Odebrecht deixa a operação da Arena com 24% de ocupação em 108 jogos de clubes

Arena Pernambuco. Foto: Odebrecht/divulgação

Atualização: apesar do prazo dado pelo próprio secretário, Felipe Carreras adiou a mudança, pois ainda aguarda o distrato formal para assumir a arena…

O dia 31 de março de 2016 marca o encerramento da operação da Arena Pernambuco Negócios e Investimentos S.A., o consórcio responsável pelo empreendimento em São Lourenço. O rompimento da parceria público-privada, cujo contrato duraria 30 anos, acontece por parte do governo do estado, devido ao resultado financeiro do estádio, operando no vermelho desde o início. Além da mobilidade, o déficit é uma consequência direta do contrato mal formulado pelo Palácio do Campo das Princesas, com ampla vantagem à iniciativa privada.

Desde a inauguração, no amistoso entre Náutico e Sporting, em junho de 2013, até hoje, foram 34 meses de administração, com 108 jogos envolvendo clubes em competições oficiais. Mesmo com o consórcio iniciando a venda de ingressos para Náutico x Central, em 2 de abril, o estado estimou o fim da parceria. Portanto, a taxa de ocupação neste contexto foi de apenas 24%, com menos de 12 mil pessoas. Ou seja, nem 1/4 do estádio, com 46.214 lugares.

O blog levantou os dados de público e renda nos jogos regulares. O quadro desconsiderou amistosos e as partidas entre seleções (nove, com Copa das Confederações, Copa do Mundo e Eliminatórias), com regras de faturamento bem distintas, para a Fifa e a CBF. Em 1.019 dias, até o Clássico dos Clássicos em 6 de março, a média foi de um jogo a cada 9 dias. Muito pouco para um estádio pensado para ao menos dois jogos por semana, com o Trio de Ferro.

Na conta, entrou até o clássico carioca entre Botafogo e Fluminense, pela Série A de 2013, quando o alvinegro bancou o aluguel, de R$ 270 mil, para ficar com todo o borderô, mas amargou um prejuízo de R$ 41 mil – foi a única experiência “forasteira”. A partir de 1º de abril, a administração passará para a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer, por pelo menos 60 dias. No período, o estado pretende lançar uma nova licitação para a arena. Fica a expectativa sobre o novo tipo de contrato que será proposto, pois o prejuízo já foi milionário…

2016 (janeiro-março)
Jogos: 3 (3 do Náutico)
Público: 19.230 (média: 6.410)
Ocupação: 13,8%
Renda: R$ 482.845 (média: R$ 160.948)
Tíquete: R$ 25,10

2015 (janeiro-dezembro)
Jogos: 41 (29 do Náutico, 10 do Sport e 2 do Santa)
Público: 437.893 pessoas (média: 10.680)
Ocupação: 23,1%
Renda: R$ 11.017.089 (média: R$ 268.709)
Tíquete: R$ 25,16

2014 (janeiro-dezembro)
Jogos: 43 (30 do Náutico, 7 do Sport e 6 do Santa)
Público: 529.146 pessoas (média: 12.305)
Ocupação: 26,6%
Renda: R$ 14.467.554 (média: R$ 336.454)
Tíquete: R$ 27,34

2013 (junho-dezembro)
Jogos: 21 (18 do Náutico, 2 do Sport e 1 do Botafogo)
Público: 247.604 pessoas (média: 11.790)
Ocupação: 25,5%
Renda: R$ 6.360.142 (média: R$ 302.863)
Tíquete: R$ 25,68

Total: 34 meses, de 22/05/2013 a 06/03/2016
Jogos: 108 (80 do Náutico, 19 do Sport, 8 do Santa e 1 do Botafogo)
Público: 1.233.873 (média: 11.424)
Ocupação: 24,7%
Renda: R$ 32.327.630 (média: R$ 299.329)
Tíquete: R$ 26,20

Náutico – 80 jogos
Público: 626.596 pessoas (média: 7.832)
Ocupação: 16,9%
Renda: R$ 15.612.141 (média: R$ 195.151)
Tíquete: R$ 24,91

Sport – 19 jogos
Público: 452.597 pessoas (média: 23.820)
Ocupação: 51,5%
Renda: R$ 12.859.835 (média: R$ 676.833)
Tíquete: R$ 28,41

Santa Cruz – 8 jogos
Público: 145.011 pessoas (média: 18.126)
Ocupação: 39,2%
Renda: R$ 3.487.104 (média: R$ 435.888)
Tíquete: R$ 24,04

Botafogo – 1 jogo
Público: 9.669 pessoas
Ocupação: 20,9%
Renda: R$ 368.550
Tíquete: R$ 38,11

3 thoughts on “Odebrecht deixa a operação da Arena com 24% de ocupação em 108 jogos de clubes

  1. Sobre o fracasso do campeonato pernambucano, no que diz respeito a média de público, em parte se deve à forma de disputa (fórmula), de pouca emoção, visto que se classificam 4 dos 6 clubes. A outras parte se deve a queda da renda do torcedor, ainda mais sem o TCN.

  2. Complemento do post…

    Operação da Arena Pernambuco, via Odebrecht, nos jogos de clubes em competições oficiais, de 22 de junho de 2013 a 31 de março de 2016:

    2016
    Náutico – 3 jogos
    Público: 19.230 pessoas (média: 6.410)
    Ocupação: 13,8%
    Renda: R$ 482.845 (média: R$ 160.948)
    Tíquete: R$ 25,10

    2015
    Náutico – 29 jogos
    Público: 176.204 pessoas (média: 6.076)
    Ocupação: 13,1%
    Renda: R$ 3.409.274 (média: R$ 117.561)
    Tíquete: R$ 19,34

    Sport – 10 jogos
    Público: 232.417 pessoas (média: 23.241)
    Ocupação: 50,2%
    Renda: R$ 6.941.140 (média: R$ 694.114)
    Tíquete: R$ 29,86

    Santa Cruz – 2 jogos
    Público: 29.272 pessoas (média: 14.636)
    Ocupação: 31,6%
    Renda: R$ 666.675 (média: R$ 333.337)
    Tíquete: R$ 22,77

    2014
    Náutico – 30 jogos
    Público: 234.361 pessoas (média: 7.812)
    Ocupação: 16,9%
    Renda: R$ 6.686.855 (média: R$ 222.895)
    Tíquete: R$ 28,53

    Sport – 7 jogos
    Público: 179.046 pessoas (média: 25.578)
    Ocupação: 55,3%
    Renda: R$ 4.960.270 (média: R$ 708.610)
    Tíquete: R$ 27,70

    Santa Cruz – 6 jogos
    Público: 115.739 pessoas (média: 19.289)
    Ocupação: 41,7%
    Renda: R$ 2.820.429 (média: R$ 470.071)
    Tíquete: R$ 24,36

    2013
    Náutico – 18 jogos
    Público: 196.801 pessoas (média: 10.933)
    Ocupação: 23,6%
    Renda: R$ 5.033.167 (média: R$ 279.620)
    Tíquete: R$ 25,57

    Sport – 2 jogos
    Público: 41.134 pessoas (média: 20.567)
    Ocupação: 44,5%
    Renda: R$ 958.425 (média: R$ 479.212)
    Tíquete: R$ 23,30

    Botafogo – 1 jogo
    Público: 9.669 pessoas
    Ocupação: 20,9%
    Renda: R$ 368.550
    Tíquete: R$ 38,11

  3. o fracasso deve-se a má gerencia; já sobre o torneio da federação a torcida parece preferir campeonatos bons : nordestão, copa do brasil, brasileirão e sul americana

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>