Pernambuco na Seleção

Mapa do BrasilApenas quatro jogadores que atuam no Brasil fizeram parte da lista com 22 nomes para os dois jogos da Seleção contra Chile e Bolívia, pelas Eliminatórias. E olhe que foi até muito, pois cada vez mais os convocados são atletas de clubes estrangeiros com nomes difíceis de pronunciar.

Mas esse cenário já foi bem diferente. Tanto que os três grandes clubes do Recife já cederam jogadores para a Canarinha. Ao todo, 33 jogadores do futebol local já foram convocados para defender o time principal do Brasil, sendo 13 do Santa Cruz, 12 do Sport e 8 do Náutico. Entre os que entraram em campo, a conta fica em 10 do Santa, 9 do Sport e 7 do Náutico).

Por sinal, completará 50 anos em 2009 a primeira participação efetiva do futebol pernambucano na Seleção Brasileira. Participação de peso, surpreendente até.

Foi quando a Seleção Pernambucana, a “Cacareco” (explicação no final), vestiu a camisa verde e amarela e representou o país no Campeonato Sul-Americano disputado no Equador, em 1959. Por mais estranho que possa parecer, aquela atitude da CBD (atual CBF) não foi inédita. Em 56, os gaúchos venceram o Pan-Americano da mesma forma, enquanto os baianos foram derrotados na Taça Bernardo O’Higgins em 57.

O grupo foi treinado por Gentil Cardoso, que havia acabado de ser campeão estadual dirigindo o Santa. O Tricolor, aliás, cedeu 10 dos 22 jogadores chamados. O Náutico cedeu 7 e o Sport 5. Pernambuco, ops… O Brasil terminou num honroso 3º lugar. O time venceu Paraguai e Equador e perdeu para o Uruguai (campeão) e Argentina (vice). Na despedida, novo triunfo sobre os equatorianos, por 2 x 1, em Guayaquil. O ex-editor de Esportes do Diario, Adonias de Moura, participou da cobertura in loco.

Leomar, volante do Sport convocado em 2001Após a saga da Cacareco, os jogadores que atuavam no estado só voltaram a ser chamados após superar uma concorrência em todo o território nacional. Com isso, tornou-se rara a presença na Seleção de alguém que vestisse a camisa de um time local. Em 1966, o ponta alvirrubro Nado chegou a ser pré-convocado para a Copa do Mundo, mas não viajou para a Inglaterra.

Em 78, o tricolor Nunes só não disputou o Mundial por causa de uma lesão. Já o Sport passou a dominar as convocações a partir dos anos 80. Além dos cinco que atuaram, o Leão ainda cedeu mais dois. No entanto, o meia Chiquinho (contratado recentemente pelo Salgueiro), em 96, e o goleiro Bosco, em 99, não chegaram a entrar.

O último atleta chamado foi o volante Leomar (foto), em 2001. Ele foi convocado por Leão, que havia deixado o Sport para comandar a Seleção. Leomar chegou a usar a braçadeira de capitão na Copa das Confederações, mas por causa dos maus resultados da Canarinha, parte da imprensa do Sudeste chamou aquele time de “Era Leomar”.

Jogadores que já atuaram na Seleção sem deixar o futebol pernambucano:

Pernambuco1959 -Santa Cruz: Biu (volante, 5 jogos), Clóvis (zagueiro, 4 jogos), Geroldo (volante, 1 jogo), Goiano (ponta-esquerda, 3 jogos), Servílio (volante, 1 jogo), Tião (ponta-direita, 3 jogos), Zé de Mello (atacante, 5 jogos e 3 gols), Dodô (lateral-esquerdo, 1 convocação), Valter Serafim (goleiro, 1 convocação) e Moacir (meia, 1 convocação); Náutico: Elias (atacante, 5 jogos), Geraldo José (atacante, 5 jogos e 2 gols), Givaldo (zagueiro, 5 jogos), Paulo Pisaneschi (atacante, 4 jogos), Waldemar (goleiro, 5 jogos e 11 gols sofridos), Zequinha (zagueiro, 5 jogos) e Fernando Florêncio (, ponta-esquerda, 1 convocação); Sport: Édson (zagueiro, 5 jogos), Elcy (atacante, 1 jogo), Traçaia (atacante, 5 jogos e 1 gol), Zé Maria (meia, 3 jogos) e Bria (zagueiro, 1 convocação)

