ PRECISANDO DE AJUDA É VOCÊ! DEUS É MAIOR.ESTAMOS TORCENDO PELA SUA SAÚDE.
    ABRAÇOS A COLEGA E PRESIDENTA DILMA
    VALERIA

  8. boa noite.
    doutor tenho um irmão que ja e aposentado a mais e 15 anos e começou a trabalhar em uma empresa a cinco anos, se ele for mandado embora ele pode reclamar direitos trabalhistas na justiça. ele ganha um salario minimo mensal nao tem contrato nenhum assinado.

  9. BOA TARDE
    MAIS UMA VEZ, VEJAMOS QUE A DEPRESSÃO NÃO É MANHA E NEM FRESCURA, É UMA DOENCA, CONFORME OS PERITOS DO INSS, AINDA TEM O ABSURDO DESRESPEITO COM O PACIENTE EM TRATAMENTO CONTRA DEPRESSÃO , CONFORME VEJAMOS RELATO ACIMA. MANDANDO O SEGURADO VOLTAR AO TRABALHO IDEFERINDO MESMO… COMO SE DIZ , VOCÊ NAO TEM NADA, ABANDONA O TRATAMENTO E VAI TRABALHAR. ALÉM DE MALTRATAR , IGNORAR OS LAUDOS DOS MÉDICOS ACOMPANHANTES DO DOENTE, CABE A NOSSA SOCIEDADE REVER ESSES VALORES E TOMAR URGENTEMENTE CONHECIMENTO, QUE PARECEM ESQUECIDOS OU FAZEM DE CEGOS, OU SEJA: NÃO ESTAMOS VENDO. ONDE FICA A INCLUSÃO? JÁ QUE ESTÁ EM LEI?. GENTE, AUTORIDADES, VAMOS CUIDAR E RESPEITAR AS PESSOAS DOENTES,´NINGUÉM PODE PAGAR PELO ERRO DOS OUTROS, CADA UM TER A SUA CARACTERÍSTICA, E MRERECE RESPEITO. CABERÁ COMPETÊNCIA NA ADMINISTRAÇÃO ´PERÍTOS DO INSS E SEUS SUPERIORES. MAIS UMA VEZ UMA TRAGÉDIA EM SÃO PAULO. (MORTE POR DEPRESSÃO) , NÃO SEI SE NO CASO DA DEPRESSIVA BUSCOU AJUDA, TRATAMENTO, MAS, EM OUTROS CASOS MUITOS QUE ESTÃO EM TRATAMENTO EM BUSCA DA VIDA. PERITO AINDA CHAMA O DEPRESSIVO DOPADA. MEU DEUS! ONDE ESTÃO OS NOSSOS VALORES? CABERÁ A SOCIEDADE REVER URGENTE , URGENTE, ESSES VALORES….
    VALERIA

  10. Boa noite doutor.
    Com quase dois anos em tratamento psiquiatrico, e terapia ainda envolvendo desencadeamento de varios cid. HAS, hipotireodismo ainda não controlado e colesterou ruim. tudo com cid dos medicos, ainda com um nódulo no pescoço ainda aguardando o retorno o médico para diagnosticado o nodulo . (cuidado de crianças especiais) perdi vários quilos e tomo varios medicmentos por dia e com todos laudos médicos ncedida por enquanto até 45 dois, vou completar 53 anos esse mês. Doutor, é muito triste essa situação a gente se ente inútil e insegura . peço a Deus todos os dias para melhorar e ter a minha saúde de volta, mas ao mesmo tempo sei que não me encontro bem , principalmente o meu trabalho é muito desgastante 8 horas por dia, e com vários medicamentos ainda pior. é muito triste a cada quarenta e cindo dias tem que passar no psiquiatra e outros para pegar laudo… até menos de 45 dias pois tem que marcar 15 dias antes. Não posso reclamar o INSS,mas fico muito insegura e guero a minha saúde de volta, é muito humilhante, me sinto afastada do social, perdi todas as minhas amizades prefiro me isolar de tudo … na verdade não sou aquela pessoa mais reliz de sempre, nada me traz felicidade. Doutor, não sei o que será de mim. Tomo medicamentos tanto psiquatrico e contar a tireoide. Penso que a minha vida acabou. não sei se vou volta a ter uma vida social como antes, o tempo passa e eu não percebo, a vida. Doutor é somente um desabafo. desculpe-me as lágrimas estão rolando, é muito difícil aceitar essa situação e humilhante também, mas como se diz o meu terapeuta tenho primeiro que coidar da minha saúde e esquecer o trabalho pois no ainda não estou em condições de voltar ao trabalho, agora preciso cuidar da miha saude. Doutor, me sinto culpada pois não estava bem, e não aceitava a minha doença, pois sempre fui uma pessoas resposnável e compromisso com o meu trabalho, e agora? sou culpada por não ter aceitado que estava doente.
    abraço
    arlete

