Ilha do Retiro – Parte VII

Vista geral da Ilha do RetiroA Ilha do Retiro poderá passar por mais uma transformação em breve. E não estou falando do gramado, que já era uma questão mais do que necessária (e que será finalmente trocado), mas sim de uma possível 7ª ampliação do estádio rubro-negro.

Inaugurado em 1937 e com capacidade atual para 34.500 pessoas, o estádio Adelmar da Costa Carvalho vem sendo alvo de um estudo sobre a viabilidade das lacunas da Ilha, entre a arquibancada frontal e as duas gerais.

Dirigentes do Sport evitam comentar sobre assunto, mas o presidente do clube, Milton Bivar, já revelou até o nome da empresa, em uma coletiva virtual no site do clube. A empresa é a Plurisport, a mesma que está desenvolvendo o projeto do novo estádio do Palmeiras. Um plano B vem sendo traçado há bastante tempo junto à portuguesa Lusoarenas, que construiria um estádio para ser compartilhado por Sport e Náutico. “Estamos dando andamento a duas propostas de estudo de viabilização”, disse Bivar.

O assunto foi levantado logo após o título da Copa do Brasil, pois a torcida rubro-negra (sem medo de pensar grande) já questionou sobre a capacidade do estádio, uma vez que para a final da Taça Libertadores o mínimo exigido é um estádio com 40 mil lugares. Tudo bem que o recorde da Ilha é de quase 57 mil pessoas (antes da última ampliação), mas isso não serve como parâmetro, pois aquela partida (em 1998) estava longe das atuais normas de segurança da Fifa.

Entre os projetos, estão o complemento da arquibancada no lado do sapotizeiro e até mesmo a construção de camarotes no lado oposto (ao lado da geral do placar). Em 2007, o então vice-presidente de futebol leonino, Homero Lacerda, afirmou que o projeto do Sport era fechar todo o anel do estádio até 2012.

Vista do setor de cadeirasRaio-x da Ilha
Capacidade: 34.500 pessoas
Recorde de público: 56.875 espectadores (Sport 2 x 0 Porto, em 7 de junho de 1998)
Área construída: 10 mil metros quadrados
Custo por jogo: R$ 9.570
Funcionários por jogo: 204
Dimensões do campo: 105 metros x 78 metros
Inauguração: Sport 6 x 5 Santa Cruz (4 de julho de 1937)
Primeiro gol: Artur Danzi (Sport)
Ampliações: 1938, 1950, 1955, 1984, 1996 e 2007
158 camarotes, 10 cabines para a imprensa e 2 elevadores

Fotos: Juliana Leitão/DP (2007)

Qual é a melhor dupla de ataque do Náutico?

O rubro-negro Sandro Goiano venceu a enquete da última semana sobre o melhor volante do futebol pernambuco, segundo os internautas. O leonino (que não vem sendo muito utilizado pelo técnico Nelsinho nas últimas partidas) teve 42% dos votos (36 ao todo). A segunda colocação foi dividida entre o alvirrubro Hamilton e o tricolor Alexandre Oliveira, ambos com 20% (17 votos).

Felipe, atacante do NáuticoAgora, uma nova enquete já está no ar. Essa é para os alvirrubros (rubro-negros e tricolores também opinar, ‘secando’, é claro). O time alvirrubro marcou apenas 23 gols em 23 jogos.

Até mesmo Felipe (foto), que fez 10 gols no Brasileirão de 2007 segue tendo dificuldades neste ano. Além disso, a rotatividade no ataque tem sido enorme. Portanto, qual é (foi) a melhor dupla de ataque do Timbu nesta Série A?

Participe!

Foto: Alexandre Gondim/DP

Goleadas

Pelada em Boa ViagemViajando um pouco nos números (de novo)… Aqui vai o ranking de goleadas aplicadas (e sofridas) nesta Série A do Brasileiro.

A contagem vale a partir de três gols de diferença (de 3 x 0 para cima). Até o momento, ocorreram 41 goleadas nos 236 jogos realizados em 2008.

