Roger dispensado

Sérgio Malandro, e o velho "glu-glu"

Sérgio Malandro, e o velho "glu-glu"

Pegadinha do Malandro! Calma, torcida rubro-negra… Não foi o centroavante Roger, mas sim o meia homônimo que estava no Náutico. Ele assinou a rescisão de contrato na tarde desta segunda juntamente com o lateral-esquerdo Berg (que conseguiu perder a posição para o zagueiro Everaldo), o ala direito João Paulo e o zagueiro Adriano. Vassourada necessária nos Aflitos.

O Roger leonino, por sua vez, segue firme na Ilha (com a torcida completamente dividida entre os que aprovam e reprovam o atacante). Apesar da segunda-feira difícil que o atacante está passando por causa das cobranças, o jogador ainda tem crédito com a comissão técnica (apesar de Nelsinho ter ficado chateado com as finalizações do time no final da partida contra o Galo). Roger marcou um gol – finalmente – e foi importante lá na frente, trabalhando a bola.

Aula do professor Cristiano Ronaldo para Ciro

Seríssimo candidato ao prêmio de melhor jogador do ano pela Fifa, o craque português Cristiano Ronaldo já começa a servir de exemplo para jovens revelações, como o rubro-negro Ciro, que diz se inspirar no atacante. A prata-da-casa leonina – que procura imitar até mesmo o corte de cabelo – revelou que procura ver vídeos do atacante na internet, para tentar imitar os dribles posteriormente.

O repertório de dribles do atacante do Manchester United é realmente impressionante. Joga pelo lado esquerdo, pelo direito, chuta forte e marca muitos gols (tanto que foi o artilheiro, com 8 gols, da última Liga dos Campeões, vencida pelo próprio Manchester). Apesar da decepção da Seleção de Portugal na última Eurocopa, dificilmente Cristiano Ronaldo perderá a chance de ganhar a coroa que hoje pertence ao brasileiro Kaká. Com apenas 23 anos, o luso pode ser o segundo jogador de seu país a ganhar o prêmio. O primeiro foi o meia Luís Figo, em 2001.

Abaixo, um vídeo de 3min29s com algumas das muitas belas jogadas do português. Vê se aprende direito, Ciro!

Sport aparece em 82° no ranking mundial. Timbu é o 271°

A Federação de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS) divulgou a atualização do seu ranking mensal de clubes (com o período entre 1° de agosto de 2007 e 31 de julho de 2008). Pela segunda vez seguida, o Sport aparece entre os 100 maiores times do mundo. O Leão, que estava na 86ª posição, agora subiu para a 82ª. O Rubro-negro soma 124 pontos, segundo a contagem da instituição reconhecida pela Fifa e com sede na Alemanha. Contribuiu bastante para a boa posição o título da Copa do Brasil e a campanha regular na atual Série A.

O Náutico também figura na lista dos 350 principais clubes. O Timbu, com 72 pontos, divide a 271ª colocação com mais 12 clubes, entre ele o Corinthians, que ainda soma pontos da Série A de 2007, mas se mantém no ranking por causa do vice-campeonato da Copa do Brasil deste ano. Para a elaboração do ranking (que existe desde 1991), são contabilizados os pontos das competições nacionais de elite, assim como os torneios internacionais (Libertadores e Copa Sul-Americana, na Conmebol), num período de um ano.

O líder é o inglês Manchester United, atual campeão da Liga dos Campeões da Uefa. Os britânicos, aliás, são maioria entre os 10 primeiros do ranking, com mais quatro clubes (três da Inglaterra e um da Escócia). A equatorina LDU, atual campeã da Taça Libertadores da América, está apenas em 46° lugar. O melhor sul-americano é o Boca Juniors/ARG, em 9°.

Em tempo, o Santa Cruz não está no ranking.

Top 10 
1° Manchester United (Inglaterra) – 286
2° Glasgow Rangers (Escócia) – 258,5
3° Chelsea (Inglaterra) – 258
4° Bayern de Munique (Alemanha) – 252
5° Barcelona (Espanha) – 251
6° Roma (Itália) – 248
7° Liverpool (Inglaterra) – 243
8° Arsenal (Inglaterra) – 237
9° Boca Juniors (Argentina) – 231
10° Internazionale (Itália) – 226

Clubes brasileiros
11° São Paulo – 223
13° Fluminense – 218
18° Cruzeiro – 190
30° Flamengo – 185
48° Santos – 163
54° Vasco – 154
62° Botafogo – 144
82° Sport – 124
161° Grêmio – 92
167° Figueirense – 90
175° Atlético-MG – 88
188° Palmeiras – 86
236° Internacional – 78
247° Goiás – 76
261° Atlético-PR – 74
271° Náutico – 72
271° Corinthians – 72

Lista completa: http://iffhs.de/?10f42e00fa2d17f73702fa3016e23c17f7370eff3702bb1c2bbb6f28f53512

Tem alguém sorrindo hoje no Recife?

