Saia justa: Marina cobra programa de governo de Dilma e Aécio e esquece que Paulo Câmara não lançou o dele

Twitter

Marina chegando a Caruaru – Twitter

Marina Silva e sua fixação por programa de governo puseram Paulo Câmara numa saia justíssima na noite desta segunda-feira (29) em comício em Caruaru, no Agreste.

Atacando Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), Marina voltou a lembrar que a petista ainda não apresentou seu programa e o que tucano só o fez hoje, faltando menos de uma semana para a eleição.

A socialista lançou o programa ha um mês. Para ela, a não apresentação do que será executado, “é coisa de quem não tem tempo para debater”.

Paulo Câmara, que estava ao seu lado no palanque, assistia tudo, não dizia nada. Ele só lançará o seu programa de governo nesta quarta, dia 1º de outubro.

Colaboração de Thiago Neuenschwander, do Diario

Quando veio a PE em agosto, Marina estava na frente de Dilma e Paulo atrás de Armando. Hoje, a situação é oposta

Edvaldo Rodrigues/DP/D.A Press

Edvaldo Rodrigues/DP/D.A Press

Marina Silva, candidata a Presidência da República pelo PSB, cumpre agenda nesta segunda em Pernambuco diante de uma situção distinta daquela verificada na primeira vez em que fez campanha por aqui, no dia 23 de agosto.

Na ocasião, ela liderava as intenções de voto no estado, superando a presidente Dilma Rousseff (PT). Já o candidato do PSB ao governo, Paulo Câmara, estava atrás de Armando Monteiro (PTB).

Agora, Marina foi ultrapassada pela petista e Paulo deixou o petebista para trás.

Edvaldo Rodrigues/DP/D.A Press

Edvaldo Rodrigues/DP/D.A Press

Certamente, a programação a ser cumprida pelos socialistas no estado será inspirada pela “necessidade” de fazer Marina vencer no estado de Eduardo Campos, a quem substituiu na cabeça da chapa do PSB na corrida pelo Planalto.

Outro aspecto que deve inflamar discursos é a alavancagem da candidatura do ex-ministro Fernando Bezerra ao Senado. O ex-prefeito do Recife e atual deputado federal João Paulo continua na frente.

Marina, que estará ao lado do candidato a vice, Beto Albuquerque e de toda da chapa majoritária estadual, começa sua agenda por Caruaru, no Agreste.

Às 16h, concede coletiva no Caruaru Park Hotel (rodovia BR 232, km 128, bairro Maurício de Nassau). Às 17h faz comício na Avenida Rui Barbosa.

No Recife, a coletiva será às 19h30, no Cais da Alfândega, Recife Antigo. Logo em seguida, às 20h, ela comanda comício no mesmo local.

Além de ter perdido a liderança no estado, a candidata socialista chega a Pernambuco num momento em que seu nome perde espaço no Nordeste (assim como nas demais).

Soma-se a isso, o fato de um PSB estar passando por um momento em que o comando nacional do partido é alvo de uma disputa em que põe de lados opostos o atual presidente, Roberto Amaral, e os socialisrtas de Pernambuco.

Os pernambucanos querem manter o controle que era exercido por Eduardo – o ex-governador presidiu a legenda de 2005 até a sua morte em 13 de agosto deste ano.

Veja abaixo, matéria publicada no Diario, (assinada por Tércio Amaral) sobre o assunto:

Marina Silva chega ao Recife em meio a tensões dentro do PSB

E post do Blog sobre o adiamento da reunião que decidiria nesta segunda sobre a eleição da nova executiva:

Roberto Amaral recua e aceita adiar para o dia 13 reunião que elegerá nova executiva. Renata fez apelo e pressão de PE funcionou

PT de Pernambuco informa que, além de cumprir agenda em Petrolina e Recife, Lula foi convocado a voltar para evento em Caruaru

Miguel Angelo/Divulgacao. So

Miguel Angelo/Divulgacao. So

Presidente do PT-PE, a deputada Teresa Leitão informa que, além de cumprir agenda nesta quinta-feira (04) no Recife e em Petrolina, Lula já foi convocado a voltar para evento em Caruaru.

Diz que a solicitação já está na lista de viagens do ex-presidente e a expectativa é que ele retorne nos próximos dias.

