Mercado Central dominado

Torcedores do Sport no ChileSantiago – Um dos pontos turísticos mais visitados da capital chilena é o Mercado Central. Após fazer o check-in no albergue na Plaza de Armas, segui direto para lá. Mesas e mais mesas com rubro-negros, tomando umas cervejas de leve no mercado, inaugurado em 15 de setembro de 1872.

No final da tarde, ainda houve tempo para um “cazá-cazá” no centro do mercado.

Na foto acima estão os leoninos Alberto Kildery, Augusto Campos, João Ricardo e Neurisman Campos. Cada um deles gastou cerca de R$ 2.500 para acompanhar o time do coração na estreia da Libertadores, contra o Colo Colo. “A gente chegou no sábado de noite, e desde então fazemos questão de andar com a camisa do Sport nas ruas”, diz Neurisman, à direita na foto.

Mercado Central de SantiagoApesar da presença maciça dos rubro-negros em um lugar bastante movimentado na capital do Chile, não houve problema algum com torcedores do Colo Colo. Diga-se de passagem que o Cacique é uma espécie de “Flamengo” do Chile… Aqui no albergue, por exemplo, todos são hinchas (torcedores) do Colo Colo. Do recepcionista à camareira. 8-O

E todos confiantes em uma boa vitória sobre o Leão na próxima quarta-feira.

Pernambucano em 2 linhas – 11ª/2009

11ª rodada do 1º turno do Pernambucano.

Sport 2 x 0 Náutico – Durval e Fumagalli marcaram os gols no clássico antes da viagem para a estreia na Libertadores. Aos rubro-negros, o céu. De avião.

Santa Cruz 1 x 1 Vitória – Após dois anos na parte inferior da tabela, os corais acabaram em 2º lugar, apesar do tropeço dentro de casa, diante do lanterninha.

Porto 1 x 2 Ypiranga – Em mais um clássico do Agreste, a Máquina surpreendeu ao ganhar do Gavião, o melhor time do interior no primeiro turno.

Salgueiro 1 x 0 Cabense – Irregular no Pernambucano, enfim o Carcará deslanchou, batendo a Cabense, que fazia uma boa campanha até então.

Petrolina 3 x 0 Serrano – A Fera Sertaneja tinha uma vitória e nove derrotas até esta tarde. Por isso, foi contra a lógica a goleada no estádio Paulo Coelho.

Sete de Setembro 1 x 1 Central – No Gigante do Agreste, Patativa e Lobo fizeram uma partida muito equilibrada. O resultado foi justo, com misto de vaias e aplausos

Mirando o Colo Colo

2009 - Colo Colo 2  x 0 Universidad de Concepción

Por Fred Figueiroa*

Santiago – Na noite do sábado, ainda com o céu azul de um típico fim de tarde, o Colo Colo fez a sua última partida antes da estréia na Libertadores contra o Sport. Este esperado duelo de miércoles, por sinal, era insistentemente lembrado pelo sistema de som do estádio David Arellano. Mas também podia ser facilmente percebido dentro das quatro linhas.

Assim como foi visível que o Sport controlou o desgaste físico e até mesmo a dedicação durante o primeiro turno do estadual, o time chileno parece adotar uma postura parecida no Torneio Apertura. No jogo contra o frágil (e ponha frágil nisso!) Concépcion, a vitória por 2 x 0 foi construída nos primeiros 25 minutos. Depois disso, o“popular”, como é chamado pela imprensa de Santiago, apenas segurou o ritmo.

Analisar o Colo Colo tendo por base a sua última atuação pode gerar uma impressão distorcida da real qualidade do time– mas diante da repercussão do jogo na imprensa local e, principalmente, nas entrevistas dos próprios jogadores, parece ficar claro que o clube chileno não tem nenhum truque escondido nas mangas. O discurso comum foi de que a equipe comandada pelo argentino Marcelo Barticciotto apresentou até uma evolução diante do Concépcion. E, sendo assim, não haverá uma revolução técnica ou tática que transforme o time até a próxima quarta-feira.

Na reportagem de amanhã, o Diario apresentará com exclusividade um completo raio-x da forma com que o Colo Colo se comporta em campo – a partir de uma análise detalhada do jogo contra o Concépcion e do ambiente do estádio David Arellano. O esquema tático e suas variações, as principais jogadas, os pontos fortes e fracos, os destaques individuais e a participação da torcida. Descubra o que, de fato, espera o Sport.

* Fred Figueira é editor-assistente do Diario e colaborador do blog

Santiago ou Caruaru?

ChileSantiago - O céu gelado da Cordilheira dos Andes já dava os primeiros sinais que o destino final estava próximo. Cerca de 25 minutos depois, o pouso no Aeroporto Internacional de Santiago, no Chile. Um clima de ameno para quente, mas com um vento agradável.

