Governo não tem previsão para chamar classificados no concurso da PM

Depois de várias solicitações dos leitores para uma resposta do governo do estado sobre as nomeações dos classificados no último concurso para a Polícia Militar, a Secretaria de Defesa Social (SDS) esclarece ao blog que, por enquanto, não há previsão de que essas pessoas sejam convocadas para assumir os cargos.

Segundo o gerente geral de articulação e integração institucional comunitária da SDS, Manoel Caetano Cysneiros, o número de pessoas convocadas que foram aprovadas no concurso realizado no ano de 2009 já superou o que estava previsto no edital.

Ainda segundo Cysneiros, os candidatos que se “denominam remanescentes ou reservas, para continuarem no certame teriam de submeter-se aos Exames de Aptidão Física, Teste Psicológico e Exames Médicos, todos classificatórios e eliminatórios.”
Veja na íntegra a resposta da Secretaria de Defesa Social

 

1. CONCURSO SOLDADOS PM

O concurso público instituído pela Portaria Conjunta SAD/SDS nº 101, de 31 de agosto de 2009, se deu para o preenchimento de 2.100 (duas mil e cem) vagas, para o Cargo de Soldado da Polícia Militar de Pernambuco, para serem preenchidas pelos critérios de conveniência e necessidade da Polícia Militar, respeitadas a ordem de classificação constante do resultado final do concurso.

Inscreveram-se para o certame mais de 100.000 (cem mil) candidatos, desses, segundo as regras do concurso, concorreriam as demais etapas do concurso (Exame de Aptidão Física, Teste Psicológico e Exame Médico) os aprovados no Exame de Conhecimentos e cujas notas nesse exame classifiquem-se entre as 6.300 (seis mil e trezentas) mais altas.

Restaram aprovados acima do ponto de corte, 19.679 (dezenove mil, seiscentos e setenta e nove) candidatos, desses foram submetidos aos testes 6.781 (seis mil setecentos e oitenta e um), 481(quatrocentos e oitenta e um) a mais motivado pelo empate de notas, e após a realização das demais fases do concurso (Exame de Aptidão Física, Teste Psicológico e Exame Médico), restaram aprovados 3.712 (três mil setecentos e doze), candidatos, sendo chamados em 2010, 2.100 (dois mil e cem) concorrentes e desses, 1.953 (um mil novecentos e cinquenta e três) concluíram a Formação Profissional e foram nomeados Soldados PM, restando, aprovados 1.612 (um mil seiscentos e doze) candidatos.

Foram convocados em agosto de 2012, os 1.612 (um mil seiscentos e doze) candidatos restantes para se apresentarem com a finalidade de realizar o Curso de Formação Profissional, desses estão realizando o Curso 1.393 (um mil trezentos e noventa e três) candidatos, completando assim, 3.346 (três mil trezentos e quarenta e seis), ou seja, 1.246 (um mil duzentos e quarenta e seis) a mais do que o previsto no Edital do certame.

Os demais candidatos que se denominam remanescentes ou reservas, para continuarem no certame teriam de submeter-se aos Exames de Aptidão Física, Teste Psicológico e Exames Médicos, todos classificatórios e eliminatórios.

2. OFICIAIS PM e BM

Já estão sendo tomadas as medidas administrativas para a abertura do certame, como a elaboração do Termo de Referência para escolha da Instituição que irá elaborar o concurso para Oficiais PM e BM. O edital deverá sair no início do ano de 2013.  Para Oficiais da PM e BM se faz necessário ter o nível superior. Sendo a princípio 20 vagas para oficial do Bombeiro Militar podendo ter qualquer formação de nível superior e para a PM serão inicialmente 100 vagas onde é necessário ser Bacharel em Direito. A idade é de 28 anos no ato da inscrição do certame.

 

PMs e policiais civis aprovados começam curso em setembro

 

O secretário de Defesa Social do estado, Wilson Damázio, garantiu, na manhã desta segunda-feira, que até a primeira semana do mês de setembro deste ano, os 1.612 policiais militares aprovados no concurso de 2009 e um grupo de 640 dos policiais civis aprovados no concurso de 2006 já estarão fazendo os cursos de formações para depois assumirem seus postos de trabalho. Damázio disse que conta com esses novos profissionais para mais um reforço no programa Pacto pela Vida, que visa reduzir a criminalidade no estado.

