Suspeito de matar torcedor é preso e confessa crime

Está prestando depoimento neste momento na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro do Cordeiro, o suspeito de ter participado do assassinado o torcedor Paulo Ricardo Gomes, 26 anos. O homem foi preso por policiais militares depois de informações enviadas ao Disque-Denúncia.

O homem que tem 23 anos confessou o crime à delegada Gleide Ângelo e apontou a participação de outras duas pessoas. De acordo com informações repassadas pela polícia, no celular do suspeito, há várias mensagens sobre o incidente.

Mais informações no Superesportes do Diario de Pernambuco

Disque-Denúncia oferece R$ 2 mil por informações sobre estuprador

O Disque-Denúncia Pernambuco está oferecendo até R$ 2 mil para quem tiver informações sobre o acusado de assaltar e estuprar uma mulher no bairro de Torrões. Segundo relato da vítima, o crime ocorreu na Rua da Lama, em março deste ano. A abordagem aconteceu quando a vítima caminhava com duas amigas. Ao se aproximar de moto, o acusado agrediu duas mulheres, que conseguiram fugir. A vítima foi forçada a subir na moto, sendo levada para o bairro de Torrões, local do estupro.

Disque-Denúncia lança campanha por informações sobre casos de violência contra a mulher

Através de depoimentos, o Instituto de Identificação Tavares Buril (IITB) constituiu um retrato-falado do suspeito. A imagem será distribuída através de cartazes espalhados pelas delegacias do estado. “Esperamos auxiliar no processo de investigação, estimulando o público a fornecer informações que possam levar à identificação do criminoso”, explica a superintendente do Disque-Denúncia Pernambuco, Carmela Galindo.

O oferecimento da recompensa faz parte da nova campanha do Disque-Denúncia Pernambuco voltada para a conscientização do público sobre a importância de denunciar casos de violência contra as mulheres. “Os números de informações que recebemos todos os anos sobre o assunto nos alertou para a necessidade de trabalharmos com ainda mais afinco no estímulo para que as pessoas não fiquem caladas. É preciso denunciar casos como esse, e mesmo aqueles que tenham membros da família da vítima envolvidos”, alerta Galindo.

Quem tiver informações sobre o caso pode telefonar para 3421-9595, na Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata Norte, ou (81) 3719-4545, no interior do estado. Também é possível repassar informações através do site da central www.disquedenunciape.com.br, que permite o envio de fotos e vídeos. O serviço funciona durante 24h, todos os dias da semana. O anonimato é garantido.

Número de Denúncias (Violência contra a Mulher na RMR):

2012= 444

2013= 562

2014= 168

Agressor:55% Marido, 14% Variado, 10% filho, 10% outros familiares;

Local: 88% residência e 10 % rua;

Instrumento utilizado: 70% Mãos, 14% variados;

Tipo de agressão: 58% Física, 23% Física e Verbal, 6% Variada.

Fonte: Disque Denúncia e SDS

Polícia tem imagem que mostra suspeito entrando no carro do crime

O grande trunfo da polícia para continuar sustentando a tese de que Edmacy Cruz Ubirajara é o homem suspeito de atirar e matar o promotor Thiago Faria Soares, 36 anos é a imagem de uma câmera de segurança da cidade de Águas Belas a qual registrou o momento em que Edmacy entra no carro apontado como sendo o que interceptou o veículo do promotor, no dia 14 deste mês, na PE-300, em Águas Belas.

De acordo com o secretário de Defesa Social, Wilson Damázio, as imagens apresentadas pela família do suspeito, com as quais pretendem provar que ele é inocente, não garantem que o agricultor não tenha participado do crime. “Essas imagens mostradas pela família do suspeito não dizem que ele é inocente. Temos como provar que ele (Edmacy) entrou no carro usado no crime. Não temos dúvidas quanto à participação dos suspeitos nessa execução”, ressaltou Damázio.

