A importante numeração do uniforme no futebol

Copa da Inglaterra 1933, final: Everton 3x0 Manchester City. Crédito: Youtube

Demorou setenta anos a partir da criação do futebol até que alguém tivesse a ideia de numerar os uniformes. Colaborou para isso a polêmica nos jogos com atletas semelhantes, súmulas confusas etc. Em 1933, a federação inglesa, bem à frente no profissionalismo do esporte, inovou logo na decisão da tradicional Copa da Inglaterra.

No dia 29 de abril, num Wembley repleto, o Everton venceu o Manchester City por 3 x 0. Curiosamente, os jogadores do Everton atuaram com as camisas do 1 ao 11, enquanto o City jogou do 12 a 22. Acima, a histórica entrada das equipes naquela final em Londres.

Na temporada seguinte, a entidade britânica liberou a utilização dos mesmos números para os dois times em campo. Viu que não confundia no acompanhamento das partidas…

A Fifa demorou um pouco mais a aceitar a novidade nas suas regras gerais. A primeira Copa do Mundo com identificação numérica foi em 1950, no Brasil. Por sinal, os clubes do país já vinham utilizando o novo recurso visual desde 1947.

Até então não havia qualquer preferência por número. Até um tal de Pelé, aos 17 anos, eternizar a camisa 10 em 1958, transformando o número em sinônimo de craque.

Falando nisso, assim como Pelé inovou como a camisa 10, ainda é possível alguém desenvolver um número específico para um craque? Messi com a camisa 1, por exemplo.

À parte disso, a Fifa passou a exigir em 1994 até os nomes dos atletas no Mundial, além da numeração fixa. Contudo, isso ainda não é regra para os clubes.

No Recife, o Sport irá utilizar a numeração fixa pela terceira vez em sua história. Antes, o Leão adotara em 2000 e 2009. Neste ano, destaque para Henrique (7), Gilberto (9), Marquinhos Gabriel (10), Cicinho (12) e Magno Alves (99). Veja a lista completa aqui.

Caso a ideia fosse estendida aos rivias, quais seriam os números fixos dos principais destaques de Náutico e Santa Cruz no Campeonato Brasileiro?

20 thoughts on “A importante numeração do uniforme no futebol

  1. kkkkkk engraçado, vim a qui para fazer um trabalho de E.D Física….
    mais pelo que me parece, a pessoas tolas gastando seus comentários, ou melhor, sua “inteligência” em coisas banais… e dai se um time é melhor que o outro, ou se ele genuíno ou não, pra mim vai continuar sendo informação extra e desnecessária, pra que se matarem por causa de um esporte ¬¬

  2. Oi, Fábio Napoleão Bonaparte Lucas,

    Deixa de ser infantil, rapaz.

    Pra que eu iria querer criar outro personagem? Pra me apoiar se eu já estou aqui facilmente provando que a cada vez que você escreve, você se contradiz, se engana, muda a opinião?

    Pra que eu iria criar outro personagem? Não há necessidade, visto que você fica que nem um nenem mimado dizendo que não vai mais escrever, que assim não brinca, que a bola é sua, e depois aparece aqui de novo pra tentar 

    É muito fácil destruir numa discussão um cara fraco e claramente pouco estudado como você. Numa hora o título é “muito mais importante”, horas depois passa a ter “importância maior” e um dia depois já tem “uma importância tão grande quanto”.

    Se não consegue nem sustentar uma única opinião, é muito fácil lhe desmascarar.

    Quem garante que não foi você também que criou o personagem DAVSON?

    Se você quiser, poderá perguntar ao Cassio se o meu IP é o mesmo do rubro-negro Claudio. Eu o autorizo a revelar. Não preciso disso para desmascarar um trouxa lunático como você. Isso eu já fiz com os olhos vendados.

    Agora pode voltar pra sua camisa-de-força com a estrela de mega-campeão de 1957, o título mais incrível da galáxia de todos os tempos, Bonaparte.

    Saudações,

    Guilherme de Aquino

  3. Você, pra dar uma conotação maior de aceitação da sua opinião, criou outro personagem somente pra concordar com algo você mesmo disse.
     
    É impressionante sua capacidade de dissimulação, rapaz!
     
