LP da primeira estrela dourada

Capa do LP do Sport campeão brasilerio de 1987

Atualmente, as conquistas no futebol são eternizadas com a produção de DVDs.

Títulos internacionais, nacionais e até estaduais. Mas a mania não é nova.

No passado, o jeito era o saudoso LP (long play). Discos enormes, com lado A e lado B.

Acima, a histórica capa celebrando o título brasileiro do Sport em 1987 e a conquista do Estadual no ano seguinte. O LP conta com quatro músicas do clube alusivas à competição nacional, além de narrações de gols da campanha no Brasileirão, com Roberto Queiroz, Ivan Lima, Helimar Santiago e Jaime Cisneiros.

Na contracapa, o recado de Homero Lacerda:

“Este é um registro muito importante na vida do nosso glorioso Sport Club do Recife. Guarde-o com carinho e orgulho. Você vai ter em sua casa, para ouvir com os seus familiares e amigos, parte da nossa história de lutas e vitórias. E futuramente, os seus filhos, netos e bisnetos reviverão estes dois anos de glórias. Pelo Sport Tudo!”

Para que esse discurso do ex-presidente seja verdade, é preciso converter em MP3…

7 thoughts on “LP da primeira estrela dourada

  1. q foto maravilhosa essa.esse uniforme marcou esse ano de 1988 em Recife.a foto foi do Jogo Sport 1 x 0 Botafogo.em 22/10/1988 na copa união(Brasileiro)de 1988.se eu estiver errado,me corrijam!

  2. Eita, não tou vendo nenhuma cara conhecida. Mas tbm pra conquista de modulo amarelo(2ª divisão), jogando no grupo sanduiche(americano-rj, bauru-sp, misto-ms), não é de se esperar muita coisa. Esses time de Recifede são uma onda, já viraram piada nacional: nautico pela batalha dos aaflitos, xipó pelo titulo sanduiche e santa cruz pela quinta divisão,kkkkkkkkkkk.´
    O mengo(hexa) só respeita um no nordeste: o Bahia, o resto………rsrsrs……

  3. Cassio,
    Não dê trela para o Eduardo M(anipulado pela Globo).
    Ele está meio desesperado, porque a justiça vai se colocar a favor do Sport (já começou ontem).
    Afinal, todos os torcedores do Flamedo que se dispuseram a ler as decisões judiciais são unânimes: não mesmo há o que fazer (a não ser, talvez, um acordo com o Sport – muito improvável).
    Essa nova ideia de que “a sentença declara que o Sport é campeão, mas não O ÚNICO campeão” é só mais um balão de ensaio que não prospera. Quem leu a sentença sabe do que estou falando. É um autêntico “joão-sem-braço” para enrolar a massa burra de manobra.
    Quanto à sua cobertura sobre 87, pode ter certeza de que ela está sendo impecável, muito completa, sempre trazendo ângulos diferentes sobre a questão. Está de parabéns.
    Continue o seu ótimo trabalho, garoto. Enquanto isso, nós estaremos aqui nas arquibancadas, atentos às novas manobras para tirar o título que conquistamos em campo e nos tribunais.
    Saudações hegemônicas e clássicas do único campeão de 87
    Guilherme de Aquino 87/08

  4. Eduardo M,

    eu acompanho bastante os seus comentários no blog. Sempre consciente e bem informado. Muitas vezes com dados complexos, interessantes. Sobre: 1987. É um tem polêmico, de 24 anos, mas sempre atual. Sempre com fatos novos. O blog nunca ignorou o tema. Admito, gosto de escrever sobre o assunto pois pesquiso bastante sobre 1987, inclusive em outros jornais como você deve ter percebido.

    Quanto à analogia Uruguai/1950, eu gostei. Achei divertido. Porém, não é o que acontece, porque ali se fala apenas de um fato consumado, enquanto 1987 sempre continua, como vem acontecendo há uma semana seguida… Se você buscar nos posts antigos, vai notar que o tema estava intacto, parado.

    Porém, com fatos novos, é preciso noticiar… E sair do lugar comum. Esse é o objetivo do blog! Abraço.

    Siga participando.

    =========

    Sobre as mazelas do futebol pernambuco: é o que mais sai no blog. Críticas todas as semanas. No blog e na coluna do blog, na segunda-feira, no Diario de Pernambuco. Críticas construtivas.

  5. Cássio ,

    É impressionante a quantidade de posts que você cria sobre 1987 !

    Vou até pesquisar o nome do jornalista uruguaio que ficou famoso no país por relacionar tudo que acontecia no futebol uruguaio a 1950. Ele não conseguia , mesmo três décadas depois , escrever um artigo para os jornais uruguaios da época sem meter o feito de 1950 no assunto !

    Você está igualzinho !!!

    Talvez o seu blog fosse mais relevante para o futebol pernambucano caso você focasse nos problemas atuais dos times do estado com a mesma fixação que você faz por 1987.

    Que coisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>