Existem quantos campeões nacionais?

Sport bicampeão do BrasilAntes de mais nada, uma explicação. A lista abaixo não é um ranking oficial e pode (deve) ser contestado. Trata-se apenas de um emaranhado de dados em um post de domingo… Para elaborar o ranking de campeões do Brasil, eu contabilizei todos os campeonatos nacionais desde 1959.

As competições de elite levadas em consideração foram a Taça Brasil (1959/1968), o Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1967/1970), a Série A (1971/2007), a Copa do Brasil (1989/2008) e a Copa dos Campeões (2000/2002). Mas o que todos esses campeonatos têm em comum? Todas eles classificaram os vencedores à Taça Libertadores.

E é exatamente esse o motivo de não ter entrado na conta outros torneios nacionais de alguma relevância, como os Torneios dos Campeões (1920, 36 e 82), do Povo (71/73) e Heleno Nunes (84), além da Supercopa do Brasil (90 e 91). O Sport, como se sabe, tem dois títulos oficiais (acima, as capas do Diario em 2008 e 1987), e está no mesmo patamar de Bahia e Botafogo. O maior vencedor do país é o Palmeiras, com 10 taças. Duas dessas conquistas ocorreram em cima de clubes pernambucanos (Copa dos Campeões de 2000, contra o Sport, e Taça Brasil de 1967, contra o Náutico).

Ranking de títulos nacionais

10 – Palmeiras (A: 1972, 1973, 1993 e 1994; R: 1967 e 1969; CB: 1998; TB: 1960 e 1967; C: 2000)
8 – Santos (A: 2002 e 2004; R: 1968; TB: 1961, 1962, 1963, 1964 e 1965)
7 – Flamengo (A: 1980, 1982, 1983 e 1992; CB: 1990 e 2006; C: 2001)
6 – Grêmio (A: 1981 e 1996; CB: 1989, 1994, 1997 e 2001)
6 – Cruzeiro (A: 2003; CB: 1993, 1996, 2000 e 2003; TB: 1966)
6 – Corinthians (A: 1990, 1998, 1999 e 2005; CB: 1995 e 2002)
5 – São Paulo (A: 1977, 1986, 1991, 2006 e 2007)
4 – Internacional (A: 1975, 1976 e 1979; CB: 1992)
4 – Vasco (A: 1974, 1989, 1997 e 2000)
3 – Fluminense (A: 1984; R: 1970; CB: 2007)
2 – Bahia (A: 1988; TB: 1959)
2 – Botafogo (A: 1995; TB: 1968)
2 – Sport (A: 1987; CB: 2008)
1 – Atlético-MG (A: 1971)
1 – Guarani (A: 1978)
1 – Coritiba (A: 1985)
1 – Criciúma (CB: 1991)
1 – Juventude (CB: 1999)
1 – Atlético-PR (A: 2001)
1 – Paysandu (C: 2002)
1 – Santo André (CB: 2004)
1 – Paulista (CB: 2005)

Legenda: Série A (A), T. Roberto Gomes Pedrosa (R), Copa do Brasil (CB), Taça Brasil (TB), Copa dos Campeões (C).

Já estava até esquecendo… Existem 22 clubes campeões nacionais, nos 74 torneios realizados. Segundo o blog, que fique claro.

Obs. Os títulos foram somados sem distinção. O blogueiro, porém, acredita que as competições têm pesos bem diferentes (CLARO). Já a diferença nas posições com clubes com o mesmo número de taças foi estabelecida pelo último título (com vantagem para o mais antigo).

Longe de Heysel

Apesar de contestada, a proibição da venda de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol do Brasil vem sendo apontada como a força motriz para a redução de incidentes entre torcedores nos jogos. Esse foi um dos pontos apresentados na Procuradoria-Geral da Inglaterra pelo promotor de Justiça e coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias Criminais, Aguinaldo Fenelon, responsável pelo Juizado Especial do Torcedor, que funciona em Pernambuco. A visita aconteceu em 16 de agosto, em Londres.

A colunista de Vida Urbana do Diario, Ana Braga, comentou na edição de hoje sobre a atuação do Juizado – que poderá ser implantado no restante do país em breve. Instalado nos três estádios do Recife e no Lacerdão, em Caruaru, o Juizado poderá ganhar mais espaço em outras cidades do interior no Campeonato Pernambucano de 2009. Segundo os dados de Fenelon, de maio até agosto deste ano, a redução de crimes já atinge a marca de 78%.