    Eu rebato argumentos com argumentos. Você pra rebater os meus argumentos, precisa distorcer tudo. Isso não é debate.
     
    Sabe oque é distorcer? Pegar oque eu disse, transformar no que eu NÃO disse e refutar como se fosse oque eu disse. Exatamente como você fez.

    E continua fazendo ainda. Prova disso é essa frase “…ia acabar admitindo que esse título de 1957 obviamente não vale o mesmo que um título brasileirão hoje”. Eu acabei de dizer isso, em letras garrafais, no post 16.

    Você quer, de qualquer forma, incutir a ideia de que eu estou comparando o valor dos títulos quando, na verdade, estou comparando o impacto, a dimensão dos títulos em suas épocas.

    “Mais”, “muito mais”, “semelhante” (que pode ser mais) faz tanta diferença assim? Na verdade, não importa. Esse não era o sentido do meu comentário. O sentido era dar apenas uma noção comparativa de importância, dimensão, impacto dos títulos em suas determinadas épocas.

    Um fracassado intelectual como você, não pode sequer dirigir a palavra à alguém. Veja oque fez pra tentar rebater meus argumentos:

    Pegou oque eu falei sobre o Pernambucano de 57, interpretou da maneira mais imbecil possível (argumentando que eu estava dizendo que o valor de um título Brasileiro é menor que o de um título Pernambucano) e rebateu como se eu tivesse dito aquilo. E pior, pra reforçar a aceitação da sua opinião, se passou por outra pessoa pra concordar com seus argumentos e dar e dar impressão de verossimilidade do seu comentário.

    E mais, você é incapaz de perceber a hipocrisia em que se mete. Diz que eu não tenho provas do que eu digo (já apresentei várias) e, ao mesmo tempo, não apresenta prova nenhuma pra fundamentar a sua opinião, que é o contrário da minha.

    Se queres debater com alguém, tenha pelo menos noção do que é prova e argumentação. Saiba distinguir argumento de empulhação.

  4. Fábio Napoleão Bonaparte Lucas,

    Eu pensei que você tinha dito que ia embora. Pena que voltou…

    Você pode tentar explicar quantas vezes quiser. A verdade é que falou uma asneira do tamanho do Estádio do Bandepe e agora fica difícil consertar.

    O curioso é que até você, inconscientemente, sabe que falou caca. Senão vejamos:

    1) No primeiro post, de 17:42 de 11/07/2012, você falou que o campeonato de 1957 “à época foi muito mais importante que um Brasileirão hoje”. Enfatizo o “muito mais importante”

    2) No segundo post, de 19:11 de 11/07/2012, você já falou que “à época o título tinha importância maior que um Brasileirão, hoje (sic)”. Enfatizo o “tinha importância maior”, já diminuindo a empolgação com relação ao primeiro post

    3) Já no terceiro post, de 17:59 de 12/07/2012, você já mudou tudo e falou que “à época, aquele título teve uma dimensão tão grande quanto a de um título de brasileirão hoje”, já mudando tudo que falou antes e igualando a importância dos títulos…

    Em resumo, a cada ‘rodada’ que passamos discutindo aqui, você vai diminuindo mais e mais a importância do título mixuruca de 1957 e tentando consertar a diarréia mental que escreveu. De “muito mais importante” ele passou a ter “importância maior” e agora tem “uma dimensão tão grande quanto”.

    Qualquer pessoa que saiba ler poderá perceber como você foi tentando suavizar, amenizar, esconder a besteira que escreveu.

    Você tanto sabe que falou uma estupidez que se a gente continuasse debatendo aqui por mais umas duas ou três ‘rodadas’, ia acabar admitindo que esse título de 1957 obviamente não vale o mesmo que um título brasileirão hoje (à época, agora ou em 3987).

    Escrevi um post tão longo só para te desmascarar e para você ver como é fácil detonar-lhe numa discussão. Você é muito fraquinho, se enrola no que escreveu no dia anterior. Sinto-me até desprestigiado por enfrentar um oponente com idéias tão fracas e titubeantes.

    Acabam nem sendo necessários argumentos muito sofisticados para lhe desmascarar, pois você mesmo vai se complicando na sua Batalha de Waterloo escrita, caro Fábio Napoleão Bonaparte Lucas.

