Podcast 45 (148º) – Sport invicto, mas em 3º lugar, e vitórias de Náutico e Santa

Um dos mais longos programas já gravados, com 1h46min. Começamos o 45 minutos falando do Sport, que empatou em Santa Catarina, mas acabou saindo da liderança do Brasileirão. Para completar, terá pela frente o novo líder, o Galo, no Mineirão. Na sequência, analisamos o Santa, cuja estatística mudou. Se antes não ganhava, agora não perde há cinco rodadas na Série B, tendo uma boa sequência de jogos no Recife a partir de agora. O Náutico, que venceu o Oeste na Arena, foi o terceiro tópico, com as mudanças pertinentes e o grau de favoritismo diante do lanterna Mogi Mirim, fora de casa. Fora a prévia do Clássico das Emoções no sábado, o blefe do Salgueiro, Copa América…

Confira o ingráfico com as principais atrações do programa aqui.

Neste podcast, o 148º, estou ao lado de Celso Ishigami, Fred Figueiroa e Rafael Brasileiro. Ouça agora ou quando quiser!

8 Replies to “Podcast 45 (148º) – Sport invicto, mas em 3º lugar, e vitórias de Náutico e Santa”

  1. em relação ao que foi dito no final sobre tratamento de imprensas…eu acho que a imprensa daqui é covarde com o futebol de pernambuco e contra o sport é ainda mais, e pra piorar ela não bota fé na superação do sport e dos times daqui, não defende, não prioriza, age provincianamente mesmo, e o sport, o maior do estado, é culturalmente antipatizado pela imprensa daqui, é uma imprensa tacanha, mascarada e mal intencionada em se tratando do futebol daqui, enfim, seja como for não é de confiança, o recifense que fique com o desconfiômetro de plantão se não quiser ser enganado e induzido ao apequenamento. imprensa “NE” eu nem conto, eu nem considero pernambucana nem dou crédito, aliás eu nem olho nada da imprensa “NE”, e o diário de pernambuco eu só respeito por que ele faz uso do termo:PERNAMBUCO, e pernambuco realmente me interessa, mas ele age como os “NE” na prática, esses diários associados apequenaram o DP que é patrimônio da américa latina, inadmissível que um grupo criminoso oriundo de ditadura tome conta do pernambuco, mude o nome do estado pra “NE” e ainda subjugue o DP. essa turminha da espatifação de pe via “NE”, pratica sofisma, malícia e acima de tudo ilusão, é a mania de grandeza do pernambucano, pois o cara em maceió mal tem notícia de pernambuco, na bahia idem, paraíba, rio grande do norte também e assim por diante, o cara em sergipe, ceará, piauí, alagoas, maranhão tem mais contato com a imprensa rj-sp do que com a imprensa pernambucana, esses estados são orfãos culturalmente daí eles vêm com esse papo, esse mantra apelativo de “nordestino” que quando se sentem vagos,sozinhos, mas na hora de abraçar o projeto de pernambuco pra região eles dão uma banana bem grande pra pernambuco, na hora de consumir frevo, torcer pro sport eles não torcem, torcem pros times do rj-sp, falam mal de pernambuco, não respeitam recife nem pernambuco, antipatizam os pernambucanos, e isso quebra a hierarquia sobretudo, o cara acha que recife é a mesma coisa que catolé do rocha, arapiraca e campina grande pq ele é “nordestino”, que pernambuco tem a mesma relevância que piauí, que ceará, que bahia, que sergipe e por aí vai… o semi-árido tbm não é o nordeste, o semi-árido não é o lugar mais desenvolvido, mais rico nem tampouco o lugar mais antigo da região, é apenas o interior da região, cultura rural, sertão, cultura sertaneja portanto, então vamo parar de palhaçada meu irmão! não se vende pernambuco dessa forma, isso é desacerto. tem um exemplo bem claro e correto de fora, na argentina isso é bem definidinho, cultura portenha(urbana) e cultura pampeana(rural) mas o crachá oficial de cartão de visitas é o portenho ora, e funciona perfeitamente. aqui via “nordestino” que deveria ser apenas sertaneja com pampa e circunstância, a cultura rural engole a RECIFENSE(urbana) e esculhamba tudo. eu convicta e pessoalmente não comungo dessa alcunha “nordestino”, pernambuco cria, inventa, rega e cultiva, tem todo trabalho e na hora de colher vem o cômodo elemento “nordestino”!? aqui Ó! eu não nasci em todos os estados da região, eu nasci em pernambuco, então é cultura pernambucana e só, culinária pernambucana e só, música pernambucana e só, alcunha pernambucana pra tudo e só, se virem pra construir suas identidades se não quiserem ser paraibacas pra sempre!

