Final alternativo na liderança

Série B-2010: Náutico 2 x 1 ASA. Foto: Edvaldo Rodrigues/DP

Quase meia-noite de terça-feira.

Até ali, o Figueirense curtia a ponta da Série B. Já havia vencido o Vila Nova, cuja partida acabou às 21h30. Era só contar os minutos para festejar.

Nos Aflitos, o Náutico, que só começou a jogar às 21h50, insistia bastante no ataque tentando desempatar o 1 x 1 com o aguerrido ASA de Arapiraca, que não abriu mão dos contra-ataques. Primeira noite e o clima já era tenso!

Era o duelo que encerraria a rodada de reabertura do Brasileiro. E olhe foi um noite “cheia”, com 10 partidas.

O Timbu havia começado a sétima rodada num bom 4° lugar, já na zona de acesso à elite nacional na próxima temporada. Em casa, o dever de somar três pontos. Porém, aquele empate em casa tiraria o Alvirrubro do G-4…

Começar assim realmente não estava no script dos alvirrubros, ainda mais para um clube que poupou bastante o time principal durante a disputa do Nordestão.

Mas a espera valeu muito a pena. Demais!

Aos 44 minuto do segundo tempo, já naquele sufoco, o ala Zé Carlos cobrou uma falta, a bola voltou, o próprio jogador dominou e arriscounovamente. Certeiro, 2 x 1.

Foi o gol que levou o Náutico ao topo do Brasileiro, com 17 pontos, aproveitando os tropeços dos concorrentes. Líder isolado, diga-se. Acho que esse script estava bem além do que o técnico Alexandre Gallo havia planejado. Nada como um suspense…

Brasília-Folia

Uniforme do Brasiliense em homenagem ao Dia do RockNão, o Recifolia não está de volta.

Não é um abadá… Acredite se quiser, mas a camisa ao lado é mesmo um uniforme oficial de um clube de futebol profissional.

Da Série B.

A ideia original do Brasiliense era homenagear o Dia Internacional do Rock, neste 13 de julho, mas não acho que chegou muito perto disso não… A execução foi surreal.

O elogio mais próximo, na minha opinião, é algo como “bizarro”.

Em tempo, veja o ranking com as 10 camisas mais feias da história do futebol AQUI.

Do Ipatinga ao Ipatinga: 40 gols

Série B-2010: Ipatinga 1 x 3 Sport

Acho que os jogadores do Sport aprenderam um pouquinho com a Copa do Mundo nesses 40 dias de paralisação. Um time muito bem postado na defesa, com uma saída de bola rápida, armando contragolpes. Futebol mais do que aplicado no Mundial da África do Sul. E, para completar, um atacante em boa fase lá na frente. Ciro.

Confesso que fiquei curioso para saber como o atacante rubro-negro se comportaria depois da polêmica antes da parada da Série B, quando cobrou um aumento salarial dizendo que só os jogadores “de fora” eram valorizados (relembre AQUI).

Pois Ciro foi muito bem contra o Ipatinga na noite desta terça. O jovem atacante correu bastante, finalizou, tabelou e marcou um gol. Foi o seu 40° gol com a camisa do Leão em 82 partidas desde 31 julho de 2008 (boa média de 0,48).

Estreia, curiosamente, contra o mesmo Ipatinga, na Ilha. O placar? Vitória por 3 x 1.

Desta vez o jogo foi no Vale do Aço. O Sport largou muito bem. Com apenas 25 minutos já vencia por 2 x 0. De calcanhar, Ciro deixou Eduardo Ramos livre para marcar. Depois, o próprio atacante fintou dois adversários e ampliou.

A vantagem só não foi maior no primeiro tempo porque o volante Germano perdeu um gol incrível. No comecinho da segunda etapa, o time mineiro diminuiu. Veio o velho temor… Mas no fim, jogando no estilo que fez sucesso na África, o Sport matou o jogo, fazendo o mesmo 3 x 1 de outrora, chegando a três vitórias seguidas.

Ciro no Sport:

1 gol na Libertadores (6 jogos)
4 gols na Série A (25 partidas)
2 gols na Copa do Brasil (4 jogos)
6 gols na Série B (6 jogos)
27 gols no Pernambucano (41 jogos)

O intruso laranja

LaranjaA Fifa atualizou o ranking histórico da Copa do Mundo, com a pontuação de todas as 19 edições entre 1930 e 2010.

A Alemanha passou a ser o país com o maior número de jogos. O centésimo jogo dos germânicos será na estreia da Copa de 2014. Só falta a vaga. O Brasil segue como o país com mais vitórias e gols marcados.

Como curiosidade vale ressaltar que os sete primeiros lugares são ocupados por campeões mundiais. Em 8º, o furão da fila. A vice Holanda. Com três medalhas de prata no currículo, bem que a Laranja Mecânica vem tentando entrar no grupo…

Em 9º lugar, o campeão mundial restante, o Uruguai, que volta a fazer parte do Top Ten após a excelente campanha na África do Sul. Abaixo, as estatísticas dos 20 melhores países nos Mundiais. Veja a lista completa, com 76 países, AQUI.

Ranking da Copa do Mundo (1930/2010)

Futebol cede ao rock

Mick JaggerDia Internacional do Rock…

Não dava mesmo para passar batido uma data como essa, mesmo em um blog esportivo. Até porque música e esporte caminham juntos há muito tempo.

