Os 25 terminais integrados do Grande Recife só vão operar todos em 2015

Terminal da 3ª Perimetral na Avenida Caxangá - Foto: Bernardo Dantas DP/D.A.Press

Terminal da 4ª Perimetral na Avenida Caxangá – Foto: Bernardo Dantas DP/D.A.Press

Dos 25 terminais integrados do Sistema Estrutural Integrado (SEI), seis ainda precisam ser entregues à população. A Secretaria das Cidades, contudo, garantiu que todos serão entregues até dezembro de 2014. Mas a operação só deve ocorrer no início de 2015. O TI Santa Luzia é o mais adiantado: as obras já foram concluídas mas falta o Grande Recife Consórcio montar a rede de linhas abastecedoras para que o terminal entre em operação. O mais atrasado é o TI Prazeres, em Jaboatão, com 70% das obras concluídas.

Terminal da 4ª Perimetral na Av. Caxangá Foto: Bernardo Dantas DP/D.A.Press

Terminal da 3ª Perimetral na Av. Caxangá Foto: Bernardo Dantas DP/D.A.Press

Segundo o secretário de Cidades, Evandro Avelar, a expectativa é que em 2015, com a entrega dos terminais da 3ª e 4ª Perimetral, a mobilidade na Avenida Caxangá – hoje caótica – possa melhorar. Esses dois terminais estão com 80% das obras concluídas. “A Avenida Caxangá é um dos exemplos de como o trânsito vai melhorar quando esses terminais entrarem em operação. Nessa via só vai circular o BRT, pois as linhas convencionais vão integrar no TI da 3ª e da 4ª Perimetral”, diz Avelar.

Essas duas integrações devem receber 90 mil passageiros por dia. Outros lugares, cujo trânsito deve ser beneficiado com a operação dos novos terminais, são o Derby e a Avenida Conde da Boa Vista. “O TI Abreu e Lima, que faz parte do corredor Norte/Sul, também está em fase final e deve ser entregue até dezembro”, acrescenta o secretário de Cidades.

Terminal Joana Bezerra Foto Bernardo Dantas DP/D.A.Press

Terminal Joana Bezerra Foto Bernardo Dantas DP/D.A.Press

Já o terminal Joana Bezerra, que será o terceiro maior da Região Metropolitana do Recife, está com 95% das obras concluídos e deve ser entregue em dezembro. Só ele deve receber 67 mil usuários diariamente. “Os novos terminais significam mais conforto e o aumento na oferta de deslocamento para os passageiros do SEI, economizando o número de passagens pagas por viagens”, pontuou Avelar. As avaliações das obras foram feitas após vistoria realizada na semana passada.

Após a conclusão desses terminais, Evandro Avelar adiantou que as integrações mais antigas, como o TI Macaxeira, devem receber melhorias. “O TI Barro é um exemplo. Já entregamos a segunda etapa. Na Macaxeira, pretendemos ampliar e dar mais conforto”, disse o secretário. Com os 25 terminais em operação, a expectativa é que o SEI receba 1,6 milhões de passageiros/dia.

Saiba mais

TI III Perimetral
Demanda: 40 mil passageiros/dia Nº de Linhas: ainda em análise Bairros beneficiados: Cordeiro, Iputinga, Madelena, Prado, Torre, Zumbi, Engenho do Meio, Torrões, Caxangá.

TI da IV Perimetral
Demanda: 53 mil passageiros/dia Nº de linhas: 11 linhas Bairros/comunidades beneficiadas: Cidade Universitária, Brasilit, Jardim Primavera, Tabatinga, UR -07, Loteamento Cosme e Damião, Timbi.

TI Joana Bezerra
Demanda: 67 mil usuários/dia Nº de Linhas: Oito linhas Bairros/Comunidades: Boa Viagem, Joana Bezerra, Candeias, Jardim Brasil, IMIP e o Centro do Recife.

TI Prazeres
Demanda: 20 mil passageiros/dia Nº de Linhas: nove linhas Bairros/comunidades: Prazeres e adjacências*

TI Santa Luzia
Demanda: 17 mil passageiros/dia Nº de linhas: oito linhas Bairros/comunidades: em montagem*

25 terminais

Formarão o Sistema Estrutural Integrado atualmente

O Grande Recife Consórcio informou que estão revendo e estudando as comunidades que serão atendidas pelos TIs Prazeres e Santa Luzia.

Fontes: Secretaria das Cidades e Grande Recife Consórcio.