A deputada destaca que o comício que reúne o Lula e a presidente Dilma logo mais em Brasília Teimosa, já estava previsto antes do “advento” Marina.

Porém, há de se convir que agora, com as pesquisas apontando empates entre a socialista e Dilma e entre o candidato apoiado pelo PT em Pernambuco, Armando Monteiro (PTB), e o socialista Paulo Câmara, o evento passa a ter outro peso.

Eduardo e Frente Popular reforçam discurso da automotivação para manter ânimo da militância

Wagner Ramos/Divulgacao

Wagner Ramos/Divulgacao

A capacidade de se adaptar às adversidades da campanha é atributo essencial para quem está numa disputa política.

O discurso, principalmente, precisa ser ajustado aos contratempos para evitar que a realidade de números ruins, por exemplo, faça com que a militância esmoreça.

Afinal, com apoiadores desmotivados, o efeito negativo dos índices pode gerar uma onda maior devastadora de desestímulo.

Wagner Ramos/Divulgacao

Wagner Ramos/Divulgacao

Escrevi sobre isso na coluna Diario Politico deste domingo (03.08). E ontem mesmo Eduardo Campos, líder maior do PSB, deu declarações “de ânimo” que se encaixam perfeitamente no que aponta o texto.

As falas valem tanto para a sua candidatura ao Planalto quanto para a postulação do afilhado Paulo Câmara ao governo do estado, projetos que não têm conseguido aderência junto ao eleitorado.

Em Caruaru, onde comandou carreata, Eduardo se disse “muito animado, muito animado”.

Aluisio Moreira/Divulgacao

Aluisio Moreira/Divulgacao

E foi adiante ao avaliar o evento: “Eu conheço campanha. Foi extraordinário, uma grande largada, daqui para frente é só isso. O que a gente viu é a expressão do que a gente vai ver quando a campanha começar”.

“A campanha nem começou ainda. A campanha começa quando o horário eleitoral chamar a atenção das pessoas. Estou completamente seguro. O povo está animado, vamos construir uma belíssima vitória”, afirmou.

O ex-governador disse ainda que não é homem de pesquisas, mas de urnas, indicando confiança de que os percentuais negativos de agora serão revertidos nas urnas.

Eduardo, como líder que é, vai cumprindo o seu papel de injetar gás nas campanhas.

Agora, o comentário da coluna:

Haja automotivação

Se depender do otimismo expresso em palavras pelos candidatos e seus aliados, ninguém perde a eleição.

Rodrigo Lobo/Divulgacao

Rodrigo Lobo/Divulgacao

Obviamente, concorrentes e apoiadores precisam se manter estimulados e, principalmente, aptos a injetar ânimo na militância.

Afinal, se o ambiente positivo não for cultivado fica impossível de enfrentar reveses, como, por exemplo, estancar em pesquisas de intenção de voto.

E é exatamente isso que estão tratando de fazer os socialistas em relação às candidaturas de Eduardo Campos ao Planalto e de Paulo Câmara ao governo de Pernambuco.

Não titubeiam em afirmar que o jogo vai virar assim que o guia eleitoral for iniciado. Acreditam que adversidades superadas em outras eleições lhes dão know-how para vislumbrar dias melhores.

Já houve quem dissesse, inclusive, que Câmara vai vencer com 1 milhão de votos de diferença.

Rodrigo Lobo/Divulgacao

Rodrigo Lobo/Divulgacao

Os partidários de Aécio Neves em Pernambuco também creem que o pífio desempenho do senador em pesquisas no estado será revertido (6%, segundo o Ibope).

Dizem que no segundo turno o eleitor de Eduardo vai aderir ao palanque tucano. E que, com as condições de igualdade estabelecidas na etapa final da campanha, Aécio vai surpreender no estado.

Na última sexta-feira (01.08), o empate técnico apontado pelo Ibope entre a presidente Dilma (41%) e Eduardo (37%) em Pernambuco virou pó nas previsões de petistas.

Eles têm certeza de que, com o caminhar da campanha, ela ampliará e consolidará a diferença do socialista.

Tudo na apenas na base da esperança e confiança. Nada de estudos ou prospecções científicas.