Como falamos acima, a bebida alcoólica está diretamente ligada à confusão nos estádios. Abaixo, um dos motivos de a reunião ter sido justamente na Inglaterra.

Hooligans

Uma palavra abominada na Inglaterra. É o que define aquele torcedor brigão, fanático ao extremo e quase sempre alcoolizado, e que poucas vezes quer mesmo ver o jogo. O caso mais emblemático (e triste) de confusões em um estádio ocorreu na decisão da Liga dos Campeões da Uefa de 1985, em Bruxelas, na Bélgica. A Juventus, da Itália, venceu os ingleses do Liverpool por 1 x 0, em 29 de maio. Infelizmente, naquele dia, a lembrança não se refere à comemoração de Michel Platini após marcar, de pênalti, o gol do título, mas sim à morte de 39 torcedores (grande maioria da Juve), agredidos por hooligans do Liverpool.

Um número de guerra civil. O episódio ficou conhecido como Tragédia de Heysel (nome no estádio).

Medidas adotadas pela organização belga naquele dia (comuns nos clássicos pernambucanos):

1) Suspensão da venda de bebidas alcoólicas no estádio
2) Revista de todos os torcedores na entrada
3) 1.500 policiais (o recorde no Recife foram os 900 oficiais na final da Copa do Brasil deste ano, entre Sport e Corinthians)

O que aconteceu então?

Todos os bares no entorno do estádio estavam abertos (assim como ainda acontece no Brasil). Os confrontos começaram bem antes da partida, ainda na entrada Heysel. Devido à superlotação do estádio (outro ponto que também preocupa), torcedores dos dois times ficaram em um mesmo setor. Barras de ferro do alambrado, pedras… Tudo isso virou arma naquela fatídica decisão.

Obs. NINGUÉM foi preso naquela noite em Heysel. Apenas o futebol, refém dos vândalos.

Você já presenciou algum incidente em um jogo de futebol? Tem alguma sugestão para ajudar no combate aos crimes nos estádios? OPINE!

Pernambucanos oscilam na Timemania

RaioApesar de ainda não ser a mais popular das loterias, a Timemania vem ganhando espaço entre os apostadores. A loteria completará 6 meses na próxima segunda-feira. A chance de acertar os 7 números na Timemania (que tem 80 clubes inscritos) é de 1 em 24 milhões. Na Mega Sena essa chance é ainda mais remota: 1 em 50 milhões. Enquanto isso, a chance de ser atingido por um raio é de 1 em 3 milhões…

Os times pernambucanos estão em colocações intermediárias na lista acumulada (que é bem semelhante aos vários estudos sobre o tamanho das torcidas brasileiras). Até o concurso de número 26, um total de 1.270.027 apostas foram feitas por torcedores de Sport, Santa Cruz e Náutico. Um número baixo em relação ao restante do país. Para se ter uma idéia, o Flamengo (líder) tem 3.424.733 apostas.

Colocação dos times na Timemania acumulada (01/03/2008 até 24/08/2008):

1º Flamengo – 8,5% (3,4 milhões de apostas)
2º Corinthians – 6,6% (2,6 mi)
3º Palmeiras – 5,2% (2 mi)
4º São Paulo – 4,8% (1,9 mi)
5º Santos – 4,1% (1,63 mi)
6º Grêmio – 4,0% (1,62 mi)
7º Internacional – 3,5% (1,4 mi)
8º Vasco – 3,4% (1,3 mi)
9º Cruzeiro – 2,9% (1,17 mi)
10º Botafogo – 2,8% (1,13 mi)
11º Fluminense – 2,6% (1 mi)
12º Atlético-MG – 2,4% (0,9 mi)
13º Bahia – 2,2% (0,8 mi)
14º Vitória – 1,4% (0,57 mi)
15º Sport – 1,3% (0,51 mi)
20º Santa Cruz – 1,0% (0,4 mi)
27º Náutico – 0,9% (0,3 mi)

Você pode ver a lista completa (acumulada) AQUI.

A situação está russa

Zenit é o campeão da Supercopa 2008E não é que o Zenit surpreendeu o poderoso Manchester United? Com gols de Pavel Pogrebnyak e do estreante Danny, o time de São Petersburgo (atual campeão da Copa da Uefa) venceu os Diabos Vermelhos por 2 x 1, nesta tarde, em Mônaco, e conquistou pela primeira vez a Supercopa européia.

