Todas as voltas olímpicas do Nordestão, oficiais ou não

Nordeste

Historicamente, a Copa do Nordeste sempre foi um torneio intermitente no calendário do futebol brasileiro. Porém, o revigorado torneio regional inicia nesta temporada uma sequência de pelo menos dez competições consecutivas, até 2022.

O Nordestão de 2013 está sendo tratado no material de divulgação da competição como a 10ª edição, contando a partir de 1994. Até hoje, apenas quatro clubes ergueram a taça de campeão. No entanto, outras torcidas da região contestam os dados e apontam mais competições de âmbito regional, ou até mesmo interregional.

De fato, a gama de campeonatos deste porte seria bem mais ampla, algumas delas até com a chancela da CBD, precursora da Confederação Brasileira de Futebol. O blog listou os principais torneios que em algum momento foram apontados como “Copa Nordeste”. Seriam trinta! Entre parênteses, o número de participantes de cada um. Confira.

No Nordeste:

Copa Cidade de Natal – 1946
O torneio foi realizado para celebrar a instalação do sistema de iluminação do estádio Juvenal Lamartine, em Natal, que abrigou todas as partidas.

1946 Fortaleza (4)

Torneio dos Campeões do Nordeste – 1948
Foi o primeiro torneio com representantes de cinco estados. Todos os jogos ocorreram no Recife. O Santa Cruz , campeão pernambucano no ano anterior, estreou na semifinal.

1948 Bahia (6)

Torneio José Américo de Almeida Filho – 1975/1976
A competição foi organizada em homenagem ao estádio homônimo, o Almeidão, em João Pessoa, inaugurado no mesmo ano. Na temporada seguinte, o torneio foi ampliado, com direito à curiosa participação do Volta Redonda, do Rio de Janeiro.

1975 CRB (6)
1976 Vitória (12)

Copa do Nordeste – 1994/2010
Em 1994, a FPF firmou uma parceria com o governo de Alagoas para organizar a “1ª Copa do Nordeste”, como a competição foi lançada. Com o sucesso, acabou ganhando a chancela da CBF, que passou tomar conta do regional em seu período mais duradouro.

1994 Sport (16)
1997 Vitória (16)
1998 América-RN (16)
1999 Vitória (16)
2000 Sport (16)
2001 Bahia (16)
2002 Bahia (16)
2003 Vitória (12)
2010 Vitória (15)

Nas regiões Norte e Nordeste:

Torneio dos Campeões do Norte-Nordeste – 1952
A premissa do torneio era uma ampliação da competição realizada na capital pernambucana em 1948. Quatro anos depois, o Norte foi incorporado. Campeão estadual em 1951, o Timbu entrou na semifinal do torneio, novamente realizado apenas no Recife.

1952 Náutico (8)

Copa dos Campeões do Norte – 1966
Apesar do nome, a copa reuniu os vencedores da fase Norte-Nordeste da Taça Brasil. Até 1966, apenas clubes nordestinos haviam vencido. Todos os participantes se enfrentaram em jogos ida e volta na Fonte Nova, PV, Aflitos e Ilha do Retiro.

1966 Náutico (5)

Torneio Hexagonal Norte-Nordeste – 1967
Apesar das duas regiões envolvidas, foram incluídos apenas três estados, com dois pernambucanos, dois cearenses e dois paraenses em jogos de ida e volta.

1967 Santa Cruz (6)

Taça Almir de Albuquerque – 1973
A competição foi, na verdade, a primeira fase do Brasileirão. Na ocasião, foi criado um troféu ao melhor time em homenagem ao atacante Almir Pernambuquinho, revelado pelo Sport em 1956 e que faleceu justamente em 1973. A taça foi instituída a pedido da FPF.

1973 América-RN (16)

Copa Norte – A fase Norte-Nordeste da Taça Brasil – 1959/1968

Agora unificada ao Brasileirão, a pioneira Taça Brasil surgiu em 1959 como a competição que indicaria o representante do país à Taça Libertadores do ano seguinte. Com a precária estrutura de deslocamento de um país continental, o torneio de mata-mata foi regionalizado. Na fase Norte, que compreendia o Norte-Nordeste, o campeão tinha direito a vaga na semi ou na final nacional – sem definição prévia. Os vencedores do zonal celebravam as conquistas regionais, ainda que não fossem um torneio à parte.

