Um jogo bom, um jogo ruim e um cheque de R$ 80 mil para o Timbu

Supercopa do Maranhão 2015, final: Sampaio Corrêa 1x0 Náutico. Crédito: Gilson Teixeira /OIMP/OIMP/D.A P

A conquista da Supercopa do Maranhão não veio, mas o Náutico realizou um bom teste de pré-temporada em São Luís. Após a estreia com um futebol competitivo, vencendo o Vitória, o time comandado por Moacir Júnior perdeu para o time da casa, o Sampaio Corrêa. O placar magro na final, 1 x 0, deixou um gostinho de frustração, com a taça tão próxima.

O rendimento na segunda apresentação no Maranhão não foi boa, com o time dominado no primeiro tempo. Outra vez, Júlio César foi o destaque. Na segunda etapa, o Timbu se lançou ao ataque, muitos passes. Ainda assim, criou algumas chances, mas pecou demais nas finalizações.

Pior. Os pernambucanos ainda tiveram um gol anulado de forma polêmica, através de Renato, aos 27 minutos. Ficou a reclamação e o nítido nervosismo.

De toda forma, mesmo vice-campeão do torneio amistoso, o Timbu volta ao Recife com uma premiação de R$ 80 mil pela campanha. Mais do que isso. Retorna consciente de que o grupo atual somado às peças que ainda irão estrear pode resultar numa equipe competitiva. Que aprenda com os erros.

E o objetivo, claro, é o Pernambucano. A taça que realmente importa nos Aflitos.

Supercopa do Maranhão 2015, final: Sampaio Corrêa 1x0 Náutico. Crédito: Gilson Teixeira /OIMP/OIMP/D.A P

One Reply to “Um jogo bom, um jogo ruim e um cheque de R$ 80 mil para o Timbu”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*