Freguês não. Freguezaço!

Ronaldinho Gaúcho treinando na Granja ComaryA Seleção Brasileira jogará hoje à noite no horário que a TV Globo mais gosta: 22h. No entanto, dessa vez a escolha não foi da emissora, mas sim da Conmebol e da federação chilena, mandante da partida deste domingo. Televisão à parte, o Brasil enfrentará um verdadeiro freguês histórico.

O Brasil ganhou nada menos que 44 dos 63 jogos, desde o primeiro confronto, em 1916, no então Campeonato Sul-Americano (atual Copa América) realizado em Buenos Aires, na Argentina. Uma ressalva, porém. A última vitória em Santiago foi em 1991!

Tabu pedindo para cair… Vamos ver se Ronaldinho Gaúcho (foto) ajudará para isso. E que seja mantida a escrita diante do agora perigoso Chile (treinado pelo argentino Bielsa, na foto abaixo).

O time canarinho depende demais de um bom resultado no estádio Nacional para ter tranqüilidade nas eliminatórias sul-americanas. O Brasil busca a sua 19ª participação em Copas.

Retrospecto geral
63 jogos
44 vitórias do Brasil
12 empates
7 vitórias do Chile
145 gols do Brasil
53 gols do Chile

Últimos jogos
Brasil 5 x 0 Chile (Brasília – Eliliminatórias – 04/09/2005)
Brasil 4 x 0 Chile (Gotemburgo, Suécia – amistoso – 24/03/2007)
Brasil 3 x 0 Chile (Cachamay, Venezuela – Copa América – 01/07/2007)
Brasil 6 x 1 Chile (Puerto La Cruz, Venezuela – Copa América – 07/07/2007)

Confrontos no Chile
21 jogos
11 vitórias do Brasil
6 empates
4 vitórias do Chile
28 gols do Brasil
15 gols do Chile

Técnico argentino Marcelo Bielsa comanda treino do ChileÚltima vitória brasileira no Chile

Chile 0 x 2 Brasil (21/07/1991)

Local: estádio Nacional (Santiago, Chile). Árbitro: Juan Oscar Ortube (Bolívia). Gols: Mazinho Oliveira aos 8 do primeiro tempo e Luiz Henrique aos 10 do segundo. Cartão vermelho: Branco. Cartões amarelos: Garrido (C); Renato Gaúcho, Valdir, Márcio Santos e Mazinho (B). Público: 45.000 torcedores.

Chile: Toledo; Mendoza, Garrido, Vilches e Margas; Estay (I. Basay), Ramirez (J. Vera), Pizarro e Contreras ; Zamorano e Rubio. Técnico: Arturo Salah

Brasil: Taffarel; Cafu, Ricardo Rocha, Márcio Santos e Branco; Mauro Silva, Luís Henrique (Neto, Mazinho e Mazinho Oliveira; Renato Gaúcho (Valdir) e João Paulo. Técnico: Falcão

Fotos: sites oficias da CBF e Federação de Futebol do Chile (FFC).

Eeeesse Google

O google é um ótimo site de pesquisas. Ele serve para encontrar quase tudo na internet. No entando, é bom ter um pouco de atenção quando for pesquisar… Uma letrinha errada pode gerar algum constrangimento. Que o diga o volante Richarlyson, do São Paulo.

Para entender o motivo, clique AQUI.

Crédito do blogueiro Hugo Martins.

Lula não irá morar na Argentina

Lula na ArgentinaPegou muito mal a resposta do goleiro da Seleção Brasileira, Júlio César, em relação às críticas do presidente Lula sobre o time do Brasil. O presidente da República comentou que os jogadores do Brasil estavam atuando “sem muita vontade”. Uma opinião que boa parte da torcida também tem, diga-se.

Nota 0 para Júlio César, que mandou Lula “ir morar na Argentina”, apenas por causa dos elogios ao meia Messi (que “corre e briga pela bola”, segundo o presidente). Espero que hoje à noite ele tenha uma nota melhor em campo, no difícil duelo contra os chilenos em Santiago.

Para tentar contornar a situação, a assesoria de comunicação da CBF publicou uma nota no site oficial dizendo que aquela opinião de Júlio César não expressava (obviamente) o pensamento dos demais jogadores e integrantes da Seleção.

Nota oficial da CBF abaixo:

Declaração de um jogador não expressa a opinião dos demais integrantes da Seleção Brasileira

CBF NEWS

A CBF esclarece que o episódio das críticas feitas pelo presidente Lula à Seleção Brasileira, e que foi destaque nos jornais neste sábado, foi divulgado de uma maneira que absolutamente não reflete a opinião de todos os jogadores e integrantes da Seleção.

