Obras de BRT na Região Metropolitana do Recife sem prazo de conclusão

Obras incompletas do corredot Leste/Oeste no Recife Foto Rafael Martins DP/D.A.Press

Obras incompletas do corredot Leste/Oeste no Recife Foto Rafael Martins DP/D.A.Press

Por

Anamaria Nascimento

Mais atrasos nas obras dos dois corredores de BRT da Região Metropolitana do Recife. Depois do anúncio em março, de que o corredor Norte/Sul – de Igarassu ao Centro do Recife – ficaria pronto em dezembro deste ano, a Secretaria das Cidades informou que “não há prazo estipulado” para a conclusão das obras. Sem data de conclusão também para o corredor Leste/Oeste, que vai de Camaragibe até a área central da capital pernambucana. Quando lançados, em 2010, os corredores exclusivos de ônibus deveriam ficar prontos para a Copa do Mundo de 2014.

Estação de BRT da Benfica com obras paradas Foto Rafael Martins DP/D.A.Press

Estação de BRT da Benfica com obras paradas Foto Rafael Martins DP/D.A.Press

De acordo com o cronograma inicial do Programa Estadual de Mobilidade Urbana (Promob), o Leste/Oeste seria entregue em dezembro de 2013. E o Norte/Sul ficaria pronto três meses depois, em maio de 2014. De lá para cá, várias datas foram divulgadas. Em março deste ano, o secretário das Cidades, André de Paula, disse que, “se tudo corresse de acordo com o previsto”, até o fim deste ano “a maioria das intervenções seria concluída”. Segundo ele, essa era uma exigência do governador Paulo Câmara, que havia definido os trabalhos de mobilidade como prioridade número 1.

O Diario visitou estações inacabadas. No corredor Norte/Sul, a Estação Complexo do Salgadinho, que está pronta, ainda necessita de conclusão do sistema viário do entorno para começar a operar. Rodeada de tapume e com um matagal crescendo ao seu redor, a estação permanece fechada. A Estação da Benfica, do corredor Leste/Oeste, está com as obras completamente paradas.

Fonte: Diario de Pernambuco

Estação de BRT do Complexo Salgadinho não teve o entorno concluído Foto Rafael Martins DP/D.A.Press

Estação de BRT do Complexo Salgadinho não teve o entorno concluído Foto Rafael Martins DP/D.A.Press

Sobre os atrasos, a Secretaria das Cidades informou que está finalizando a contratação da empresa para concluir as obras do Leste/Oeste e abandonadas pelo consórcio de empresas contratado para a execução dos serviços. Com relação ao corredor Norte-Sul, a Secid está buscando uma programação com a empresa para finalizar os serviços. Mas sem definir prazo.

Frota de ônibus está ociosa

O atraso na conclusão das obras do BRT causa prejuízos aos veículos que já estão prontos para rodar, mas que permanecem ociosos. Nas garagens das empresas do Consórcio Conorte – formado pelas operadoras Itamaracá, Rodotur e Cidade Alta e que opera no corredor Norte/Sul – 26 coletivos novos estão sem uso há um ano e três meses.

No total, são 88 BRTs do consórcio, dos quais 62 estão rodando. “Temos um custo de manutenção porque esses ônibus se desgastam pelo não uso. Colocamos os veículos para circularem internamente nas garagens para retardar esse desgaste”, explicou o diretor institucional da Conorte, Gbson Pereira, sem precisar, no entanto, o valor mensal do prejuízo. A frota parada fica dividida nas garagens das três empresas do consórcio.

Segundo Gbson, o preço de um ônibus que opera no sistema BRT é três vezes maior que um convencional. Já os custos de operação dos veículos são de 30 a 40% maiores que os dos ônibus tradicionais. “A licitação previa um sistema de operação integrada e com vias segregadas. Sem as vias segregadas, a operação, que custa caro, é comprometida”, afirmou Pereira.

 

Nem choro, nem vela com paralisação de obras do corredor Leste/Oeste do Recife

Estação de BRT do corredor Leste/Oeste com obras paradas na Benfica Foto: Gustavo Glória Especial DP/D.A.Press

Estação de BRT do corredor Leste/Oeste com obras paradas na Benfica Foto: Gustavo Glória Especial DP/D.A.Press

O que parecia uma chance de finalmente termos corredores de transporte de massa com qualidade na Região Metropolitana do Recife, vem se transformando em pesadelo. Nem no prazo, nem com qualidade como chegou a afirmar o então governador Eduardo Campos, em sua última entrevista de fim de ano, antes de entregar o governo para se candidatar à presidência. Ele não poderia imaginar o que o destino lhe tinha reservado. Mas do ponto de vista das obras, os constantes atrasos já davam sinais de que as obras de mobilidade iriam emperrar no meio do caminho.

E elas emperraram não apenas na falta de recursos, mas também na mudança do que era esperado dos projetos. O pavimento por onde deveria circular o BRT, por exemplo, deveria ter sido todo refeito e com dimensões diferenciadas do asfalto comum, em razão do peso do veículo articulado. Mas olhando para o resultado do que já foi feito, esse detalhe não passa de uma uma lenda. Assim como a requalificação da PE-15.

Também vem se tornando lenda a construção das estações de BRT de Camaragibe, da Avenida Conde da Boa Vista (mesmo que as improvisadas sejam concluídas como definitivas), da ampliação do Terminal de Camaragibe e as obras dos dois terminais da 2ª e 3ª perimetrais. Tudo parece um grande faz de conta. Talvez hoje, seja mais fácil dizer que as empresas do consórcio perderam a condição de tocar a obra em razão das irregularidades na Petrobras. Mas o prazo que essas obras deveriam ter sido entregues era muito anterior ao caso Petrolão.

