A difícil tarefa para localizar linhas e paradas na RMR

Deveria ser um serviço de fácil acesso, mas a busca por informações sobre paradas de ônibus e linhas na Regiâo Metropolitana do Recife é um verdadeiro tormento. Há paradas sem nenhum tipo de informação e para piorar o sistema de informação SMS está suspenso.

One thought on “A difícil tarefa para localizar linhas e paradas na RMR

  1. Concordo que ter uma noção do itinerário/destino da linha é válido, só que não é tão fácil deixar essa informação acessível para uma grande maioria. Pensando melhor, é fácil, mas não é garantido e tampouco pode durar muito.
    Para você ir a um certo bairro, por exemplo, não é obrigado pegar o ônibus com o nome desse destino, pois há outras que vão para um ponto mais distante – cortam o bairro – ou comunidade dentro do mesmo. Para tal, é preciso saber por onde ele passa.
    Dispor o itinério completo de cada linha em paradas recebem várias linhas como as da Boa Vista e Guararapes em tamanho legível demandaria uma enorme área para divulgação. Esse é um ponto. Os ônibus, em parte, colocam no para-brisa placa citando os principais pontos do percurso, mas se a sua referência é rua ou avenida, nem sempre servirá.
    Aí, o leigo, explicarei em seguida, vai ter que ir ao centro para encontrar no boca a boca a linha que levará ao seu destino.
    Chamo de leigo, pois no site do Grande Recife há várias formas de se chegar um determinado local: por número da linha, itinerário, logradouro, etc. Se a pessoa, antes de sair de casa, tendo acesso a internet, fizesse uma pesquisa, não teria que gastar dinheiro e tempo para no centro obter essa informação. Até quem tem celular com acesso a internet pode obter esse resultado e com auxilio de outras ferramentas como Google Earth ou Google Maps – há em outros locais o Maps alimentado com dados do sistema de ônibus local – você obtem várias formas de se chegar a um local.
    Essa situação é para quem tem acesso a tecnologia. Contudo, não se pode pensar que todos sabem se virar ou tem essa disponibilidade fácil, então medidas mais simples seriam nos TIs haver um grande painel indicando o itinirário de todas as linhas que ali estão. A outra apelaria para a tecnologia através da instalação de paineis eletrônicos com tela sensível ao toque onde na parada/estação se faria uma pesquisa. Apesar de bastante eficaz esta última, vendo o nível de vandalismo que paradas/estações simples sofrem, ter um equipamento eletrônico acessível é pedir para ser roubado ou quebrado. As futuras estações do sistema BRT não precisariam de um sistema de pesquisa. Informar o horário e itinerário é suficiente, pois o sistema é similar ao metrô, diferente das paradas hoje que recebem linhas para diferentes locais.