A estiagem nos gramados do interior pernambucano

Estádios Cornélio de Barros (Salgueiro) e Joaquim de Brito (Pesqueira) em janeiro de 2013. Fotos: Lucas Fitipaldi/DP/D.A Press

Uma duradoura estiagem vem castigando o interior do Nordeste.

Reservatórios em níveis cada vez mais baixos. Calcula-se que 80% dos açudes e barragens estejam secos. Caminhões-pipa circulam nas precárias estradas sem parar.

Mais de um milhão de pessoas afetadas pela seca somente em Pernambuco.

Aos cidadãos, àqueles com menor poder aquisitivo, até as cisternas vêm esvaziando. É um problema de alcance nacional, ainda que a busca por soluções não seja tão efusiva.

Indiretamente, mas numa importância infinitamente menor, como já dizia Nelson Rodrigues, o futebol também acabou prejudicado.

Aliado ao planejamento escasso, parte dos gramados do interior estão bem surrados.

Uma exceção é o Cornélio de Barros, a 518 quilômetros da capital. Inaugurado há um ano, o estádio em Salgueiro conta com reservatórios que garantem o gramado verdinho.

Apesar da distância mais curta em relação ao Recife, de 215 quilômetros, Pesqueira apresenta um estado crítico. O estádio Joaquim de Brito não tem condições de jogo.

Sem uma barragem próxima, sistema de abastecimento regular ou dinheiro suficiente para caminhões-pipa, o campo do município é praticamente inexistente.

“Das coisas sem importância, o futebol é a mais importante.” 

Obviamente, a famosa frase de Nelson Rodrigues se aplica a este contexto. Portanto, futebol à parte, voltemos ao problema principal, com a falta d’água geral.

Principal projeto para mudar o antigo cenário, a transposição do Rio São Francisco segue lenta e cada vez mais cara. Quase o dobro, batendo em R$ 8,2 bilhões. Fora o prazo de conclusão até 2015. O problema está longe de ser resolvido…

O independente primeiro turno do Estadual 2013

Pernambuco

Na prática, o primeiro turno não irá influenciar em nada no desfecho do Campeonato Pernambucano deste ano. A primeira etapa é um torneio à parte.

Campanha geral, vantagem por mais mandos de campo, nada será decidido nesta fase. Em jogo, uma vaga na Copa do Brasil da próxima temporada.

Ao campeão, o lembrete de que a vaga não elimina a chance de ser posteriormente rebaixado no mesmo campeonato estadual, devido ao polêmico regulamento.

Afinal, como foi citado há pouco, essa fase é independente. Serão nove clubes, em turno único. Oito jogos para cada um, quatro em casa e quatro fora.

A última vez em que o futebol local viveu algo semelhante, também por causa da Copa do Nordeste, foi em 2002. Na ocasião, a FPF desmembrou de fato o turno.

A competição foi chamada de Copa Jarbas Vasconcelos, sem o trio da capital. Campeão, o Central ganhou um prêmio de R$ 20 mil. Vice, o Petrolina recebeu R$ 10 mil.

Oficialmente, agora é o início do Campeonato Pernambucano de 2013…

Entre os intermediários, apenas Central e Salgueiro conseguiram conquistar um turno. No caso, o primeiro turno de 2011 e 2012, respectivamete.

Vamos então à enquete. Sobre o favoritismo e, consequentemente, à vaga na Copa do Brasil. Interioranos em formação e o Náutico com uma equipe mista. A conferir.

Quem é o favorito ao título do primeiro turno do Pernambucano 2013?

  • Náutico (50%, 495 Votes)
  • Central (27%, 270 Votes)
  • Porto (7%, 66 Votes)
  • Chã Grande (6%, 56 Votes)
  • Petrolina (3%, 25 Votes)
  • Serra Talhada (3%, 25 Votes)
  • Belo Jardim (2%, 23 Votes)
  • Ypiranga (2%, 22 Votes)
  • Pesqueira (0%, 18 Votes)

Total Voters: 1.000

Loading ... Loading ...

Sentimento dividido sobre a preparação dos recifenses

Pré-temporada de Sport, Santa Cruz e Náutico em 2013. Fotos: Lucas Liausu/Sport, Jamil Gomes/Santa Cruz e Simone Vilar/Náutico

Um sábado com as primeiras impressões dos grandes clubes do estado.

Dois entraram em campo. Ao todo, os técnicos Vadão e Marcelo Martelotte utilizaram 44 jogadores, com equipes completamente modificadas a cada tempo.

Em Maceió, no estádio do Corinthians-AL, o Sport venceu o desconhecido São Luiz de Alagoas por 2 x 1, de virada, com gols do zagueiro Gabriel e do atacante Sandrinho.

No primeiro tempo, a provável formação titular para o início do Nordestão. Naturalmente, a mobilidade da equipe ainda carece de um rendimento melhor.

Assim como o rival, o Santa Cruz também realizou um amistoso no local onde faz a sua pré-temporada. No jogo-treino contra o Porto no estádio municipal de Sairé, à tarde, o placar de 2 x 0, com tentos do ala Renatinho e do zagueiro César Lucena.

A torcida coral viu na segunda atapa a estreia de Danilo Santos no meio de garotos, numa correria que deve marcar os times do interior no Pernambucano.

Já o Náutico segue se condicionando e se organizando taticamente no centro de treinamento na Guabiraba, com tempo de sobra até a fase decisiva do Estadual.

Saiba mais sobre os modelos de pré-temporada  no futebol brasileiro aqui.

O que você está achando da preparação do seu time para o início da temporada 2013?

SportSport – 473 votos
Bom – 54,33%, 257 votos
Regular – 31,92%, 151 votos
Ruim – 13,74%, 65 votos

NáuticoNáutico – 284 votos
Bom – 82,39%, 234 votos
Regular – 11,26%, 32 votos
Ruim – 6,34%, 18 votos

Santa CruzSanta Cruz – 208 votos
Bom – 37,02%, 77 votos
Regular – 38,46%, 80 votos
Ruim – 24,51%, 51 votos