Dia de Rampage

Os últimos detalhes ainda estão sendo ajustados, mas o MMA pernambucano já respira a chegada do norte-americano Quinton Jackson. Depois de muitas negociações e análises, a equipe do lutador decidiu realizar a fase final da preparação para o UFC 153, que será disputado no Rio de Janeiro, em 13 de outubro. Já no Brasil, o atleta participou de uma sessão de fotos na capital fluminense com o brasileiro Glover Teixeira, seu adversário no evento. A chegada ao Recife está marcada para às 23h desta terça.

Lutador renomado, Rampage coleciona um histórico considerável de episódios desgradáveis envolvendo lutadores brasileiros. Ainda assim, a escolha por realizar o camp no Recife representa um passo gigantesco para o MMA local. É bom lembrar que o norte-americano não está na capital pernambucana para divulgar um de seus combates ou até mesmo um novo blockbuster hollywoodiano. Serão 48 dias de treinos intensos, visando a melhor preparação para o combate com Glover Teixeira, que pode marcar sua despedida do UFC.

Disposto a contar com os ensinamentos do pernambucano Mário Sukata, enviou alguns dos membros mais importantes de sua equipe para a elaboração de um relatório sobre a estrutura que o Recife poderia oferecer. Como é sabido, a cidade não conta com nenhum centro de excelência voltado para a prática do MMA, mas os sócios do Vorus Clube de Luta fizeram um grande esforço para garantir ao atleta uma boa condição de treinamentos.

Contando ainda com o apoio da academia R2, os representantes de Rampage gostaram do que viram, mas não deixaram de fazer importantes críticas. Curiosamente, a principal queixa foi em relação ao caótico trânsito recifense (bem vindos ao time!). Vale destacar que Rampage já adiantou que não pretende conceder qualquer entrevista no desembarque. É provável, inclusive, que ele fale com a imprensa uma única vez. Ao que tudo indica, na quarta-feira.

Mas o Ringue Diario acompanhará esta preparação desde o início assim mesmo. Nem que seja para confirmar que nossa torcida por uma vitória de Glover Teixeira será grande. De qualquer forma, ficam os nossos parabéns e agradecimento pelos esforços dos envolvidos na vinda de Rampage. Que seja somente o princípio.

Rampage a caminho do Recife!

O Recife está prestes a dar um grande passo rumo à consolidação da cidade como um pólo de relevância do MMA nacional. Enquanto Rafaello Trator Oliveira e Raphael Assunção – representantes de Pernambucno no UFC – batalham para se firmar na principal franquia de lutas do planeta, sua cidade natal pode receber uma das maiores estrelas das artes marciais mistas. Lenda viva da modalidade, o norte-americano Quinton Rampage Jackson acerta os últimos detalhes para uma temporada de treinos na Veneza Brasileira. Dois representantes do lutador já estão na cidade e a expectativa é de que ele chegue na próxima segunda-feira.

Vale salientar que não é qualquer preparação. Confirmado no card do UFC 153, que será disputado no Rio de Janeiro, em 13 de outubro, Rampage pode fazer sua última apresentação no Ultimate. E não seria de se espantar se o lutador anunciasse sua aposentadoria após o confronto com o brasileiro Glover Teixeira. Cada vez mais dedicado à carreira de ator, Quinton Jackson tem alfinetado a cúpula da franquia, principalmente em relação ao valor das bolsas dos atletas.

Dono de um impressionante cartel de 32 vitórias e 10 derrotas, Rampage construiu sua fama oferecendo grandes exibições no extinto Pride. Ali, encarou adversários como o ucraniano Igor Vovchanchyn, os norte-americanos Kevin Randleman e Chuck Lidell, o japonês Kazushi Sakuraba e os brasileiros Wanderlei Silva, Murilo Bustamante, Ricardo Arona e os irmãos Murilo Ninja e Maurício Shogun.