    Saudações,

    Guilherme de Aquino

     

  5. Vejam até que nível chega o rapaz por trás do personagem Guilherme de Aquino.
    Ele teve que criar outro personagem para realçar sua opinião!

    Guilherme de Aquino e Cláudio são a mesma pessoa. É como escrever com a mesma caligrafia, só que assinando nomes diferentes.
    Tu tens sérios distúrbios de personalidade, cara! No começo eu estava brincando, mas chegar ao ponto de se passar por outra pessoa, pra simplesmente reforçar a sua opinião, passou dos limites, amigo!
    Esse louco quer, de qualquer forma, incutir a ideia de que eu estou comparando valor de um título Brasileiro ao de um Pernambucano.
    Deixar bem claro, de uma por todas: É ÓBVIO QUE UM TÍTULO BRASILEIRO VALE MAIS.
    Explicar mais uma vez pra quem finge não entender: À ÉPOCA, AQUELE TÍTULO TEVE UMA DIMENSÃO TÃO GRANDE QUANTO A DE UM TÍTULO DE BRASILEIRÃO HOJE.
    Eu quis dar apenas uma noção comparativa da dimensão do título. Eu em momento algum fiz comparação dos valores dos títulos, como insiste em distorcer, mentir e dissimular o Sr. Guilherme de Aquino.

  6. Depois de ler o teu texto tão elucidativo quase correu uma lágrima no canto do meu olho direito… Não de tristeza, mas, de alegria porque continuo rindo de argumentos tão fortes…

    Muito obrigado pelos esclarecimentos, prometo que voltarei a ler os comentários de “todos” porque são repetitivamente engraçados…

    Um abraço!

  7. CLAUDIO
    O QUE MELHORA MEU DIA É LEMBRAR DO MEU TIME QUE É BI CAMPEÃO EM CIMA DE UM RICO E ARROGANTE QUE É CHACOTA NACIONAL.
    E ANTES QUE VC DIGA QUE CHACOTA É PASSAR POR TODAS AS DIVISÕES EU TE DIGO QUE ISSO É NORMAL DE UM TIME POBRE MAS QUE TEM ORGULHO DE NÃO DEPENDER DE DINHEIRO DOS OUTROS PRA SE MANTER. NÃO É CHACOTA ASSUMIR OS ERROS E RECOMEÇAR E SE ERGUER COM SUAS PROPRIAS PERNAS… PERAÍ!!! PERNAS???  VCS SABEM O QUE É ‘PROPRIAS PERNAS’????? A MUITO QUE ANDAM COM AS PERNAS DOS OUTROS…
    SABEM TANTO QUE SO COM DINHEIRO ALHEIO SE MANTERIAM A NOSSA FRENTE QUE IMPEDIRAM NOSSA ENTRADA NO C13 COM HOMERO LACERDA.

    IR A CAMPO VER UM TIME SER CAMPEÃO E BI É O QUE MELHORA MEU DIA, SEMANA, MES E ANO. MAIS… SORRIR DE QUEM SE DIZ CAMPEÃO A CADA COMEÇO DE TEMPORADA E NO FINAL SO TEM DESCULPAS (ESFARRAPADAS) COMO CONSOLO A DAR, ISSO SIM MELHORA MEU DIA!

    2011- ACESSO A SERIE C (COM ORGULHO POIS FOI NO CAMPO E SEM DINHEIRO DOS OUTROS), CAMPEÃO PERNAMBUCANO E DE LAMBUJA UMA BUCHUDA…
    2012- BI CAMPEÃO NA CASA DOS FESTEJOS, DAR UM PRESENTE A QUEM RECEBEU UMA BUCHUDA, TER NOSSA TORCIDA RECONHECIDA COMO A 39ª MAIOR MEDIA DO MUNDO E…SÓ… POR ENQUANTO!

    NÃO SOMOS E NEM SEREMOS NUNCA IGUAL A UNS QUE SE ENTITULAM CAMPEÕES ANTES MESMO DA PELEJA COMEÇAR…

    SÃO ESSAS COISAS (DESCULPE O TROCADILHO) QUE MELHORAM MEU DIA!