Todo torcedor deve ter algumas dezenas de bandas “preferidas”. Eu também, naturalmente.

Para não ficar um tempão escolhendo uma música (e acabaria não escolhendo “a” música), esperei a decisão “randômica” do velho winamp. Veio “The Bucket”, do Kings of Leon.

Várias músicas lembram certos momentos da vida. Inclusive inesquecíveis vitórias…

Tanto que vários vídeos de conquistas no Youtube têm o rock como trilha sonora. Inclusive com Mick Jagger, pois de de rock ele entende…

Foto: Fifa

Escudos do futuro

Escudos feitos por ilustradores: Itália, Alemanha, Argentina (topo); Uruguai, França e Inglaterra (embaixo)

O distintivo de uma seleção (ou clube) é algo quase sagrado. É um dos maiores símbolos da tradição de uma equipe. O escudo da Seleção Brasileira, por exemplo, é o mesmo desde a primeira Copa do Mundo, em 1930, quando a CBF ainda era CBD, com “desportos” no emblema, em vez de “futebol”.

Apesar da história, não custa nada imaginar como ficariam os escudos dos campeões mundiais com um ar mais moderno, style.

Ideia para um escudo "moderno" para a Seleção BrasileiraAlguns designers toparam a ideia redesenharam os escudos de seis países (conheça os ilustradores desses modelos AQUI). Acima estão Itália, Alemanha e Argentina na primeira lista, e Uruguai, França e Inglaterra na segunda.

Ao lado, a ideia para um novo emblema do pentacampeão.

Na concepção dos projetos, vários cartões postais ganharam destaque. Em outros, vitórias épicas. No do Uruguai, por exemplo, o destaque é o Maracanazo de 1950…

Agora, falta apenas remodelar o distintivo da Espanha, nova integrante desta casta! Um dos primeiros posts da história do blog, em agosto de 2008, foi justamente sobre a evolução dos escudos dos grandes clubes do Recife. Reveja os distintivos AQUI.

O que você achou das ideias para os novos escudos? Comente!

Tendência de queda

O formato atual da Copa do Mundo, com 32 seleções, foi implantado há doze anos, na França. Desde então, a competição passou a ter 64 jogos.

Já foram realizadas quatro edições nesta era do gigantismo.

E a média de gols vem caindo gradativamente… Será mesmo uma tendência?

Confira abaixo o total de gols dos últimos Mundiais, a média e o percentual de queda em relação à edição anterior. Será que teremos uma reviravolta em 2014? Tomara.

1998: 171 gols (média de 2,67)
2002: 161 gols (média de 2,51) -5,9%
2006: 147 gols (média de 2,29) -8,7%
2010: 145 gols (média de 2,26) -1,3%

Ataque dos campeões (pela ordem): França, 15 gols; Brasil, 18; Itália, 12; Espanha, 8.

Versão beta

Cidade da Copa, a versão final

A arena pernambucana para a Copa do Mundo de 2014 ainda não saiu do papel. A pedra fundamental deverá ser dada, finalmente, no fim deste mês.

Enquanto isso, foram confirmadas algumas mudanças na modelagem original, conforme o blog havia antecipado em 23 de março (veja AQUI).

Sem muito alarde, a Odebrecht, que lidera o consórcio que venceu a licitação do estádio, modificou levemente o projeto. A fachada colorida deu lugar a um tom mais sóbrio, cinza, mas sem sair da concepção original, algo que era uma condição para qualquer mudança da construtora.

Veja abaixo outras imagens do projeto final, adquiridas com exclusividade pelo blog.

Cidade da Copa, a versão final

Já as 46.214 cadeiras, que seriam na cor bege, serão vermelhas. Coincidência ou não, vermelho é a única cor presente nos três grandes clubes do Recife, Sport, Náutico e Santa Cruz. Nenhum deles assinou contrato para jogar lá até agora…

Cidade da Copa, versão antigaUma armação de aço que ficaria no entorno do primeiro projeto da Cidade da Copa (ao lado) foi retirada da nova arena, com a versão beta. Que seja a definitiva.

Apesar das mudanças, o orçamento da obra é o mesmo: R$ 452 milhões. O prazo de conclusão também segue inalterado, para dezembro de 2012. Fica a torcida para que essa data seja cumprida.

O que você achou do projeto final da arena pernambucana para 2014?

“Ganhamos agora. Ganharemos sempre”

Espanha na campanha da Nike

Antes do Mundial de 2010, a Nike lançou uma campanha espetacular com grandes craques patrocinados pela marca. O slogan era Escreva o futuro, numa superprodução que mostrava o possível desfecho da carreira dos jogadores diante uma boa atuação na Copa. Os craques que apareceram no vídeo principal foram caindo um a um… Sobrou até para um Rooney obeso (veja AQUI).

No fim, restaram os espanhóis. E agora a Nike aponta o futuro do futebol.

Devidamente escrito. E nada modesto.

Estamos preparados. Controlamos o ritmo. Os goleiros nos temem. Dominamos o campo. Somos perigosos. Somos rápidos. Ganhamos agora. Somos o presente.

Sempre estaremos preparados. Controlaremos tudo. Os países nos temerão. Dominaremos o futebol. Seremos letais. Seremos imparáveis. Ganharemos sempre. Somos o futuro.

Como curiosidade vale dizer que seleção campeã mundial veste Adidas…