Ainda quando o então secretário das Cidades, Danilo Cabral, respondia pela pasta, garantiu inúmeras vezes a entrega dos corredores até dezembro de 2013. Somente no fim de 2013, ele admitiu que o prazo se estenderia para março de 2014 em razão do Túnel da Abolição. O túnel foi entregue somente no mês passado, mais de um ano depois, e como já dissemos, encolhido meio metro.E o Leste/Oeste ainda se arrasta.

Sempre estivemos longe de alcançar a eficiência na qualidade das obras e agora estamos sem perspectiva de prazo. Nem uma coisa, nem outra. O ex-governador Eduardo Campos também não imaginou que a principal obra de mobilidade do seu governo – os dois corredores de BRT –  tivesse um caminho tão diferente do que ele sonhou que teria. Ou do que nós sonhamos.

Abaixo a matéria com o secretário executivo de Mobilidade da Secretaria das Cidades, Marcelo Bruto ao comunicar a suspensão das obras do Leste/Oeste. Leia abaixo a matéria publicada na edição do Diario de Pernambuco:

=======

O secretário-executivo de Mobilidade da Secretaria das Cidades de Pernambuco, Marcelo Bruto, confirmou que o estado não renovará o contrato com o Consórcio Mendes Júnior – Servix Engenharia S/A, responsável pelas obras do Corredor Leste/Oeste. No fim da noite, o secretário das Cidades, André de Paula, disse que foram feitos todos os esforços para a conclusão pelo consórcio, mas ficou evidente que isso não é possível. Com isso, as obras deverão sofrer novo atraso, já que um processo licitatório será aberto para escolher a nova empresa.

Para justificar a decisão, o secretário citou a desistência pela Mendes Júnior do contrato de manutenção e recuperação da BR-101 e destacou a dificuldade da entrega do Túnel da Abolição, que integra o Corredor Leste-Oeste. No caso da BR-101, disse, a conclusão do contrato foi oferecida à segunda colocada, a Ferreira Guedes, que declinou do convite nas condições propostas pela Mendes Júnior. André de Paula salienta que foram estudadas alternativas, mas concluiu de forma taxativa, que “esgotaram-se as possibilidades”.

Terminal da 3ª Perimetral em obras Foto: Gustavo Glória Especial DP/D.A.Press

Terminal da 3ª Perimetral em obras Foto: Gustavo Glória Especial DP/D.A.Press

Uma das promessas para a Copa do Mundo, o Corredor Leste/Oeste está com obras paradas há mais de cinco meses. Os BRTs (do inglês (“Bus Rapid Transport”) que já estão em operação transportam 38,5 mil passageiros/dia. Paralelamente, 30 linhas convencionais que perderam os corredores exclusivos disputam espaço com carros, caminhões, motocicletas, carroças e bicicletas, conduzindo 150 mil passageiros diariamente. Das 26 estações previstas para o corredor, quatro ainda não construídas são justamente as do extremo Oeste, em Camaragibe. Outras seis ainda não concluídas se localizam na Avenida Conde da Boa Vista.

Segundo dados da Secretaria das Cidades (Secid), dos R$ 168,7 milhões orçados para o Leste/Oeste foram investidos R$ 136 milhões que equivalem aos aproximadamente 80% das obras concluídas

Linguagem universal para o transporte público passa na Câmara

 

ônibus e paradas deverão ser numerados para facilitar acesso de deficientes visuais Foto Hélder Tavares DP/D.A.Press

ônibus e paradas deverão ser numerados para facilitar acesso de deficientes visuais Foto Hélder Tavares DP/D.A.Press

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados aprovou proposta que obriga o Poder Público a adotar uma linguagem universal no transporte púbico rodoviário para garantir a acessibilidade e a mobilidade de pessoas com deficiência.

O texto aprovado é um substitutivo ao Projeto de Lei 97/11, do deputado Walter Tosta (PSD-MG), que institui o Programa de Acessibilidade e Mobilidade Urbana. Segundo o texto, essa linguagem universal terá como base números e avisos sonoros e luminosos.

A proposta define que será necessário numerar todas as paradas de veículos coletivos. Dentro dos coletivos, devem ser instalados dispositivos capazes de identificar, em áudio e vídeo, cada ponto e o número da próxima parada.

Locomoção facilitada
A relatora do projeto, deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP), acatou o substitutivo aprovado pela Comissão de Viação e Transportes, que analisou a proposta anteriormente. Ela acrescentou uma pequena modificação para adequar a proposta ao termo “pessoas com deficiência”, expresso na Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência da Organização das Nações Unidas (ONU).

Gabrilli acredita que adaptar as paradas e os ônibus significa facilitar a locomoção de todos os usuários de transporte público, e não apenas das pessoas com necessidades especiais.

“Por exemplo, uma sinalização na parada de ônibus indicando qual o horário do próximo veículo e seu destino. E, mesmo dentro do ônibus, as pessoas poderiam saber onde o ônibus está e que parada é aquela”, explica a parlamentar.

“Isso é imprescindível para uma pessoa que tem deficiência visual, para uma pessoa que não conhece o destino para onde está indo, uma pessoa distraída… Isso é bom para todo mundo”, avalia.

