As capas dos games Fifa Football e Pro Evolution Soccer 2015

Capas dos games Fifa 2014 e 2015 e Pro Evolution Soccer 2014 e 2015. Crédito: Arte de Cassio Zirpoli sobre imagens de divulgação

As versões “2015″ dos tradicionais games Fifa Football e Pro Evolution Soccer estão agendadas para setembro deste ano.

Pela primeira vez os dois jogos serão lançados ao mesmo tempo na nova geração de videogames, com o Playstation 4 e o Xbox One à frente. No último ano, na estreia da nova geração, apenas o Fifa ganhou uma versão do tipo.

Nas capas, o gênio argentino Lionel Messi dividirá as prateleiras do mercado com Mario Götze, jovem craque do Bayern de Munique e autor do golaço que deu o tetracampeonato mundial à Alemanha.

Em relação às licenças, os times brasileiros da Série A terão os seus nomes e uniformes originais apenas no PES, cuja produtora Konami detém os direitos exclusivos. Assim, até os patrocinadores do Sport (como a Caixa) devem aparecer na camisa oficial. Sem a chancela, a EA Sports, criadora do Fifa, poderá optar, no máximo, por times genéricos, tanto nos nomes quanto nos padrões. Ainda assim, a chance de corte é real.

A rivalidade Fifa x PES existe há duas décadas nos videogames. Abaixo, as capas internacionais desde 2007, lembrando que alguns anos contaram com capas personalizadas, inclusive no Brasil.

De Adriano Imperador a Götze…

As capas dos games Fifa Football e Pro Evolution Soccer de 2007 a 2013

Diego Souza e a engenharia financeira para ter um jogador acima da média

Camisa de Diego Souza no Sport em 2014. Crédito: divulgação

O salário de Diego Souza é o maior já pago no futebol pernambucano.

Sem uma confirmação oficial do clube, os valores mensais variam de R$ 300 mil a R$ 400 mil mensais. A enorme diferença é baseada na interpretação do bônus protocolado no contrato de empréstimo com o jogador, seu empresário, Eduardo Uram, e o Metalist, clube da Ucrânia.

Considerando o período de acordo, de apenas quatro meses, o investimento pelo futebol do meia-atacante oscila entre R$ 1,2 milhão e R$ 1,6 milhão. O recorde anterior havia sido em 2012, também na Série A e também em um articulador. No caso, Hugo, com R$ 200 mil por mês.

Nota-se uma clara diferença na postura econômica do clube nesses dois anos.

Na segurança no investimento, com garantias financeiras – o que levou Diego Souza a preterir Flamengo e Palmeiras na negociação -, e no já supracitado bônus. Tudo a partir de um plano de marketing e parceiros, claro.

O primeiro passo é o lançamento de uma camisa personalizada. No caso, com o “87″ nas costas , o número de maior apelo no clube. Preço? R$ 200.

O uso da imagem do atleta segue – deverá ser assim até dezembro – para tentar impulsionar a campanha de sócios, uma receita flutuante.

A mídia em relação a Diego Souza é bem inferior a de Riquelme, não dá pra negar. Ainda assim, é viável a captação com o novo reforço, que chega ao clube com 29 anos, idade mais do que suficiente para atuar em alto nível.

Por sinal, espera-se que o desempenho em campo seja equiparado ao investimento, pois isso é essencial na venda de produtos oficiais e no fortalecimento do marketing, cumprindo a demanda extra do negócio.

Não há como dissociar. Esta é a engenharia financeira de uma contratação acima da média. E o sucesso da primeira empreitada é vital…

O relatório final da Copa do Mundo de 2014, sem versão em português

A Fifa divulgou um amplo relatório sobre a Copa do Mundo de 2014, com detalhes de todas as partidas, como gols, estatísticas (gols, posse de bola, faltas etc), público e diversas análises do grupo de estudos técnicos da entidade.

O documento tem 284 páginas. Confira a íntegra.

Apesar de o Mundial ter sido no Brasil, não foi disponibilizada uma versão em português. O textos estão em inglês, francês, espanhol e alemão. Pois é.

Podcast 45 minutos (49º) – Vexame coral, Dado no Náutico e Diego Souza no Sport

A nova edição do 45 minutos traz uma análise sobre a eliminação do Santa Cruz na Copa do Brasil diante do inexpressivo Santa Rita, além de comentários sobre as contratações dos meias Diego Souza e Ibson pelo Sport e do técnico Dado Cavalcanti no Náutico. Para completar, o cenário na Copa Sul-Americana, com a presença do Leão…

O 49º podcast teve 1h20min de gravação. Estou na discussão com Celso Ishigami, Fred Figueiroa, João de Andrade Neto e Rafael Brasileiro.

Ouça agora ou quando quiser…