Na lista já estão os seis jogos desta semana, com grande destaque para a goleada aplicada pelo Sport em cima do Palmeiras em pleno Parque Antarctica (3 x 0). Já a vitória do Goiás por 4 x 0 sobre o Atlético-PR, na quarta, deixou o time alviverde na liderança do ranking dos melhores, enquanto o time paranaense subiu para a primeira colocação no quesito “rede furada“.

Times que mais aplicaram goleadas:

4 – Gremio, Vitória e Goiás
3 – Botafogo, Vasco e Coritiba
2 – Santos, Cruzeiro, Flamengo, São Paulo, Palmeiras, Internacional e Atletico-PR
1 – Naútico, Fluminense, Figueirense, Ipatinga, Atlético-MG e Sport
0 – Portuguesa

Times que mais tomaram goleadas:

5 – Figueirense e Atlético-PR
4 – Atlético-MG
3 – Santos, Goiás, Portuguesa, Vasco e Ipatinga
2 – Botafogo, Sport, Náutico e Palmeiras
1 – Cruzeiro, Coritiba, Vitória, Internacional
0 – São Paulo, Flamengo, Grêmio e Fluminense

Foto: Osmário Marques/DP, registrando uma pelada qualquer na praia de Boa Viagem. O que não falta ali é goleada.

Sport 14 x 3 Palmeiras

Grande vitória do Leão em pleno Parque Antarctica. Com gols de Roger (contestado sim, mas fez excelente partida) e Durval, o Sport bateu o Palmeiras por 3 x 0 e acabou com a invencibilidade de 11 jogos do Verdão como mandante (eram 10 vitórias e apenas um empate).

2007 – Palmeiras 1 x 2 Sport (Série A)
2007 – Sport 3 x 1 Palmeiras (Série A)
2008 – Palmeiras 0 x 0 Sport (Copa do Brasil)
2008 – Sport 4 x 1 Palmeiras (Copa do Brasil)
2008 – Sport 2 x 0 Palmeiras (Série A)
2008 – Palmeiras 0 x 3 Sport (Série A)

Agregado 2007/2008: Sport 14 x 3 Palmeiras!

Possivelmente uma das grandes freguesias dos últimos anos do futebol brasileiro.

Obs. Essa não foi a primeira vez que o Leão goleou o Verdão em São Paulo. Em 1956, os dois times disputaram um amistoso no Pacaembu, e o Sport venceu por 4 x 1.

Parabéns, Sport!

Libertadores 2009 update – 2

Sede da ConmebolO sorteio dos grupos para a 50ª edição da Taça Libertadores da América será realizado no próximo dia 25 de novembro, em  Assunção, capital do Paraguai e sede (foto) da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). Ao todo, 38 clubes participarão da maior competição das Américas.

O Sport irá estrear apenas na segunda fase, ao lado de mais 31 clubes, divididos em 8 grupos de 4 equipes. Como o sorteio acontecerá no final da Série A (faltarão apenas duas rodadas), o Rubro-negro terá tempo mais do que suficiente para se preparar bem para a sua segunda Libertadores.

Público na Libertadores
2007 – 2.198.919 torcedores / média: 15.934 (138 jogos)
2008 – 2.959.170 torcedores / média: 21.443 (138 jogos)

Público na Série A
2007 – 6.582.976 torcedores / média: 17.461 (377 jogos)
2008 – 3.559.092 torcedores / média: 15.407 (231 jogos)*
* Em andamento…

Público no Pernambucano
2007 – 405.812 torcedores / média: 4.509 (90 jogos)
2008 – 786.590 torcedores / média: 5.959 (132 jogos)

Você pode ler mais no blog sobre a Libertadores AQUI.

PAC – Programa de Aceleração Coral

Fernando Bezerra CoelhoO atual secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Fernando Bezerra Coelho (foto), deverá mesmo encabeçar a chapa única na eleição para a presidência executiva do Santa Cruz, como adiantou na edição de hoje do Diario o repórter José Gustavo. Bezerra, de 50 anos, traçou grande parte de sua carreira política no Sertão do estado, mais precisamente em Petrolina.