1966 – Náutico: Nado (atacante, 1 jogo)
1976 – Santa Cruz: Givanildo Oliveira (volante, 7 jogos)
1978 – Santa Cruz: Nunes (atacante, 11 jogos e 7 gols)
1979 – Santa Cruz: Carlos Alberto Barbosa (lateral-direito, 1 jogo)
1981 – Sport: Roberto Coração de Leão (atacante, 2 jogos e 1 gol)
1983 – Sport: Betão (lateral-direito, 2 jogos)
1995 – Sport: Adriano (zagueiro, 2 jogos)
1996 – Sport: Chiquinho (meia, 1 convocação)
1998 – Sport: Jackson (meia, 3 jogos)
1999 – Sport: Bosco (goleiro, 3 convocações)
2001
– Sport: Leomar (volante, 6 jogos)

Técnicos cedidos: Gentil Cardoso (Santa Cruz) – 5 jogos em 1959; Emerson Leão (Sport) – 11 jogos entre 2000 e 2001.

Obs. Dos 22 convocados em 1959, cinco não entraram em nenhuma partida.

Cacareco: esse foi o termo utilizado como deboche pela imprensa paulista para definir o time pernambucano, que contava com jogadores com passagens apenas regulares em clubes de São Paulo.

Foto: Arquivo/DP

10 thoughts on “Pernambuco na Seleção

  1. Pingback: Gentil Cardoso, Leão e Gallo. Do Recife para a SeleçãoBlog de Esportes | Blog de Esportes

  2. Pingback: Lampejos de Seleção Brasileira no Recife através da base | Blog de Esportes

  3. tentando ver a seleção Pernambucana de Futebol de campo juvenil de 1978. favor tentar verifica dados e passar para o meu e-mail

    eu tenho varias fotos ok 

  4. Carlos Siqueira,

    Não entendi exatamente essa sua retificação. No fim do post aparece Givanildo Oliveira, sim, como jogador do Santa Cruz. Inclusive no ano de 1976, com 7 partidas.

  5. CASSIO,
    GIVANILDO OLIVEIRA JOGOU PELA SELEÇÃO BRASILEIRA QUANDO ATUAVA PELO SANTA CRUZ, NAQUELE JOGO CONTRA A ITÁLIA, NO BICENTENÁRIO DOS ESTADOS UNIDOS EM 1976 (NESSE JOGO ESTAVA NO INTERIOR DE PERNAMBUCO E OUVI PELO RÁDIO, INCLUSIVE COM PASSES DE GIVANILDO OLIVEIRA PARA ZICO MARCAS OS GOLS).
    MERECE UMA RETIFICAÇÃO.

  6. CASSIO,

    GIVANILDO OLIVEIRA JOGOU PELA SELEÇÃO BRASILEIRA QUANDO ATUAVA PELO SANTA CRUZ, NAQUELE JOGO CONTRA A ITÁLIA, NO BICENTENÁRIO DOS ESTADOS UNIDOS EM 1976 (ESSE JOGO ESTAVA NO INTERIO9R DE PERNAMBUCO E OUVI PELO RÁDIO, INCLUSIVE COM PASSES DE GIVANILDO OLIVEIRA PARA ZICO MARCAS OS GOLS).

    MERE UMA RETIFICAÇÃO.

  7. Essa convocação ai de Leomar foi a mais pifia que ja vi na vida, realmente não tinha futebol pra seleção, assim como quase todo o time que leão convocou na epoca…na verdade leão queria era valorizar Leomar pra o sport (em caso de venda) pagar uma divida que tinha com ele (isso que foi cogitado a epoca)

  8. Pingback: Pernambuco e a Seleção, caso cada vez mais raro | Blog de Esportes

  9. Pingback: FPF de cara nova. Site e escudo | Blog de Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>