Se até torcedor do Barcelona chora...

Se até torcedor do Barcelona chora...

Rodada pífia para o trio de ferro do Recife. No sábado, o Náutico deu seqüência à sua péssima fase ao perder para o Figueirense por 2 x 1, em um daqueles jogos que na época do técnico Roberto Fernandes eram chamados de “confronto direto”. E era mesmo. Mas não deu. Paciência… Pelo menos é o que pede diretoria, jogadores e comissão técnica. E é também o que a torcida alvirrubra não tem mais. O Náutico precisa reagir logo, até porque faltam apenas duas rodadas para o final do primeiro turno.

Jajá aquela desculpa que ‘ainda restam muitos jogos’ não adiantará de nada, pois o temor poderá virar realidade. No momento em que o goleiro Eduardo diz que “financeiramente o Náutico vive o seu melhor momento nos últimos dois anos” (e acredito na sinceridade do goleiro), é porque ainda há luz no fim do túnel alvirrubro. Mas é visível que a questão é puramente técnica. Assim, o Náutico chega a um jejum de 7 partidas sem vencer. Seis derrotas e um empate. Precisa dizer mais?

No Mineirão, já no domingo, o Sport deixou escapar uma vitória que parecia certa. E nem estou falando isso por causa da crise do Atlético-MG (que somente no ano do seu centenário já foi goleado por 6 x 1, 5 x 0, 5 x 1 e 4 x 0 – por Vasco, Cruzeiro, São Paulo e Botafogo, respectivamente). Mas sim por causa do volume de jogo do Leão, que voltou a fazer uma boa partida fora de casa. Não se acovardou nem ficou lá atrás, esperando a hora certa de atacar (hora certa que, para o time da Ilha, de vez em quando sequer chega). No final, os dois gols perdidos por Roger fizeram uma enorme diferença, e o Sport acabou ressuscitando mais um defunto na Série A, ao tomar a virada por 2 x 1. É cabalístico.

E com a derrota, o Sport não conseguiu chegar à 4ª vitória seguida, que igualaria a marca de 2000, quando o Sport conseguiu o feito duas vezes. Muito se falou sobre essa série de vitórias, mas a maior do Rubro-negro na 1ª divisão do Brasileiro foi em 1985, quando conseguiu cinco. As vítimas: ABC (3 x 0), Sergipe (4 x 0), Ceará (1 x 0), CSA ( 2 x 0) e Nacional (1 x 0).

Já no Arruda, o Santa Cruz parecia que largaria com tudo na segunda fase da Série C. Mas o que os mais de 20 mil torcedores corais viram mesmo foi a virada do bravo Salgueiro. No finalzinho, o atacante Edmundo – sempre ele – empatou (2 x 2), salvando o Santa de um resultado ainda mais complicado do que já foi essa primeira rodada. Foi o 3º empate seguido do Tricolor sob o comando do gaúcho Bagé. Preocupa o fato de dois desses empates terem sido no Arruda, que é o maior trunfo coral nesta Terceirona.

A semana começa com as três torcidas cabisbaixas. Mas a chance de mudar o humor pode vir já nesta quarta-feira, quando os três jogarão às 20h30.

Série A
Atlético-PR x Náutico
Sport x Portuguesa

Série C
Campinense x Santa Cruz

Música para Edinho

Edson Nogueira

Edson Nogueira

Frasista nato, o presidente do Santa, Edson Nogueira, vem tendo que agüentar nos últimos dias o troco da própria torcida. Após o sucesso da música “E eu não paro, não paro não…” entre os tricolores, parte da torcida agora tira uma onda com Edinho com outra versão. “E eu não saio, não saio não. Pode vir Zé Neves, Romerito e Mendonção”. Um visível manifesto por causa da contestada administração do mandatário coral, que nem assim perde o bom humor.

Na última semana, quando começaram as obras para reformar o anel superior do estádio do Arruda, Edinho comentou sobre os operários que estavam no local. “Vocês (imprensa) pensam que eu contratei mais gente, foi? Que nada. Eles são os mesmos que estavam fechando o muro da sede. Aqui é cobertor curto. Cobre a cabeça, mas descobre os pés”. Falando em reforma, as obras deverão durar um mês (o mesmo tempo de duração da segunda fase da Terceirona).

Diferença milionária

 

Ciro, atacante do Sport

Ciro, atacante do Sport

Quanto vale Ciro? Depois da empolgante estréia na quarta-feira, quando marcou um golaço contra o Ipatinga, o atacante de 19 anos passou a ser a bola da vez na Ilha. Segundo a diretoria do Sport, a multa rescisória do garoto chega a R$ 10 milhões. Muito, mas muito acima do valor revelado pelo pai do atleta (o radialista Carlos Augusto), que é de R$ 2 milhões. Por via das dúvidas, os dirigentes leoninos conseguiram afastar a primeira ‘leva’ empresários.

