Corredor Norte-Sul na Agamenon Magalhães tem edital lançado

 

O governador Eduardo Campos e o secretário das Cidades, Danilo Cabral, lançaram o edital de licitação para a obra do corredor Norte/Sul, que sairá de Igarassu até o Recife, na primeira etapa. O corredor exclusivo de ônibus passará pela PE-15 e ao chegar na Agamenon Magalhães, na altura do shopping Tacaruna irá se dividir em dois ramais: um pela Avenida cruz Cabugá e outro pela Avenida Agamenon Magalhães. O primeiro irá até a Estação Central do metrô Recife e o segundo a Estação Joana Bezerra.

A meta é beneficiar os quase 350 mil passageiros que diariamente fazem o trajeto norte-sul. A etapa prevê obras em 4,7 km da Avenida Agamenon Magalhães, da antiga fábrica do Tacaruna até o Terminal Joana Bezerra. Os trabalhos, orçados em R$ 110 milhões, incluem a construção de um corredor exclusivo de ônibus, a pavimentação de toda a via, cinco passarelas para pedestres e nove estações climatizadas e informatizadas, com painéis fornecendo os horários das linhas.

As estações, com capacidade de até 1.200 passageiros, serão erguidas no canteiro central da Avenida Agamenon Magalhães, sobre o canal, a uma distância média de 400 metros umas das outras. Os dois viadutos da Avenida João de Barros e o pontilhão de cruzamento das ruas Doutor Leopoldo Lins e Buenos Aires serão alargados.

Serão construídas cinco passarelas, quatro delas interligadas aos viadutos da Paissandu, Bandeira Filho, Rui Barbosa e Joaquim Nabuco, e uma outra ao Shopping Tacaruna, em Santo Amaro e às estações do sistema TRO (Transporte Rápido de Ônibus) que ficarão localizadas ao longo do canteiro central da Avenida Agamenon Magalhães.

3 thoughts on “Corredor Norte-Sul na Agamenon Magalhães tem edital lançado

  1. As estações do TRO no corredor norte-sul deverão possuir BICICLETÁRIOS, os ônibus devem ser BI-ARTICULADOS e nos cruzamentos onde não há viadutos ou túneis, o TRO deve ter prioridade nos semáforos que deverão ser acionados pela chegada dos ônibus. Só dessa forma o sistema de transporte público adotado pelo o governo do estado será viável.

  2. Deveriam criar uma integração no Tacaruna ou antes, no Complexo Salgadinho, os onibus dos bairros de Olinda (Rio Doce, Bultrins, Casa Caiada, Pau Amarelo, e outros que passam pela orla) iriam apenas até este terminal integrado, funcionando como circulares, depois pegariam o TRO para irem até o centro da cidade, ou para o Derby, Joana Bezerra. Desafogaria o transito na Cabugá, pois estes ônibus deixariam de transitar na futura pista mista, as pessoas usariam apenas o TRO, que usará uma pista exclusiva.