O patrimônio dos clubes pernambucanos, com estádios, CT, imóveis e terrenos

Aflitos, Ilha do Retiro e Arruda. Crédito: Google Maps 13/11/2015

Os estádios dos Aflitos, Ilha do Retiro e Arruda são os principais pilares dos patrimônios sociais de Náutico, Sport e Santa Cruz. Entretanto, as propriedades dos clubes vão bem além disso. Sede, ginásios, parque aquático, centros de treinamento, terrenos etc. A partir dos balanços financeiros de 2015, publicados em abril no site da federação pernambucana de futebol, o blog elencou os clubes locais com patrimônios acima de R$ 1 milhão. A lista surpreende bastante, sobretudo pelo Central, tomando do Tricolor o lugar no pódio.

Localizado num bairro nobre de Caruaru, Maurício de Nassau, o estádio alvinegro é alvo, há anos, da especulação imobiliária. Só o Lacerdão valeria R$ 88 milhões, já acima do valor estipulado pelo balanço coral, de R$ 63 milhões. Um comparativo no papel, pois em muitos casos as direções “congelam” os valores das propriedades nos relatórios fiscais. Ou seja, em valor de mercado o metro quadrado de cada local (inclusive do Arruda) pode variar bastante (para mais). Como critério, o blog seguiu os dados oficiais, fornecidos pelos clubes.

A lista considerou apenas imóveis. A ressalva é necessária pois alguns clubes informam maquinário, equipamentos eletrônicos e veículos. O Sport, por exemplo, soma R$ 8 milhões só neste quesito. Em tempo: nada está à venda.

Patrimônio social
1º) Sport, R$ 165.480.870 (Ilha do Retiro e clube)
2º) Náutico, R$ 134.489.197 (Aflitos e clube)
3º) Central, R$ 96.400.000 (Lacerdão e terreno)
4º) Santa Cruz, R$ 63.739.000 (Arruda e clube)
5º) Sete de Setembro, R$ 18.000.000 (Gigante do Agreste e terreno)
6º) América, R$ 1.700.319 (imóvel)
7º) Porto, R$ 1.361.656 (CT e imóveis)

Observações:
1) No caso de Sport e Náutico, os respectivos centros de treinamentos, em Paratibe e na Guabiraba, não foram listados nos balanços.

2) A lista milionária poderia ser maior caso Centro Limoeirense e Ypiranga, proprietários dos estádios José Vareda e Limeirão, detalhassem seus balanços.

3) O casarão na Estrada do Arraial é alvo de disputa pelo América, que perdeu o imóvel em 2012 num leilão para abater uma dívida. O clube tenta anular o processo. De toda forma, em 2015, passou a ser classificado como Imóvel Especial de Preservação (IEP) e não pode mais ser demolido.

Área dos clubes
1º) Ilha do Retiro, 110 mil m²
2º) Arruda, 57 mil m²
3º) Aflitos, 41 mil m²

Área dos centros de treinamento
1º) Wilson Campos, 49 hectares
2º) Ninho do Gavião, 20 hectares
3º) José de Andrade Médicis, 8,4 hectares

27 thoughts on “O patrimônio dos clubes pernambucanos, com estádios, CT, imóveis e terrenos

  1. Vou fazer reclamação no jornal não Cássio. Até porque mesmo sabendo que não dá em nada eu jamais faria nada que corresse o risco de prejudicar ninguém. Pra isso existe o chat do blog que pelo que estou vendo é democrático e você mesmo ficando chateado com as críticas, as publica e responde. Parabéns a você por isso pois não é em todo lugar da internet que posts com críticas são exibidos. Não entendi tua revolta com minha pergunta, afinal patrocínio, mesmo que fosse o caso, não insinuei, perguntei, não é crime ainda nesse país. Principalmente a um blog. Mas acho que só cheguei a fazer essa pergunta pra você ver a que ponto chega a propaganda, mesmo que inconsciente, a apenas um dos 3 clubes da capital. Bola pra frente Cássio. Enquanto o blog não tiver no título o nome da Coisa estarei aqui para ler e se necessário criticar e elogiar. Só não se chateie nem queira me processar kkkk. Abraço.

    Nota do blog

    O blog não é patrocinado por clube algum. Aliás, por empresa alguma. Todos os anúncios são automáticos, via google. =)

    Espero ter sido claro, até pra que a gente mude o disco e passe a discutir futebol mesmo, e não posicionamento do jornalista – tema cansativo demais (aqui).

  2. Não tô me escondendo de ninguém não Cássio. O que perguntei aqui pergunto na sua presença do mesmo modo. Covardia é ter o poder de imprensa e usar como você usa. Vai me processar por fazer uma pergunta? Pois foi o que eu fiz, perguntei se era patrocínio ou amor mesmo, ou é proibido um clube financiar um blog? Até onde eu sei não é. Temos partidos que financiam blogs imagina clube de futebol que não passa de uma recreação. Não só eu mas DIVERSOS outros internautas acham você um jornalista altamente tendencioso ao Sport Clube do Recife. Vai fazer o que Cássio? Processar mais da metade dos leitores do Diário? Talvez se você fosse mais profissional, uma vez que mexe com a paixão de milhares de pessoas, não recebesse críticas e outra, um jornalista que não aceita críticas, mesmo que infundadas, não vai longe na profissão não amigo. Seja mais humilde, faça uma auto crítica, o que deve ser difícil pra um rubro negro, e repense seu posicionamento ou então mude o nome do blog e comente apenas assuntos do seu time do coração. Me desculpe se lhe ofendi com minha pergunta e com minha audiência. Fica a dica amigos alvirrubros e tricolores, Cássio já deixou claro que quem tiver achando ruim seu blog que não o leia mais. Esse é o modo como o Diário Associados trata o leitor agora.

    Nota do blog

    Você acha que aceitar “crítica” é aceitar insinuação de blog patrocinado? Cara, vale nem a pena discutir. Quanto ao meu trabalho, qualquer coisa, liga para o jornal e faz uma reclamação formal. Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>