Polícia continua buscando suspeitos. Foto: Paulo Paiva/DP/D.A Press

Polícia continua buscando suspeitos. Foto: Paulo Paiva/DP/D.A Press

Enquanto isso, familiares dos dois suspeitos seguem afirmando que eles são inocentes. Durante todo o dia de ontem, quatro pessoas prestaram depoimento sobre o caso na Delegacia de Águas Belas. Ontem completou oito dias que o promotor Thiago Faria foi assassinado com quatro tiros de espingarda calibre 12. Até agora, nem o carro nem a arma utilizados no crime foram encontrados pela polícia.

Thiago Faria foi morto a caminho do trabalho. Foto: Reprodução/Facebook

Thiago Faria foi morto a caminho do trabalho. Foto: Reprodução/Facebook

Leia matéria completa na edição impressa do Diario desta terça-feira

Identificado suspeito de ter matado filho do ex-deputado Luciano Moura

Já foi identificado pela polícia o homem suspeito de ter assassinado o estudante Lenin Linhares Moura, 15 anos, na noite da última sexta-feira. Na manhã desta segunda-feira, a Polícia Civil de Pernambuco, através do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), irá apresenta, às 9h, a foto do suspeito do crime.

Estudante foi executado em Olinda. Foto: Reprodução/Facebook

Estudante foi executado em Olinda. Foto: Reprodução/Facebook

Lenin, que é filho do ex-deputado estadual e atual secretário de governo de Olinda, Luciano Moura, foi morto a tiros, no bairro do Bonsucesso, em Olinda. A Delegada Josineide Confessor falará sobre os detalhes das investigações que apontaram o nome do suspeito do crime. A apresentação acontecerá na sede operacional da Polícia Civil, na Rua da Aurora.

Leia mais sobre o assunto em:

Polícia procura suspeitos de matar filho de ex-deputado estadual

Inquérito conclui que engenheira não foi vítima de crime de homicídio

Um ano depois do início das investigações sobre a morte da engenheira civil Alzira Cortez de Souza, 58 anos, a Polícia Civil concluiu que a vítima não foi assassinada. O caso foi investigado pela Delegacia de Piedade depois que a família da engenheira afirmou ter suspeitas sobre o ex-companheiro de Alzira. Os parentes acreditavam que Alzira tivesse sofrido espancamento, o que a levou à morte no dia 9 de abril do ano passado.

A engenheira morreu após passar dois dias internada no Hospital da Restauração, onde deu entrada como vítima de um acidente vascular cerebral (AVC). O inquérito concluído no mês de maio deste ano e já remetido à Justiça, baseado nas conclusões do médico legista e do perito criminal que não concluíram por morte acidental ou de natureza homicida, foi fechado afirmando que a delegada responsável pelas investigações entendeu que não ficou corroborada a materialidade delitava, ou seja, não houve crime.

Cliente ferida em assalto no supermercado passa por cirurgia

Uma mulher foi assaltada e agredida no final da noite dessa segunda-feira dentro do estacionamento coberto de um supermercado na Rua Benfica, no bairro da Madalena, no Recife.Testemunhas contaram que a vítima, uma servidora pública de 29 aos que pediu para não ser identificada, foi agredida e ferida em um dos olhos com uma chave, quando guardava as compras no carro.

Homem foi autuado em flagrante e levado para o Cotel. Foto: TV Clube/Reprodução

Homem foi autuado em flagrante e levado para o Cotel. Foto: TV Clube/Reprodução

A vítima foi levada para o Hospital do Português. Ela sofreu várias fraturas na face e deve ser submetida a uma cirurgia.

Testemunhas contaram que a vítima chegou e ser ferida no olho por uma chave. O estacionamento ficou bastante movimentado após o assalto. Foto: Facebook/Reprodução
Testemunhas contaram que a vítima chegou e ser ferida no olho por uma chave. O estacionamento ficou bastante movimentado após o assalto. Foto: Facebook/Reprodução

O assaltante foi detido por clientes do estabelecimento e foi livrado de linchamento por  funcionários do local. Ferido, ele foi encaminhado por policiais militares para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Caxangá e de lá para Delegacia da Várzea. Identificado como Greysson Gomes Falcão, 39 anos, o suspeito foi encaminhado para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel) em Abreu e Lima.

