O ranking de pontos do Campeonato Pernambucano, de 1915 a 2016

O pesquisador Carlos Celso Cordeiro foi o responsável pela recuperação de todos os dados estatísticos do futebol pernambucano. Jogos, resultados, escalações, públicos etc. Com um acervo completo desde 1915, foi possível construir um ranking de pontos do Campeonato Pernambucano. O legado de Carlos Celso se mantém e aqui o blog atualiza a tabela histórica (quadro completo abaixo) do Estadual. Para elencar as 102 edições já realizadas (com o Sport na liderança absoluta, com 194 pontos a mais que o rival Santa), o blog tomou a liberdade de padronizar a pontuação e estabelecer algumas ressalvas entre os 63 clubes que já disputaram ao menos um certame local. Vamos lá.

1) Três pontos por vitória. Oficialmente, o critério só foi introduzido no Estadual de 1995. Porém, para um levantamento geral, isso acabava resultando numa distorção (para baixo) nos clubes com triunfos obtidos antes desse período. E vice-versa. Antes da conversão, o Salgueiro, com onze participações desde 2006, era o 10º. Agora, aparece em 14º lugar, a 71 pontos do top ten.

2) Um ponto por empate. O critério pode até parecer lógico – já era assim na pioneira competição de 1915 -, porém, em alguns anos, como 1998, o empate com gols valeu dois pontos e o empate sem gols, um.

3) Clubes que mudaram de nome/escudo/uniforme, mas, oficialmente, mantiveram o registro de fundação, são considerados pela FPF como a mesma agremiação. Idem na lista. No ranking, valeu o último nome utilizado (no fim, como curiosidade, as campanhas de cada denominação).

Ferroviário do Recife: Great Western (1932-1954) e Ferroviário (R) (1955-1994)
Atlético Caruaru: Esporte Caruaru (1977-1978) e Atlético Caruaru (1979-1990)
Manchete: Santo Amaro (1966-1993), Casa Caiada (1994), Recife (1996-2004) e Manchete (2005)

4) No caso de clubes de um mesmo município com características bem semelhantes (padrão, nome e/ou escudo), mas que foram inscritos (legalmente) como agremiações distintas, valeram as campanhas separadas.

Do Cabo de Santo Agostinho:
Destilaria (1992-1995)
Cabense (1996-2011) 

De Vitória de Santo Antão:
Desportiva Pitu (1974)
Desportiva Vitória (1991-2006)
Acadêmica Vitória (2009-2016).

5) Em 1915, a Colligação SR jogaria 5 vezes, mas só foi a campo 2, levando o W.O. em três oportunidades. Em ação, perdeu de Santa (1 x 0) e Flamengo do Recife (3 x 0). Por isso, tem menos gols sofridos (4) que derrotas (5)!

6) As fase preliminares e hexagonais da permanência foram contabilizados com o mesmo peso das fases principais. Por isso, o Atlético Pernambucano soma 59 pontos, em 2015 e 2016, sem jamais ter enfrentado o Trio de Ferro.

Ao longo dos 102 anos, com milhares de partidas disputadas, o Santa foi o único onipresente. Náutico e Sport disputaram 101 e 100, respectivamente. Em 1915, ambos não concordaram com o regulamento da Liga (a precursora da FPF). Já em 1978 o Leão ficou de fora em protesto à direção da FPF. No lado oposto, o Afogados da Ingazeira, que em 2017 torna-se o 64º participante na elite.

O ranking de pontos do Campeonato Pernambucano, de 1915 a 2016. Arte: Cassio Zirpoli/DP

14 thoughts on “O ranking de pontos do Campeonato Pernambucano, de 1915 a 2016

  1. Acho que levando em consideração o Salgueiro já ultrapassou o Íbis somou 20 pts no Hexagonal do título e mais 16pts da primeira fase do torneio e mais uma vitória contra o Santa Cruz nas semifinais e mais um ponto do empate contra o Sport , quando atualizar o de 2017 quero ver como vai ficar, Abraços

  2. Cássio, não sei se estou lendo direito, mas tenho para mim que o saldo de gols do Sport está errado. Ao invés de +2873, deveria ser +2883?!

