Maracanã? Tente de novo

Strahov Stadium. É do lado direito, é claro...

O maior: o estádio Evzen Rosicky, no lado esquerdo da foto acima, pode acomodar até 20 mil pessoas. Já o vizinho Strahov Stadium… Bem, esse já chegou a receber 230 mil pessoas.

Construído especialmente para a Copa do Mundo de 1950, o Maracanã ficou conhecido como o “maior estádio do mundo”. Pelo menos foi o que sempre se falou no Brasil. De fato, a final daquele Mundial – infelizmente vencida pelo Uruguai – atraiu uma multidão estimada em 200 mil espectadores. Milhares de pessoas pularam as catracas durante o empurra-empurra na entrada da decisão. Apesar de hoje poder receber “apenas” 90 mil torcedores (com o conforto de assentos), o recorde de público do estádio Mário Filho o credenciaria para o posto de maior do planeta. Mas não é o caso. Por sinal… Nunca foi!

Desde 1926, a cidade Praga, na República Tcheca, abriga o Strahov Stadium. Uma colossal construção que ocupa uma área de 6 hectares, e que foi ampliada em 1948 para receber até 230 mil pessoas. O estádio original foi inaugurado durante a Primeira República da então Tchecoslováquia, entre as duas Guerras Mundiais. Servia de palco para exibições em massa de ginastas (de forma sincronizada), conhecidas como Sokol. Posteriormente – após a reforma -, o Strahov foi o cenário de grandes atos do governo comunista, que passou a utilizar o Sokol como “ópio” para o povo.

No anos 60, até mesmo uma corrida de automóveis pôde ser realizada. Ainda houve mais uma reforma, em 1975. Grandes shows de rock também tiveram vez no Strahov Stadium, como Rolling Stones, Guns N’Roses, Pink Floyd, U2 e Genesis. No show dos Rolling Stones, em 18 de agosto de 1990, o estádio recebeu um público de 150 mil pagantes.

Com a ruína do comunismo em 1989, e com tanto espaço sobrando também, o estádio acabou virando um mamute branco (elefante seria pequeno nesse caso). O local deverá se transformar em um grande (!) centro comercial, incluindo um hotel e um shopping center. Já o vizinho Evzen Rosicky será demolido para que seja construído o novo estádio nacional (de futebol), com capacidade para 52 mil pessoas.

Mas por enquanto, a verdade é que o centro do campo de Strahov (que antes era de terra batida) deu lugar a 8 campos oficiais, e se tornou o Centro de Treinamento (CT) do Sparta Praga.

Foto: reprodução do Google Maps.

Você pode ver mais sobre o Strahov Stadium (em inglês) AQUI.

Vestibular da Copa

A Fifa divulgou ontem as datas da Copa das Confederações de 2009, que será realizada na África do Sul. A competição – que é disputada na sede da Copa um ano antes, como uma espécie de “vestibular” – irá de 14 a 28 de junho. Já o sorteio dos dois grupos irá acontecer em 22 de novembro. Oito países estão classificados para a próxima edição: Itália (Copa do Mundo-06), Brasil (Copa América-07), Espanha (Eurocopa-08), Egito (Copa da África-08), Estados Unidos (Copa Ouro-07), Iraque (Copa da Ásia-07), Nova Zelândia (Copa da Oceania-08) e África do Sul (país-sede).

Brasileiros comemoram com samba após goleada na final de 2005A Seleção Brasileira é a atual campeã (foto). Na final de 2005, a Canarinha venceu a Argentina por 4 x 1, em Frankfurt, na Alemanha. Considerando todas as sete edições, o Brasil foi o time que mais jogou (23 vezes) e venceu (13).