Projeto bem-vindo
Walter da Costa, de 76 anos, é deficiente visual e utiliza o transporte público com frequência. Ele conta que, no dia a dia, precisa ficar perguntando aos motoristas e passageiros quais são os ônibus e para onde cada um vai. O aposentado diz que o projeto é muito bem-vindo, mas que muita coisa ainda precisa melhorar.

“Ainda falta muita coisa pra acessibilidade. Eu acho que vai chegar em boa hora porque já estávamos na época para ter esse projeto em funcionamento, em evidência. O que vier para nós de acessibilidade é muito importante”, afirma.

Dificuldades
Aparecida de Fátima Guimarães é presidente do conselho diretor da Associação dos Deficientes Auditivo-Visuais e Deficientes Auditivos. Ela prevê dificuldades no cumprimento da mudança, caso o projeto vire lei.

“Tudo que gera custo requer um estudo maior, uma dificuldade maior”, observa. “Mas eu acho que hoje, como o respeito às minorias, o respeito às pessoas com deficiência vem crescendo. Eu creio que, com uma boa explicação, com uma boa dose de sensibilidade, eu acho que nós podemos estar encontrando um alinhamento e um ponto em comum.”

Tramitação
A proposta ainda precisa ser analisada, em caráter conclusivo, pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara

Paradas de ônibus do Recife com wi-fi

Paradas de ônibus do Recife vão ter wi-fi Foto Annaclarice Almeida DP/D.A.Press

Paradas de ônibus do Recife vão ter wi-fi Foto Annaclarice Almeida DP/D.A.Press

Por

Anamaria Nascimento

Até sexta-feira, 10 paradas de ônibus do Recife vão se tornar pontos de inclusão digital. Uma parceria entre a Cittati, empresa que desenvolveu o aplicativo Cittabus, e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Pernambuco (Urbana-PE) vai levar internet wi-fi gratuita às paradas. Com área de abrangência de cerca de 60 metros, o sinal conta com velocidade de sete megabytes por segundo (o equivalente à velocidade da internet 4G) e não tem restrição de senha.

As paradas que receberão o projeto ainda não foram definidas. A Cittati informou apenas que os pontos que vão receber wi-fi serão os de grande movimento na capital pernambucana, como os da Avenida Agamenon Magalhães. A única parada com internet wi-fi confirmada foi a que fica em frente ao Real Hospital Português, na Ilha do Leite. Os bairros das Graças, Aflitos e Parnamirim, na Zona Norte, também serão contemplados nessa primeira fase.

“As paradas participantes estarão sinalizadas. Além de facilitar o download do aplicativo, a internet poderá ser acessada para outros fins, como pesquisas e interação nas redes sociais”, explicou o gerente da Cittati, Carlos Sampaio. A internet poderá ser usada 24 horas e não será necessário efetuar login. “Basta o usuário entrar na rede aberta Cittabus e navegar”, ressaltou o presidente da Urbana-PE, Fernando Bandeira.

 

Mudança de itinerário dos ônibus por causa do Galo da Madrugada

Montagem de palanques e arquibancadas na Avenida Dantas Barreto para o desfile do Galo da Madrugada - Foto Júlio Jacobina D.A.Press

Montagem de palanques e arquibancadas na Avenida Dantas Barreto para o desfile do Galo da Madrugada – Foto Júlio Jacobina D.A.Press

Para que o Galo da Madrugada desfile um dia, no sábado de Zé Pereira, são necessários pelo menos 15 dias de interdição do trânsito na Avenida Dantas Barreto, por onde circulam 30 linhas de ônibus.

A interdição que teve início, ontem, com a montagem de camarotes e arquibancadas na pista Leste da via, só terminará no dia 5 de março. Depois que o galo passar pela avenida, a estrutura permanece para os desfiles das escolas de samba.  A Dantas Barreto é o ponto de partida de outras mudanças que ainda irão ocorrer no centro para o desfile do galo.

O impacto maior no trânsito será com o fechamento da Avenida Guararapes e da Ponte Duarte Coelho, no próximo dia 26. A Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU)  vai contar este ano com reforço dos monitores de trânsito, além do efetivo dos agentes já existente. “Nós deveremos ter um reforço de 50 a 60 monitores por dia para ajudar no trânsito”, revelou o diretor de trânsito da CTTU, Agostinho Maia.

A interdição das vias do centro, duas semanas antes do carnaval, traz transtornos principalmente para os usuários do transporte público. “Faz tempo que procuro a minha parada, mas finalmente descobri agora que não está aqui na Dantas Barreto e sim no Cais de Santa Rita. Por causa disso, vou chegar atrasada ao trabalho”, revelou a cuidadora Raquel Moraes, 48 anos.

Mesmo com a interdição todos os anos, muitos passageiros ainda têm dificuldades em entender as mudanças nos itinerários. “Eu estudo há três anos na Faculdade Joaquim Nabuco, na Guararapes, e todos os anos fico sem saber onde pegar o meu ônibus”, revelou a estudante Milena Laiane da Silva, 24 anos.

Segundo o coordenador de operações do Grande Recife Consórcio de Transporte Metropolitano, Mário Sérgio os divulgadores já estão nas paradas que estão desativadas para informar aos usuários das mudanças. “Nós repetimos a mesma estratégia de anos anteriores justamente para criar o hábito nos usuários de que as paradas modificadas são as mesmas”, revelou.