Pogrebnyak (foto ao lado, vibrando no estádio Louis II) abriu o placar aos 44 minutos no primeiro tempo, enquanto o português Danny amplicou na segunda etapa. Vidíc descontou para o Manchester. Danny, aliás, parece ter começado a mostrar porque os dirigentes do clube russo pagaram ‘apenas’ R$ 71 milhões pelos seus direitos federativos.

Você pode ver a matéria completa publicada no site da Uefa AQUI.

Pequenas idéias, grandes histórias

Supercopa européiaFundado em 1873, o Glasgow Rangers só conquistou um título continental em sua história. O clube escocês venceu antiga Recopa européia em 1972. Faltando um ano para o centenário do clube na época, os dirigentes do Rangers quiseram aproveitar a conquista para começar a festa. E para isso, convidaram o holandês Ajax, vencedor da Copa dos Campeões da Uefa (hoje Liga dos Campeões), para disputar dois amistosos, um em Glasgow e outro em Amsterdã.

Mas para apimentar um pouco mais as partidas, o jornal holandês De Telegraaf doou um troféu, chamado de Supercopa da Europa (que vida é essa de jornalista, hein?). Os dois times toparam a idéia, e ainda receberam os parabéns do presidente da Uefa (a “CBF” européia), Barcs Sandor. Anos depois, a entidade reconheceu aquela disputa como oficial.

Em instantes (15h30), o inglês Manchester United (atual vencedor da Liga dos Campeões) e Zenit (Copa da Uefa), da Rússia, irão decidir a 34ª edição da Supercopa, que só não foi disputada em três oportunidades (1974, 1981 e 1985). O Milan é o maior vencedor, com cinco títulos. O Manchester busca o bi (ganhou em 1991), enquanto o Zenit que se tornar o primeiro clube de seu país a erguer o troféu.

Estádio Louis IIAntes um mata-mata, a Supercopa é disputada em jogo único desde 1998, no charmoso estádio de Louis II, no não menos badalado Principado de Mônaco. O maior desfalque dos Diabos Vermelhos (Manchester) hoje será o meia-atacante português Cristiano Ronaldo, que ainda se recupera de uma cirurgia no tornozelo.

Em relação ao Zenit, trata-se, sim, de um clube até certo ponto desconhecido. Mas é bom frisar que é um time milionário. No começo desta semana, o Zenit pagou R$ 71 milhões pelo português Danny, que estava no Dínamo de Moscou.

Com R$ 71 milhões no bolso, o Santa Cruz ganharia a Libertadores.

Você pode conferir os finalistas da Supercopa AQUI.

Libertadores 2009 update

Taça LibertadoresAo todo, 15 clubes já estão classificados para a próxima Taça Libertadores da América, que terá a participação de 38 equipes. Até agora, o Sport é o único representante brasileiro garantido na competição. Abaixo, os outros 14 possíveis adversários do Leão nessa aguardada campanha:

River Plate e Lanús (Argentina); Peñarol, Nacional e Defensor (Uruguai); Caracas, Deportivo Táchira e Deportivo Anzoátegui (Venezuela); Libertad (Paraguai); Universitario de Sucre (Bolívia); Everton (Chile); Boyacá Chicó (Colômbia); LDU (Equador) e Universitario (Peru).

O Universitario, de Lima (Peru), foi um dos adversários do Sport na Libertadores de 1988, a única na história rubro-negra até agora. Entre os classificados para 2009, 4venceram a competição: Peñarol (5 vezes), Nacional (3), River Plate (2) e LDU (1).

Boyacá ChicóSobre o curioso nome Boyacá Chicó, aqui vai uma breve explicação. Atualmente sediado na cidade Tunja, o clube nasceu, na verdade, em Bogotá, em 1997. Anteriormente chamado de Chicó (“aliado“, segundo o antigo povo muísca), o clube mudou para a denominação atual em 2004, quando também mudou de cidade (Tunja fica no distrito de Boyacá). E Boyacá também remete aos muíscas, e quer dizer “perto do cacique“. O estádio La Independencia tem capacidade para apenas 8,5 mil torcedores.

O povo muísca (de cultura Chibchan) foi encontrado pelos espanhóis em 1537, na faixa oriental da Colômbia.

A booomba!