Campeões
1992 – Argentina
1995 – Dinamarca
1997 – Brasil
1999 – México
2001 – França
2003 – França
2005 – Brasil

Campanha do Iraque na Copa da Ásia de 2007

Iraque festa título asiático de 2007Eliminatórias
Cingapura 2 x 0 Iraque
Iraque 2 x 1 China
Palestina 0 x 3 Iraque
Iraque 2 x 2 Palestina
Iraque 4 x 2 Cingapura
China 1 x 1 Iraque

1ª fase
Tailândia 1 x 1 Iraque
Iraque 3 x 1 Austrália
Omã 0 x 0 Iraque

Quartas-de-final
Iraque 2 x 0 Vietnã

Semifinal
Iraque 0 x 0 Coréia do Sul (vitória nos pênaltis por 4 x 3)

Final - 29 de julho (Jacarta, na Indonésia)
Iraque 1 x 0 Arábia Saudita

Obs. O time iraquiano foi dirigido pelo técnico brasileiro Jorvan Vieira. Até então, a melhor colocação do país havia sido um 4º lugar na edição de 1976, no Irã. “É difícil treinar a equipe de um país em guerra”, disse o técnico antes da competição. Mas ele conseguiu, e voltou dar um pouco de alagria ao povo iraquiano (foto) com o maior título na história do futebol da nação.

Você pode ver mais dados sobre a Copa das Confederações AQUI.

A um gol da história

Sport 6 x 0 Fluminense, em 14 de setembro de 1996O Sport não igualou ontem por um golzinho, mais uma vez, a sua goleada recorde na Série A, estabelecida há exatos 12 anos, também na Ilha do Retiro. Na tarde daquele sábado, o volante Leomar comandou a festa diante de 9.622 torcedores (foto ao lado), que viram um categórico 6 x 0 sobre o Fluminense. O jogador – que anos depois seria convocado para a Seleção, ainda no Rubro-negro – marcou três gols diante do Tricolor Carioca, que seria rebaixado naquele campeonato. O goleiro rubro-negro Albérico ainda defendeu uma penalidade.

Em 2000, o Sport encerrou a sua participação na primeira fase da Copa João Havelange (o Brasileirão daquela temporada) em 2º lugar. Na última rodada, o Leão destruiu o Atlético-MG em pleno Mineirão. Uma histórica goleada por 6 x 0 - a maior sofrida pelo time mineiro no maior estádio de Belo Horizonte. O dono do jogo foi o atacante Leonardo, que balançou as redes em cinco oportunidades. Foi o recorde de gols de um jogador do clube em uma só partida em todas as edições do Nacional, desde 1971.

Sport 5 x 0 Grêmio, em 20 de setembro de 1998O Sport por pouco também não fez 6 x 0 em 1998, diante de 48 mil pessoas na Ilha. Com uma atuação inesquecível, o Leão massacrou o Grêmio por 5 x 0. Assim como em 1996, nesse jogo também não teve espaço para “gol de honra”. O goleiro Bosco defendeu, com muita elasticidade, uma cobrança de pênalti do atacante Clóvis. Na foto ao lado, o zagueiro Alexandre Lopes marca o seu gol. O companheiro de zaga dele, Ronaldo, fez outros dois.

Maiores goleadas do Sport na Série A

Sport 5 x 0 Figueirense, em 14 de setembro de 200814/09/1996 – Sport 6 x 0 Fluminense – Leomar (3), Luís Muller (2) e Ildo
19/11/2000 – Atlético-MG 0 x 6 Sport – Leonardo (5) e Taílson
20/09/1998 – Sport 5 x 0 Grêmio – Ronaldo (2), Leonardo, Alexandre Lopes e Irani
14/09/2008 – Sport 5 x 0 Figueirense – Roger (foto) (2), Júnior Maranhão, Wilson e Sandro Goiano

Obs. O Flu acabou permanecendo na elite em 1996, por causa de uma virada de mesa. Mas em 1997, foi mal novamente e caiu de vez.

Fotos: Arquivo/DP

O Poderoso Timbu – Parte II

O Poderoso Chefão 2Ato 1: O Náutico capengava no Campeonato Brasileiro de 2007. Ao todo, foram 20 rodadas na zona de rebaixamento. Toda a crônica esportiva nacional já havia “rebaixado” o Timbu. Até mesmo em Pernambuco as esperanças estavam diminuindo rodada a rodada. Mas o Alvirrubro teve uma arrancada espetacular. Que começou com uma seqüencia de 5 vitórias consecutivas, sob a batuta de Roberto Fernandes, o chefão boa praça dos Aflitos.