Mas, ainda assim, não há como deixar de reconhecer que se trata de um exercício de automotivação exemplar para quem não pode jogar a toalha jamais.

Os políticos, pode-se concluir, são mesmo seres com uma infinita capacidade de criar verdades.

No mesmo palanque, mas em carros distintos: Tony Gel manterá distância regulamentar de oponentes em carreata

blogdomarioflavio.com.br

blogdomarioflavio.com.br

O deputado Tony Gel (PMDB) comunga do apoio a Paulo Câmara com adversários históricos em Caruaru.

Porém, na carreata que a Frente Popular realiza neste domingo (03) na cidade, pretende manter distância regulamentar do prefeito José Queiroz (PDT), do vice Jorge Gomes (PSB) e do governador João Lyra (PSB).

Também não quer muito assunto com os deputados Wolney Queiroz (federal), Raquel Lyra e Laura Gomes (estaduais).

“Não daria para ir todo mundo num único carro mesmo. Só se fosse um ônibus e ou um pau-de-arara”, comenta, com bom humor.

“Terra dos vices”, Caruaru chega ao Campo das Princesas com João Lyra

Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Caruaru, capital do Agreste, capital do forró, é, também, capital dos vices. Roberto Fontes foi vice-governador na gestão de Joaquim Francisco (1991-1994); Jorge Gomes, foi o vice do terceiro governo de Miguel Arraes (1995-1998); e João Lyra foi o vide de Eduardo Campos (2007-2014).

Destes, apenas Lyra terá no currículo o mandato de governador. Ele assume o cargo nesta sexta (04.04), colocando Caruaru no mapa do Campo das Princesas. Chega ao mais alto posto da política estadual com a saída de Eduardo, que concorrerá ao Planalto.

Confira, clicando na página 2, o perfil do novo governador:

Bastidores da sucessão dão conta de que Lyra não assumiria governo, Uchoa também não e cargo ficaria com presidente do TJPE

lyra e frederico neves - Foto: Nando Chiappetta/DP/ D. A Press

lyra e frederico neves – Foto: Nando Chiappetta/DP/ D. A Press

As notícias sobre o processo de escolha do candidato do PSB que disputará o governo do estado têm sido tão variadas que até mesmo o Judiciário entra em cena.

A possibilidade de o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco, Frederico Neves, assumir o governo vem sendo comentada diante da sempre citada insatisfação do vice João Lyra.

Lyra, que tem projeto de concorrer ao governo, não estaria aceitando o fato de estar fora da lista de possíveis escolhidos.

E, mais grave, estaria disposto a até mesmo se recusar a assumir o governo em 4 de abril, quando Eduardo Campos se desincompatibilizará para brigar pela Presidência da República.

Marcelo Soares/Esp DP/D. A Press

Marcelo Soares/Esp DP/D. A Press

Aliás, essa alternativa absorvida por Eduardo, que já teria feito um acordo com Lyra. O governador teria garantido apoio à reeleição da deputada Raquel Lyra e também à candidatura dela à Prefeitura de Caruaru, em 2016. Raquel é filha do vice.

Com a decisão, o primeiro nome para a “sucessão” seria o do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Uchôa (PDT).

No entanto, ele ficaria impossibilitado de concorrer a um nova mandato de deputado caso assumisse o Palácio das Princesas.

Na sequência da linha sucessória está o desembargador-presidente do TJPE, Frederico Neves, que, aliás, tem se encontrado recorrentemente com Eduardo.

No governo, ninguém trata do assunto. Aliás, sobram negativas. Não há quem ache essa saída possível.

Acontece que, pelo pulso forte que sempre teve sobre o partido, ninguém também iria supor que o governador teria tanta dificuldade de definir o nome para a sua sucessão.

Possibilidade de punição a vereadores de Caruaru e algemas em Pedro Corrêa podem dar esperança de um país menos corrupto?

Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

Plenário da Câmara de Caruaru – foto: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

A possibilidade de os veredores que foram presos em Caruaru pegar até 56 anos de reclusão despertou alguma expectativa de punição de homens públicos que exercem mandato apenas em prol do próprio bolso.

Eles foram soltos por meio de liminar após serem acusados de suposta cobrança de propina em troca de votação de projetos de lei do município.