No UFC, enfrentou outros gigantes do MMA, mas as últimas apresentações foram decepcionantes. Prometeu acabar com a invencibilidade de Jon Jones, mas não ofereceu muita resistência ao campeão dos Meio-Pesados, que o finalizou com um mata-leão. Pouco depois, fez muito esforço para ser incluído no UFC 144, disputado no Japão, onde tem uma imensa legião de admiradores. Mas, acabou derrotado por Ryan Bader.

Disposto a apagar a má impressão deixada pelos últimos desempenhos, Rampage resolveu realizar uma preparação mais séria para o combate com o perigoso Glover Teixeira. Para tanto, decidiu afastar-se da badalação dos Estados Unidos afim de dedicar-se ao máximo na reta final dos treinamentos. E por mais inesperado que possa parecer, o Recife aparece no topo da lista de alternativas.

A justificativa tem nome: Mário Sukata. O pernambucano cruzou o caminho de Rampage e de outras estrelas do UFC quando ocupava o cargo de treinador principal da Wolfslair, academia de lutas sediada na Inglaterra. Lá, por meio do jiu-jitsu, conquistou o respeito de Quinton Jackson, Michael Bisping, Cheick Kongo e outros.

A ideia de realizar um camping no Recife surgiu no mês passado, quando Sukata participava da preparação de Kongo para o confronto com o norte-americano Shawn Jordan. E como o pernambucano fez questão de voltar para casa, Rampage tratou de viabilizar a realização de um camping no Recife. Havia, entretanto, um grande empecilho. Como não há em toda a cidade uma estrutura capaz de oferecer tudo o que um lutador de ponta necessita para o seu treinamentos, os representantes de Quinton Jackson estão se desdobrando para chegar o mais próximo disso.

Boa parte do treino será realizado no Vorus Clube de Luta, academia localizada na Ilha do Leite. Lá, está sendo montado um octógono em tamanho oficial (emprestado pelo empresário Daniel Bastos, organizador do Recife Fighting Championship). O restante da preparação será na academia R2, no mesmo bairro. Mas vale destacar que a vinda de Rampage ainda não está confirmada. Os representantes do lutador ainda estão analisando a estrutura. Mas pelo otimismo mostrado pela dupla até aqui, é bem possível que o anúncio seja feito nesta quarta.

Ah, um centro de treinamento…

Cheick Kongo é o próximo adversário de Rodrigo Minotauro. O brasileiro vai encarar o francês em 21 de julho, no UFC 149, no Canadá. O combate marcará o retorno de Minotauro aos ringues, após fraturar o braço no encontro com Frank Mir, em dezembro, também no Canadá.

Kongo sabe que uma vitória o lança alguns degraus acima entre os Pesados do Ultimate e tem se empenhado bastante nos treinamentos. O que poucos sabem, é que o francês cogitou realizar um camp no Recife.

Kongo treina com atletas como Michael Bisping e Quinton “Rampage” Jackson na Wolfslair. E por lá, um paraibano com raízes em Pernambucano é muito bem conceituado. Dividindo seus dias entre João Pessoa e Recife, Mário Sukata é considerado um dos principais treinadores de MMA do mundo e foi procurado por Kongo.

O francês está tão empenhado em ter Sukata como seu head coach que cogitou realizar o intensivo aqui no Recife. Por tudo o que esta luta representa, o treinamento seria uma excelente oportunidade de incentivar o crescimento do MMA local.

Infelizmente, o camp não será realizado em território recifense. E a justificativa não poderia ser mais frustrante. A cidade não oferece nenhum local com estrutura capaz de atender às demandas de um treinador do UFC. Não há uma só academia com octógono em tamanho oficial para os treinos de sparrings, por exemplo.

Mas a contribuição de Sukata para o treinamento de Kongo ainda não está descartada. Ao que tudo indica, o brasileiro deverá passar um período na Inglaterra comandando os treinamentos do francês.

