Noite com 25 pênaltis no Arruda e título do Zalgiris Vilnius

Troféu Chico Science 2015: Santa Cruz x Zalgiris Vilnius. Foto: site oficial do Zalgiris Vilnius

A quantidade de pênaltis em uma só noite no Arruda foi inacreditável.

No tempo normal, com o empate em 1 x 1, o gol lituano foi marcado numa penalidade máxima cobrada por Adi Rocha, o brasileiro do Zalgiris Vilnius.

Durante o amistoso internacional, o técnico coral, Ricardinho, fez sete mudanças, mas não havia como esperar o mínimo de conjunto, mesmo com a semana de trabalho em Chã Grande.

O jeito foi desempatar nos pênaltis o confronto valendo o Troféu Chico Science.

E o empate persistiu durante muito tempo na barra ao lado do canal. Primeiro, igualdade em 4 x 4 nas cinco primeiras cobranças de cada um. Depois, mais seis alternadas para cada time. Todas devidamente convertidas.

Os corais voltaram a desperdiçar com o zagueiro Danny Morais. Coube então a Adi Rocha, novamente. Na primeira série de tiros livres, ele havia perdido. Portanto, ao todo, seria o seu terceiro pênalti…

Assim, a disputa só foi encerrada na 25ª cobrança da noite, 11 x 10.

A conversão garantiu ao bicampeão da Lituânia o seu primeiro título no Brasil. Antes, perdera os seus dois jogos contra Gama e Goiás, pela Granada Cup.

Ao Santa Cruz, a melhor notícia da noite foi o reforço no ataque, com Bruno Mineiro e Anderson Aquino, ambos com passagens nos rivais da capital.

Em relação aos amistosos internacionais, agora só em 2016… sem pênaltis.

Troféu Chico Science 2015: Santa Cruz x Zalgiris Vilnius. Foto: site oficial do Zalgiris Vilnius

3 thoughts on “Noite com 25 pênaltis no Arruda e título do Zalgiris Vilnius

  1. Pingback: Santa Cruz x Flamengo, o duelo do Troféu Chico Science de 2016 | Blog de Esportes

  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Olha o troféu huhuhuhauahuahuahauhauhauhaua

    Eita time e clube ridículo esse sarna. kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  3. O Zalgiris sentiu o sabor que é ser campeão em cima do timeco do Imundão, algo que o Sport já sentiu tantas vezes. Quem sabe, 2015 sente de novo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>