Ao contrário, o técnico Dunga e diversos jogadores que deram declarações sobre o assunto manifestaram claramente ter entendido o direito que o presidente Lula tem de expor o que pensa sobre a Seleção Brasileira, sejam as opiniões favoráveis ou não.

Pelo mesmo motivo, em um país em que há liberdade de imprensa e reconhecimento ao direito de expressão, deve ser entendida a declaração do goleiro Julio Cesar, ainda que todos os jogadores e integrantes da comissão técnica da Seleção Brasileira não concordem com o seu teor.

Rodrigo Paiva

Chefe de Comunicação da CBF

Felipe é o cara

Autor de 10 gols no Brasileirão de 2007, o atacante Felipe não estava tendo boas atuações no Náutico. Com isso, acabou indo para o banco de reservas. De onde saiu no segundo tempo do jogo contra o lanterna Ipatinga, nesta noite, para marcar 2 belos gols. Vitória por 2 x 0, nos Aflitos, e fôlego retomado para as 14 rodadas restantes da competição.

O Alvirrubro conseguiu sair da zona de rebaixamento e agora está em 15º lugar. Domingo que vem, o adversário será justamente o Vasco, o 14º. Jogo no caldeirão de São Januário, que não vem fervendo no Brasileiro.

Como diria (e dirá) o técnico Roberto Fernandes: “esse é um confronto direto”.

Já Felipe chegou aos 5 gols nesta Série A, e se tornou o artilheiro do time, ao lado de Wellington, que já deixou o clube. Provavelmente, conseguiu de volta o seu lugar no time.

Série A com horário olímpico

É inacreditável o novo horário que inventaram (ou reinventaram) para o futebol brasileiro. Por causa do guia eleitoral, que começou nesta semana, alguns jogos do Brasileirão marcados para as próximas quartas-feiras começarão às 22h. Isso mesmo, 22h. Esse, aliás, já foi o horário da partida Náutico 1 x 3 Fluminense, ontem à noite, nos Aflitos. Um horário ingrato para qualquer um envolvido na partida: jogadores, imprensa e, acima de tudo, o torcedor.

Trata-se de um horário que proíbe o torcedor com menos recursos de ir a um jogo. Seja pela falta de segurança do Grande Recife, ou pelo horário que a partida acabará: meia noite. O relógio já aponta o início do dia seguinte quando o torcedor começa a deixar o estádio, para caminhar alguns quarteirões até a parada de ônibus mais próxima, onde ainda irá esperar por um ônibus (num horário com menos coletivos nas ruas). Tem como um panorama assim não afastar a torcida do estádio?

E tudo isso apenas para que o jogo seja televisionado depois da novela. Alguém pode argumentar que antes do guia os jogos começavam às 21h45. Começavam sim, mas já era um absurdo. Mas o jogo da TV também já começou às 21h30, variando de acordo com a novela. E a desculpa é a mesma de sempre, a de que os clubes assinaram um contrato com uma rede de TV e precisam cumprí-lo. É verdade. Mas me impressiona saber que o torcedor comum nunca é levado em consideração nessa situação.

ISSO NÃO EXISTE.

Um jogo de futebol começando às 22h… Parece até o horário dos Jogos Olímpicos da China.

Antes fosse…

É bom avisar que a Copa será em 2014

Arena Recife-OlindaHá quase um ano, a Fifa confirmava o Brasil como sede da Copa do Mundo de 2014. Uma responsabilidade daquelas para o país, que recebeu o evento apenas uma vez, em 1950. E há quase um ano também segue a dúvida sobre as subsedes do Mundial. Algumas cidades já foram confirmadas (São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Brasília), mas e a proposta pernambucana? A candidatura conjunta Recife/Olinda foi bem recebida pelo presidente da CBF, Ricardo Teixeira, até mesmo porque existe um novo estádio no projeto (capacidade para 42 mil pessoas). Mas é aí que começa a série de dúvidas sobre o pleito pernambucano.

A Arena Recife-Olinda (ilustração acima)- projeto do governo do estado junto à iniciativa privada – seria construída no bairro de Salgadinho em Olinda. O elevado custo para desapropriar a área (mais de R$ 100 milhões) vem inviabilizando a execução da obra. Aliás, para ela sair do papel, o estado precisa ser confirmado como subsede. É o gato correndo atrás do rabo. O Náutico, por sua vez, anunciou em outubro de 2007 que construirá um novo estádio (a Timbarena, em local a ser confirmado), através de uma parceria com a empresa potuguesa Lusoarenas. Dificilmente, porém, Pernambuco comportará dois estádios multiuso. Por isso, o presidente do Náutico, Maurício Cardoso, vem tentando há 15 dias uma audiência com o governador Eduardo Campos, para conversar sobre o assunto. O governo tem total interesse que um clube local administre o estádio.