Ato 2: O Náutico capengava no Campeonato Brasileiro de 2008. O time já começava a ficar com lugar cativo na zona de rebaixamento. Toda a crônica esportiva nacional já estava apontando o Timbu como um dos quatro possíveis rebaixados. Aqui em Pernambuco, a imprensa também já indicava que o caminho do Náutico estava na contramão do ano passado.

Mas o Alvirrubro iniciou, de leve, uma recuperação no dia 24 de agosto. A vitória não veio, pois o Grêmio empatou no último lance do jogo. Mas o empate contra o líder, jogando bem, mostrou que era possível. De lá para cá, já são quarto partidas sem perder, sob a batuta de Roberto Fernandes. Chefão que chegou a abandonar a famiglia, mas que voltou a ser o cappo vermelho e branco. Que não exista uma máfia para combater essa nova arrancada.

Eu já vi esse filme…

Alvirrubro turbinado, versão 2007
Paraná 2 x 4 Náutico
Náutico 4 x 1 Botafogo
Goiás 0 x 3 Náutico
Náutico 2 x 0 Sport
Náutico 5 x 0 Atlético-PR

Alvirrubro turbinaNdo, versão 2008
Náutico 1 x 1 Grêmio
Botafogo 1 x 1 Náutico
Náutico 2 x 0 Ipatinga
Vasco 1 x 3 Náutico

Curiosidade: Você pode ler mais sobre o filme O Poderoso Chefão – Parte 2 AQUI. Até hoje, esse clássico (de 1974) segue como a única seqüência de um filme vencedor do Oscar de melhor filme a também conseguir o principal prêmio do cinema mundial.

Imortal de 105 anos

Torcida do Grêmio lotando o OlímpicoO Grêmio completa 105 anos nesta segunda-feira. Apesar da derrota no último sábado, o Tricolor Gaúcho ainda é o líder isolado do Campeonato Brasileiro, com 49 pontos, 3 a mais que o Palmeiras. O site oficial do Grêmio fez uma bela homenagem por causa da data.

Fica claro que aquele 26 de novembro de 2005 contra o Náutico, nos Aflitos, é mesmo uma das maiores páginas da história do clube. Título antagônico ao Mundial Interclubes de 1983. Mas tão comemorado quanto. Texto do site abaixo:

Nasci pequeninho, mas cresci e conquistei tudo.

Desde a nossa terra até o planeta Terra.

Fui ao inferno, para voltar como milagre.

Se eu fosse uma pessoa, provavelmente não estaria fazendo 105 anos de pé.

Mas eu não sou um.

Sou vários.

E sendo vários, sou

IMORTAL.

Grêmio 105 anos.

Obrigado por fazer parte dessa história.

O blog também dá os parabéns ao Grêmio, um dos maiores clubes do país. Em tradição, organização e títulos.

Classificação do segundo turno da Série A

A vitória do Goiás sobre o Grêmio, em Porto Alegre, reaqueceu o Brasileirão. O resultado foi tratado como uma zebra. Foi uma surpresa sim, pois o Tricolor Gaúcho era o único invicto como mandante nesta Série A. No entanto, o time alviverde só fez comprovar a boa fase. Basta ver a classificação considerando apenas as seis rodadas do segundo turno da Série A.

O time é  o lider isolado, com 4 vitórias e saldo positivo de 9. Vale ressaltar também que tanto Sport quanto Náutico estão em posições superiores em relação à classificação geral. E isso é um ótimo sinal, caso seja mantida a regularidade. Você pode ver a classificação completa AQUI.

Returno da Série A 2008

Obs. Em 2003, o Goiás – que havia sido o lanterna no primeiro turno – foi o melhor o time na segunda metade do campeonato. Sob o comando do técnico Cuca, o time goiano acabou em 9º lugar.

