Arquivo Almanaque

Os 60 anos de um dos hinos do carnaval do Recife

fev 22, 2017 Sem comentários por

“Apesar dos seus versos extensos, ‘Evocação’ está sendo cantado em toda parte, nos clubes, nas ruas e nas esquinas. É mais uma característica tradicional do carnaval pernambucano que ressurge para dominar a paisagem moderna do Recife de hoje”, escreveu Fernando Luis Cascudo no Diario de Pernambuco de 16 de janeiro de 1957. Há 60 anos, […]

Almanaque, Destaque_capa Leia mais

O parque que se tornou uma lenda

fev 20, 2017 1 comentário por

No dia 9 de janeiro de 1980, uma pequena nota publicada no Diario de Pernambuco, na coluna Diario Político, alertava para o triste fim de um espaço público: “Uma das mais acolhedoras praças do Recife – o Parque Amorim – está sendo transformada num amplo estacionamento. A má ocupação limitava-se às noites de festas no […]

Almanaque, Destaque_capa Leia mais

Quando a modernidade desfigurou o Recife Antigo

fev 16, 2017 Sem comentários por

A reforma da zona portuária do Bairro do Recife, iniciada na década de 1910 com o objetivo de “afrancesar” a área onde a cidade começou, consistia na abertura de grandes avenidas e na derrubada de prédios do período colonial para o surgimento de edifícios do mesmo nível dos existentes em Paris, respeitando a simetria da […]

Almanaque, Destaque_capa Leia mais

Quando a multidão reinou no carnaval de Olinda

fev 13, 2017 Sem comentários

Há 40 anos, o compositor Clídio Nigro, autor de cerca de 40 marchas para os carnavais de Olinda e compositor de duas gerações – de Guaiamum e Batutas, Vassouras e Lenhadores, até Pitombeira e Elefante – revelava ao Diario de Pernambuco de 5 de fevereiro de 1977 uma preocupação: o carnaval da cidade estava mudando. […]

Leia mais

A pré-história dos ataques de tubarões em Pernambuco

fev 10, 2017 Comentários desativados

O aparecimento de quatro esqueletos humanos retirados do mar, no trecho de Piedade, entre junho e novembro de 1966, fez o Diario de Pernambuco soltar um alerta: o litoral do estado estava sob a ameaça de ataques de tubarão? Havia algum perigo para os banhistas? Há 51 anos, o médico e esportista Ziul de Moura […]

Leia mais

As coisas que só mesmo no Recife

fev 09, 2017 Comentários desativados

Em 1930, com 400 mil habitantes, o Recife era uma cidade que queria ser cosmopolita. Seu porto era movimentado, descarregando cerca de 150 vapores por mês. Marinheiros dos sete mares aproveitavam a parada para procurar uma namorada ou se embebedar nos bares próximos aos cais. A preferência dos ingleses era o Ship Chandlers. Os alemães, […]

Leia mais

Quando Nova York imitou o Recife

fev 07, 2017 Comentários desativados

Com um ano de diferença, o Recife e Nova York começaram a pensar na construção de grandes passeios públicos destinados a se tornarem os “parques centrais” das suas populações. O Recife, é claro, partiu na frente. Em 1844, o engenheiro francês Louis Léger Vauthier, contratado pelo conde da Boa Vista, apresentou a proposta da “Planta […]

Leia mais

O herói de guerra que acabou esquecido

fev 06, 2017 Comentários desativados

  Há quase 75 anos, a Praia de Boa Viagem seria o cenário de um desastre aéreo que colocaria o Recife no mapa da Segunda Guerra Mundial. No dia 23 de julho de 1942, o carioca Artur Osvaldo Cesar de Andrade, primeiro-tenente aos 25 anos de idade, despencaria com o seu Curtiss P-40 Warhawk na […]

Leia mais

Quando a Rua do Sol brilhava no Recife

fev 03, 2017 Comentários desativados

Em 1832, ela já era citada no Diario de Pernambuco como a sede da sua tipografia, funcionando na casa de numeração D1. Localizada no bairro de Santo Antônio, seguindo a margem do Rio Capibaribe da Ponte da Boa Vista até a Ponte Princesa Isabel, a Rua do Sol recebeu esta denominação poética por ser iluminada […]

Leia mais

A morte do mangueboy e o jornalismo revivido

fev 02, 2017 Comentários desativados

Final de plantão no jornal, um domingo. Dois de fevereiro de 1997. Chega a notícia de um acidente no Complexo de Salgadinho. Um carro havia se chocado contra um poste, o motorista sem vida. Nome da vítima: Francisco de Assis França Caldas Brandão. Começa a correria no amplo salão do prédio da Praça da Independência. […]

Leia mais