  8. FABIO LUCAS
    VC JA TENTOU ENXUGAR GELO, ENCHER AS RODAS DE UM TREM (QUE NÃO SÃO PNEUMÁTICOS), DAR NÓ EM PINGO D’AGUA???? TERIA VARIAS OUTRAS PERGUNTAS DESSAS PRA TE FAZER MAS SE QUE VC É INTELIGENTE O BASTANTE PRA ENTENDER O QUE QUERO DIZER!
    DISCUTIR COM CERTOS (MAIORIA) RUBRO NEGROS É PURA PERDA DE TEMPO. ELES SÃO OS MAIORES, OS PIONEIROS, OS UNICOS ETC ETC ETC… E ISSO, COMO VC BEM DISSE NO SEU POST, JA PASSOU DE IMAGINAÇÃO MAS TB DE PATOLOGIA. AS MENTIRAS DELES JA ESTÃO TÃO IMPREGNADAS QUE SÃO AS VERDADES QUE ELES REALMENTE ACREDITAM. PERDOE-OS. DEIXE PRA LA.
    NÃO ADIANTA FICAR TENTANDO DIZER QUE O VERDE É A 1ª COR DA BANDEIRA DO BRASIL PQ ELES CREEM QUE É A AMARELA, POR ISSO SE DIZEM CAMPEÕES BRASILEIROS DA SERIE A ONDE EM CAPAS DE REVISTAS E REPORTAGENS TODOS FALAM DOS 16 QUE ESTAVAM NO MODULO VERDE AQUELE ANO E NELES NUNCA SE VIU FALAR DO TIME DELES MAS SIM DO FLAMENGO, INTER (CAMPEÃO E VICE), SANTA CRUZ, CRUZEIRO ETC ETC ATE O 16º.
    NÃO ADIANTA DIZER QUE COM 30 MILHÕES DE REAIS DO C13 FICA MUITO MAIS FACIL FAZER UM TIME BOM E SER PENTA PO DUAS VEZES CONSEGUINDO ASSIM UMA HEGEMONIA NUNCA OBTIDA SEM ESSA AJUDA E QUE MESMO COM ESSA FORTUNA, FOI CAPAZ DE PERDER DUAS VEZES SEGUIDAS PARA UM TIME SEM DINHEIRO, SEM ESTRELAS E ATÉ SEM SERIE NO 1º ANO… MAS COM UMA TORCIDA RECONHECIDA NO MUNDO TODO COMO A 39ª MAIOR EM ESTADIOS E 1ª MAIOR DO BRASIL E MAIS APAIXONADA, QUE ELES SEMPRE VÃO VIR COM AS “VERDADES” DELES QUE É PQ TEMOS UM ESTADIO MAIOR E NEM ADIANTA VC DIZER QUE A MEDIA DELES PASSA UM POUCO MAIS DA METADE DA LOTAÇÃO DO SEU ESTADIO E QUE SE ELES TIVESSEM MAIS TORCIDA QUE NÓS, NO MÍNIMO ENECHERIAM A CASA DE FESTEJOS, O CABARÉ DO NOSSO BI!
    O MELHOR QUERIDO, É DEIXAR QUE OS DOENTES PROCUREM ENTENDER E ACEITAR SUAS DOENÇAS POR ELES PROPRIOS, POIS ASSIM NÃO OS AJUDAMOS MUITO, QUANTO MAIS IRADOS, MENOS ACEITAÇÃO DA PATOLOGIA!
    SAUDAÇÕES DO BI CAMPEÃO ARRETADO!

  9. Fábio Lucas, 

    As suas afirmativas e trabalho de “pesquisa” são realmente inúteis e seus argumentos tem menos valor ainda… Acho que você deveria ler os seus comentários e rir como eu estou fazendo agora. Mais engraçado ainda é ver o Guilherme de Aquino tentando te explicar o que você mesmo escreveu e ainda assim o entendimento não ocorre…rs

    Blog´s não são perda de tempo sempre que estou estressado leio os comentários como o seu e meu dia melhora, deveriam ser roteiristas de comédias…

  10. Fábio Napoleão Bonaparte Lucas,

    Pode ir sem mais voltar. Não serei eu a lhe pedir para continuar escrevendo. O mundo fica mais são quando os seus dedos se cansam de digitar.

