O relatório da FPF sobre a arbitragem no primeiro Clássico das Multidões de 2017

Pernambucano 2017, 4ª rodada: Santa Cruz 1 x 1 Sport. Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Em termos de classificação à semifinal do campeonato estadual, o primeiro Clássico das Multidões de 2017 pouco acrescentou. No entanto, na maior rivalidade de Pernambuco, em um jogo com 12.408 torcedores no Arruda e centenas de milhares assistindo na televisão, as polêmicas dominaram, até pela falta de futebol de ambos os times. Na manhã seguinte ao empate, a FPF fez um balanço da arbitragem, através do delegado especial da comissão nacional da CBF, Nilson Monção, com o auxílio de Erick Bandeira. A atuação da arbitragem foi considerada “boa”, mesmo com 6 (seis!) observações.

A seguir, em itálico, a íntegra do texto enviado aos presidentes Alírio Moraes, do Santa Cruz, e Arnaldo Barros, do Sport:

Caro presidente, bom dia. Dentro da nova diretriz vigente com audiência pública ou sorteio para a indicação dos árbitros no Pernambucano A1 – 2017, também disponibilizaremos o relatório dos delegados e assessores da arbitragem. O relatório é elaborado até 4 horas após o término do jogo e, para esse jogo entre o Santa x Sport (Arruda, 18/02/2017 às 16:30h), solicitamos a observação do Delegado Especial da Comissão Nacional da CBF, Monção. Para seu conhecimento estamos encaminhando o relatório elaborado pelo mesmo e com o auxílio do Erick Bandeira. 

Santa Cruz 1 x 1 Sport
Árbitro: Sebastião Rufino Filho
Assistente 1: Marlon Rafael
Assistente 2: Bruno Chaves

1º tempo
Aos 45 segundos, cartão amarelo p/ Sport.
4′ Dúvida na vantagem ou não, apito fraco
7′ Mal posicionado, bola bate no árbitro e gera ataque do Santa Cruz
8′ Copo arremessado no campo
13′ Cartão amarelo p/ o Santa Cruz
15′ Mão na bola sem cartão
19′ Marca falta equivocadamente, jogador do santa vai sozinho.
21′ Cartão amarelo para o Santa Cruz, que poderia ter sido evitado. Jogador joga a bola para cima de forma não acintosa
23′ Impedimento ajustado, corretamente marcado pelo AA2
25′ Controlou uma situação de princípio de conflito
27′ Pedra arremessada no campo
28′ Fez boa advertência verbal em dois jogadores… Preventiva
32′ Boa interpretação, não houve falta dentro das área penal
33′ Cartão amarelo bem aplicado para jogador do Santa Cruz
38′ Cartão amarelo bem aplicado para jogador do Sport
40′ Gol do Sport… Normal
44′ AA1 ajuda, marcando falta
Deu 2 min de acréscimo. Pela quantidade de paralisações, poderia ter sido mais…

2° tempo
No início do 2° tempo, expulsou os dois técnicos. Pelos acontecimentos narrados, sem necessidade
2′ Cartão amarelo por simulação para o N°11 (era o segundo cartão… expulso)
6′ Cartão amarelo para Sport por segurar
10′ Jogador do Santa Cruz chuta sem bola jogador do Sport. Seria cartão amarelo.
12′ Impedimento do ataque do Sport , concluído em gol. Correto
14′ Gol do Santa Cruz. Normal
19′ Defensor do Santa faz falta em atacante do Sport. Ataque promissor, para amarelo e o árbitro não dá. Goleiro do Santa reclama acintosamente e recebe o amarelo
25′ Impedimento bem marcado pelo AA1
30′ Impedimento bem marcado pelo AA1
36′ Impedimento bem marcado pelo AA2
37′ AA2 ajuda marcando falta
40′ Cartão amarelo para jogador do Santa Cruz.
42′ Demorou mais de um minuto para autorizar a cobrança de uma falta
43′ Demorou muito tempo para cobrar um tiro de canto
44′ Jogador do Santa Cruz, n°20 mata jogada de forma temerária e não recebe o cartão amarelo.
45′ Tempo de acréscimo de 4 min, compatível com as paralisações do 2° tempo 

Partida de grau alto de dificuldade, com arbitragem boa, porém necessitando melhorar alguns aspectos, como:

1) Intensidade do som do apito;
2) Interpretação de faltas;
3) Posicionamento;
4) Dinamizar a reposição de bola;
5) Aplicação de alguns cartões;
6) Diferenciar uma reclamação de uma ofensa. 

Assistentes:
Estiveram em ótimo nível. Principalmente o AA2, que marcou corretamente um Impedimento muito ajustado.

4° Árbitro (Luiz Cláudio Sobral):
Foi muito bem no controle das áreas técnicas.

Ao final da partida, não houve contestações das equipes. Deixando o estádio sem nenhum tipo de problema.

Pernambucano 2017, 4ª rodada: Santa Cruz 1 x 1 Sport. Foto: Peu Ricardo/DP

4 Replies to “O relatório da FPF sobre a arbitragem no primeiro Clássico das Multidões de 2017”

  1. Marconi o fato do jogo entre Náutico e Sport ser chamado de Clássico dos Clássicos hoje não é tanto pela rivalidade e qualidade dos dois times, e sim pq foi o primeiro clássico de Pernambuco.
    No passado, na década de 20, até poderia ser, mas agora não mais.
    E sobre o relatório sacanagem o cara dizer q foi impedimento normal no primeiro tempo do Santa Cruz, a própria TV mostrou diversas vezes q ele estava legal e, portanto, Magrão deveria ter sido expulso.

  2. Concordo com o Marconi, sou torcedor do Sport e acho que um clássico onde existe uma diferença enorme no número de vitórias a favor de uma equipe, não deve ser considerado o mais disputado.

  3. O fato de as torcidas de Sport e Santa viverem fazendo arrastões e quebra-quebras pela cidade não credencia esse clássico como o de maior rivalidade do estado. O problema do mundo, hoje, é a ignorância em torno da História. O próprio nome do Clássico dos Clássicos já diz tudo, sem contar ser o mais antigo e o de retrospectiva mais equilibrada. Quantidade (de torcedores) não é qualidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*