Sport empata com América em BH e só no domingo saberá a pressão da 38ª rodada

Série A 2016, 37ª rodada: América-MG 2 x 2 Sport. Foto: Rogério Clemente/EM/D.A Press

Após golear o Grêmio em Porto Alegre, o Sport praticamente assegurou a permanência na Série A. Bastava vencer 1 dos 4 jogos restantes, “simples”. Contra o Cruzeiro, na Ilha, derrota. Contra o Atlético-PR, nada de futebol no campo sintético de Curitiba. Na terceira chance, diante do já rebaixado América, um frustrante empate, que, matematicamente, pouco acrescentou. O resultado, aliás, trouxe o Inter para o jogo. E por este motivo este texto tem uma vida útil curta, dependendo do resultado no Beira-Rio. A peleja entre Inter e Cruzeiro deve terminar por volta das 18h de domingo, no horário recifense. Caso o Colorado tropece, o Leão estará garantido no Brasileirão pela 4ª vez seguida.

Por outro lado, se o Internacional voltar a vencer, o jogo final dos rubro-negros, contra o Figueirense, que figurava como cumprimento de tabela, torna-se uma decisão. Considerando o pior lado – afinal, caso se garanta por antecipação, pouco importará o desempenho na 38ª rodada -, voltemos ao futebol praticado no Independência. Lá, esperava-se um Sport disposto a se impor diante do mandante, já fragilizado. O gol marcado logo aos 11 minutos, com Renê roubando a bola e servindo Rodney Wallace (quase sem ângulo na finalização), foi um disfarce. Afinal, o Coelho já mandara uma no travessão e àquela altura o time pernambucano estava longe de ser soberano. Mas ficou em vantagem e teve o momento favorável para definir logo. Não o fez, seguindo num ritmo muito abaixo para quem ainda briga contra o descenso. No meio-campo, Ronaldo seguiu burocrático e, pior, Rithely foi muito mal (e ele é um termômetro do time)

Atuando com quatro laterais (dois tradicionais e dois pontas), o time também poderia ter usado mais as descidas rápidas, aproveitando o espaço do América, que teria que se expor. Não usou bem a formação. No segundo tempo, tomou a virada em vinte minutos. O Sport só ganhou sobrevida após a expulsão de Makton, aos 23 minutos. Aos 34, empatou com Ronaldo Alves, adiantado no momento do cruzamento de Diego Souza. E a partir daí, com o 2 x 2, não teve mais jogo. O alviverde, inflado ou não por uma mala branca, fez tudo para segurar o resultado, mostrando uma instigação de fazer inveja à torcida leonina presente, que esperava o mesmo do seu time. E que, caso o domingo não ajude, irá cobrar dentro de uma semana, numa decisão não programada…

Série A 2016, 37ª rodada: América-MG 2 x 2 Sport. Foto: Rogério Clemente/EM/D.A Press

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*