Após a eleição de Eduardo Campos, o agora governador – que assumiu em 1º de janeiro de 2007 – convidou o então prefeito de Petrolina para ocupar a Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Se por um lado Fernando Bezerra não é um dos nomes mais conhecidos no Tricolor, esse bom trânsito que o scretário tem no meio empresarial poderá ser um bom ponta-pé inicial para a retomada do Santa Cruz.

Fernando Bezerra Coelho
Nascimento 07/12/1957
Naturalidade: Petrolina-PE
Formação: ensino superior (Administração, na FGV-SP, em 1979)

Carreira

1979/1982 – superintendente do Curtume Moderno (Petrolina)
1982/1986 – deputado estadual
1985/1986 – secretário da Casa Civil do estado
1986/1990 – deputado federal
1991/1992 – deputado federal (reeleito)
1992/1996 – prefeito de Petrolina
2000/2004 – prefeito de Petrolina
2004/2007 – prefeito de Petrolina (reeleito)
2007 – secretário de Desenvolvimento Econômico do estado

Abaixo, fiz uma leve modificação nas atribuições do secretário no governo, caso ele assuma mesmo o Santa.

Planejar, fomentar e executar a política de desenvolvimento nos setores esportivo, de marketing e de serviços; identificar, atrair e apoiar investimentos voltados à expansão das atividades econômicas do Santa Cruz. Planejar e incentivar as parcerias com a iniciativa privada, ações e programas de implantação de empreendimentos estruturadores e fomentadores do futebol coral.

Você pode ver as atribuições originais do secretário no governo do estado AQUI.

Ninho do Pardal

Santos DumontO mundo viu em Pequim uma enxurrada de quebra de recordes no fantástico estádio olímpico Ninho do Pássaro – cuja tecnologia da pista possibilitou a melhora de pelo menos 1% no rendimento dos atletas. Com o fim dos Jogos, ficou claro que o Brasil ainda sente a falta de centros de excelência para o atletismo. Pernambuco, então, está há anos-luz disso.

O principal pólo da modalidade no estado é o Centro de Esporte, Lazer e Cultura Alberto Santos Dumont, em Boa Viagem, inaugurado em 1975. Com uma pista ultrapassada desde 1994, os atletas pernambucanos vem se esforçando bastante para atingir índices satisfatórios no local.

Em 20 de outubro de 2007, o ministro dos Esportes, Orlando Silva, divulgou no Recife, com muita pompa, a verba de R$ 1,266 milhão para reformar o Santos Dumont, com direito a obras de acessibilidade para portadores de deficiência e idosos. Dinheiro dos governos federal (R$ 1 mi) e estadual (R$ 266 mil). Passado quase um ano, a reforma segue a passos lentos, até mesmo porque a receita injetada não foi suficiente. Longe disso. A princípio, serão reformados o alambrado e a gaiola de arremessos.

Apesar do atraso, a situação deverá mudar bastante no ano que vem. Com um novo orçamento de R$ 15 milhões aprovado para o setor de esportes e lazer de Pernambuco, a secretaria estadual espera agora pela liberação da verba, que deverá sair em 2009. Segundo o coordenador do Santos Dumont, Cristiano Ferreira, o montante – que faz parte do Orçamento Geral da União (OGU) – foi destinado para o estado após uma ação suprapartidária da bancada pernambucana na Câmara dos Deputados.

Com todo esse dinheiro, Pernambuco deverá contar com um verdadeiro centro formação de atletas e equipes de alto rendimento (até mesmo porque o ginásio e a piscina do centro também estão na pauta de reforma). Algo bem animador, se realmente sair do papel. Enquanto isso, continuará sendo raro o surgimento de atletas olímpicos, como Keila Costa (buscando o índice para Atenas, em 2004, na foto abaixo) e Jessé Farias.

