O recomeço do atacante de R$ 20 milhões, agora no Arruda

Amistoso, 2015: Santa Cruz 3x0 Campinense. Foto: Edvaldo Rodrigues/DP/D.A Press Anderson Aquino tinha apenas 20 anos quando se apresentou no Sport. Emprestado pelo Atlético-PR, o jogador disputaria a Série B de 2006 para ganhar experiência. O atacante era grande aposta de mercado do Furacão, que avaliou os seus direitos econômicos em nada menos que R$ 20 milhões.

Na Ilha, nunca se firmou, apesar da velocidade. O faro de gol nunca foi dos melhores, mas o seu grande problema foi a rotina de lesões. Marca em sua carreira, Anderson Aquino acabou não explodindo no futebol. Nenhum clube jamais se prontificou a oferecer o valor da enorme pedida original. Nem 1/10.

Depois do Leão, o atleta foi emprestado a outros clubes. Passou por Goiás, Ituano, futebol da Geórgia e Paraná. Fechou o ciclo na capital paranaense ao firmar um acordo com o Coritiba, onde atuou de 2011 a 2014.

Novamente emprestado, agora para o Santa Cruz, Aquino tem mais uma chance. Historicamente, as coisas acontecem rapidamente em sua carreira, para o bem e para o mal. Aos 28 anos, foi apresentado no Arruda, vestiu a camisa e entrou no segundo tempo do amistoso contra o Campinense (3 x 0), precisando de apenas dois minutos para fazer um golaço, de fora da área.

Talento, tem. Não para provar que é um jogador de R$ 20 milhões, mas que é, sim, uma das principais revelações de uma das bases mais fortes do país. Anderson Aquino no Sport em 2007. Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press

One Reply to “O recomeço do atacante de R$ 20 milhões, agora no Arruda”

  1. Impressionante como sorrateiramente esse blog sempre desvaloriza o Santa Cruz.

    O Santa Cruz foi campeão hoje do torneio Santa x Campinense e ontem o Sport foi campeão do torneio Sport x Nacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*