Donos dos espaços públicos

A denúncia do Diario de Pernambuco que revela a apropriação indevida das vias públicas do centro do Recife,  remete a outras modalidades de apropriação dos espaços públicos, desde as calçadas  até os terrenos públicos. A ampliação do viaduto Capitão Temudo, por exemplo, teve que vir acompanhada da remoção de dezenas de famílias que haviam ocupado a área do equipamento público. Havia, na época, até edificações de dois andares bem abaixo do viaduto. Essa falsa “normalidade” em que os espaços públicos são ocupados, passam sob a anuência do poder público e também da própria sociedade, que se acostuma a pagar para estacionar numa via pública e ainda assistir passivamente o que é de direito da coletividade. Para mudar isso, o primeiro passo é conhecer os próprios direitos e saber onde denunciar. A parte que cabe ao poder público é tomar as providências devidas. Os donos dos espaços públicos somos todos nós.

 

 

3 thoughts on “Donos dos espaços públicos

  1. Existe a mesma mazela na cidade do Natal/RN. Mas, pelo que se percebe, é a incompetência da gestão municipal, que não tem um projeto social, direcionado exclusivamente ao fato.

  2. Parabéns Tânia.Eeste novo canal de esclarecimento a população e denúncias de irregularidades e apropriação dos direitos dos cidadãos. Que possamos alertar a adminsitração pública dos descumprimento de regras e leis. Cidadania em primeiro lugar. Sucesso ……

  3. Marcello,

    Obrigada e pode colaborar com seu senso crítico e imagens de flagrantes ou bons exemplos dos lugares por onde vc passar!