Por Mariana Fabrício

O primeiro dos dois domingos de provas do Enem, em 5 de novembro, vai exigir feras preparados para uma maratona. Serão dez disciplinas e a redação, tudo com prazo máximo de cinco horas e meia. Nesta edição, o Enem deve reforçar sua principal característica, a de ser um exame contextualizado. Até o ano passado, o aluno precisava e elaborar uma redação e fazer prova de matemática, por exemplo, no mesmo dia, o que foi modificado. Contar com a ajuda do relógio e garantir uma bagagem de conteúdo sobre atualidades está entre os segredos para um bom resultado nesse dia de humanidades.

“A prova de português, por exemplo, tem uma predominância de interpretação textual, então acredito que será mantida essa mesma elaboração. É interessante ler bastante para abordar diferentes temas da nossa realidade e saber interpretar e produzir um bom texto. Como as provas estarão mais carregadas, com enunciado maiores, o aluno pode parar um pouco para lanchar, aliviar a tensão”, aconselha a professora de português do Colégio Damas, Luciana Notaro.

“Pretendo fazer a prova de linguagens primeiro, depois a redação e terminar com ciências humanas, por causa de filosofia e sociologia, que exigem leitura mais detalhada”, explica o estudante Samuel Brasileiro, 17 anos, fera de engenharia da computação. Para a maioria dos estudantes, a maior preocupação será a redação, com peso maior na nota final. Estudando para medicina, Thiago Valente, 17 anos, faz um texto por semana para poder escrever sobre assuntos diferentes. “Desde o começo do ano venho treinando e isso garante maior repertório, além de aprimorar a forma de escrever”, explica.

Segundo o professor de história do Colégio Damas, Lula Couto, é importante que o candidato revise alguns temas e tire todas as dúvidas. “O momento agora é de trabalhar os assuntos fazendo sempre uma conexão com o presente. No caso de história, quando se discute sobre escravidão é interessante abordar o racismo e o preconceito no Brasil. Quando o assunto é organização da família patriarcal, tentar aliar com e os papéis da mulher na sociedade. O Enem costuma abordar uma história crítica e social. Quem está se preparando deve entender que ter um pouco de ansiedade é comum, mas que no momento vai conseguir recordar e se concentrar”, comenta.

Entenda

O exame será constituído de uma redação em língua portuguesa e de quatro provas objetivas, contendo cada uma 45 questões de múltipla escolha.

5 de novembro // Primeiro domingo (duração de 5 horas e 30 minutos)

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Redação:
Língua portuguesa, literatura, língua estrangeira
(inglês ou espanhol), artes, educação física e tecnologias
da informação e comunicação

Ciências Humanas e suas Tecnologias:
História, geografia, filosofia e sociologia

Redação

Dicas

– Fazer simulados e montar estratégia para o momento de fazer a redação

– Começar nas questões em que sente maior segurança e depois partir para as de dificuldade

– Descansar um pouco após uma leitura cansativa

– Não passar muito tempo na mesma questão. Se não entendeu o texto na primeira leitura, leia o enunciado para saber o que a questão pede

– Não aproveitar trechos da prova de ciências humanas na redação para evitar cópia, que tem caráter eliminatório

Atenção aos temas

Linguagens, códigos e suas tecnologias

Variação linguística
Gêneros textuais
Relações intertextuais
Funções da linguagem
Normas culta e popular

Ciências humanas e suas tecnologias

Temáticas socioeconômicas
Problemas ambientais
Urbanização
Tecnologias agrícolas
Revoluções industriais