Por Mariana Fabrício

Destaque na 20ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, ocorrida em maio deste ano, a aluna no Colégio Damas, Joanna Guerra, de 17 anos, irá representar Pernambuco na XV Jornada Espacial, que acontece de 10 a 16 de dezembro, São José dos Campos, no estado de São Paulo. O evento científico nacional reúne estudantes interessados por astronáutica, engenharia aeroespacial e astronomia para visitar museus, centros de pesquisas de referência e participar de palestras com profissionais das áreas.

Colecionando três medalhas nas últimas Olimpíadas, Joanna é a única menina entre os outros três selecionados, Kevin Tabosa, do Instituto Federal de Pernambuco, Victor Cortez, do Colégio de Aplicação (UFPE) e Guilherme Lins, do Grupo Genese de Ensino. A Jornada Espacial é realizada pela Agência Espacial Brasileira (AEB) e Sociedade Astronômica Brasileira (SAB).

A programação da XV Jornada Espacial inclui visitas ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Memorial Aeroespacial Brasileiro (MAB), Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), além de palestras e oficinas com especialistas sobre foguetes, satélites, astronomia.

“Fiquei realmente surpresa porque aqui em Pernambuco não temos muitas atividades voltadas aos temas da astronomia. Sempre estudei com material extra que o professor me passava, fazendo pesquisas na internet e agora vou ter a oportunidade de trocar informações com outros estudante que têm o mesmo interesse”, conta Joanna que estuda no terceiro ano do ensino médio e viu a curiosidade em descobrir constelações se transformar em uma futura carreira como pesquisadora da área.

“Quando viajava para praia gostava de ficar olhando o céu, descobrindo coisas novas e isso foi amadurecendo em mim até o momento em que considerei cursar engenharia aeroespacial no exterior. A oportunidade que vou ter em lançar foguetes, assistir palestras e participar das oficinas vai contribuir muito para minha formação”, acredita.

Segundo o professor de física do Colégio Damas, Nélio Ferreira, que vai acompanhar a estudante na Jornada, a participação nas Olimpíadas de conhecimento proporciona maior direcionamento profissional, sobretudo durante o ensino médio. “Ter a chance de aprofundar em alguma área de conhecimento, se dedicar a determinadas disciplinas direciona o aluno para graduação dando oportunidade para superação e principalmente, novas descobertas”, destaca.