1959 Bahia (8)
1960 Fortaleza (9)
1961 Bahia (9)
1962 Sport (11)
1963 Bahia (10)
1964 Ceará (11)
1965 Náutico (11)
1966 Náutico (11)
1967 Náutico (10)
1968 Fortaleza (11)

Torneio Norte-Nordeste – 1968/1970
Paralelamente ao Torneio Roberto Gomes Pedrosa, agora unificado ao Brasileirão, a CBD organizou o interregional para movimentar os clubes, uma vez que não havia sistema de divisão, ou mesmo de classificação, pois a participação no Robertão era via convite.

1968 Sport (23)
1969 Ceará (26)
1970 Fortaleza (36)

Considerando os títulos regionais e interregionais oficiais: Vitória (4), Sport (3), Bahia (2), Ceará (1), Fortaleza (1) e América-RN (1).

Somando todos os campeões do Nordestão e do Norte-Nordeste, oficiais ou não (até o momento): Bahia (6), Náutico (5), Vitória (5), Fortaleza (4), Sport (4), Ceará (2), América-RN (2), Santa Cruz (1) e CRB (1). Boa discussão…

42 thoughts on “Todas as voltas olímpicas do Nordestão, oficiais ou não

  1. Esse conceituado Blog parece que insiste em não admitir que o Esporte Clube Vitória é de fato Penta Campeão do Nordeste, aliás é o Primeiro, já que oficialmente a CBF reconhece a partir do Torneio José Américo Filho de 1976, cujo campeão foi o Vitória. De lá pra cá somando as competições com o aval da CBF, o Vitória fez mais 7 finais de Copa do Nordeste e conquistou legitimamente mais 4 títulos, portanto é o Penta Campeão Regional. Qual a dúvida? Por que o conceituado Blog não faz as pesquisas corretamente e aproveita e inclue também as 2 Taças Brasil Nordeste que o Vitória conquistou em 1965 e 66? Ao invés de publicar títulos nao-oficiais em favorecimento dos pernambucanos ,por que não buscar informações num Site confiável como Campeões do Futebol e Wikipédia?
    Porque voces do Blog não atentam pra esses detalhes ao invés de publicar informações de caráter duvidoso?
    Só falta agora vocês ignorarem a posição de liderança do Vitoria no Ranking da Copa do Nordeste, suas conquistas e sua história na Região.

  2. Acredito que esses torneios Norte-Nordeste sejam já torneios nacionais e não regionais.
    Já enquanto as fases regionais da Taça Brasil não tem nada haver com o título,é a mesma coisa que dizer que o líder um grupo da Libertadores foi campeão de uma competição.

  3. Não trata-se, ao meu ver, de fase classificatória e sim de um torneio que dava a vaga ao campeão de participar do torneio nacional, com outros campeões regionais, são torneios em separados. Funcionava assim na época, era regionalizado, então a taça Brasil equivaleria a COPA DOS CAMPEÕES DA CBD / CBF, da qual o ultimo campeão foi o Paysandu/PA.
    Como não havia campeonato brasileiro, o campeão da taça Brasil era na verdade o campeão Brasileiro, se tivesse um torneio nacional, o clube campeão deste torneio representaria o Brasil.
    Em 1968 a CBD (atual CBF) organizou um torneio paralelo ao Torneio Roberto G. Pedrosa em duas chaves (Norte-Nordeste e Centro Sul)
    http://www.campeoesdofutebol.com.br/copa_campeoes_cbf.html

  4. Nobre Cássio, se vc considerou os títulos oficiais e não oficiais, faltou incluir o título de 1962 do Sport, haja vista vc ter considerado os de 1964/65/66 da BARBIE.Abraço!!!

  5. Esse pessoal da coisa fica tentando ressuscitar Papai-noel, 87 è do Flamengo, vejam com quem o Flamengo jogou e foi campeão, eo sport???
    O sport quer ser campeão de 87 jogando contra bangu, CRB , América RJ e etc.. faça-me um favor…………..