  11. BOA NOITE
    EM TESE, POSSO AFIRMAR A DECLARAÇÃO FEITA PELO POR BETO MACHADO A RESPEITO DO “AUXILIO DOENÇA” ESSA CONFIRMAÇÃO É ABSOLUTA E NÃO TEM COMO NEGAR O DESCASO COM O SEGURANDO “DOENTE”, É PRECISO URGENTEMENTE TOMAR CONHECIMENTO PARA MELHOR SOLUCIONAR A SITUAÇÃO DOS SEGURADOS “DOENTES EM AXILIO DOENÇA”, TENDO COMO EXEMPLO, A REVISÃO JÁ OCORRIDA ANTERIORMENTE. PORTANTO, MEU IRMÃO È UM DOS EXEMPLO CAUSADOS DO DESCASO, FICOU AFASTADO 6 MESES DEPRESSÃO GRAVE E RECORRENTE, INTERNADO NO CAPS) TOMANDO VÁRIOS MEDICAMENTOS COM LAUDO PSIQUIATRA SUS E PSICOTERAPIA (LAUDO) , O PERITO ALÉM DE MALTRATAR MEU IRMÃO, INDEFERIU O BENEFICIO E PEDIU PARA QUE ELE RETORNASSE AO TRABALHO, SENDO QUE O MÉDICO DA EMPRESA FEZ UMA AVALIAÇÃO E NÃO ACEAITOU QUE ELE FICASSE NO TRABALHO, “DIZENDO NA DECLARAÇÃO QUE O MESMO ENCONTRAVA INVAPACITADO PARA RETORNAR AO TRABALHO E PEDIU RETORNAR PARA O INSS. MEU DEUS COMO É DIFICIO , FICAMOS SEM SABER O QUE FAZER MÉDICO ACOMPANHANTE E TERAPEUTA, MAIS AVALIÃO LAUDO CAPS. E MÉDICO TRABALHO , TODOS ENXERGAVAM A INCAPACIDADE DA DOENÇA , SOMENTE O MÉDICO PERITO NÃO CONCORDAVA. VAMOS LÁ: QUEM ESTÁ CERTO? NO CASO SERIA 4 COMPETENTES, CONTRA UM QUE NEM SE QUER OLHAVA OS LAUDOS CONFORME, “NECESSÁRIO” EM SUMA, É PRECISO REVER URGENTE ESSE ASSUNTO, QUE MUITAS VEZES EXISTEM MILHARES DE “DOENÇAS MENTAIS” QUE NÃO RECONHECEM OS SEUS DIREITOS, E ACABAM FICANDO IMPUNE OS SEUS DIREITOS MERECIDOS.
    CONCLUSÃO: MEU IRMÃO NÃO RETORNOU AO TRABALHO DEVIDO A SUA INCAPACIDADE RECONHECIDA PELO MÉDICO DA EMPRESA, E TIVEMOS QUE ENTRAR COM OUTRO AUXILIO DOENÇA, NA VERDADE FORAM DUAS VEZES NOVO AUXILIO DOENÇA , EXIGIDO PELOS SEGURADOS DA EMPRESA, A EMPRESA FEZ UM DOCUMENTO DIZENDO QUE O “DOENTE NÃO TINHA CONDIÇÕES DE RETORNAR AO TRABALHO, OU SEJA NO ANOS 2011 FORAM FEITA DUAS DENTRADAS DE (AUXILIO DOENÇA) ATE´, QUE RECONHECERAM O BENEFÍCIO DEVIDO A DOR DE CABEÇA , CORRE, CORRE, COMO SE ESTIVESSE PEDINDO ESMOLA, CONCLUSÃO A DEPRESSÃO ESTÁ RELACIONADA A OUTRAS DOENÇAS DO MESMO, EM TRATAMENTO COM OUTROS ESPECIALISTAS… ATÉ HOJE O BENEFICIO ESTÁ SENDO ACEITO, MAS NÃO SEI ATÉ QUANDO?
    VALE RESSALTAR QUE CASOS COM ESTES ACONTECEM DIARIAMENTE, O PERITO NEGA A SUA COMPETENCIA E MANDA O DOENTE VOLTAR PARA O TRABALHO MUITAS VEZES , ALÉM DE PERDER O BENEFÍCIO É DEMITIDO DOENTE. SR. BETO MACHADO, SEI QUE VOCÊ PODERÁ AJUDAR MUITOS DOENTES E NÃO DEIXANDO PASSAR IMPUNE, ESSE DESCASO COM OS DOENTES, (mentais, físicos, entre outros). DEIXO AQUI ESTE DESABAFO OCORRIDO A CADA MINUTO , ONDE FICA A INCLUÃO DO NOSSO PAÍS? JÁ QUE ESTÁ EM LEIS. APRENDI QUE A INCLUSÃO É PARA QUE TODOS TENHAM ACESSO A SEUS DIREITOS ADQUIRIDOS.
    ATT
    IRMÃ DO SEGURADO