Com a mudança nos itinerários da Danta Barreto, as paradas serão transferidas para o Cais de Santa Rita, Avenida Sul, Rua do Imperador Dom Pedro II, Rua 1º de março, Rua da Praia, Avenida Martins de Barros, Rua São João e Rua do Peixoto, de acordo com as linhas. As informações sobre as respectivas paradas podem ser encontradas fixadas nas paradas desativadas e em panfletos que estão sendo distribuídos.

Confira abaixo as linhas e paradas de ônibus que terão alterações:

A linha 185 – TI Cabo que realizava itinerário pela Avenida Martins de Barros e Siqueira Campos, passará a trafegar pela Av. Sul, Cais de Santa Rita, atenderá o Terminal de Passageiros Santa Rita e retornará pelo Cais de Santa Rita e seguirá pela Travessa do Forte. Essa linha deixará de atender as paradas: nº180023, localizada no lado oposto ao Posto Esso, na Av. Martins de Barros; parada de nº 180266, em frente ao Banco Santander na Rua Siqueira Campos e a parada nº 180225, em frente ao Edf. Antônio Barbosa, na Av. Dantas Barreto.

Os usuários que utilizam as linhas 018 – Brasília Teimosa – Via PCR e 193 – TI Tancredo Neves (Príncipe) – Via PCR deixarão de usar a parada de nº 180289, localizada do lado oposto à Praça do Diário na Rua 1º de Março. Já na Av. Dantas Barreto, cinco pontos de ônibus deixarão de funcionar, são eles: nº 180222, em frente ao Banco Santander; nº180224, em frente a Farmácia BigBen, nº 180238, em frente ao imóvel de número 848; nº 180242, em frente ao Banco Bradesco e a parada de nº 180244, localizada em frente ao Banco Santander. Na Dantas Barreto, os usuários da linha 193 – TI Tancredo Neves (Príncipe) – Via PCR terão a opção de utilizar a parada nº 180246, em frente ao Edf. San Rafael, as demais linhas podem usar a parada de nº 9, ao lado da Igreja do Espírito Santo, na Rua do Imperador. Essas linhas circularão pela Rua Primeiro de Março, Rua do Imperador Dom Pedro II, Rua da Praia, Travessa Arsenal de Guerra, Av. Martins de Barros, Cais de Santa Rira, Travessa do Forte, Rua São João, Av. Dantas Barreto e Rua do Peixoto.

A linha 018 – Brasília Teimosa também deixará de circular na Av. Martins de Barros e passará a fazer o trajeto pelo Cais de Santa Rita, Terminal de Passageiros Santa Rita, seguirá novamente pelo Cais de Santa Rita, passando pela Travessa do Forte, Rua São João, Av. Dantas Barreto e Rua do Peixoto. Os ônibus desta linha deixarão de parar no ponto de ônibus nº 180289, situado no lado oposto a Praça do Diário, na Rua 1º de Março. Na Av. Dantas Barreto, as seguintes paradas serão desativadas: nº 180222, em frente ao Banco Santander; nº180238, em frente ao imóvel de número 848 e o ponto de nº 180244, em frente ao Banco Santander.

Os ônibus da linha 014 – Brasília (Conde da Boa Vista) – Via Rua do Príncipe trafegarão pela Praça da República, Rua do Imperador Dom Pedro II, Rua da Praia, Travessa Arsenal de Guerra, seguindo pela Av. Martins de Barros, Cais de Santa Rita, Travessa do Forte, Rua de São João, Av. Dantas Barreto e Rua do Peixoto. Essa linha deixará de atender as seguintes paradas da Av. Dantas Barreto: parada nº 180222, em frente ao Banco Santander; parada de nº 180238, em frente ao imóvel de número 848 e a parada de nº 180244, em frente ao Banco Santander. Os usuários poderão utilizar a parada de nº 9, ao lado da Igreja do Espírito Santo, na Rua do Imperador.

Já os usuários que usam as linhas 212 – Jardim São Paulo, 242 – Pacheco e 412 – San Martin (Largo da Paz) deixarão de pegar os ônibus no ponto de ônibus de nº 180288, em frente ao Banco Itaú, na Rua 1º de Março e em outras três paradas da Av. Dantas Barreto, são elas: parada de nº 180224, em frente a Farmácia BigBen, parada nº 180239, em frente ao imóvel número 872 e a parada de nº 180240, em frente ao imóvel número 954. Os usuários podem utilizar a parada de número 180246, em frente ao Edf. San Rafael, na Av. Dantas Barreto. Essas linhas realizarão itinerário pelo Cais de Santa Rita, Terminal de Passageiros de Santa Rita, retornando pelo Cais de Santa Rita e seguindo pela Travessa do Forte, Rua São João, Av. Dantas Barreto e Av. Sul.

As linhas 822 – Jardim Brasil I (Cruz Cabugá), 824 – Jardim Brasil II (Cruz Cabugá), 860 – TI Xambá (Príncipe), 921 – Ouro Preto (Jatobá I) e 993 – Conjunto Praia do Janga não irão mais circular pela pista lesta da Av. Dantas Barreto e passarão a realizar o itinerário pela Praça da República, girando a direita na Rua do Imperador Dom Pedro II, e seguindo pela Av. Nossa Senhora do Carmo e Av. Martins de Barros. Com essa mudança, a parada nº 180230, em frente a Central de Cursos Brasileiros (CEBRAC), na Av. Nossa Senhora do Carmo será desativada, assim como três paradas da Av. Dantas Barretos, são elas: paradas nº 180214 e nº180215, localizadas em frente a Rua Marquês do Recife e a parada 180226 em frente ao Banco do Brasil. Os passageiros terão a opção de usar a parada de nº 8, localizada na Praça 17, na Rua do Imperador.