  6. só o SPORT\RECIFE e que tem,titulos nacionais em serie A,já somam-se 03.da-lhe REI LEÃO. esses e que são os mais importantes,em uma instituição futebolistica o resto dos titulos são fichinhas.

  7. Pingback: Carta branca da torcida para estudo sobre unificação dos títulos nordestinosBlog de Esportes | Blog de Esportes

  8. Pingback: Camisa limpa ou abadá, tradição ou dinheiro no bolso | Blog de Esportes

  9. Pingback: O campeão regional em busca da chancela da CBF | Blog de Esportes

  10. não deve ser esquecido o título de 1923 conquistado pelo AMERICA, num período de grandes dificuldades e de paixão o Mequinha honrou o estado de Pernambuco.

  11. Bem lembrada a conquista do América em 1923. Bem citada pelo Sr Válter, de fato o alviverde da Estrada do Arraial foi o primeiro campeão do Nordeste.

  12. cara tu é infantil mesmo né?antes uma conquista oficial contestada por quem não é competente para tal,do que 6 títulos não oficiais usados de placebo para curar o ego de carentes por títulos,você compartilha de algo comum com sua horda,a mesquinharia,e isso não faz bem ao coração!se não ficou claro eu defendo que deveriam contar os títulos de fato oficiais,mesmo o de 68 sendo oficial,na minha opinião,foi um torneio diferente do de campeonato ou copa do nordeste,tem um valor único e memorável,importantíssimo para o clube,mas não se enquadra no hall dessas conquistas do nordeste.Eu não entendo essa mania brasileira,essa tentativa barata de obter títulos muitas vezes através de politicagem,como foi vista na chamada unificação dos brasileiros,na Inglaterra por exemplo,antes do campeonato inglês existir tinha a copa da Inglaterra,nem por isso eles sentiram a necessidade de unificar títulos,trazendo para a nossa terra,a taça brasil  assemelha-se mais com a atual copa do brasil do que com o campeonato brasileiro,isso é pura politicagem e mesquinharia,é a sensação de incapacidade de obter novos títulos que mexe com os brios de alguns,o meu não!

  13. Pingback: Histórico – Todas as voltas olímpicas do Nordestão, oficiais ou não : Blog dos Blogs

  14. Equino, equino…. tome jeito de “omi” rapá?!?!? kkkkkkkkkkkkkk
    “Oxi”…. então é só chamar Homero Mentirinha!
    Quem sabe o “omi” que convenceu de que a mulher voou e que o ixpó foi “kapeão” em 87, pode conseguir esse duplo campeonato em 68, hein??? O que é um briguinha com o Fortaleza para quem já peitica com o Flamengo a 20 e poucos anos??? kkkkkkkkkkkkkk
    Depois pega o que chamas de argumento e enterra lá no mangue da ilha da fantasia!! Mas antes manda pintar o capim elefante de AZUL!!!!!!!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  15. em 68 o sport foi campeão do torneio norte e nordeste e da fase classificatória do torneio,fase do nordeste,em 70 na fase classificatória do mesmo torneio o sport foi campeão porém perdeu o titulo do norte/nordeste para o fortaleza,mais um vez repito se são considerados os títulos da fase do nordeste da taça brasil esses do torneio norte/nordeste deveriam ser considerados,ou melhor,nenhum desses deveriam ser considerados porque são FASES CLASSIFICATÓRIAS,como no mesmo ano,68,sport e fortaleza foram considerados campeões do nordeste?seguindo a lógica da tabela o sport seria 2 vezes campeão pois ganhou a fase do nordeste do torneio norte e nordeste e o próprio torneio e o fortaleza outro pela conquista da fase nordeste da taça brasil.

    não sou essa pessoa que alguém disse que sou,se não tem argumentos,não sabe contra-argumentar,fique calado!

  16. Claro que os títulos do Náutico tem que considerar sim,valiam a vaga pra competição nacional,a taça brasil,que era o brasileiro da época

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>