Falando em Ciro, a atuação dele na partida contra o Atlético-MG mostrou que o jogador ainda precisa evoluir muito sim, mas que tem muito potencial também. A disposição no Mineirão foi a mesma da estréia na Ilha do Retiro. Essa personalidade já é um ponto bastante favorável ao candidato a craque.

Ficha técnica

Ciro Henrique Alves Ferreira e Silva
Atacante
Naturalidade: Salgueiro/PE
Data de nascimento: 18 de abril de 1989 (19 anos)
Clubes: Salgueiro (júnior) em 2006, e Sport desde de junho do mesmo ano

Contrato com o Leão até 31 de julho de 2011
Multa rescisória: 4,11 milhões de euros (R$ 10 mi)

Em 2008:
Profissional
1 gol
2 jogos

Júnior
34 gols
29 jogos

Evolução do atleta:
2006             2008
1,73 metro   1,76 metro
67 quilos      72 quilos

Vaga relâmpago

O comando técnico do Náutico tem passado de mão em mão nesse Campeonato Brasileiro. Com apenas 17 rodadas, cinco treinadores já passaram pelo clube. Além de Pintado (5 vezes), também treinaram o time oficialmente Leandro Machado (8) e Roberto Fernandes (2). Já Sangaletti e Levi Gomes (ainda funcionários doclube) ficaram à frente da equipe de forma interina em uma oportunidade cada um. Curiosamente, Roberto deixou o time - para assumir o Atlético-PR, onde capenga para continuar no comando - com 100% de aproveitamento.

Confira o aproveitamento dos técnicos alvirrubros no Brasileirão 2008:

100% – Roberto Fernandes (2 vitórias)

45,83% – Leandro Machado (3 vitórias, 2 empates e 3 derrotas)

6,66% – Pintado (1 empate e 4 derrotas)

0% – Sangaletti (1 derrota) e Levi Gomes (1 derrota)

Parla, torcedor!

Assim como no post anterior, vamos abrir mais um meio de interação com o internauta. Seguindo a mesma regra em relação à publicação de vídeos, o torcedor também terá chance de escrever sobre o seu time ou sobre o seu esporte preferido. Pode ser um artigo, uma reclamação, um elogio ou uma boa história.

O único ‘porém’ será o poder de síntese do internauta, já que o texto deverá ter, no máximo, 15 linhas (times new roman, tamanho 12). O e-mail é o mesmo: cassio.zirpoli@diariodepernambuco.com.br.

Vídeo da torcida mais fanática do estado

Não vou entrar na discussão sobre quem tem a maior torcida em Pernambuco (pelo menos por enquanto!). Rubro-negros, tricolores e alvirrubros estão, com certeza, entre as torcidas mais presentes do país. As médias históricas de público nas competições nacionais comprovam isso.

Mas quem tem a torcida mais animada, mais fervorosa, mais barulhenta?

Toda semana será colocado aqui no blog o melhor vídeo feito por torcedores nos estádios pernambucanos. Vale grito de guerra, comemoração de gols, coreografias… Só depende da criatividade do torcedor. Para participar, basta mandar o link do vídeo para o e-mail cassio.zirpoli@diariodepernambuco.com.br, com o crédito da gravação e a partida em que foi feito. Portanto, câmeras digitais e de celulares a postos!

Abaixo, algumas sugestões de sites que hospedam vídeos:

http://www.youtube.com.br

http://video.google.com

http://br.video.yahoo.com

Se não fossem os números, o que seria do esporte?

O primeiro post… Começa nesta segunda-feira um exercício de interação com o internauta-torcedor. Esse tipo de fanático, aliás, já entrou numa fase de profundo conhecimento diário sobre o seu clube. Tudo por causa do massivo volume de informações da web. Muitas vezes esse torcedor cria sugestões de matérias para nós jornalistas nos inúmeros fóruns da grande rede e sequer sabe disso. Por este motivo, o blog “Esportes e números…” irá tentar contornar toda essa estrutura já existente na cobertura esportiva atual (como últimas notícias, resenhas esportivas e lance a lance).

Vamos tratar o esporte (especialmente o futebol) a partir de ‘detalhes’. Detalhes que por muitas vezes vêm através de um simples número. Apenas dois chutes a gol durante os 90 minutos, que resultam em três pontos suados em casa. Ou 20 mil vozes, que turbinadas por uma paixão, empurram a equipe para vitória. São caminhos diferentes de observar o mesmo resultado. Curiosidades, história e projeções (que não significa ‘achismo’) também farão parte deste blog. E a sua participação será decisiva!