R$ 3.835? Não, obrigado. Até 2014

Nelson Mandela e a Copa do MundoDomingo de sol… Você acorda bem humorado, cheio de planos. “Estou afim de ir para final da Copa de 2010. Aliás, eu vou para essa final. Dá-lhe, Brasil!”. Isso, campeão… Corra atrás. Vamos supor que a seleção do Brasil confirme o que todos esperam dela e confirme a sua vaga na Copa do Mundo de 2010. Agora, vamos considerar a hipótese de uma excelente campanha na África do Sul, daqui a dois anos…

Chega a final, em 11 de julho, na cidade de Joanesburgo. O palco será o FNB Stadium, com 95 mil lugares disponíveis. Tudo bem, você – a confiança em pessoa – conseguiu esse ingresso (R$ 1.620). Correndo contra o tempo, esse brasileiro raçudo viajaria partindo de São Paulo, e chegaria na cidade no dia da decisão da copa. Turismo? Que nada. É para ver a finalíssima mesmo. O vôo de volta está marcado para a manhã seguinte (no horário local). Débito: R$ 2.065,25 (tchau 13º salário e material escolar das crianças).

Esse fanático torcedor – com 3 camisas da Seleção na bolsa e a música “eu sou brasileiro” mais do que decorada – irá gastar apenas uma diária de hotel, então. R$ 100? Existe alguma chance sim, mas nesse período todo o país estará ocupado por 400 mil turistas, apenas por causa da Copa do Mundo. Para completar, mais uns R$ 50 com alimentação (já com a margem de segurança, é claro). Fast food 100%. Comendo com tranqüilidade e pausadamente, para evitar a fadiga.

Pronto. Se existir alguém assim (e olhe que talvez exista), essa pessoa gastará R$ 3.835 para ter o direito de ver o Brasil lutando pelo hexacampeonato mundial na final. Vale a pena? Assistir a uma final in loco deve ser fantástico.

Mas ver o mesmo jogo diante de uma TV de 42 polegadas (ou mesmo 19′ em preto e branco), acompanhado de amigos, também não será o pior programa nesse dia…

Até porque em 2014 isso tudo será mais barato. Pois o destino será o Maracanã. Até lá.

Copa do Mundo de 2010 (11 de junho / 11 de julho)
64 jogos
3 milhões de ingressos
Preços: de R$ 36 a R$ 1.620
400 mil turistas, a meta dos organizadores

Obs. Partindo às 18h de amanhã, do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, o torcedor teria que pagar R$ 2.065,25 pelos vôos de ida e volta para Joanesburgo. Só restam 7 bilhetes. Essa é a passagem mais barata, pois existem bilhetes de até R$ 10.195. A “volta” será na quarta-feira. Esse futebolzinho da Seleção atual só faz deixar essa passagem ainda “mais cara”…

Empresas de turismo autorizadas pela Fifa para negociar pacotes no Brasil para o próximo Mundial: Stella Barros, Ambiental Expedições, Marsans Viagens, Pallace e Agaxtur

Consulados brasileiros na África do Sul: http://www.passagensaereas.com.br/embaixadasbrasilnaafrica.htm

Na foto acima, Nelson Mandela segura a Copa do Mundo. Ex-presidente da sede do Mundial de 2010, Mandela – presidente sul-africano entre 1994 e 1999 – completou 90 anos em 18 de julho deste ano. Você pode ler mais sobre o maior expoente da luta anti-apartheid AQUI.

Grandes demais para a Série D

Santa Cruz 4 x 4 Remo, no Arruda, pela Série B de 2007Santa Cruz e Remo ainda terão que disputar a vaga, mas a provável participação dos dois na 4ª divisão do Brasileiro, em 2009, mostra o quanto foi polêmica a fórmula de descenso nesta Terceirona. Além de serem rivais tradicionais (há mais de 70 anos), os dois clubes são verdadeiros campeões de público no Nacional.

Os dois times deixaram a Série C como primeiro e segundo lugares em média de público (Santa com 19.894 e Remo com 13.366 torcedores). E olhe que o Santa Cruz também foi o recordista na Segundona de 2007, quando o clube teve uma presença média de 28.228 torcedores nos 19 jogos no Arruda. Nos dois anos, porém, o apoio não adiantou, pois o Tricolor acabou sendo rebaixado. Na foto acima, o empolgante empate por 4 x 4, no Arruda, em 2007.