Acompanhar a chegada do ex-deputado Pedro Correa, algemado, para cumprir pena em Pernambuco por ter sido condenado por participar do mensalão, foi também um reforço para a torcida por dias menos injustos.

Paulo Paiva/DP/D.A Press

Ex-deputado chega ao Recife e esconde algemas com toalha. Foto: Paulo Paiva/DP/D.A Press

A exposição da imagem dos vereadores caruaruenses e do ex-deputado é algo raro, mesmo diante da avalanche de escândalos protagonizados por políticos – a grande parte tratando de práticas escusas como o desvio de dinheiro público que tanto faz falta nas escolas, postos de saúde e transportes.

Por isso mesmo, por ser algo difícil de acontecer, é que os dois fatos se interligam e podem dar a alguns uma centelha de esperança de que o país seja menos corrupto e deixe de ser a terra da impunidade.

É sonho, é clichê, mas espera-se que fatos como estes façam políticos refletirem sobre o tal espírito público.

Que essa criaturas deixem de pedir propina, de viajar de avião da FAB para compromissos pessoais, de empregar parentes, de espezinhar o contribuinte/eleitor. Amém!

Veja aqui materias publicadas nesta sexta no site do Diario sobre o pode acontecer com os vereadores de Caruaru e o destino de Pedro Corrêa:

…Continue lendo…

Prefeitura de Caruaru retira projetos do Executivo da Câmara para dar tempo aos suplentes

Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

Com a posse dos suplentes em substituição aos dez vereadores presos preventivamente em Caruaru, o Executivo municipal decidiu retirar projetos de autoria para dar tempo aos novos ocupantes dos cargos seguinte:

A Prefeitura de Caruaru informa que já providenciou a retirada dos projetos do Executivo em tramitação na Câmara de Vereadores.  

O Governo Municipal entende que esta medida possibilita aos vereadores recém-empossados melhores condições de tempo para a devida avaliação.

Os projetos retirados dispõem sobre a reestruturação do Conselho Tutelar no município de Caruaru e sobre o perímetro escolar nos estabelecimentos de ensino localizados no município.

Esquema de corrupção investigado na Câmara de Caruaru depõe contra a imagem já sofrível de grande parte dos políticos

TV Clube/Reproducao

TV Clube/Reproducao

Mais um escândalo resultante das relações ilícitas de homens públicos com a iniciativa privada surge para manchar ainda mais a imagem já embaçada de grande parte dos políticos.

Esse “esquema de corrupção” que colocou sob suspeita e motivou a prisão preventiva de dez dos 23 vereadores de Caruaru, principal município do Agreste pernambucano, soma-se aos infinitos casos de ocupantes de cargos públicos que usam o poder que detém para encher o bolso.

Lamentavelmente poucos, quando comprovado o delito, são condenados e cumprem penas. Aliás, são raros os casos em que esquemas de ilicitudes são descobertos, trazidos a públicos e denunciados à Justiça.

Talvez por isso tanta obra é emperrada, embargada, suspensa e também superfaturada e malfeita. Também certamente por essa razão os serviços públicos garantidos pela Constituição nunca são suficientes e de qualidade.

Por práticas como esta investigada pela Polícia Civil em Caruaru – há um jogo que envolve, supostamente, cobrança de propinas para aprovação de contratos de empresas de transporte público – é que a população segue massacrada pela ineficiência dos governos.

Foram presos em Caruaru os vereadores: Val (DEM), Jajá (PPS), Eduardo Cantarelli (PSDB), Sivaldo Oliveira (PP), Louro do Já (PS), Evandro Silva (PMDB), Val das Rendeiras (Pros), Jadiel do Nascimento (PRTB), Cecílio Pedro (PTB) e Neto (PMN).

Abaixo estão as matérias publicadas pelo Diario nesta quarta-feira sobre o que acontece em Caruaru.

Dez vereadores presos em operação de combate à corrupção

Vereadores de Caruaru já estão sendo ouvidos e encaminhados para penitenciária

Câmara de Caruaru recebe ordem para afastar os dez vereadores presos

Procurador-Geral da Câmara de Caruaru solicita acesso à documentação das investigações da Polícia Civil

Vereadores de Caruaru já estão sendo ouvidos e encaminhados para penitenciária