No entanto, o secretário afirmou que apesar de o número de policiais civis no concurso de 2006 para os cargos de agentes e escrivães ter sido bem maior que 640, no momento, apenas esses serão nomeados. “Foi o que nós conseguimos para esse período, mas os restantes serão convocados depois. Só não tenho um prazo estimado para anunciar agora”, frisou o secretário titular da SDS. O anúncio das nomeações foi feito durante a apresentação do Decreto Governamental publicado no Diário Oficial desta segunda-feira e que traz inúmeras novidades na distribuição da segurança pública no estado.

Depois da coletiva de imprensa, conversei com o secretário sobre as nomeações dos aprovados

Os detalhes do decreto, eu contarei nas notas a seguir, no entanto, já adianto que a remuneração para todos os policiais que quiserem trabalhar durante os seus dias de folga no chamado Programa de Jornada Extra (PJE) passarão a ganhar bem mais que recebiam antes. Além disso, o interior do estado passará agora a ter a Operação Quadrante da Polícia Militar (PM) como parte do policiamento local. O número de 50 pontos já existentes no Recife, Jaboatão dos Guararapes e Olinda foi duplicado e, a partir de 1º de agosto, vai chegar a 100 em todo Pernambuco.

Concurso para policiais e médicos será aberto em agosto

 

Diante da carência de delegados na Polícia Civil do estado e da necessidade de contratar mais servidores para atuarem como médicos legistas no Recife e em Caruaru, a Secretaria de Defesa Social (SDS) já anunciou que fará concurso para os dois cargos. A novidade agora é que os editais que irão detalhar os processos de seleção devem ser lançados até o próximo mês. Fontes do blog informaram que a expectativa da SDS era a de que os editais ficassem prontos ainda neste mês, o que não deve ser possível. Em entrevista coletiva no início de julho, o secretário Wilson Damázio anunciou que faria os concursos para delegados (que deverá oferecer 100 vagas) e para médicos legistas (50 oportunidades). Para concorrer às vagas, quem quiser ser delegado precisa ter curso superior de direito e para ser legista tem que ser formado em medicina.

Além disso, o governo do estado anunciou que ira ainda abrir concurso para 100 oficiais da Polícia Militar e 20 para o Corpo de Bombeiros. Os editais saem junto com os demais. Outra coisa que terá solução é a espera dos aprovados da PM e da Civil. A SDS disse que os 1.612 aprovados no concurso de 2009 serão nomeados em breve e anunciou também que chamará os agentes e escrivães aprovados no concurso de 2006. Todas essas medidas e outras que você encontra listada logo abaixo foram determinações da SDS e do governo do estado para alcançar a meta do Pacto pela Vida. Veja a seguir o que mudará ainda na segurança:

 

 

Pacote de medidas do Pacto pela Vida

1.612 aprovados no último concurso da PM, realizado em 2009, serão convocados

Abertura de concurso público para 100 oficiais da PM e 20 do Corpo de Bombeiros

50 médicos legistas serão nomeados para atuar no Recife e em Caruaru

1 mil vagas para cabos serão criadas

Abertura de concurso para delegados da Polícia Civil

Convocação de agentes e escrivães da Polícia Civil
aprovados no concurso de 2006

Reestruturação do Prêmio de Defesa Social, criando intervalo de premiação anual de R$ 900 a R$ 4 mil para praças que atingirem a meta de redução em 12% dos crimes violentos letais intencionais

Criação de 320 gratificações operacionais para os integrantes do Grupo de Apoio Tático Itinerante da capital e da Região Metropolitana do Recife

Criação de 132 gratificações operacionais para as equipes de Crimes Violentos Letais Intencionais de todo o estado

Desmembramento da Diretoria Geral de Operações da Polícia Militar e Civil em quatro novas diretorias para otimizar a operacionalidade por região

Criação do 24º batalhão da PM, em Santa Cruz do Capibaribe

Criação de duas companhias da PM na RMR e quatro no interior (Toritama, Santa Cruz do Capibaribe, Brejo da Madre de Deus e Águas Belas)

Criação de sete vagas de coronel para a Polícia Militar
e duas vagas para o Corpo de Bombeiros

Criação de sete cargos de coronel para a PM e duas para o Corpo de Bombeiros em janeiro, caso o estado bata a meta de 12% de redução dos homicídios

 

SDS espera que governo convoque aprovados

O secretário de Defesa Social, Wilson Damázio, disse na manhã de hoje, em entrevista na Rádio Clube AM, no programa de Jota Ferreira, que o governo do estado ainda está estudando de que forma vai convocar os 1.612 aprovados no concurso da Polícia Militar e os aprovados no concurso da Polícia Civil. “Já encaminhamos o pedido para a Secretaria de Administração (SAD) que está analisando essa situação. Eu mesmo propus que não fosse realizado um novo concurso enquanto essas pessoas que foram aprovadas não sejam chamadas para trabalhar”, destacou Wilson Damázio.