  12. BOA NOITE
    EM OBSERVAÇÃO ACIMA, CONFORME FICOU UM POUCO IMPLÍCITO.
    MEU IRMÃO FICOU AFASTADO 6 MESES E PERITO PEDIU PARA QUE ELE RETORNASSE AO TRABALHO, CONFOME, O BELO MACHADO, TIVEMOS QUE DAR NOVA ENTRA NO AUXILIO DOENÇA,. VALE RESSALTAR QUE NÃO É PRORROGAÇÃO E NEM RECONSIDERAÇÃO ( ONDE FORAM OCORRIDAS VÁRIAS VEZES) MESMO ASSIM: OS TECNICOS ATENDENTES DO INSS PEDIA PARA DAR NOVA ENTRA NO AUXILIO DOENÇA, FORAM DUAS NOVAS ENTRADAS “AUXILIO” NO ANO 2011, OU SEJA , NOVO AUXILIO DOENÇA. EM NENHUM MOMENTO O COMPETENTE QUE ESTÁ TENTANDO AJUDAR OS DOENTES NÃO DIZ A VERDADE, VOU TORCER PELOS DOENTES DO NOSSO PAÍS , TENDO COMO EXEMPLO NA PRÓXIMA MINHA CASA, O DESDEIXO COM SEGURADO DOENTE.
    A MESMA

  13. BOA TARDE ESTOU EM DEPRESSÃO PROFUNDA TRATAMENTO PSIQUIATRA TOMANDO VÁRIOS MEDICAMENTOS , POR SER AGITADA, BRIGA COM AS PESSOAS, NÃO SUPORTO OUVIR VOZ, FICO TRANCADA NO QUARTO. PEÇO -A DEUS FORÇA E CURA PARA VIVER , ALÉM DA DIFICULADADE DE FICAR VAI E VOLTA NO INSS , PERITO NEGOU MINHA CONSESSÃO COM LAUDO PSIQUIATRA E PSICOLOGO, ENTREI COM RECONSIDERAÇÃO NEGADO NOVAMENTE, FUI TRABALHAR DOENTE, AS PESSOAS FICAVA OLHANDO E FALANDO DA MINHA DOENÇA PERCEBIA ISSO, UMA SEMANA APÓS FUI CHAMADA PARA ASSINAR UMA CARTA DE DEMISSÃO. SOU SECRETARIA E TELEFONISTA. A VERSÃO É QUE DISSE SER DEMITIDA POR NÃO ESTAR PRODUZINDO NO TRABALHO E MALTRATANDO CLIENTE, ALÉM DE DIZER QUE ESTOU MUITO AGITADA. O QUE FAZER DA MINHA VIDA AGORA? FUI TRABALHAR PORQUE NÃO AGUENTAVA MAIS TER O AUXILIO DOENÇA NEGADO. NÃO ESTAVA ALLI PORQUE QUERIA E SIM POR ESTAR DOENTE, SEI QUE O MEU TRABALHO ERA TUDO QUE MAIS GOSTAVA DE FAZER. PSIQUIATRA SEMPRE LAUDO ORIGINAL CID F29 E CID 33.8.

  14. bom dia dr. Romulo. eu gostaria de tirar uma duvida sou portadora de epatite autoimuni grave, ja perdi parte do figado, desde 2001, só contribui com o inss 9 meses faço tratamento e atualmente me sinto com muita tonturas . tenho algum direito de aposentadoria junto ao inss. aguardo resposta muito obrigado.

  15. boa tarde doutor.
    eu tive depressão,fiquei 9 meses afastada pelo inss
    fui liberada
    mas continuie com o tratamento com o psciquiatra,depois voltei ao trabalho fiquei 3 meses trabalhando chamei a empresa para um acordo e ela aceitou!
    agora fiqui sabendo que fiquei sabendo que eu não poderia ter voltado ao trabalho sem que o psciquiatra tivesse me liberado,(resumindo) eu sair perdendo
    desde ja agradeço;
    parabéns pele iniciativa.

  16. Adorei seus esclarecimentos!!!! Muito oportunas.

    Continue escrevendo, porque além de relevantes suas considerações, escreve de maneira clara. De sorte que, todos podem compreender as informações.

    Um abraço!!!

  17. Boa noite doutor!

    Meu marido e eu temos um amigo já aposentado, infelizmente ele veio a ter um AVC e está acamado, ficamos sabendo que neste caso ele teria 25% a mais para receber de aposentadoria, isto procede?
    Como a esposa dele deve proceder para receber este valor que tanto a ajudará nas despesas médicas do nosso amigo?

    Aguardo uma resposta.

    Obrigada!