Pacto pela Vida do Recife começa a ser preparado

Depois de criar o Pacto pela Vida do estado e ser apresentado para a população do Recife pelo governador Eduardo Campos como o grande responsável pelo sucesso do programa, agora é a vez do prefeito do Recife, Geraldo Julio, arrumar a própria “casa” no quesito segurança. Na tarde desta segunda-feira, o prefeito comanda reunião com todo seu secretariado para começar a definir quais ações de cada pasta serão priorizadas na elaboração do plano de segurança.

Feira da Joana Bezerra foi retirada do local. Foto: Thiago Neres/DP/D.A.Press

Feira da Joana Bezerra foi retirada do local. Foto: Thiago Neres/DP/D.A.Press

No estado, a meta é reduzir em 12% ao ano o índice de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). No Recife, algumas ações inclusive já começaram a sair do papel como a retirada da feira de carros e motos na Ilha da Joana Bezerra e a liberação das calçadas onde havia comerciantes vendendo espetinhos no bairro de Boa Viagem. Segundo a PCR, além de melhorar a mobilidade, ambas ações ajudam a prevenir a criminalidade.

Na reunião desta segunda-feira, todo o primeiro escalão da prefeitura terá a missão de apontar projetos que contribuam para reduzir a criminalidade na capital pernambucana. A segunda parte da elaboração do Plano Municipal de Segurança Pública será realizada no Centro de Formações de Professores da Prefeitura do Recife, na Madalena, no próximo sábado, dia 6 de abril.

Policiais militares irão monitorar percurso das ciclofaixas móveis

Depois de anunciar que as ciclofaixas móveis do Recife serão expandidas para outros bairros, o secretário de Turismo e Lazer, Felipe Carreras, adiantou que enviará, nesta segunda-feira, um ofício para a Secretaria de Defesa Social (SDS) pedindo que algumas duplas de policiais militares de bicicletas sejam deslocadas para acompanhar o percurso das duas rotas que levam os ciclistas ao Marco Zero.

Rotas serão acompanhada pelos PMs. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A.Press

Rotas serão acompanhada pelos PMs. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A.Press

“Farei a solicitação ao secretário Wilson Damázio como uma forma de oferecer mais seguranças às pessoas que estão participando do projeto. Apesar de não termos registrado nenhum incidente, vamos tomar esse cuidado. Pedirei pelo menos cinco duplas para cada trajeto”, disse Carreras, enquanto pedalava na manhã de ontem na Avenida Mário Melo, em Santo Amaro.

Carreras diz que medida é preventiva. Foto: Filipe Falcão/DP/D.A.Press

Carreras diz que medida é preventiva. Foto: Filipe Falcão/DP/D.A.Press

Diferentemente das reclamações da última sexta-feira, quem usou as ciclofaixas ontem não fez queixas da presença de outros tipos de transporte no local, apesar de algumas pessoas de patins ainda terem frequentado o espaço. No dia do feriado, o Diario chegou a flagrar um homem montado num cavalo. Ele usou a ciclofaixa da Zona Sul e se deslocou do Pina ao bairro do Cabanga sem ser importunado. “Estou pedalando desde cedo e até agora não tivemos nenhum registro de incidente”, apontou Felipe Carreras, acrescentando que os novos destinos da expansão ainda não foram definidos.

Leia matéria completa na edição impressa do Diario de Pernambuco desta segunda-feira.