Os veículos da linha 621 – Alto Treze de Maio, deixarão de passar pela Av. Dantas Barreto e seguirão o seguinte itinerário: Praça da República, Rua do Imperador Dom Pedro II, Rua da Praia, Travessa Arsenal de Guerra, Av. Martins de Barros, Cais de Santa Rira, Terminal de Passageiros de Santa Rita, Av. Martins de Barros, Rua Siqueira Campos. Essa linha deixará de atender a parada de nº 180237, localizada do lado oposto ao Edf. JK, na Av. Dantas Barreto. Os usuários desta linha poderão utilizar a parada de nº 7, localizada em frente ao Restaurante Dom Pedro, na Rua do Imperador.

Já os usuários que utilizam as linhas 631 – Nova Descoberta (Cabugá) – Via PCR, 911 – Ouro Preto (Cohab), 926 – Ouro Preto (Jatobá II), 971 – Amparo e 973 – Casa Caiada deixarão de utilizar  cinco paradas da Av. Dantas Barreto, são elas: nº 180223, em frente ao Banco Safra; nº 180213, em frente ao Edf. JK; nº180215, localizada do lado oposto a Rua Marques do Recife, nº180237, no lado oposto ao Edf. JK e a parada de nº 180226, em frente ao Banco do Brasil. Os passageiros destas linhas terão a opção de utilizar a parada de nº 7, localizada em frente ao Restaurante Dom Pedro, na Rua do Imperador. Essas cinco linhas circularão pela Praça da República, Rua do Imperador Dom Pedro II, seguindo pela Av. Nossa Senhora do Carmo, Av. Martins de Barros e Ponte Buarque de Macedo.

As linhas 631 – Nova Descoberta (Cabugá) – Principal e 741 – Dois Unidos, deixarão de passar pela pista lesta da Dantas Barreto e farão percurso pela Praça da República girando a direita na Rua do Imperador Dom Pedro II e seguindo pela Av. Nossa Senhora do Carmo, Av. Martins de Barros e Rua 1º de Março. Neste caso, apenas uma parada será desatendida, a de nº 180223, em frente ao Banco Safra, na Av. Dantas Barreto. Os passageiros destas linhas terão a opção de utilizar a parada de nº 7, localizada em frente ao Restaurante Dom Pedro, na Rua do Imperador.

Já os veículos das linhas 946 – Igarassu (BR-101), 967 – Igarassu (Sítio Histórico) e 976 – Paulista (Prefeitura) não irão mais trafegar pela Av. Dantas Barreto e passarão a realizar o itinerário pela Ponte Princesa Isabel, Rua do Sol, Praça da República, girando a direita na Rua do Imperador Dom Pedro II e girando a esquerda na Av. Nossa Senhora do Carmo, passando pela Av. Martins de Barros até chegar a Ponte Buarque de Macedo. Com a mudança, a parada de nº 180230, em frente a Central de Cursos Brasileiros, na Av. Nossa Senhora do Carmo e as paradas de nº 180222, em frente ao Banco Santander e a de nº 180213, no lado oposto ao Edf. JK, ambas na Av. Dantas Barreto não serão mais atendidas pelas linhas citadas. Os usuários terão a opção de utilizar a parada de nº 5, localizada em frente a Caixa Econômica, na Praça da República.

As linhas 122 – Vila do IPSEP e 193 – TI Tancredo Neves (Príncipe) não circularão mais pela pista lesta da AV. Dantas Barreto e passarão a trafegar pela Praça da República, passando pela Rua do Imperador Dom Pedro II, Rua da Praia, Travessa Arsenal de Guerra, Av. Martins de Barros, Cais de Santa Rita, Travessa do Forte, Rua São João, Av. Dantas Barreto e Av. Sul. Essas linhas deixarão de atender as paradas de nº 180224, em frente a Farmácia BigBen e a de nº 180242, em frente ao Bradesco. Os usuários poderão utilizar a parada de nº 180246, em frente ao Edf. San Rafael. Os passageiros poderão utilizar a parada de nº 9, ao lado da Igreja do Espírito Santo, na Rua do Imperador.

Os bacuraus também terão mudanças de itinerários. As linhas 643 – Córrego do Jenipapo (Bacurau), 927 – Ouro Preto (Bacurau) e 975 – Amparo (Bacurau) também passarão a circular pela Praça da República, Rua do Imperador Dom Pedro II, Rua da Praia, Travessa Arsenal de Guerra, Av. Martins de Barros, Cais de Santa Rita e Terminal de Passageiros de Santa Rita. Os passageiros destas linhas terão a opção de utilizar a parada de nº 7, localizada em frente ao Restaurante Dom Pedro, na Rua do Imperador.

Já a linha 827 – Jardim Brasil (Bacurau) fará o trajeto pela Praça da República, girando a direita na Rua do Imperador Dom Pedro II, seguindo pela Rua da Praia, Travessa Arsenal de Guerra, Av. Martins de Barros, Cais de Santa Rita chegando ao Terminal de Passageiros Santa Rita. Os usuários desta linha poderão utilizar a parada de nº 8, na Praça 17, localizada na Rua do Imperador.