O trajeto do aeroporto até a cidade de fato foi feito em estradas em ótimo estado (16 km). Um visual semelhante ao agreste pernambucano…

Vegetação seca, vários morros (os “primeiros” da longa cordilheira, localizada ao fundo da capital chilena). 8-) Parece até a BR-232, seguindo rumo ao interior, após Caruaru.

A foto acima foi tirada logo na saída do aeroporto, na primeira impressão de Santiago.

Pra variar, um voo lotado de rubro-negros… Confiança? Não sei… Mas todos conscientes de que irão assistir a uma partida histórica na próxima quarta-feira.

Só pode existir um

Sport vence o Náutico por 2 x 0 no encerramento do primeiro turno do Estadual 2009

O título acima era o bordão dos guerreiros imortais da cine-série Highlander, estrelada por Christopher Lambert, no papel de sua vida, o escocês Connor McLeod. Um escocês que nasceu em 1536, atravessou o tempo e inúmeras batalhas até o século XX, sempre precisando duelar contra outros imortais, até que restasse apenas um.

Na tarde deste sábado, Sport e Náutico, que irão completar 100 anos de confrontos em 25 de julho, entraram no campo (ainda ruim) da Ilha do Retiro para decidir quem seria o último invicto do Pernambucano. Uma motivação suficiente para mexer com o primeiro Clássico dos Clássicos do ano centenário.

Mesmo garantido como vencedor da Taça Revolução Constitucionalista de 1817 (sim, este é o nome do 1° turno), o Sport entrou em campo com o time titular (apenas Sandro Goiano e Paulo Baier foram poupados).

HighlanderCampanha leonina: 9 vitórias, 1 empate e nenhuma derrota.

No Náutico, a empolgação era bater o velho rival na Ilha, algo que não acontece desde 2004 (veja AQUI). Além disso, o ex-leonino Carlinhos Bala enfrentaria o time pela primeira vez após o título da Copa do Brasil.

Campanha timbu: 6 vitórias, 4 empate e nenhuma derrota.

A partida foi amplamente dominada pelo Leão, que venceu o último jogo antes da estreia na Libertadores, na próxima quarta-feira, no Chile.

O placar?

Sport 2 x 0 Náutico

Gols dos ídolos Durval (5° gol dele contra o Timbu desde 2007) e Fumagalli. Ambos de perna direita e em chutes cruzados dentro da área. Será que algum time irá conseguir tirar a invencibilidade do Rubro-negro no Pernambucano 2009? 8-O

Veja a matéria do diariodepernambuco.com.br sobre o clássico clicando AQUI.

Enquanto isso, em Goiânia, o atacante Felipe, ex-Náutico, segue fazendo o que cansou de fazer no Recife: gols. Neste sábado, ele abriu o placar para o Goiás, na vitória por 2 x0 sobre o Itumbiara. Assim, chegou a 7 gols no Campeonato Goiano, liderando a artilharia. Esse aí está fazendo falta ao Alvirrubro…

Hasta la vista

Aeroporto Internacional dos GuararapesAgora é a minha vez de seguir rumo ao Chile. Pra variar, vou arrumando a mala aos 45 do 2° tempo. Vários rubro-negros, bem mais organizados, já estão no Aeroporto Internacional dos Guararapes. Viajando pelo céu, como farei para postar sobre o Clássico dos Clássico de logo mais? Chegando em Santiago eu dou um jeito. 8-)

Primeiro voo

Voo noturnoMadrugada de sábado. Para alguns, uma boa noite de sono após uma semana inteira de trabalho. Para outros, apenas metade da farra da “noite de sexta”.

Mas para pelo menos 40 rubro-negros, trata-se da hora H, a “primeira” após o dia 11 de junho de 2008.

Neste exato momento, torcedores do Sport – vários deles já vestidos com a camisa do time e com bandeiras nas mãos – realizam o check-in no Aeroporto Internacional dos Guararapes para o primeiro “voo rubro-negro” até o Chile. Entre eles, o vice-presidente de marketing do Sport, Carlos Frederico. A viagem está marcada para as 2h30. 8-O

Os passageiros farão uma conexão em São Paulo, de onde irão sair até o destino final às 8h30. E lá, o portunhol irá virar a língua oficial dos leoninos até a quarta-feira, data do aguardado duelo contra o Colo Colo.

Post com informações de Fred Figueiroa, que irá seguir neste mesmo voo 3501 da TAM. Boa viagem a todos.

Leia mais sobre o filme ‘Voo Noturno’ clicando AQUI.