    A importância de um título pernambucano de 1957 não vai ser NUNCA – hoje, “à época” ou em 4987 DC – maior do que um campeonato brasileiro atualmente. A não ser numa mente perturbada e revisionista como a sua. Nessa daí, até no meio das tricobarbies mais perturbadas, você está dançando o samba do eu-sozinho.

    Tem que ser muito prejudicado intelectualmente para dizer que um título pernambucano é mais importante que um nacional, como você fez.

    Aprenda com Goebbels, caro Napoleão: se você quer mesmo revisar a história, tem que fazer cautelosamente, fazendo com que sua versão pelo menos guarde alguma proximidade da lógica. Senão, acaba perdendo toda a credibilidade e ninguém lhe dará ouvidos.

    E não vai adiantar depois dizer que foi mal interpretado, afinal o que você disse é bizarro por natureza. Não, um título pernambucano não foi “à época” muito mais importante que um brasileirão. Nunca. Niemals. Never. A não ser no teu mundo psicopatológico.

    Capisci?

    Saudações,

    Guilherme de Aquino

    P.S.: Mim é com ‘m’ na última letra. Segunda vez que você escreve com ‘n’.

  11. Tenha vergonha e coloque seu nome verdadeiro,

    Realcei com LETRAS MAIÚSCULAS algo que você tenta esconder: À ÉPOCA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Eu apenas quis fazer um comparativo de importância dos títulos, em suas ÉPOCAS.

    A importância daquele título foi ¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡À ÉPOCA!!!!!!!! tão grande (ou maior) quanto a de um Brasileirão hoje em dia.

    Foi isso que quis dizer.

    Será que você entendeu agora, animal? Ou vai continuar fingindo que não, só pra não dar o braço à torcer?

    Qualquer pessoa normal entendeu isto desde o primeiro momento. Como você não é normal, não poderia esperar nada além do que você está fazendo…  :)

    O cara distorce tudo que digo, esconde tudo que não é de bom grado e ainda vem – cinicamente – dizer que o maluco sou eu! 

    Eu não vou voltar mais aqui. Tenho todas as provas possíveis de que não adianta discutir com malucos. Eles sempre arrumam formas e mais formas de mentir, distorcer, esconder e inventar fatos pra corroborar com sua fala.

    Ah, e não precisa criar personagens pra min. Não me escondo atrás de personagens, assim como você.

  12. Parabéns ao Marketing do Leão pela volta da numeração fixa, que permaneça daqui por diante. Sport Club do Recife, sempre pioneiro em Pernambuco.

  13. Fábio Lucas,

    O que você escreveu, ipsis literis, foi o seguinte:

    “Por fim, deixo um artigo, também de 1957, em que um alvirrubro (sic) fala sobre oque (sic) aconteceu em Recife após aquele que, pra min (sic), foi o maior título da história do Santa Cruz. Pelo que li, à época foi muito mais importante que um Brasileirão hoje.”

    Em resumo: você, Fábio Napoleão Bonaparte Lucas, disse letra por letra que um pernambucano de 1957 foi mais importante que um brasileirão hoje.

    Vou repetir o que você disse:

    “Pelo que li, à época foi muito mais importante que um Brasileirão hoje”,  by Fábio Napoleão Bonaparte Lucas (TM).

    Volte agora para a sua camisa-de-força.

    Saudações,

    Guilherme de Aquino

  14. Guilherme de Aquino,

    Fanático-mor voltou?  

    Isso é que gostar de distorcer oque eu digo. É incrível.

    Eu disse que À ÉPOCA o título tinha importância maior que um Brasileirão, hoje. Mas você distorce tudo e diz que eu tô comparando um Brasileiro à um Pernambucano*.

    Você é tão maluco que não sabe a diferença entre uma comparação quantitativa (tamanho de torcida) e qualitativa (qualidade do Messi).

    Mas é óbvio que ele só poderia dizer “guardada as devidas proporções”. Isso tem haver com poder econômico, midiático e, sobretudo, populacional.

    Oque mais me impressiona em você é que acreditas mesmo no que tu fala. É incrível. Se fosse só pra derrubar minha tese, seria aceitável, mas as distorções que você faz é algo já automático e super-natural. 

    Não sei como alguém pode viver como você. Criando “um espantalho” a partir do que os outros falam/fazem pra se adaptar à sua loucura fanática. 