Paradas de ônibus com nomes das linhas e horários poderão ser obrigatórias

Paradas de ônibus com  informações das linhas e horários - Foto - Tânia Passos DP/D.A.Press

Paradas de ônibus com informações das linhas e horários em Paris – Foto – Tânia Passos DP/D.A.Press

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 5585/13, do deputado Valadares Filho (PSB-SE), que altera o Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90) para obrigar o órgão concedente ou gerenciador do transporte coletivo urbano a prestar informações, nas paradas de ônibus, sobre as linhas em operação, o valor da passagem e os horários previstos de embarque.

A proposta determina também que a empresa que explorar o serviço terá de informar, em cada veículo, o trajeto da linha, os horários previstos de saída do ponto inicial e chegada à parada final, e o valor do bilhete. De acordo com o texto, o descumprimento das novas obrigações os responsáveis às penas previstas no código, que vão de intervenção administrativa à cassação da licença.

Segundo o deputado Valadares Filho, o objetivo da proposta é levar ao transporte urbano o mesmo nível de informação exigida de produtos colocados à venda. Ele lembra que a Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei 12.587/12) já prevê como um dos deveres das empresas prestar informações sobre a viagem aos passageiros. A medida, no entanto, nunca foi colocada em prática.

“Para que esse princípio seja cumprido, temos de trazer essa obrigação para o âmbito das relações de respeito ao consumidor, inclusive prevendo penalidades a serem aplicadas, no caso de descumprimento das diretrizes”, defende o deputado.

Tramitação
O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Viação e Transportes; de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara

Mudança no corredor Leste/Oeste da Região Metropolitana do Recife

avenida Belmínio Correia - Foto - Tania Passos DP/D.A.Press

Mais uma mudança no modelo do projeto do BRT (Bus Rapid Transit) do corredor Leste/Oeste na Região Metropolitana do Recife (RMR). O governador Eduardo Campos confirmou que ao contrário das cinco estações do BRT, que estavam previstas para serem implantadas na Avenida Belmino Correia, principal via de Camaragibe, será construída apenas uma estação central nos moldes do BRT nas imediações do Fórum e outras quatro paradas vão funcionar na calçada, sendo quatro por sentido.

A mudança está sendo implantada porque não houve consenso em relação ao valor das indenizações dos imóveis a serem desapropriados e os proprietários dos imóveis entraram na justiça. O governo não quer perder mais tempo. O prazo de conclusão da obra é março de 2014.

Avenida Belmino Correia - Camaragibe Foto - Tânia Passos DP/D.A.Press

Avenida Belmino Correia – Camaragibe Foto – Tânia Passos DP/D.A.Press

Com a mudança na Belmino e a adaptação na Conde da Vista, os pontos de partida e chegada do corredor Leste/Oeste, onde irá operar o BRT, na prática, estão sendo improvisados.

Na Avenida Conde da Boa Vista, apesar da Secretaria de Mobilidade do Recife ter decidido que a via será exclusiva do BRT, não há tempo suficiente para implantar as estações nos moldes do BRT com pagamento antecipado.

As paradas existentes serão adaptadas para receber o ônibus do BRT, que deverá ter portas nos dois lados. Resta saber se com todas essas ações improvisadas a operacionalização do sistema ficará comprometida ou não.

 

Transtorno na volta para casa por causa da greve dos ônibus no Recife

 

Paradas recife - Foto - Anamaria Nascimento DP/D.A.Press

O metrô aumentou a quantidade de trens, mas a volta para casa ainda é incerta para os usuários. Algumas empresas estão contratando transporte para os funcionários. Mas a maioria fica nas paradas sem saber quando vão conseguir transporte.

Motoristas, cobradores e fiscais de ônibus entraram em greve a zero hora desta segunda-feira. Até agora não houve consenso nas negociações. Os usuários vão precisar de muita paciência. A maioria dos ônibus que partem de Olinda e Paulista com destino ao Centro do Recife pela Avenida Cruz Cabugá não está completando o trajeto.

Após o Shopping Tacaruna, em Santo Amaro, eles retornam deixando os passageiros perdidos. Muitos largaram mais cedo do trabalho para tentar voltar para casa e passaram duas horas na espera. Outros sentam na grama e compram pipoca para passar o tempo.

A equipe de reportagem do Diario de Pernambuco passou 30 minutos no local e somente um ônibus passou para atender a demanda.

Para solucionar o problema, muitas empresas fretaram ônibus particulares para levar os funcionários aos principais terminais de transporte coletivo. Na Rua da Aurora, por exemplo, os trabalhadores da Contax podem pegar ônibus para a Estação Recife, do metrô, Pelópidas Silveira, entre outras.

Paradas de ônibus mudam na Praça Parnamirim

 

A partir do próximo sábado (13), os usuários de transporte público das linhas da parada de ônibus da Praça do Parnamirim devem ficar atentos. O Grande Recife Consórcio de Transportes anunciou que mudará o itinerário dos veículos devido a implantação do binário das estradas do Arraial e do Encanamento. A mudança atinge diretamente 22 linhas, mas seis continuaram atendendo a parada da praça e 16 serão instaladas em outro ponto distante cerca de 50 metros do local.

Os usuários de cinco linhas, vindas da Avenida 17 de Agosto, terão como opção mais próxima o ponto na mesma via, em frente à Livraria Módulo. Os passageiros das nove linhas que trafegam pela Estrada do Encanamento, utilizarão a parada em frente à loja Força e Vida. A parada próximo ao Hospital Infantil, na Avenida Rui Barbosa, será ponto de embarque de 15 linhas.