Do Diariodepernambuco.com.br

Leia  mais sobre o assunto em:

Mulher é agredida durante assalto em supermercado na Madalena

A polícia que prende e respeita o próximo

A imagem abaixo não teria me chamado tanto atenção se fosse vista em qualquer outro lugar. Uma pessoa precisando tomar água e outra ajudando a matar a sede. No entanto, o registro feito pela fotógrafa Maria Eduarda Bione, do Diario de Pernambuco, dentro do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), mostra um jovem (que tinha acabado de ser preso suspeito de participar do assalto que vitimou com um tiro no pescoço um sargento da Polícia Militar) e o braço de um dos soldados responsáveis pela sua prisão dando água ao rapaz.

Num ato louvável, policial levou água para o suspeito. Foto: Maria Eduarda Bione

O suspeito e um adolescente, que também foi apreendido pelos PMs, confessaram participação no crime contra um companheiro de farda daqueles que os capturaram. A dupla foi levada para a delegacia para os procedimentos de rotina. Lá, após falar com a imprensa, o rapaz, que estava com as mãos algemadas para trás, pediu água ao soldado. Talvez outro militar não tivesse a mesma reação e ato correto que aquele policial teve. De pronto, ele pegou um copo descartável, foi até o gelágua e o trouxe cheio para o suspeito. Fez isso duas vezes e ainda perguntou se o mais novo queria também.

Diante dos inúmeros relatos de desrespeito aos direitos humanos, essa foi uma lição de civilidade e respeito com o próximo. Coisa que poucos de nós temos. O PM estava muito revoltado com a ação do suspeito que atirou no sargento sem que o mesmo tivesse reagido ao assalto, mesmo assim, não se negou a atender o pedido dele. E não fez isso para que a imprensa visse. Fez de maneira discreta, mas que eu a Maria Eduarda percebemos. Quero ressaltar ainda que os militares não estavam protegendo os suspeitos, apenas os tratando com respeito.

 

Missão cumprida

Pouco mais de 30 horas depois da morte da passageira Suany Muniz Rodrigues, 33 anos, que morreu após ter sido baleada num assalto a ônibus, a polícia conseguiu prender o homem que confessou ter apertado o gatilho da arma que tirou a vida de uma mulher que tinha muitos planos para sua vida pessoal e profissional. O corpo de Suany foi sepultado sob revolta e lamentação dos familiares e amigos. Enquanto isso, do outro lado do crime, a polícia corria contra o tempo para capturar os suspeitos pelo assassinato. Até o final da manhã desta sexta-feira havia conseguido prender pelo menos um deles. Mesmo cansados, os policiais relataram que estavam satisfeitos com o trabalho realizado. Numa demonstração de amor pela profissão.

PMs seguiram com o suspeito para o IML. Fotos: Wagner Oliveira/DP/D.A.Press

“Estamos sem dormir. Desde ontem iniciamos as diligências atrás dos suspeitos, mas ficamos felizes por conseguir prender o rapaz que atirou e matou a passageira. Agora, as outras equipes estão na rua para prender os outros envolvidos no crime”, relatou um soldado do Grupo de Apoio Tático Itinerante do 19º BPM que participou da prisão do suspeito. Na mesma empolgação estavam os agentes da Polícia Civil. Foram horas seguidas de trabalho para tirar os criminosos das ruas. Depois de passar a manhã prestando depoimento na Delegacia de Prazeres, Leandro Assis da Silva, 29 anos, foi fazer exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal (IML) e depois seguiu para o Centro de Triagem, em Abreu e Lima.

Militares relataram estar satisfeitos com o resultado do trabalho

O depoimento

Durante as horas em que prestou depoimento à equipe de Crimes Violentos Letais Intencionais da Delegacia de Prazeres, Leandro disse que essa teria sido a primeira vez que praticava um assalto. Relatou ter sido “convidado” pelo comparsa para a empreitada. Aceitou sem titubear. Entraram no ônibus com destino a Barra de Jangada certo de cometer o crime na viagem de ida. Decidiram praticar o crime quando o coletivo voltava para o Curado. Momento em que Suany resolveu sair da aula mais cedo para contar à família que havia sido promovida no trabalho. Do apurado no assalto, Leandro diz que ficou “apenas” com dois telefones celulares, os quais trocou por pedras de crack. Histórias que se repetem, infelizmente, quase todos os dias.