Segundo os dados do pesquisador Carlos Celso Cordeiro, a Cobra-Coral e o Leão Azul já se enfrentaram em 41 jogos. A primeira partida aconteceu em 14 de julho de 1935, em Belém. Goleada do Remo por 6 x 2. Apesar da larga vantagem na estréia, o histórico é bem equilibrado. Outros dois duelos imporantes aconteceram em 1967, quando o Mais Querido ganhou o Torneio Hexagonal Norte-Nordeste (Santa 9 x 0 Remo e Remo 2 x 1 Santa). Veja abaixo o retrospecto geral (os jogos pela Série A estão entre parêntese):

Santa Cruz x Remo: 41 jogos (8)
16 vitórias do Santa (5) – 72 gols
9 empates (1)
16 vitórias do Remo (2) – 67 gols

O possível confronto na Série D no ano que vem irá contrastar bastante com o passado de Santa (24 títulos pernambucanos) e Remo (42 estaduais), que já duelaram 8 vezes pela Série A, com boa vantagem para o Santa.

Último jogo pela Série A: Remo 3 x 1 Santa Cruz, em 27 de outubro de 1993. Naquele ano, o time paraense fez a sua melhor campanha na elite, ficando em 8º lugar. A melhor participação do Santa foi em 1975, quando ficou na 4ª colocação.

Curiosidade: Paulista, Santa Cruz, Remo e Ituano estavam na Série B de 2007, mas acabaram rebaixados. Neste ano, os quatro clubes voltaram a decepcionar a suas torcidas, e caíram de novo, dessa vez para a Série D. O Paulista foi eliminado ainda na primeira fae, enquanto os outros três foram os lanternas em seus respectivos grupos na fase seguinte.

Teria sido coincidência ou uma reação em cadeia de desorganização?

Foto: Arquivo/DP

Bolsa de tripulantes

A Regata Oceânica Internacional Recife/Fernando de Noronha acontecerá somente no próximo dia 27, mas muita gente já vêm se mexendo para poder participar da tradicional competição pernambucana de vela. E olhe que muita gente nem tem barco para participar da 20ª edição da Refeno. Aliás, várias pessoas que sequer têm experiência em aventuras náuticas, mas que estão correndo atrás dessa participação justamente por causa desse espírito.

Refeno e os seus contrastesPara isso, basta se inscrever na Bolsa de Tripulantes, no site oficial da Refeno. Com isso, chefes de embarcações inscritas poderão convidar o sortudo para a travessia. Até agora, mais de 140 pessoas já preencheram a ficha online. Nela, o candidato apresenta seus dotes. Alguns apelam para a culinária, outros para o bom contato com estrangeiros. Tem até quem queira dividir os custos da travessia!

Algumas fichas ‘originais’:
1) Cristina, ótima cozinheira
2) Clóvis, o poliglota (seis línguas)
3) Alex, piloto de helicóptero
4) Pedro, interessado em dividir os custos
5) Augusto, promete falar pouco durante a viagem
6) Cláudio, garante que não irá enjoar no trajeto

Se interessou? Se inscreva no site www.refeno.com.br.

Foto: Arquivo/DP

Pelos poderes de Grayskull

Messi disputa a bola no empate por 1 x 1 com o Parauguai, no sábado, em Buenos AiresPor Ana Paula Santos*

Durante o jogo entre Argentina e Paraguai (no último sábado, no estádio Monumental de Nuñez), os jornalistas na tv argentina se deliciavam com o novo corte de cabelo de Messi. O meia, que exibia um corte à He-man, pagou a bagatela de 70 euros para deixar os fios picotados e bem mais curtos. Durante a partida, inclusive, o próprio atleta tentava se adaptar ao novo visual. Na cobrança de um escanteio, lá estava Messi passando a mão no cabelo.

Ana Paula Santos é repórter da editoria Esporte Total, do Diario, e estava na Argentina na última semana, onde diz ter “torcido” pelo Paraguai. Sem a companhia de argentinos.

Obs. – 70 euros equivalem a R$ 175.

Obs. 2 – Se no Brasil as críticas estão pesadas em relação ao time, o mesmo acontece na Argentina, onde a diretoria da AFA (a “CBF” dos hermanos) já cogita levar algumas partidas das Eliminatórias para o interior do país. A Argentina empatou os 4 últimos jogos nas Eliminatórias. O próximo compromisso será o clássico contra o Uruguai, em 11 de outubro, em Buenos Aires.

Você pode ver a classificação completa das Eliminatórias Sul-Americanas AQUI.

Foto: site oficial da Fifa