Vale lembrar ainda que o Santa Cruz divulgou, também no ano passado, o projeto Arena Coral, com o objetivo de modernizar todo o Arruda. Projetos, projetos, projetos… É animador sim. Mas será ainda mais se pelo menos um deles chegar pelo menos à etapa da “pedra fundamental“. Pernambuco ganharia bastante. Apesar de todo esse rebuliço, alguns setores já se mexem. O Sindicato de Arquitetura e da Engenharia (Sinaenco/PE) promoveu hoje o Seminário Copa 2014, no Recife Palece, que teve como objetivo reunir representantes do governo do estado e das prefeituras de Olinda e Recife (além de empresários), até mesmo porque Pernambuco terá que se estruturar bastante para receber a Copa. Que é um desejo de todos. Por mais que não pareça, ainda.

É por ti, Fogo!

BotafogoO Botafogo de Futebol e Regatas completa hoje 104 anos de história. Apesar de ter contado com um timaço nos anos 60, cujo craque era simplesmente Mané Garrincha, o Fogão (Alvinegro, Estrela Solitária, Bota…) vive um momento de transição. O ponto de partida foi o arrendamento do estádio Engenhão, no ano passado. O time administrará o estádio pelos próximos 19 anos.

O maior título do Botafogo foi a conquista do Campeonato Brasileiro de 1995, numa polêmica final contra o Santos, no Pacaembu. O clube também conquistou a Taça Brasil de 1968. Fora das fronteiras do país, o Botafogo venceu a extinta Copa Conmebol, em 1993.

Depois de amarelar bastante nos últimos anos (principalmente diante do Flamengo), o Botafogo começa na próxima quinta-feira, contra o Atlético-MG, no Rio, a luta pelo título da Copa Sul-Americana. A taça, instituída pela Conmebol em 2002, ainda é inédita para o futebol brasileiro.

Curiosidade: O Botafogo aplicou aquela que é, até hoje, a maior goleada da história do futebol brasileiro. No dia 30 de maio de 1909, durante o Campeonato Carioca, o Fogão venceu o Mangueira por 24 x 0. Repito: 24 x 0.

Site oficial do Botafogo: http://www.botafogonocoracao.com.br/

História do Botafogo: http://pt.wikipedia.org/wiki/Botafogo_de_Futebol_e_Regatas

“É por ti, Fogoooo” = http://www.youtube.com/watch?v=inOvY3bUdek

PS. Cuca, homenageado em um vídeo tão recente, deverá pisar hoje nas Laranjeiras para substituir Renato Gaúcho no comando do Flu. Que ironia, hein?

Enfim… Parabéns, Botafogo.

Campeón del Torneo Apertura

Sem respeitar a idade do já centenário Atlético-MG, o Grêmio foi ontem até o Mineirão e goleou por 4 x 0. O massacre não só deu mais 3 pontos ao Tricolor Gaúcho (que agora soma 41), mas também o simbólico Troféu Osmar Santos, oferecido pelo diário Lance! ao “campeão do primeiro turno”. Se fosse na vizinha Argentina, os tricolores teriam faturado um campeonato nacional. Na terra dos hermanos, a competição também é disputada por 20 clubes, em turno e returno. A diferença (“singela”) é que cada metade equivale a uma taça. Os dois títulos são chamados de Apertura e Clausura, e o calendário segue o modelo europeu, iniciando a temporada apenas no segundo semeste.

Como aqui no Brasil ainda não inventaram essa moda (moda sim, pois vem se espalhando na América do Sul, onde quase todos os campeonatos são dobrados), o Grêmio tem pelo menos um grande motivo para ficar otimista (além da liderença, é claro). Desde 2003, quando o sistema de pontos corridos foi implantado no Campeonato Brasileiro da Série A, todos os times que terminaram o 1° turno na liderança acabaram vencendo o campeonato.

Como diz o lema do Grêmio: Nada pode ser maior. É verdade, pelo menos por enquanto.

Campeões do Torneo Apertura do Brasileirão:

2003 – Cruzeiro
2004 – Santos
2005 – Corinthians
2006 – São Paulo
2007 – São Paulo
2008 – Grêmio