Espanholização do futebol brasileiro a curto prazo

Corinthians e Flamengo

O aumento nas cotas de televisão de Corinthians e Flamengo vem alcançando números astronômicos, passando de R$ 100 milhões por ano, segundo o contrato atual de transmissão do Campeonato Brasileiro, junto à Rede Globo. O cenário deverá se tornar ainda mais gritante a partir de 2016, no novo acordo, já costurado. Maiores não só nos percentuais ao modelo vigente como no montante bruto, segundo a coluna de Paulo Vinícius Coelho na Folha de S.Paulo.

As verbas dos dois clubes de maior torcida do país deverão saltar para R$ 170 milhões, abrindo R$ 60 milhões de receita, apenas com a tevê, em relação ao bloco seguinte, atualmente ocupado só pelo São Paulo. O blog listou todos as divisões dos dois últimos acordos – no primeiro, até 2011, por exemplo, Timão e Fla recebiam o mesmo de outros três times -, com o aumento de cada um, com valores absolutos e percentuais.

O Sport está na categoria “outros ex-integrantes do Clube dos 13″. Se o Leão está ficando bem para trás, o que dizer dos demais clubes, como Náutico e Santa Cruz? Nesses casos, os valores são ainda menores, acordados de forma individual a cada participação na elite.

Por mais que ainda exista uma defesa ferrenha sobre a ideia, a tal “espanholização” do futebol brasileiro segue, sim, a passos largos, com Corinthians e Flamengo alcançando uma diferença nunca antes vista por aqui, do porte de Real Madrid e Barcelona na liga espanhola.

Como exemplo, a diferença das cotas entre Flamengo e Sport em 2011 e 2016. De R$ 12 milhões, o hiato subirá para R$ 135 milhões…

2009/2011 (ano)
1) Flamengo, Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Vasco – R$ 25 milhões
2) Santos – R$ 18 milhões
3) Cruzeiro, Atlético-MG, Grêmio, Inter, Fluminense e Botafogo – R$ 16 milhões
4) Outros integrantes do Clube dos 13 – R$ 13 milhões

2012/2015 (ano)
1) Flamengo e Corinthians – R$ 110 milhões (+85 mi / 340%)
2) São Paulo – R$ 80 milhões (+55 mi / 220%)
3) Vasco e Palmeiras – R$ 70 milhões (+45 mi / 180%)
4) Santos – R$ 60 milhões (+42 mi / 233%)
5) Cruzeiro, Galo, Grêmio, Inter, Flu e Botafogo – R$ 45 milhões (+29 mi / 181%)
6) Outros integrantes do Clube dos 13 – R$ 27 milhões (+14 mi / 107%)

2016/2019 (ano)
1) Flamengo e Corinthians – R$ 170 milhões (+60 mi / 54%)
2) São Paulo – R$ 110 milhões (+30 mi / 37%)
3) Vasco e Palmeiras – R$ 100 milhões (+30 mi / 42%)
4) Santos – R$ 80 milhões (+20 mi / 33%)
5) Cruzeiro, Galo, Grêmio, Inter, Flu e Botafogo – R$ 60 milhões (+15 mi / 33%)
6) Outros integrantes do Clube dos 13 – R$ 35 milhões (+ 8 mi / 29%)

Percentual sobre a receita total de cada clube em cada campeonato

2009/2011 – R$ 343 milhões/ano
1) Fla, Timão, São Paulo, Palmeiras e Vasco – 7,28% cada / 36,40% bloco (5)
2) Santos – 5,24% cada
3) Cruzeiro, Galo, Grêmio, Inter, Flue Botafogo – 4,66% cada / 27,96% bloco (6)
4) Outros ex-integrantes do Clube dos 13 – 3,79% cada / 30,32% bloco (8)

2012/2015 – R$ 986 milhões/ano
1) Flamengo e Corinthians – 11,15% cada / 22,30% bloco (2)
2) São Paulo – 8,11% cada
3) Vasco e Palmeiras – 7,09% cada / 14,18% bloco (2)
4) Santos – 6,08% cada
5) Cruzeiro, Galo, Grêmio, Inter, Flu e Botafogo – 4,56% cada / 27,36% bloco (6)
6) Demais integrantes do Clube dos 13 – 2,73% cada / 21,84% bloco (8)

2016/2019 – R$ 1,37 bilhão/ano
1) Flamengo e Corinthians -12,40% cada / 24,80% bloco (2)
2) São Paulo – 8,02% cada
3) Vasco e Palmeiras – 7,29% cada / 14,58% bloco (2)
4) Santos – 5,83% cada/bloco (1)
5) Cruzeiro, Galo, Grêmio, Inter, Flu e Botafogo – 4,37% cada / 26,22% bloco (6)
6) Demais integrantes do Clube dos 13 – 2,55% cada / 20,40% bloco (8)

Outros integrantes do Clube dos 13: Sport, Bahia, Vitória, Coritiba, Atlético-PR, Guarani, Portuguesa e Goiás

29 thoughts on “Espanholização do futebol brasileiro a curto prazo

  1. Adrieli,quem não merece ganhar é um timeco que já foi até para série D, não consegue ganhar nem copa do nordeste. Sport é muitooooo maior que os times daqui e merecia ter uma cota maior.

  2. Pingback: Contra o Fla, a torcida do Náutico abre faixa de protesto contra a espanholizaçãoBlog de Esportes | Blog de Esportes

  3. {O outro lado da moeda}. Tendo em vista que um país com tanta desigualdade social, como é o Brasil, não é de se admirar que a diferença continue crescendo ladeira abaixo. Devemos analisar primeiramente que, enquanto a Rede Globo for a responsável pela transmissão do campeonato da serie A e B isso nunca vai mudar. Pois, essa empresa não demonstra nenhum interesse em mudar essa situação. Até porque, salvo melhor juízo, grande parte dos cargos importante da emissora é formada por torcedores do Flamengo. Ainda sobre o assunto, o fato do clube dos 13 ter acabado aumentou consequentemente o buraco entre clubes intermediários. Nesse mesmo sentido não houve dialogo entre os membros, Pois Flamengo e Corinthians foram agraciados com cotas avassaladoras. Cabe ainda ressaltar que, um dos últimos moicanos brigou bravamente pelos interesse do clube dos 13, Sr Fábio Koff, mas a panela já estava orquestrada. Dessa forma somente uma união entre os clubes intermediários e sem procurar interesses próprios e sim da liga, essa situação poderá melhorar.

  4. O Sport não era pra ganhar nada! O time que tem uma receita que dar para pagar todos os times de Pernambucos juntos,e perde para o Salgueiro tem que ganhar é nada! Pelo o Sport tudo,Nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>