  3. Bom dia,

    Tenho uma curiosidade em saber a parcial desse resultado. Parcial entre 1915 a 1987, saber até onde a entrada do Sport no clube dos 13 influência nesse resultado.

  4. Rafael no dia 2 de janeiro de 2017 às 22:13 disse:

    Muito legal.

    Seria bom ver esse ranking considerando até o ano da entrada do Sport no Clube dos 13. Acredito que o equilíbrio era maior.
    ==
    Colega, faz um levantamento ai de quem era o maior campeão em cada década, vc vai ter uma surpresa.
    No começo apenas América e Náutico disputavam com o Sport quem era o maior campeão da década, de lá pra cá o Sport sempre na frente com mais títulos.

  5. Muito legal.

    Seria bom ver esse ranking considerando até o ano da entrada do Sport no Clube dos 13. Acredito que o equilíbrio era maior.

  6. grande trabalho do saudoso Carlos Celso Cordeiro, na imprensa atual de Pernambuco, cabe a vc Cássio continuar o trabalho de registros dos resultados e números do futebol pernambucano.

  7. Esse blog deveria ser: “Blog do Sport Clube do Recife” by Cassio Zirpoli, o reporter mais torcedor que existe.

    Nota do blog

    Paulo, infelizmente… são apenas números (neste caso, sequer levantados por mim, caso você não tenha lido), apresentados de forma regular no blog. Se não são do seu agrado, paciência.

  8. É difícil pra cabeça do Felipinho Pontes entender que números não torcem para algum clube. Toma uma bandinha de rivotril e deixa o Cássio trabalhar.

  9. 1) Salgueiro passa o Íbis esse ano. (será?)
    2) Central 4o – nenhum título, Tramways 19o – 2 títulos
    3) Clubes com saldo de gols positivo: Sport, Santa, Náutico, Salgueiro, Tramways, Pesqueira, Itacuruba, Atlético, Varzeano, Atheniense e Tuyuty

  10. Felipe Pontes, vc torce por qual time? Estais falando em média de jogos/pontos, o Santa Cruz tem 2.237 jogos, o Náutico tem 2.220 jogos e o SPORT tem 2.197 jogos (o que disputou MENOS JOGOS levando em conta o “Trio de ferro”), não entendi o seu “nojo” pela imprensa, visto q o SPORT tem mais pontos em menos jogos (entre os três), boa sorte e PONHA JESUS EM SEU CORAÇÃO (plagiando o grande Ralph de Carvalho). Quanto ao Cássio obrigado pela divulgação dos números, pesquisa do torcedor do Náutico, o saudoso, Carlos Celso Cordeiro. Abraços!

  11. A pesquisa deveria ter sido em porcentagem… ai ficaria mais justa!!! Talvez se o sport não emcabessasse a lista nos critérios utilizados e sim na forma de porcentagem, aí sim eles o fariam. A mídia de Pernambucano cada vez mais me enjoa.

    Nota do blog

    Então, um time com 5 jogos e 5 vitórias, por exemplo, seria o líder? Assim você acharia justo e ficaria feliz? Ok. Fica pra próxima.

  12. Cassio, algum dos 3 grandes ja perdeu pro ibis? Acho que vale um post, acho que muita gente tem curiosidade sobre isso, abraços

    Nota do blog

    Leonardo, os três já perderam… Inclusive, esse é um dos primeiros posts do blog, de novembro de 2008.

    Todo mundo já apanhou do Íbis: http://tinyurl.com/zpc9vtb

  13. Complemento do post

    + jogos: Santa Cruz 2.237
    + vitórias: Sport 1.390
    + empates: Santa Cruz 435
    + derrotas: América 760
    + GP: Sport 4.921
    + GC: América 2.887

  14. Cassio, desde que foi instituído essa primeira fase no pernambucano ela é contabilizada? Ou só a partir do hexagonal do título?

    Nota do blog

    Álvaro, bom questionamento. Foi contabilizada a primeira fase, sim. Por sinal, isso fez com que o Atlético Pernambucano conseguisse um bom histórico mesmo sem enfrentar o Trio de Ferro (jogou apenas a 1ª fase e o hexagonal da permanência). Coloquei esse ponto levantado por você na 6ª observação do post (como atualização), abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>