Sukata finaliza gigante inglês no chão

Quando o curitibano Xicão Joly anunciou a entrada do inglês Dave Keeley no octógono do RFC 5, os 2,09 m do lutador surpreenderam os espectadores do evento. Imediatamente, vieram os comentários de que com  ”apenas” 1,83 m, o pernambucano Mário Sukata não teria vida fácil na luta principal do Recife Fighting.

Mas, o experiente lutador mostrou que não foi por acaso que estrelas do UFC como o norte-americano Quinton “Rampage” Jackson e o britânico Michael “The Count” Bisping o escolheram como seu mestre de chão. Depois de ensaiar uma rápida troca de golpes em pé, Sukata mergulhou nas pernas do adversário, levando o inglês ao chão.

O pernambucano até tentou trabalhar o ground and pound, mas quando Keeley, na guarda, esticava o tronco, não permitia que Sukata sequer alcançasse o seu rosto. Em contrapartida, o gigante inglês aplicava cotoveladas contundentes na cabeça do brasileiro, quando este tentava encurtar a distância. Mas, os recursos de Sukata no chão não são poucos. Com um jiu-jitsu afiado, o lutador local conseguiu dominar o adversário, finalizando o britânico com uma guilhotina.

RFC 5: chegou a hora!

Mário Sukata encara o gigante inglês Dave Keeley na pesagem do RFC5

 

Demorou mais do que a maioria daqueles que frequentam o Ringue Diario gostariam, mas o Recife parece começar a dar passos mais largos em direção a um lugar de mais  destaque no mundo cada vez mais competitivo do MMA. Enquanto outros estados do Nordeste, como a Bahia, o Ceará e o Rio Grande do Norte já entraram no mapa da modalidade, a capital pernambucana ainda luta para se firmar neste cenário. Lutadores, treinadores, entusiastas. O esforço de todos começa a render os primeiros frutos.

Prova disso é a repercussão  em torno desta 5ª edição do Recife Fighting Championship, que ganhou espaço entre os principais veículos especializados em MMA do Brasil. Será a primeira vez que um evento de lutas realizado em Pernambuco será transmitido ao vivo para todo o Brasil. Para despertar o interesse dos fãs do esporte, os organizadores do RFC montaram um card de alto nível. Destaque para o paraibano Mário Sukata, um dos principais nomes da modalidade na Região. O veterano de 38 anos, que enfrentou lendas como Dan Severn no UFC, vai encarar o gigante inglês Dave Keeley na luta principal da noite.

Antes dele, o recifense Freddy Assunção pode realizar seu último confronto antes de assinar contrato com o Ultimate Fighting. Irmão dos lutadores Raphael e Júnior, ambos do UFC, Freddy está sendo observado pela cúpula do principal torneio de lutas do planeta, que já mostrou entusiasmo com seu retrospecto e estilo. O adversário do pernambucano será o também inglês Jay Furness, uma das revelações do esporte na Inglaterra.

Além deles, o RFC 5 contará ainda com os principais nomes do MMA local. Casos de Thawã Ril, Arimarcel “Chocolate”, Jack “Godzilla” e Alldyr “Pé”. Os portões do Chevrolet Hall serão abertos às 19h30 desta quinta-feira e a primeira luta começará às 20h30. Aqueça a garganta e prepare o coração, porque a noite promete ser de fortes emoções! A gente se vê lá!

osssssss

Ingleses desembarcam em Pernambuco para o RFC

O produtor do RFC, Daniel Bastos (C), recebe os ingleses Dave Keeley (E) e Jay Furness

 

Dois dos principais lutadores da 5ª edição do Recife Fighting Championship já estão no Recife. Os ingleses Dave Keeley e Jay Furness desembarcaram na noite do domingo na capital pernambucana. Apesar da viagem desgastante, a dupla não escondeu o entusiasmo pela oportunidade de se apresentar no Brasil.

