Assaltos e medo são rotina na BR-232

Trafegar pela BR-232, principalmente à noite, voltou a ser um risco para os motoristas e ocupantes de veículos e ônibus. Faltando menos de dois meses para o início das festas juninas, muita gente que vai pegar a estrada em direção às cidades do Agreste ou Sertão pernambucanos já está pensando no que pode encontrar pela frente. Relatos de assaltos na rodovia federal são frequentes.

Foto: Blenda Souto Maior/DP/D.A Press

Motoristas trafegam assustados pela rodovia federal. Foto: Blenda Souto Maior/DP/D.A Press

Na última quinta-feira, um grupo de amigos teve o carro interceptado por cinco assaltantes que estavam em outro veículo. Armados, os criminosos realizaram disparos contra o carro das vítimas, o que os fez parar na estrada. O fato aconteceu por volta das 21h40 entre os municípios de Gravatá e Bezerros, quando o grupo seguia para a cidade Garanhuns.

O universitário Marcos Venício Cândido, 20 anos, dirigia um Polo Sedan de cor prata e placas PGG-6682, onde estavam mais quatro amigos dele. Um veículo Corolla com cinco ocupantes se aproximou do carro guiado por Marcos na altura do quilômetro 87. “Eles atiraram no carro e tivemos que parar. Dos cinco homens que estavam no Corolla, quatro desceram. Dois estavam armados e dois encapuzados. Levaram todos os nossos pertences e também o carro. Até agora não tivemos informação da localização do Corolla”, ressaltou Marcos.

O grupo foi deixado em uma área escura da rodovia. Nenhum dos jovens que seguiam para Garanhuns foi ferido. Com a ajuda de um motorista de caminhão, foram deixados em um posto de combustíveis.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), de janeiro até ontem, sete casos de assaltos foram registrados pelos policiais que trabalham no posto da PRF de Gravatá, que atende Moreno até Bezerros. Desses casos, três foram veículos de carga e um táxi. A assessoria de comunicação da PRF informou ainda que desde o início deste ano nove pessoas foram presas e dois adolescentes foram apreendidos envolvidos em vários crimes na região.

A PRF destacou que casos de violência devem ser denunciados através do telefone 191 e recomendou que os motoristas evitem para em locais desertos durante as viagens. O Núcleo de Operações Especiais da PRF desenvolve um trabalho de prevenção nas estradas federais que cortam o estado com o objetivo de reduzir os índices de violência.

BR-232: a rodovia do medo

Viajar pela BR-232 virou sinônimo de medo. Desde o início deste ano, os assaltos a ônibus na rodovia vêm assustando passageiros e motoristas. Na madrugada de ontem, dois coletivos foram abordados por bandidos armados perto  Pesqueira, no Agreste, e os passageiros tiveram seus pertences roubados. Em um dos casos, a polícia chegou ao local do crime e trocou tiros com os assaltantes. Uma professora foi baleada de raspão no pescoço.

Assaltos estão assustando passageiros e motoristas que trafegam à noite. Foto: Teresa Maia/DP/D.A Press

Assaltos estão assustando passageiros e motoristas que trafegam à noite. Foto: Teresa Maia/DP/D.A Press

Após reunião entre representantes da PRF, Polícia Civil e PM, ainda na segunda-feira, antes dos crimes, ficou decidido que a fiscalização na BR-232 será intensificada. A Polícia Rodoviária Federal diz que não sabe quantos assaltos ocorreram neste ano porque nem todos os casos são levados aos seus postos.

Os crimes geralmente acontecem à noite ou de madrugada e os bandidos costumam agir entre Arcoverde (Sertão) e Pesqueira (Agreste). Um coletivo da empresa Progresso foi abordado por cinco homens que estavam em dois carros e mandaram o motorista dirigir até um canavial. A polícia foi acionada e trocou tiros com os criminosos, que conseguiram fugir. A professora Rejane Alves dos Santos, 37 anos, foi atingida, mas não corre risco de morte.

De acordo com o cunhado de Rejane, Davi Sampaio, ela está muito assustada e disse que não iria mais viajar de ônibus. “Esses assaltos acontecem com muita frequência nessa rodovia. Minha cunhada disse que não entra mais em ônibus.” Dos dois carros utilizados na ação, um que havia sido roubado em Arcoverde na semana passada foi recuperado.

BR-232 faz a ligação do Agreste e Sertão do estado com a Região Metropolitana. Foto: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

BR-232 faz a ligação do Agreste e Sertão do estado com a Região Metropolitana. Foto: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

O segundo coletivo assaltado seguia do Crato (CE) ao Recife. O veículo da Princesa do Agreste, que levava 50 passageiros, foi abordado em Pesqueira. Um carro ultrapassou o ônibus e obrigou o motorista a parar.

Quatro homens encapuzados e armados entraram no ônibus e mandaram o motorista dirigir até uma estrada de terra. Todos os passageiros foram obrigados a entregar dinheiro, aparelhos de telefone celular e relógios. Os casos estão sendo investigados pela Delegacia de Pesqueira.

Saiba mais

42 km
separam Arcoverde de Pesqueira

40 minutos
é o tempo médio de viagem entre as
duas cidades

5 homens
formavam quadrilha que assaltou o ônibus e causou o tiroteio na qual uma passageira foi atingida

256 km
é a distância do
Recife a Arcoverde

215 km
separam Pesqueira
do Recife

PRF poderá entrar em greve pela primeira vez

 

Depois da greve da Polícia Civil e da ameaça de paralisação da Polícia Federal, mais uma força de segurança declara insatisfação com o governo e solta o grito de revolta. Após várias reuniões com o governo federal, os Policiais Rodoviários Federais, diante da interrupção das negociações com a categoria, darão início a uma série de ações para denunciar à sociedade o “descaso do governo para com a segurança pública em geral e principalmente para com a PRF.” Esses policiais são os responsáveis pela fiscalização dos rodovias federais de todo o Brasil.

A Categoria antevê um cenário de incapacidade operacional que se aproxima com os grandes eventos (Copa das Confederações, Copa do Mundo e Olimpíadas) e luta pela realização de concurso público para o preenchimento das quase quatro mil vagas em aberto, por melhores e adequadas condições de trabalho e por um tratamento isonômico com as demais carreiras típicas de estado. O efetivo total da PRF em todo o país não chega a 9.000 agentes, postos têm sido fechados, só em Pernambuco foram quatro. Esses números são de conhecimento do governo federal, que nada tem feito para reverter essa tendência de diminuição do efetivo.

As ações terão início nesta quarta-feira em diversos estados do país. Em Pernambuco, ocorrerão ações em locais de grande fluxo de veículo na Região Metropolitana do Recife e em alguns outros pontos do estado. Com isso, a categoria pretende que o governo retome as negociações que foram suspensas desde o último dia 26 a fim de evitar a deflagração de uma greve geral da categoria. Essa poderá ser a primeira vez, nos seus 82 anos de serviços ininterruptos prestados ao povo brasileiro, que a categoria irá cruzar os braços.

Com informações do Sindicato dos policiais rodoviários federais de Pernambuco