11 thoughts on “Os 25 terminais integrados do Grande Recife só vão operar todos em 2015

  1. Precisa melhorar os que já tem. No T.I. Pelópidas Silveira acontece uma guerra todos os dias,principalmente na linha Igarassu/Pelópidas. Não existem fiscais e ninguém respeita a fila.Absurdo!

  2. Ti Prazeres, no mínimo duas linhas que atendam os bairros de barra de jangada, candeias, dom helder e piedade, já que Ti cajueiro não o faz e estes bairros ficam sem ligação com o sistema integrado e sem o metrô.

  3. Tânia, a primeira e a segunda fotos estão invertidas pela indicação das legendas. A primeira foto é do TI Caxangá 4º Perimetral, enquanto a segunda foto é do TI Caxangá 3º Perimetral.
    Dizer que os dois TIs estão com 80% das obras concluídas não estão mesmo. O TI Caxangá da 3º Perimetral tem mais da metade das plataforma cobertas, enquanto o TI 4º Perimetral não tem nem cobertura e são duas grandes plataformas (uma para BRT e o outra para linhas comuns). O primeiro TI já iniciaram a colocação de grades faltando um pequeno trecho, estão fazendo acabamento de revestimento, e os acessos as vias estãos prontos. O TI 4º Perimetral tem toda uma rua atrás que teve iniciada obra de sistema de drenagem até a sua metade, mas parou e esta rua que precisará ser pavimentada será a usada pelos BRTs. O TI 3º Perimetral tem percentual superior ao TI 4º Perimetral.
    Outra coisa que não foi explorado na matéria sobre a operação dos TIs é quanto a situação de algumas estações e trechos. Quem ver a estação elevada do Bom Pastor, na Av. Caxangá, ainda em montagem da estrutura que irá sustentar o piso no elevado (são várias peças metálicas que precisam ser soldadas), duvida que em dezembro ficará pronta. Pelo ritmo das outras e por depender de empresas terceirizadas, apostaria em fevereiro. Ainda há as estações provisórias em Camaragibe que continuam na base, e só duas na Cde. da Boa Vista estão perto da conclusão, mas vai que as outras quatro fiquem prontas em dezembro, essa operação em 2015 é um sinal que estão é dando tempo ver se as estações sejam concluídas, afinal adianta por TIs novos para funcionar e continuar tendo buracos no corredor porque não tem estações concluídas? Em Camaragibe, só um linha atende a Belmiro com destino ao centro de Recife, diga-se R. do Príncipe. Criaram conexões temporais para quem tem o VEM afim de chegar a Cde. da Boa Vista ou a Belmiro dependendo das linhas utilizadas.
    O TI Joana Bezerra está programado para receber três linhas BRT do Leste-Oeste, mas não há nem previsão de estação na Agamenon. Há linha para Joana Bezerra acessada por integração temporal com linhas do Leste-Oeste com a saída da Camaragibe (Ilha do Leite). Se brincar, com os novos TIs operando e os BRT do Leste-Oeste indo para o TI Joana, quem precisar descer na Agemon terá que usar a integração temporal porque não haverá estação BRT pronta, exceto se o Grande Recife adiar sem prazo a operação dos BRTs do Leste-Oeste para o TI Joana Bezerra até que o ramal tenha estações.
    O Grande Recife tem muito a explicar.

    • Raimundo,

      De fato há muitas explicações a serem dadas. Também concordo que as obras vão se estender par 2015. Nenhuma dúvida quanto a isso. E o corredor da Agamenon, ainda é uma incógnita…

  4. Interessante a parte onde diz que o Grande Recife estar modificando a rede de linhas dos TIs Santa Luzia e Prazeres e ao que parece dos TIs Perimetral III e IV. No edital da licitação das linhas mostra que todos os TIs citados tem as linhas já definidas.

  5. Rapaz, acredito que não mudará quase nada em relação as linhas de ônibus.

    • Rapaz, é verdade. Sinceramente, essas reportagens às vezes deixam a desejar. Os jornais não estão tão atentos com certos detalhes, e nem questionam certas coisas que seriam interessantes a população.

  6. Ótimo estamos melhorando o conforto… não, na verdade não. Existem ônibus que interligam os terminais, porém eles não funcionam como ligação de terminais e sim mais uma linha que provoca trânsito. Exemplo: Ônibus TI Tancredo N./ TI Macaxeira – O itinerário desse ônibus não existe, se uma pessoa de fora da cidade pegar esse ônibus pensando que irá rapidamente chegar de um TI para outro, está enganado. Um itinerário que não ajuda.