Keila CostaPISTA - A má conservação da pista do Santos Dumont é visível. As placas de borracha se soltam a todo instante. O trabalho é apenas de manutenção. De acordo com Cristiano Ferreira, até mesmo na última reforma (em 1994) o piso colocado já era defasado, segundo as normas da Federação Internacional de Atletismo (IAAF). Mas em 2009, porém, a nova pista será no mesmo nível da colocada no estádio olímpico João Havelange, no Rio de Janeiro.

“Pernambuco terá uma pista moderna, no mesmo nível do Pan-Americano do Rio. O valor era muito alto para a verba inicial, tanto que essa pista deverá custar quase R$ 4 milhões. Estamos apenas esperando a análise da Caixa Econômica, que irá repassar o dinheiro em 2009″, afirmou Ferreira. O piso será do tipo Decoflex, que tem uma manta de poliuretano SBR, revestida por outra camada de borracha (com 14mm), do tipo EPDM – que tem o papel de reduzir o desgaste dos raios ultravioleta.

“A reforma dessa pista é prioridade para a gente”, disse o coordenador. Para todo o estado, Cristiano.

Evolução da pista olímpica do Santos Dumont

1975 – Pista de carvão
1994 – Piso roberdan (placas de borracha)
2009 – Pista sintética SBR (poliuretano)

4.331 metros quadrados de pista

Custo: R$ 4 milhões

Ressurreição marcada

Arruda lotado na rodada final da Série B de 2005Era inevitável. Uma combinação de resultados que não costuma ocorrer no futebol. E assim, com a goleada de 5 x 1 aplicada pelo Caxias sobre o Brasil-RS, o Santa Cruz está rebaixado na Série C.

Mais de 60 mil vozes empurraram o Santa Cruz em 26 de novembro de 2005. A vitória por 2 x 1, de virada, sobre a Portuguesa garantiu a presença do Tricolor na Série A do ano seguinte. Naquela tarde, o Arruda viveu o seu momento mais feliz nos últimos três anos. Hoje, vive o mais triste. Rebaixamento consumado, crise escancarada…

As torcidas adversárias não cansam de soltar piadinhas insinuando que o Santa Cruz está caminhando para a virar um novo América, outrora tradicional e hoje apagado. Mas essa história não se repetirá. O motivo está está estampado na foto que ilustra esse post. Uma torcida de massa, presente e apaixonada.

Se o Santa nasceu em 3 de fevereiro de 1914, a sua ressurreição será em 5 de julho de 2009.

Data da estréia na Série D, que terminará em 15 de novembro.

Ao lado de mais 39 clubes.

Clubes na Série D de 2009 (segundo o ranking nacional de estados da CBF):
3 clubes – São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais
2 clubes – Paraná, Pernambuco, Bahia, Goiás e Santa Catarina
1 clube – demais estados e o Distrito Federal (18 ao todo)

O Campeonato Pernambucano do ano que vem classificará os dois representantes do estado.

Os 4 primeiros se classificarão à Série C de 2010.

Portanto, organização já!

Foto: Gil Vicente/DP (26/11/2005)

Manchester errado?

Robinho é apresentado no CityMuita gente já soltou a piadinha pronta de que o atacante brasileiro Robinho foi para o “Manchester errado”, ao trocar o poderoso Real Madrid pelo Manchester City, da Inglaterra. A brincadeira é uma clara alusão ao mais que milionário Manchester United, atual campeão inglês e da Liga dos Campeões.

Mas engana-se quem pensa que o rival citadino é um “primo pobre“. Aliás, nem tinha como ser, porque então não teria tirado uma das principais estrelas do Real. E pagou muito, muito caro por isso (e à vista!). Especula-se que a transação tenha girado em torno de R$ 100 milhões.

No “City” (como o time é conhecido), Robinho reencontrará o meia Elano, companheiro nos títulos brasileiros de 2002 e 2004, no Santos. O desejo (público) de Robinho era ir para o Chelsea, treinado por Felipão. E no novo clube, o atacante provavelmente não disputará o título da Premier League 2008/2009 e também está fora da Liga dos Campeões. No entanto, ele será mais uma importante engrenagem no soerguimento do tradicional Manchester City, que foi campeão ingles pela última vez40 anos.