Yo me voy

Viagem rubro-negra ao Chile

Começa a saga da Libertadores para o Sport… Eu irei viajar para o Chile neste sábado, embarcando ao meio-dia no Aeroporto Internacional dos Guararapes. O Leão – cuja delegação só irá no domingo, às 17h – irá estrear na Taça Libertadores na próxima quarta-feira (18), contra o Colo Colo, em Santiago. Assim , o blog será atualizado diretamente das redondezas do estádio Monumental David Arellano. Textos, fotos, curiosidades… Ps. Não conheço o Chile, portanto, esperem algo de turismo também. :-D

Mas a cobertura do Diario de Pernambuco in loco começará antes. O amigo Fred Figueiroa, editor-assistente do DP, deixa o Recife nesta madrugada. Chegando na capital chilena, Fred já desembarca com a missão de cobrir o seguinte jogo:

Colo Colo x Universidad de Concepción, no Monumental (às 17h), mesmo palco da estreia rubro-negra na maior competição do continente.

No Chile, a equipe do Diario ainda terá o reforço do editor-executivo Sérgio Miguel e da fotógrafa Cecília Sá. Todos com o papel de produzir o máximo de conteúdo para os leitores/internautas.

No Recife, o repórter Lucas Fitipaldi continuará tomando conta do hotsite especial do diariodepernambuco.com.br sobre a participação do Sport na Libertadores (confira AQUI). Ou seja, informações de todos os lados! Acompanhe!

Colo Colo bizarro

Ícone entre os super-heróis norte-americanos, o Superman sempre teve uma versão oposta nos quadrinhos. O Super-homem bizarro, com o seu rosto quadrado. Talvez isso explique um pouco o restante do post abaixo…

O Colo-Colo vem fazendo uma péssima temporada. Apenas 1 vitória em 8 jogos.

Superman x Superman bizarroNa noite de quarta, o time perdeu por 2 x 1, em casa, em um jogo contra o Fluminense.

Amistoso internacional…? 8-O

Até seria um jogo possível em uma frase de preparação, caso o Colo Colo em questão fosse o gigante chileno, adversário do Sport na estreia da Libertadores, na próxima quarta-feira.

Mas trata-se do homônimo de Ilhéus, no sul da Bahia. Fundado com a clara homenagem ao Cacique. Teria sido no embalo do título do Colo Colo na Libertadores de 1991? Nada disso… É bem mais antiga.

O Colo-Colo de Futebol e Regatas foi fundado em 1° de janeiro de 1948. O xará chileno havia sido campeão nacional no ano anterior. E as cores?

Amarelo e azul, homenageando o Boca Juniors… 8-O

O clube disputou o Estadual pela primeira vez em 1968. O único título foi conquistado há pouco tempo,  quando venceu os dois turnos do Campeonato Baiano de 2006.

Ah… O “Fluminense” citado no início do post é o tradicional time de Feira de Santana, no interior baiano. Versão bizarra do atual vice-campeão da Libertadores.

PE 2009 – Ranking dos pênaltis 10

Danilo salta, mas não evita o gol do Náutico, marcado por GilmarPenúltima atualização do primeiro turno do Estadual, dessa vez com 3 pênaltis, todos convertinos. Pra variar, o Ypiranga cometeu mais um pênalti… Já foram 6.

Na foto ao lado, o goleiro Danilo, do Porto, salta no cantinho, mas não evita o gol marcado pelo alvirrubo Gilmar, em uma cobrança de pênalti logo no primeiro minuto. Foto: Jaqueline Maia/DP.

Pênaltis a favor
5 pênaltis – Petrolina (1)
4 pênaltis – Náutico (6)
3 pênaltis – Porto, Salgueiro (3), Sport (5) e Sete de Setembro
2 pênaltis – Santa Cruz (7) e Serrano
1 pênalti – Acadêmica Vitória (4) e Cabense (2) e Central
Nenhum - Ypiranga

Pênaltis cometidos
6 pênaltis - Ypiranga
4 pênaltis – Salgueiro (3)
3 pênaltis – Central e Petrolina (1)
2 pênaltis – Acadêmica Vitória (4), Cabense (2), Serrano e Náutico (6)
1 pênalti – Santa Cruz (7), Sete de Setembro, Sport (5) e Porto

(1) O Petrolina desperdiçou duas penalidades.
(2) A Cabense defendeu duas cobranças.
(3) O Salgueiro perdeu uma penalidade.
(4) A Acadêmica Vitória defendeu uma cobrança.
(5) O Sport desperdiçou um pênalti e defendeu uma cobrança.
(6) O Náutico defendeu uma cobrança.
(7) O Santa Cruz perdeu uma cobrança.