Dando seqüência a uma quinta-feira incomum no blog, vai aqui um vídeo relembrando a grande vitória do Sport sobre o Inter (3 x 1), nas quartas-de-final da Copa do Brasil deste ano. Nele, você poderá assistir aos gols daquela partida com uma narração bem diferente. Em espanhol (ou algo parecido com isso). Uma locução que fez parte da vida de muitos gamemaníacos nos anos 90, durante a febre com o jogo International Superstar Soccer, do Super Nintendo.

Foram muitas tardes jogando esse game…

Obs. O Leão enfrenterá o Inter novamente neste domingo, na Ilha. A chance de o Colorado jogar sem as estrelas Nilmar e Alex são enormes (eles estariam sendo negociados). Nenhum rubro-negro irá reclamar se isso acontecer.

Vai ter quer correr, Timbu

Bolt-FogoO Náutico pegará uma verdadeira pedreira depois de amanhã. O Timbu terá pela frente o Botafogo, que vem numa excelente seqüência de 7 vitórias e 2 empates no Brasileirão.

Esses resultados levaram o clube carioca para a 4ª colocação, no grupo de acesso à Libertadores. Para completar, o jogo será no Estádio Olímpico João Havelange, no Rio. Cuidado com o rápido time botafoguense, alvirrubros!

Crédito: http://www.futebolezoacao.com.br/

Edinho sai e anima internautas. Tem nova enquete no ar!

O presidente tricolor, Edson Nogueira, confirmou ontem o que já era esperado. Ele antecipou as eleições. No entanto, não renunciou e continuará como mandatário coral até que o novo presidente assuma. Isso deverá ocorrer na segunda quinzena de setembro. No entanto, a decisão ainda precisa ser aprovada pelo Conselho Deliberativo do clube. Na enquete feita pelo blog, a esmagadora maioria (83%) queria que Edinho renunciasse, para que fosse convocada uma nova eleição imediatamente. Na medida do possível, essa parcela da torcida deve ter ficado satisfeita com o desfecho da política do clube. Por outro lado, apenas 9% gostaria de ver Edinho em 2009 e 2010 (provavelmente rubro-negros e alvirrubros).

Com a situação definida no Arruda, vamos agora a uma nova enquete. O ex-rubro-negro Daniel Paulista era apontado como o melhor volante do futebol pernambucano. Com a sua saída para a Romênia, quem “assumirá” o posto agora (considerando tanto primeiro volante quanto segundo)? Participe!

Mirando os campeões

Felipe MassaCom a vitória no GP da Europa, disputado no último domingo na cidade espanhola de Valência, o piloto Felipe Massa está agora a um 1º lugar de se tornar o 4º maior maior vencedor brasileiro de corridas na Fórmula 1. Atualmente, ele divide o posto com Barrichello, ambos com 9 vitórias. A primeira chance para ficar atrás apenas dos tricampeões Senna e Piquet e do bicampeã Emerson Fittipaldi será no dia 7 de setembro, no Grande Prêmio da Bélgica. Massa ainda não venceu lá

Em 4 corridas neste circuito, a melhor colocação foi um 2º lugar, no ano passado. Confira abaixo o desempenho de todos os pilotos brasileiros que já alcançaram o pódio no circo da Fórmula 1. Para mais informações sobre os pilotos, basta clicar no link em cima de seus nomes.

Ayrton Senna – 162 GPs (1984/1994)
3 títulos (1988, 1990 e 1991)
2 vices (1989 e 1993)
41 vitórias
80 pódios
614 pontos
65 pole positions

Nelson Piquet
– 204 GPs (1978/1991)
3 títulos (1981, 1983 e 1987)
1 vice (1980)
23 vitórias
60 pódios
481,5 pontos
24 pole positions

Emerson Fittipaldi – 144 GPs (1970/1980)
2 títulos (1972 e 1974)
2 vices (1973 e 1975)
14 vitórias
35 pódios
281 pontos
6 pole positions

Rubens Barrichello – 259 GPs (1993/2008)
2 vices (2002 e 2004)
9 vitórias
62 pódios
530 pontos
13 pole positions

Felipe Massa – 100 GPs (2002/2008)
9 vitórias
22 pódios
265 pontos
13 pole positions

José Carlos Pace – 72 GPs (1972/1977)
1 vitória
6 pódios
58 pontos
1 pole position

Roberto Pupo Moreno - 42 GPs (1987/1995)
1 pódio
15 pontos

Nelsinho Piquet - 10 GPs (2008)
1 pódio
10 pontos

Para mais estatísticas históricas da F-1, você pode clicar AQUI.

Foto: site oficial da Fórmula 1