Número de mortos em rodovias federais do país cai 18% nos feriados de fim de ano

O número de mortos em acidentes nas rodovias federais durante o feriado de fim de ano de 2011 caiu 18% em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal divulgados nesta terça-feira (3).

De acordo com os números da Operação Fim de Ano, em 2011, foram 460 mortos contra 558 registrados em 2010.

O número de acidentes com mortos caiu 15% entre os dias 16 de dezembro de 2011 a 2 de janeiro deste ano, em relação ao mesmo período do ano anterior, de 442 para 380.

No total, também houve uma diminuição no número de acidentes nas estradas federais: de 11.643, em 2010, para 10.536, em 2011.

“Não estamos comemorando, mas apresentamos uma redução significativa, e há estratégicas que indicam a redução para o próximo período também”, afirmou o coordenador geral de operações da PRF, Giovanni di Mambro.

No número de feridos também houve redução de 16%, de 7.272, entre 2010/2011 para 6.121 entre 2011/2012.

Apenas no Réveillon, o número de mortes foi 44% menor que no ano passado. Comparando os números de 31 de dezembro de 2010 a 3 de janeiro de 2011 e 30 de dezembro de 2011 a 02 de janeiro de 2012, foram 134 mortes ante 75 neste ano.

“Não estamos comemorando, mas apresentamos uma redução significativa, e há estratégicas que indicam a redução para o próximo período também”, afirmou o coordenador geral de operações da PRF, Giovanni di Mambro.

Na avaliação da polícia, a diminuição da violência nas estradas se deve a uma série de fatores e, em especial, ao aperfeiçoamento na estratégia operacional. “A lei do cinto e da cadeirinha vingou. Essas condutas que estão ajudando também na redução [dos acidentes nas estradas]”, completou o coordenador.

Entre os Estados, as rodovias federais de Minas Gerais continuam entre as mais violentas, com o maior número de mortes, 94 em 2011 e 66 em 2012.

Fonte: UOL Notícias

 

3 thoughts on “Número de mortos em rodovias federais do país cai 18% nos feriados de fim de ano

  1. Prezada Reporter TANIA PASSOS

    Primeiramente meus parabéns por preocupar-se com a mobilidade urbana e esse trânsito caótico do Brasil.
    Solicito vosso apoio para divulgar meu trabalho inédito em serviço social, visando socializar o uso do automóvel.
    Seja solidário e não solitário no trânsito.
    Por isso, criei o SISCARLEG (SISTEMA DE CARONA LEGAL), socialização do automóvel, contribuindo para reduzir o número de acidentes e mortes nas estradas, menos poluição, menos estresses, e mais mobilidade urbana.
    Veja em http://www.mariolucio.adv.br (propostas – projeto carona legal) e http://www.caronalegal.org.br.
    Muito obrigado

    VALDIR BRAZ DE AZEVEDO
    Assistente Social – Militar
    Mestrando em Transportes UnB

  2. acho que a chamada “estratégia Operacional” tem tudo à ver com o crecimento das vendas de passage ns aéreas.
    as pessoas preferem ir de avião do que enfrentar a viagem “Kamikaze” pelas réplicas da superfície da Lua, que são nossas estrada.
    Junte-se a isso, a percepção de que o estado como um todo, não tem como controlar os irresponssáveis que bebem e dirigem, bem como os loucos que se atrevem a dirigir sem ter, de fato, condições de fazê-lo. Tira-se carteira de habilitação com a maior facilidade $em grande$ dificuldade$, principalmente no interior. Instrutores que não são testados se tem capacidade e conhecimento para ser instrutores.

    Mais carros nas cidades, significa maior poder aquisitivo, que significa que é melhor ir de avião e alugar um carro no destino. Analisem o crescimento de locação de carros no Brasil.

    Não podemos engoliar as noticias como um peru de natal.

  3. Esta é a velha PRF “jogando pra galera”.
    Antes dos feriadões reune a imprensa e mostra seu plano estratégico de dimunir os acidentes.
    Em seguida mostra os números dos acidentes.
    E só!
    Pergunto: e neste meio termo?
    Semanalmente vou à Natal e João Pessoa. Em dois anos nunca fui parado numa blitz da PRF. A “operação manzuá” não vale.
    Creio que a PRF da TV é mais bonita.