O clube azul foi comprado por um milionário árabe, que não faz a menor questão de abrir os cofres. Algo bem parecido com o que aconteceu com o hoje badalado Chelsea. Vendido em 2003 para bilionário russo Roman Abramovich, o time (mediano na época) venceu o campeonato nacional de 2005. E acabou naquele ano com um jejum de 50 anos sem títulos.

Para provar que a história é séria, o novo manda-chuva do City, o sheik Sulaiman Al-Fahim, diz que pretende investir nas próximas temporadas R$ 1,4 bilhão (em jogadores como Cristiano Ronaldo, Kaká, Fábregas e Messi). Essa quantia não vai fazer ‘falta’ não… A fortuna da família dele é de aproximadamente R$ 1,3 trilhão. A informação é do tablóide britânico The Sun. O sheik está é brincando de Elifoot

No futebol, dinheiro pode até não ser tudo, mas ajuda bastante.

Manchester UnitedManchester United
Fundação: 1878
Estádio: Old Trafford (capacidade para 76.212 pessoas)
Títulos: 1 Mundial, 3 Ligas dos Campeões da Uefa, 1 Recopa, 1 Supercopa européia, 17 Campeonatos Ingleses, 11 Copas da Inglaterra e 2 Copas da Liga.
Site oficial: http://www.manutd.com/

Manchester CityManchester City
Fundação: 1887
Estádio: City of Manchester (capacidade para 47.726 pessoas)
Títulos: 1 Recopa, 2 Campeonatos Ingleses, 4 Copas da Inglaterra e 2 Copas da Liga.
Site oficial: http://www.mcfc.co.uk/

Clássico City x United - 150 jogos
Vitórias do Man United – 60
Empates – 49
Vitórias do Man City – 41

Primeiro jogo: United 5 x 1 City (03/10/1891
Último jogo: United 1 x 2 City (10/02/2008)
Próximo jogo: City x United (29/11/2008)

Post sugerido pelos Rodrigos Peixe e Édipo.

Santa é Brasil na Série C

Brasil de PelotasA chance de o Santa Cruz pelo menos permanecer na Terceira Divisão do Brasileiro é remota. Mas ainda existe! O time pernambucano – que tem a obrigação de vencer o Salgueiro, no sábado – precisa ser um dos quatro melhores 3º lugares nesta segunda fase da Série C para não ser rebaixado à recém-criada Série D. A rodada final da segunda fase – com os oito grupos – acontecerá somente no sábado. No entanto, o grupo 24 está defasado, e ainda faltam duas rodadas. A primeira delas será hoje. E poderá influenciar diretamente no futuro do Mais Querido.

Caso o Caxias vença o Brasil de Pelotas, no estádio Centenário, em Caxias do Sul (às 19h30), o time grená chegaria aos 6 pontos (com 2 vitórias), e tiraria qualquer chance do Tricolor (que soma 3 pontos, mas com 3 empates). Por isso, a torcida coral – que ainda se agarra a essa última esperança – irá torcer como nunca pelo Brasil.

O Brasil de Pelotas já venceu o campeonato gaúcho uma vez, justamente na primeira edição, no distante ano de 1919. No entanto, o melhor momento da história do rubro-negro de Pelotas aconteceu em 1985, quando o time conseguiu terminar o Brasileirão em 3º lugar. Outra curiosidade é que a torcida do Brasil (“xavante”) é considerada a maior do interior do Rio Grande do Sul.

Já o Caxias tem algumas particularidades em relação ao Santa Cruz. Assim como o Tricolor, o clube gaúcho também ganhou a Fita Azul, ao ficar invicto durante 12 jogos em uma excursão na Argentina, em 1962. O time, fundado com o nome Flamengo, mudou para a denominação atual em 1971. O primeiro adversário foi o… Santa Cruz (do Rio Grande do Sul).

Post com a colaboração do repórter Marcel Tito.