 

No dia 5 deste mês, postei aqui no blog a resposta do governo sobre as contratações. Veja a resposta:

Se depender do governo do estado, os aprovados para os concursos da Polícia Militar e da Civil de Pernambuco ainda não serão nomeados de imediato. A Secretaria de Administração (SAD) esclarece ao blog que o governo cumpriu o que determina a Lei, nomeando o quantitativo correspondente ao número de vagas oferecidas no edital. “Respeitando a validade do concurso foram nomeados os 2.100 aprovados, o que corresponde ao número total de vagas previstas no edital. Assim, o governo do estado vem cumprindo a rigor a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), nomeando dentro do prazo, o quantitativo de aprovados conforme vagas oferecidas. Com relação ao concurso para agente de polícia da Policia Civil, a Administração afirma que também foram convocados um número acima do previsto em edital que foi de 800. Neste caso, o governo convocou 1.530 aprovados neste certame, respeitando, portanto, o que prevê a lei.  A SAD reforça que a convocação dos candidatos classificados além das vagas previstas no edital pode ocorrer respeitando o equilíbrio fiscal do Estado.” Diz a nota encaminhada pela assessoria de comunicação.

Governo fala sobre nomeações de policiais

Se depender do governo do estado, os aprovados para os concursos da Polícia Militar e da Civil de Pernambuco ainda não serão nomeados de imediato. A Secretaria de Administração (SAD) esclarece ao blog que o governo cumpriu o que determina a Lei, nomeando o quantitativo correspondente ao número de vagas oferecidas no edital. “Respeitando a validade do concurso foram nomeados os 2.100 aprovados, o que corresponde ao número total de vagas previstas no edital. Assim, o governo do estado vem cumprindo a rigor a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), nomeando dentro do prazo, o quantitativo de aprovados conforme vagas oferecidas. Com relação ao concurso para agente de polícia da Policia Civil, a Administração afirma que também foram convocados um número acima do previsto em edital que foi de 800. Neste caso, o governo convocou 1.530 aprovados neste certame, respeitando, portanto, o que prevê a lei.  A SAD reforça que a convocação dos candidatos classificados além das vagas previstas no edital pode ocorrer respeitando o equilíbrio fiscal do Estado.” Diz a nota encaminhada pela assessoria de comunicação. Segundo os leitores do blog, 1.612 pessoas que passaram no último concurso da PM já foram submetidos aos testes e estão aptos para trabalhar. “Esperamos que o governador e o secretário de Defesa Social cumpram o que prometeram nomeando os policiais aprovados. O estado precisa desse reforço na segurança”, disse um dos aprovados.

Aprovados da PM “cozinhados” pelo governo

Um grupo de 1.612 pessoas aprovadas no concurso da Polícia Militar do estado no ano de 2009 quer saber do governo do estado quando serão nomeados para assumir os cargos para o qual foram aprovados. A lenga-lenga tem deixado os concursados revoltados, pois já houve várias promessas de nomeação e até agora nenhuma delas saiu do papel. Como forma de protesto, nesta sexta-feira (01), às 10h, o grupo fará a entrega de alimentos e donativos para os pacientes do Hospital do Câncer. Integrantes da Comissão de Reservas informaram ao blog que desde 2010 o grupo espera pela nomeação. Eles ressaltaram que o governador Eduardo Campos chegou a afirmar em campanha que a política do Pacto pela Vida seria de contratação todos os anos. “Até agora não vimos essa promessa ser posta em prática”, disse um dos jovens.

 

Aprovados no concurso de 2009 sonham com o momento da aula inaugural

Aprovados no concurso de 2009 sonham com o momento da aula inaugural

 

Os aprovados no concurso lembraram que o secretário de Defesa Social, Wilson Damázio, chegou a afirmar em entrevista no ano passado que seriam contratados cerca de 2.500 policiais, o que não aconteceu. “Eduardo Campos afirmou que em janeiro deste ano seríamos convocados, mas até agora nada andou. Sabemos que vários municípios do interior estão precisando de policiais e nós estamos querendo trabalhar. Falta apenas o governo do estado nomear os aprovados”, ressatou um dos concursados. O grupo de 1.612 pessoas já realizou todos os testes físicos, exames médicos, psicológicos e foram considerados aptos para iniciar o curso de formação.