A parada em frente à Galeria Vila Roma Center, atenderá aos usuários da linha 330 – Casa Amarela/CDU (TRT), vindo da Rua Desembargador de Góes Cavalcanti. Já o abrigo em frente ao SERPRO, na rua João Tude de Melo, será a opção dos passageiros da linha 330, junto com a 411 – Estrada dos Remédios e 516 – Casa Amarela (Nova Torre). Na Praça do Parnamirim continuam parando as linhas 511 – Alto do Mandu, 515 – Nova Descoberta (Bacurau), 520 – Macaxeira/Parnamirim, 532 – Casa Amarela (Cabugá), 523 – Dois Irmãos (Bacurau) e 533 – Casa Amarela (Bacurau).

Mais informações através do teleatendimento 0800 081-0158 ou do site do Grande Recife

Confira as mudanças de linhas e paradas:

1 – Parada Seletiva nº100165 (Em frente a Companhia Nacional de Escola da Comunidade Estadual de Pernambuco)

511 – Alto do Mandu
515 – Nova Descoberta (Bacurau)
520 – Macaxeira/Parnamirim
523 – Dois Irmãos (Bacurau)
532 – Casa Amarela (Cabugá)
533 – Casa Amarela (Bacurau)

2 – Parada nº 100030 (Lado oposto à Galeria Vila Roma Center)

330 – Casa Amarela /CDU (TRT)
532 – Casa Amarela (Cabugá)
533 – Casa Amarela (Bacurau)
*Atende a parada seletiva

3 – Parada nº 100038 (Em frente a loja Força e Vida)

510 – Nova Descoberta/Derby
511 – Alto do Mandu*
513 – Córrego da Areia
514 – Nova Descoberta (Córrego do Joaquim)
515 – Nova Descoberta (Bacurau)*
531 – Casa Amarela (Rosa e Silva)
630 – Vasco da Gama/Derby
640 – Guabiraba/Derby
710 – Beberibe/Derby
718 – Córrego do Euclídes/Derby
930 – Rio Doce/Dois Irmãos
*Atende a parada seletiva

4 – Parada nº 100111 (Em frente à Livraria Módulo)

411 – Estrada dos Remédios
520 – Macaxeira/Parnamirim*
521 – Alto Santa Isabel
522 – Dois Irmãos (Rui Barbosa)
523 – Dois Irmãos (Bacurau)*
524 – Sítio dos Pintos (Dois Irmãos)
527 – Sítio dos Pintos/IMIP (Joana Bezerra)
*Atende a parada seletiva

5 – Parada nº 100153 (Em frente ao SERPRO)

330 – Casa Amarela/CDU (TRT)
411 – Estrada dos Remédios
516- Casa Amarela (Nova Torre)

6 – Parada nº100166 (Em frente ao Hospital Infantil Maria Lucinda)

510 – Nova Descoberta/Derby
513 – Córrego da Areia
514 – Nova Descoberta (Córrego do Joaquim)
515 – Nova Descoberta (Bacurau)
521 – Alto Santa Isabel
522 – Dois Irmãos (Rui Barbosa)
523 – Dois Irmãos (Bacurau)
524 – Sítio dos Pintos (Dois Irmãos)
527 – Sítio dos Pintos/IMIP (Joana Bezerra)
531 – Casa Amarela (Rosa e Silva)
533 – Casa Amarela (Bacurau)*
630 – Vasco da Gama/Derby
640 – Guabiraba/Derby
710 – Beberibe/Derby
718 – Córrego do Euclídes/Derby
930 – Rio Doce/Dois Irmãos
*Atende a parada seletiva

Com informações do Grande Recife Consórcio de Transportes

Mudanças nas paradas de ônibus da Caxangá por causa do Leste/Oeste

Nesta quarta-feira serão alterados os pontos de parada de 21 linhas, no sentido subúrbio/cidade, e 20 linhas, no sentido cidade/subúrbio. A interdição acontece em virtude das reformas em uma estação de embarque/desembarque, localizada na Avenida Caxangá. A obra, executada pela Secretaria das Cidades, faz parte do Corredor Leste Oeste. O Consórcio instalará paradas provisórias para atender aos usuários da localidade. 

A mudança ocorrerá na Estação 05, próxima ao Supermercado Extrabom. As paradas provisórias serão fixadas nas calçadas da via, próxima ao ponto que estará em reforma, no sentido cidade/subúrbio e vice – versa. As modificações serão informadas aos usuários por meio de cartazes fixados nas plataformas desativadas.

As informações sobre o itinerário das linhas e paradas provisórias podem ser obtidas por meio da Central de Atendimento ao Cliente, pelo telefone  0800.081.0158, ou através de consulta pelo site www.granderecife.pe.gov.br.

Lista das linhas envolvidas na mudança:

020 – Candeias / Dois Irmãos
303 – Curado II / Caxangá (BR-232)
330 – Casa Amarela / CDU (TRT)
422 – Monsenhor Fabrício
423 – Engenho do Meio
425 – Barbalho (Detran)
432 – CDU / Várzea
431 – Cidade Universitária
433 – Brasilit
437 – Caxangá (Conde da Boa Vista)
442 – Jardim Primavera (Vale das Pedreiras)
445 – Tabatinga
446 – UR-07
448 – Jardim Petrópolis
450 – Camaragibe (Conde da Boa Vista)
459 – Loteamento Santos Cosme e Damião
460 – Camaragibe (Príncipe)
469 – Camaragibe / CDU
480 – Camaragibe / Derby
481 – Timbi / Derby
920 – Rio Doce / CDU

Paradas provisórias implantadas:

Estação 5

Sentido subúrbio/cidade – Em frente ao CERPE e Casa de Tintas

Total de linhas afetadas: 21 linhas

Lista das linhas:

330 – Casa Amarela / CDU
416 – Roda de Fogo
421 – Torrões
422 – Monsenhor Fabrício
423 – Engenho do Meio
425 – Barbalho (Detran)
431 – Cidade Universitária
432 – CDU / Várzea
433 – Brasilit
437 – Caxangá (Conde da Boa Vista)
440 – CDU / Caxangá / Boa Viagem
442 – Jardim Primavera (Vale das Pedreiras)
445 – Tabatinga
446 – UR-07
448 – Jardim Petrópolis
450 – Camaragibe (Conde da Boa Vista)
459 – Loteamento Santos Cosme e Damião
460 – Camaragibe (Príncipe)
480 – Camaragibe / Derby
481 – Timbi / Derby
920 – Rio Doce / CDU

Sentido cidade/subúrbio – Em frente a JR. Agropecuária e Casa do Criador

Total de linhas afetadas: 20 linhas

Lista das linhas:

330 – Casa Amarela / CDU (TRT)
416 – Roda de Fogo
421 – Torrões
422 – Monsenhor Fabrício
423 – Engenho do Meio
425 – Barbalho (Detran)
432 – CDU / Várzea
431 – Cidade Universitária
433 – Brasilit
437 – Caxangá (Conde da Boa Vista)
442 – Jardim Primavera (Vale das Pedreiras)
445 – Tabatinga
446 – UR-07
448 – Jardim Petrópolis
450 – Camaragibe (Conde da Boa Vista)
459 – Loteamento Santos Cosme e Damião
460 – Camaragibe (Príncipe)
480 – Camaragibe / Derby
481 – Timbi / Derby
920 – Rio Doce / CDU

Na manhã desta quarta-feira (01/08) serão alterados os pontos de parada de 21 linhas, no sentido subúrbio/cidade, e 20 linhas, no sentido cidade/subúrbio. A interdição acontece em virtude das reformas em uma estação de embarque/desembarque, localizada na Avenida Caxangá. A obra, executada pela Secretaria das Cidades, faz parte do Corredor Leste Oeste. O Consórcio instalará paradas provisórias para atender aos usuários da localidade. 

A mudança ocorrerá na Estação 05, próxima ao Supermercado Extrabom. As paradas provisórias serão fixadas nas calçadas da via, próxima ao ponto que estará em reforma, no sentido cidade/subúrbio e vice – versa. As modificações serão informadas aos usuários por meio de cartazes fixados nas plataformas desativadas.

As informações sobre o itinerário das linhas e paradas provisórias podem ser obtidas por meio da Central de Atendimento ao Cliente, pelo telefone  0800.081.0158, ou através de consulta pelo site www.granderecife.pe.gov.br.

Lista das linhas envolvidas na mudança:

020 – Candeias / Dois Irmãos
303 – Curado II / Caxangá (BR-232)
330 – Casa Amarela / CDU (TRT)
422 – Monsenhor Fabrício
423 – Engenho do Meio
425 – Barbalho (Detran)
432 – CDU / Várzea
431 – Cidade Universitária
433 – Brasilit
437 – Caxangá (Conde da Boa Vista)
442 – Jardim Primavera (Vale das Pedreiras)
445 – Tabatinga
446 – UR-07
448 – Jardim Petrópolis
450 – Camaragibe (Conde da Boa Vista)
459 – Loteamento Santos Cosme e Damião
460 – Camaragibe (Príncipe)
469 – Camaragibe / CDU
480 – Camaragibe / Derby
481 – Timbi / Derby
920 – Rio Doce / CDU

Paradas provisórias implantadas:

Estação 5

Sentido subúrbio/cidade – Em frente ao CERPE e Casa de Tintas

Total de linhas afetadas: 21 linhas

Lista das linhas:

330 – Casa Amarela / CDU
416 – Roda de Fogo
421 – Torrões
422 – Monsenhor Fabrício
423 – Engenho do Meio
425 – Barbalho (Detran)
431 – Cidade Universitária
432 – CDU / Várzea
433 – Brasilit
437 – Caxangá (Conde da Boa Vista)
440 – CDU / Caxangá / Boa Viagem
442 – Jardim Primavera (Vale das Pedreiras)
445 – Tabatinga
446 – UR-07
448 – Jardim Petrópolis
450 – Camaragibe (Conde da Boa Vista)
459 – Loteamento Santos Cosme e Damião
460 – Camaragibe (Príncipe)
480 – Camaragibe / Derby
481 – Timbi / Derby
920 – Rio Doce / CDU

Sentido cidade/subúrbio – Em frente a JR. Agropecuária e Casa do Criador

Total de linhas afetadas: 20 linhas

Lista das linhas:

330 – Casa Amarela / CDU (TRT)
416 – Roda de Fogo
421 – Torrões
422 – Monsenhor Fabrício
423 – Engenho do Meio
425 – Barbalho (Detran)
432 – CDU / Várzea
431 – Cidade Universitária
433 – Brasilit
437 – Caxangá (Conde da Boa Vista)
442 – Jardim Primavera (Vale das Pedreiras)
445 – Tabatinga
446 – UR-07
448 – Jardim Petrópolis
450 – Camaragibe (Conde da Boa Vista)
459 – Loteamento Santos Cosme e Damião
460 – Camaragibe (Príncipe)
480 – Camaragibe / Derby
481 – Timbi / Derby
920 – Rio Doce / CDU