Cantor Leonardo faz campanha de trânsito para o Ministério das Cidades

O cantor Leonardo será o protagonista de duas campanhas publicitárias do Ministério das Cidades para alertar os motoristas sobre os riscos de acidentes nas ruas e estradas, durante os feriados de Corpus Christi e São João. A ideia é levar os motoristas a refletir sobre o comportamento que devem adotar ao volante, a partir do drama vivido pelo cantor com o acidente do seu filho, Pedro Leonardo. “É preciso evitar que outras famílias sofram drama semelhante ao do cantor Leonardo”, disse o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro.

As primeiras peças serão veiculadas a partir desta segunda-feira (04/06) até o dia 11/06, em todo o país, com foco no feriado de Corpus Cristi. Com o slogan “A dor de um acidente pode durar para sempre”, a campanha traz o depoimento de Leonardo sobre o sofrimento de ver um familiar envolvido num acidente de trânsito. “O meu filho sofreu um acidente porque estava dirigindo cansado depois de um show. Todos nós estamos sujeitos a este risco. Não estou aqui dando lição para ninguém, mas a gente só para pra pensar quando acontece com a gente”, disse Leonardo no vídeo.

A segunda campanha será veiculada nas regiões Norte e Nordeste e trará a temática das festas juninas, período em que tradicionalmente há aumento do número de acidentes, devido ao consumo de bebida alcoólica pelos motoristas. Os dados da Polícia Rodoviária Federal mostram que o fluxo de veículos aumenta 80% durante as festas juninas de Caruaru (PE) e Campina Grande (PB).

O período da campanha para o São João será de 12 de junho a 30 de junho. “Nossa intenção é provocar uma reflexão sobre as consequências dos acidentes de trânsito. Fazer com que cada pessoa pare, pense e mude sua atitude ao volante”, disse o ministro Aguinaldo Ribeiro.

As duas campanhas fazem parte do Pacto Nacional pela Redução de Acidentes (Parada), lançado há um ano pelo Ministério das Cidades, por meio do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). O Parada é a resposta do governo brasileiro à resolução das Nações Unidas, que determinou o período de 2011 a 2020, como sendo a Década pela Segurança no Trânsito.

O trânsito é a principal causa da mortalidade de jovens de 15 a 29 anos em todo o mundo. Por conta disso, as duas campanhas tem como foco o drama de Pedro Leonardo, 24 anos, e da sua família. Leonardo não cobrou cachê para fazer as campanhas. As peças podem ser vistas na página do ministério www.cidades.gov.br e serão veiculadas em televisão aberta, fechada, rádios, mobiliários urbanos, táxidoor, busdoor, outdoor e principais portais da internet. Também em postos de gasolina e pedágios.

Números
Os números da Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostram que houve uma inversão da curva estatística dos acidentes de trânsito nas rodovias federais do país a partir das campanhas publicitárias lançadas em 2011. Durante o feriado de Corpus Christi de 2011 foram registrados 2.073 acidentes (menos 5%), com 1.232 feridos (menos 9%) e 85 óbitos (menos 35%). Em 2010, a PRF atendeu 2.181 acidentes, com 1.357 feridos e 131 mortes no mesmo período.

Durante o feriado de Corpus Christi de 2011, o Espírito Santo registrou o maior índice de queda de mortes no trânsito, caiu de 11 para duas (82%), seguido da Bahia e de Pernambuco que reduziram de 13 para quatro (69%) e Minas Gerais, de 24 para 14 mortes (49%). No Amazonas, Amapá, Tocantins e Roraima, nenhuma morte foi registrada. Já em Alagoas, Acre, Paraíba, Rio Grande do Norte e Piauí, houve somente uma ocorrência com morte registrada no mesmo período.

Com informações da Assessoria de Imprensa (Via Portal do Trânsito)

Os comentários estão fechados.