1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8… Gol do Náutico!

Atlético-MG x Náutico, neste sábado, às 18h, no MineirãoO Náutico enfrentará o Atlético-MG neste sábado, no Mineirão, em busca da afirmação nessa retomada na Série A. De cara, terá pela frente o Galo, que eliminou o Timbu na Copa do Brasil deste ano. O time mineiro, por sinal, despachou o Alvirrubro na mesma competição em 1989 e 2003. Mas apesar disso, o cofronto entrou para história por causa de um curto espaço de 8 segundos. Foi simplesmente o gol mais rápido da história da Série A.

Esse foi o tempo gasto pelo meia Nivaldo para abrir o placar em 18 de outubro de 1989, pela Série A, quando o Náutico venceu por 3 x 2, nos Aflitos. Diante de 5.266 pagantes (renda de Cr$ 59.671), o Timbu jogou com Mauri; Levi, Freitas, Romildo e Junior Guimarães; Gena, Erasmo, Leo e Nivaldo; Bizu e Augusto. O técnico era Paulo César Carpeggiani. Vídeo da vitória alvirruba abaixo.

Retrospecto geral (30 jogos)
8 vitórias do Náutico
4 empates
18 vitórias do Atlético-MG

Sport pode vender Sandro Goiano por R$ 9 milhões

Desaparecido desde 1998, Anas Al-Liby é um dos 23 homens mais procurados pelo FBI, a polícia federal norte-americana. A recompensa é de R$ 9,46 milhões para quem conseguir apontar o destino do terrorista, acusado de ter planejado os ataques às embaixadas dos Estados Unidos na Tanzânia e no Quênia, ambos em 1998.

O valor da multa rescisória de Sandro Goiano não chega a tanto, mas assim como Anas Al-Liby, o volante rubro-negro também “should be considered armed and dangerous. Na internet, há quem acredite que eles sejam irmãos… Tire a sua a própria conclusão abaixo.

Sandro Goiano visado nos EUA

O futebol-arte estava aqui

Juninho, iniciando a carreira no SportSport e São Paulo irão se enfrentar no domingo em um jogo que deverá marcar o maior público do Leão neste Brasileiro. São esperados cerca de 30 mil torcedores. Essa será a 39ª vez que os dois times irão se enfrentar (contabilizando todas as competições e amistosos). Já ocorreram grandes jogos, como a vitória rubro-negra por 4 x 3 em 2000, com um gol de Nildo nos instantes finais.

Mesma situação em 1998, quando o atacante Robson marcou aos 48 minutos do segundo tempo, incendiando os 48 mil presentes na Ilha. Mas de todas essas partidas, a fantástica goleada por 5 x 2, em 1994, é mesmo um marco na história do clube. O São Paulo tinha um timaço e havia vencido os dois últimos Mundiais Interclubes. Já o Sport realizava um bom Brasileirão, com uma safra ainda melhor de jovens jogadores, como Leonardo e Juninho Pernambucano.

E eles brilharam naquele 1º de novembro de 1994, quando 30 mil pessoas pagaram ingresso para ver uma das maiores exibições do Sport Club do Recife na última década. Os gols do Leão foram marcados por Fábio (2 vezes), Dedé (um golaço), Leonardo e Juninho (apontado pela imprensa na época como o melhor em campo). Descontaram para o adversário Axel e Caio.

Juninho, com 17 anos, já suando na IlhaCom apenas 19 anos, Juninho – hoje no Lyon, da França – já mostrava personalidade de gente grande. “Enfrentamos a melhor equipe do mundo, que é o São Paulo, e que tem jogadores do nível de Seleção Brasileira. Mas é sempre bom fazer os gols e aproveitar as oportunidades”, afirmou o eterno reizinho da Ilha, no final da partida.

Abaixo, veja os gols da partida, em uma matéria de Stênio José, hoje colunista do Diario de Pernambuco, mas que naquele ano trabalhava na Rede Globo.

Sport 5 x 2 São Paulo - 01/11/1994

Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Dacildo Mourão. Gols: Dedé aos 8, Leonardo aos 28, Axel aos 44 e Fábio aos 45 do primeiro tempo; Fábio aos 11, Juninho aos 28 e Caio aos 38 do segundo tempo. Público: 30.249 pagantes
Sport: Jefferson; Givaldo, Adriano, Gilton e Dedé; Dário (Borçato), Chiquinho, Juninho e Zinho; Fábio (Wender) e Leonardo. Técnico: Givanildo Oliveira
São Paulo: Zetti; Cafu, Junior Baiano, Murilo (Ailton) e André Luiz, Doriva, Alemão, Axel e Palhinha (Toninho), Euller e Caio. Técnico: Telê Santana

Retrospecto geral - 38 jogos
8 vitórias do Sport
9 empates
21 vitórias do São Paulo

Últimos jogos na Ilha do Retiro:
1992 – Sport 0 x 0 São Paulo
1994 – Sport 5 x 2 São Paulo
1996 – Sport 2 x 1 São Paulo
1998 – Sport 1 x 0 São Paulo
2000 – Sport 4 x 3 São Paulo
2001 – Sport 1 x 0 São Paulo
2007 – Sport 1 x 2 São Paulo

Fotos: arquivo pessoal de Juninho

Se Conselho fosse bom…

Cobra-coralSobeR$ 1 milhão, o mínimo que o clube deverá receber somando a campanha Todos com a Nota do Pernambucano/2009 e a cota de televisionamento da competição
R$ 400 mil, o valor do ônibus Expresso Coral
R$ 35 mil, o possível valor da receita mensal do novo Conselho Deliberativo (que atualmente é de R$ 7 mil)
R$ 20 mil, a economia mensal com a volta da energia elétrica fornecida pela Celpe (ao invés do atual gerador)

DesceR$ 60 milhões, o total da dívida do Santa Cruz
R$ 2,5 milhões, dinheiro necessário, já nos primeiros meses da futura gestão Fernando Bezerra Coelho, para montagem do time e dívidas de curto prazo (como salários atrasados e dívidas com fornecedores)
R$ 70 mil, o orçamento da reforma do anel superior do Arruda, que segue a passos lentos

Formação do novo Conselho Deliberativo do Santa Cruz:

250 integrantes, sendo 75 beneméritos

Indicações para o Conselho

125 nomes – Fernando Bezerra Coelho
20 – Romerito Jatobá
10 – Fernando Veloso
10 – Fred Arruda
5 – Rui Monteiro
5 – Paulo Pereira

R$ 100, o valor da contribuição mensal no último biênio. O valor deverá subir para R$ 150 ou R$ 200.