A premiação absoluta da Copa do Nordeste 2016 chega a R$ 14.820.000

Copa do Nordeste. Arte: Cassio Zirpoli/DP/D.A Press

A premiação total da Copa do Nordeste de 2016 aumentou em 33% em relação à última edição. Em quatro anos, são quase R$ 10 milhões a mais. A curiosidade é que das cinco campanhas possíveis (primeira fase, quartas, semi, vice e campeão), justamente a cota do primeiro lugar sofreu uma baixa. No acordo costurado entre os clubes na reunião da Liga do Nordeste, no Recife, a receita foi distribuída de forma mais equânime. Em 2015, por exemplo, o campeão Ceará ganhou R$ 2,74 milhões, ou R$ 1,5 milhão a mais que o Bahia, o vice. Na próxima temporada, o campeão ganhará R$ 2,3 milhões (mais a vaga na Sul-Americana, claro), com a diferença para o vice caindo para R$ 500 mil.

Além da redistribuição de R$ 250 mil aos classificados às quartas, pesou na redução do campeão a ausência do bônus da CBF, de R$ 1 milhão, ofertado em 2015. Por outro lado, chegar às quartas da Lampions League, numa campanha básica, superando a fase de grupos, representará quase R$ 1 milhão a oito times, num acréscimo de 52%. A simples participação significa meio milhão.

Nesta nova equação financeira, bancada pelo Esporte Interativo, detentor dos direitos de transmissão até 2022, ainda há outra particularidade. Na primeira fase, com vinte equipes, os dois maranhenses e os dois piauienses não ganham cota. Sob contrato, os novos integrantes estão num período de testes, até 2017, e a liga já tinha um acordo de divisão para os 16 times originais. Portanto, Imperatriz, Sampaio Corrêa, River e Flamengo só podem receber a premiação a partir das quartas. Finalizando o acordo, os clubes não terão despesas com arbitragem, viagens e hospedagens. A regra para as viagens é a seguinte: até 500 km, ônibus; acima de 500 km, avião, com 26 passagens garantidas.

Representantes locais em 2016: Santa Cruz, Salgueiro e Sport.

As cotas absolutas (somando as fases) para as campanhas no Nordestão:

2016
Campeão – R$ 2,385 milhões
Vice – R$ 1,885 milhão
Semifinalista – R$ 1,385 milhão
Quartas de final – R$ 935 mil
Primeira fase – R$ 505 mil*
Total: R$ 14.820.000
* Exceto para os clubes do Piauí e do Maranhão.

2015
Campeão – R$ 2,74 milhões
Vice – R$ 1,24 milhão
Semifinalista – R$ 890 mil
Quartas de final – R$ 615 mil
Primeira fase – R$ 365 mil*
Total: R$ 11.140.000
* Exceto para os clubes do Piauí e do Maranhão.

Premiações: Sport R$ 890 mil, Salgueiro R$ 615 mil, Náutico R$ 365 mil

2014
Campeão – R$ 1,9 milhão
Vice – R$ 1,2 milhão
Semifinalista – R$ 850 mil
Quartas de final – R$ 600 mil
Primeira fase – R$ 350 mil
Total: R$ 10.000.000

Premiações: Sport R$ 1,9 milhão, Santa Cruz R$ 850 mil, Náutico R$ 350 mil

2013
Campeão – R$ 1,1 milhão
Participação – R$ 300 mil
Total: R$ 5.600.000

Premiações: Sport R$ 300 mil, Santa Cruz R$ 300 mil, Salgueiro R$ 300 mil

6 thoughts on “A premiação absoluta da Copa do Nordeste 2016 chega a R$ 14.820.000

  1. Cassio, seria isso:
    Cota por participação: R$ 505.000
    Cota por passar as quartas: R$ + R$ 430.000
    Cota por passar as semi: R$ + 450.000
    Cota por ser vice: + R$ 500.000
    Cota por ser campeão: + R$ 1.000.000

    Total Campeão: R$ 2.385.000
    Total vice: R$ 1.885.000

    ?

    Abraços

    Nota do blog

    Considerando os valores isolados de cada fase, é exatamente isso, Levy. No blog, optei por somar as cotas porque o sistema de pagamento é por campanha final, já numa tentativa de facilitar ao leitor quanto cada clube ganharia ao fim de sua participação. Abraço.

  2. Pingback: A evolução das cotas de TV do Nordestão | Blog de Esportes

  3. Pingback: De R$ 844 a R$ 3.888, as taxas de árbitros no Pernambucano 2016. O mandante paga | Blog de Esportes

  4. Pingback: Taça Asa Branca, a disputa entre o campeão nordestino e o Flamengo…? | Blog de Esportes

  5. Essa premiação é dada pela organização do torneio, com verbas obtidas junto aos patrocinadores, certo?
    E a verba de TV (Esporte Interativo), você tem informação?
    Abçs

    Nota do blog

    Essa premiação já é a cota obtida junto ao Esporte Interativo também.

  6. Não acredito que depois do primeiro ano Piauienses e Maranhenses não ganhem NADA… Isso é lamentável já que houve uma mudança tão significativa nas cotas da primeira fase. Eles não receberão nem UM real Cássio?
    Mas tirando isso a competição está se tornando cada vez melhor economicamente. Imaginemos o que é 505 MIL REAIS nas mãos de Estanciano/SE e Coruripe/AL! Esses clubes devem estar soltando fogos, e com toda razão! Se continuar esse crescimento incrível será questão de tempos ver até os pequenos clubes do NE fazendo contratações ótimas igual fazem os times pequenos de SP no Paulistão que montam belos times. 505 mil já dá pra pagar uns 3 meses de folha desses times do NE com TODA CERTEZA.

    Nota do blog

    Júnior, a Liga condicionou a entrada de MA e PI a um período de testes (de 2015 a 2017), sem cotas na primeira fase. Os clubes só ganham a partir da segunda fase. Deve mudar em 2018, assim espero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>