    Seu fanatismo já deixou de ser fanatismo, é patologia.

    Há bons especialistas em patologia. É melhor se tratar, amigo. Você já tem crises de identidade com o fundador do Sport(!). Esconde o nome pra criar um personagem. Isso talvez comece a afetar sua vida real, se é que já não afeta.

    * Até mesmo hoje teria muito mais orgulho daquele supercampeonato Pernambucano do que do Brasileiro de 87, conquistado na Justiça, depois de ter jogado contra clubes de segundo escalão. Sem contar com a “decisão” de pênaltis que acabou empatada porque os Presidentes assim quiseram. Diria o mesmo se fosse rubro-negro.

    Eu sou tão imparcial que acho a Copa do Brasil de 2008 a maior conquista do Futebol Pernambucano, coisa que, se fosse o Santa Cruz que a tivesse conquistado, não valeria nada na sua boca.

  15. Pelamor, alguém faça um favor à sociedade e coloque logo uma camisa-de-força nesse tal de Fábio Lucas.

    Agora um título pernambucano de 57 é mais importante que um Brasileirão hoje. Hahahahahahaha.

    E também um jogador da Minhoca dizendo que o time tem “a maior torcida do Brasil” passou a querer dizer alguma coisa.

    O melhor de tudo foi a declaração do tricolô: “Faustino acha (…) a turma tricolor maior que a do Flamengo, guardadas as devidas proporções”, o que NÃO QUER DIZER ABSOLUTAMENTE NADA.

    É como alguém chegar e dizer que Memo é melhor do que Messi, guardadas as devidas proporções do futebol dos dois…

    Eu só faço rir com a torcida pequena e iludida da Minhocada.

    Saudações,

    Guilherme de Aquino 87/08

  16. Aproveitando o post. Mostro-lhe outro material raro, que fala sobre a torcida do Santa Cruz, em 1957(!).

    http://www4.worldrag.com/imagem/di-VNQ0.jpg

    Detalhe para o craque supercampeão (em cima do Boi) Faustino dizendo que  ”… a torcida do Santa é a maior do Brasil. Ele diz que jamais viu tanto entusiasmo, tanta fibra e tanta dedicação de uma torcida para com um time. Comparando-a com a torcida do Flamengo, diz Faustino que acha a turma tricolor maior que a do Flamengo, guardadas as devidas proporções.”

    Amigos, esse comentário foi dito por um jogador EM 1957!!!!!!!!! Não foi ontem!!! Foi há 55 anos!!!!

    Se alguém tivesse dito isso aí hoje continuaria sendo muito aceitável, haja vista as médias de públicos do Santa. Exatamente como ele disse, “guardadas as devidas proporções, a torcida do Santa é a maior do Brasil”.

    Cada vez que leio sobre o passado do Santa tenho mais certeza que escolhi o clube certo. Clube de raça, fibra e torcida sem-igual. No Brasil, não há clube  com identidade mais popular do que o Santa Cruz. Isso deveria ser mais exaltado.

    Se fosse um clube do Sul que tivesse uma torcida como a do Santa, seria mais exaltado do que o título da Libertadores do Corinthians.
    Por fim, deixo um artigo, também de 1957, em que um alvirrubro fala sobre oque aconteceu em Recife após aquele que, pra min, foi o maior título da história do Santa Cruz. Pelo que li, à época foi muito mais importante que um Brasileirão hoje.

    http://www4.worldrag.com/imagem/di-4NAC.jpg

  17. UNICO msm fabio: UNICO TIME DE PE A PASSAR POR TODAS AS DIVISOES KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  18. Cássio,

    O Santa Cruz inovou com algo até maior do que numeração fixa. Em 1937, o Santa Cruz inaugurou as camisas com nome. Obviamente, os números também eram fixos.

    Pode ser conferido aqui:

    http://www4.worldrag.com/imagem/di-GL8T.jpg

    Este clube é, sem dúvida, completamente genuíno, original e ÚNICO. Diferentemente de outros rivais por aqui…

  19. Cássio, o Náutico tentou imitar o Sport, mais houve uma briga generalizada entre os jogadores, pois todos queriam a camisa 24, então a diretoria desistiu e irá fabricar a camisa 24 só para seus torcedores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>