  2. Algum tempo atrás, foi noticiado que Juca Kfouri foi a uma clínica em busca de cuidados médicos. Passou alguns dias em repouso. Seu SITEZINHO voou por 48 horas. Qual o motivo real, indagou-se na oportunidade, em vão. As Organizações Cabuloso&Maria J descobriram que o motivo principal do mal-estar do bloguista originou-se quando o DIEGUITO SHOWZA fuzilou, em pleno Maraca, *87 E NOSSO*. Juju K prefere a companhia de ZE PILINTRA CHUPANDO DELICIAS DE PICOLE DE FOGO que ouvir SPORT, CAMPEAO BRASILEIRO DE 1987. Uaaaala! PELO REI TUDO!!!

  3. Segundo os BÚZIOS ALUCINANTES do Papi KARLITOS – o mais competente, procurado e megaprevidente macumbiere das Américas -, a BARBIE HEXAPINICO estará na ELITAÇA-16, e como campeão; a SARNA, do Arruda da Fantasia, permanecerá na Segundela, às topadas e coices no papeiro; e o ÚNICO CAMPEÃO BRASILEIRO DE 1987, tornar-se-á BI, com o CANECAÇO DE 2015.

    Como o famosíssimo K tem também inúmeros amigos e admiradores sarnentos, não anda nada satisfeito com o que está lançado nas MALHAS SOCIAIS, sobre a coletividade goguenta, a saber.

    *** UM TRICOLOR, QUE TEVE SUCESSO NA VIDA, TAVA NO SEU CARRÃO 1.0, RESTANDO 60 PARCELAS, AÍ O PNEU FUROU.

    ELE ENCOSTOU O CARRO, DESCEU COM a camisa do santinha escrita NUNCA VOU TE ABANDONAR, E COMEÇA A DESPARAFUSAR O PNEU.

    DE REPENTE, VEM OUTRO TRICOLOR COM a camisa da inferno coral, METE UM TIJOLO NO VIDRO E DIZ: Ei, véi, tu leva as rodas que eu levo o som, visse.*** Vôte!

    Não encontrei isso na Internetinha. Mesmo sem acreditar, vou procurar. PELO ÚNICO CAMPEÃO BRASILEIRO DE 1987 TUDO!!!

    i

    ,

  4. Até parece exagero, mas não é não! NAS MALHAS SOCIAIS bomban do que o GALINHO mineiro está tão assustado por ter que enfrentar o ÚNICO CAMPEÃO BRASILEIRO DE 1987, que em vez de DEGUSTAR MILHO – seu prato preferido -, ESTÁ ENGOLINDO, DESCONTROLADAMENTE, MISTURADOS COM FAROFA, frontal, lexotan, rivotril. Levir Cupinho, seu adestrador, para evitar insônia, também empapando as boinhas mágicas, que deixam os neurônios numa calmaria alucinante. DÁ-LHE, LEÃO! Depena o galeto! PELO ÚNICO CAMPEÃO BRASILEIRO DE 1987 TUDO!!!

  5. errei a letra, kkkkkk… peço desculpas… “…não somos os p da barbie, que nunca ganhou de ninguém”…

  6. por qualquer ângulo também se vê o zagueiro tocando nas pernas do andré, o carrinho por trás pegou nas pernas do andré, esse é o fato, e isso é falta e dentro da área vira pênalti. é tipo bola na mão e mão na bola, aí o juiz pensa, que a bola pegou na mão, pegou, daí o juiz marca ou não, mas que pegou na mão, pegou. aí é como o carrinho por trás, se o andré valorizou ou não na jogada, o carrinho do zagueiro não pegou no vento, nem muito menos na bola, pênaltis muito menos pênaltis foram dados sem contestação, agora a gente sabe que a globo framenguista tem rancores pessoais contra o sport, “solo por que 87 é nosso e 2008 também, nós somos los p… da madre, que nunca ganhou de ninguém”, agora que o andré caiu pq foi tocado por trás. agora a intensidade da falta e do contato já é uma questão pras aulas de física quântica… PST!!!!

  7. Francisco Pedro,

    Massa saber que tivemos um ouvinte de Minas Gerais! Aqui, fica a expectativa para que Atlético-MG x Sport seja mesmo um jogão. Abraço.

  8. Sou torcedor do Galo. Ouvindo pela primeira vez o pod.

    Muito bacana até onde ouvi ao fim da rodada de discussão sobre a primeira rodada.

    Gostaria de dar um pitaco: o ângulo de visao do juiz no momento do penalti sobre o André.

    Tem essa questão “física” que geralmente os comentaristas não levam em conta.

    Ou seja, não foi penalti, mas pouquíssimos viram o André dobrar a perna sem o uso do replay.

    Valeu, grande abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*