Adversário de Mário Sukata no combate principal do evento, Keeley falou de sua admiração pelos lutadores brasileiros e que espera somar mais uma vitória ao seu cartel. “Os ingleses têm muito respeito pelos lutadores brasileiros. Por toda a parte, há professores daqui ensinando MMA na Inglaterra. É uma honra lutar na terra do Vale-Tudo”, comentou.

Furness, que vai encarar Freddy Assunção na segunda luta mais importante da noite, admitiu o favoritismo do adversário, mas garantiu estar pronto sob qualquer circunstância. “Sei que ele está sendo observado pelo UFC e que tem um nome muito forte no cenário do MMA mundial. Mas isso não me preocupa. Na verdade, a pressão está sobre ele, que precisa vencer em sua casa. Mas eu estou pronto pra lutar onde ele quiser”, disparou.

Divulgados os preços dos ingressos do RFC 5

Nas últimas edições do Recife Fighting Championship (RFC), os cards contaram com dois dos principais lutadores pernambucanos da atualidade. Rafaello “Trator” Oliveira e Júnior Assunção venceram seus combates com atuações convincentes que chamaram a atenção dos organizadores do UFC. Com os contatos estabelecidos, ambos acabaram assinando com o principal evento de lutas do planeta.

Motivo suficiente para que a proximidade da 5ª edição do RFC esteja agitando o cenário do MMA local. O evento, que terá o combate entre Mário Sukata e o inglês Dave Keeley como o principal da noite, será disputado em 15 de dezembro e a expectativa é de que o Chevrolet Hall receba um grande público.

Os ingressos começarão a ser vendidos na próxima segunda (28), no local do evento, nas lojas Renner e Vitabrasilnet. Confira os preços e garanta o seu!

Cadeiras: R$ 60 (inteira) e R$ 30,00 (meia)
Cadeiras VIP: R$ 100 (inteira) e R$ 50,00 (meia)
Mesas (4 lugares): R$ 400,00 (só na bilheteria do Chevrolet Hall)
Camarotes (10 lugares): R$ 1.000,00 (1ª fila), R$ 800,00 (2ª fila), R$ 600,00 (3ª fila)
obs.: Cada camarote pode comprar mais quatro senhas, por R$ 100,00 (1ª fila), R$ 80,00 (2ª fila) e R$ 60,00 (3ª fila)

Senhoras e senhores: RFC 5!

De falta de bons eventos, já não há mais motivos para reclamar. Depois do excelente Night of World Champions (NWC), disputado em 1 de novembro, o Chevrolet Hall receberá a 5ª edição do Recife Fighting Championship (RFC). O torneio será realizado em 15 de dezembro e traz um card que promete grandes exibições.

Como Rafaello Trator e Júnior Assunção assinaram contratos com o UFC, dessa vez não poderão defender suas invencibilidades no RFC. Mas os produtores não descansaram e acertaram com outra lenda do MMA local. Criado em João Pessoa, Mario “Sukata” tem fortes raízes no Recife e vai encarar o inglês Dave “The Iron Giant” Keeley na luta principal da noite.

Antes disso, Freddy Assunção, irmão mais novo de Júnior e Rafael, fará sua estreia no RFC, contra o também inglês Jay Furness.

Card Principal

Mario “Sukata” vs Dave “The Iron Giant” Keeley – Pesados
Freddy Assunção (BRA) vs Jay Furness (ING) – Penas
Evandro Lemos (Carlson Gracie/GM-PE) vs Jollyson Francino (Nova União-PE) – Pesados
Pedro “Kezen” (GF Team-RJ) vs Richard Ávila (Kamikaze/Gracie Fusion-SC) – Penas
Ricardo “Caiana” (Vorus-PE) vs Ronaldo “Felino” (Gracie Fusion-SC) – Meio-médios
Arimarcel “Chocolate” (Vorus-PE) vs Yuri Moura (Gracie Barra-BA) – Meio-médios
Thawã Ril vs TBA – Leves