2012, o ano da Copa para a mobilidade

O ano de 2012 será decisivo para Pernambuco sair bem na fita para a Copa do Mundo de 2014. Importantes equipamentos para a melhoria da mobilidade urbana precisam ficar prontos até o final do próximo ano.

É o caso dos terminais de integração. A meta é que os 23 terminais integrados com ônibus e metrô estejam funcionando em boas condições ao final de 2012.

Com o sistema integrado, a estimativa é duplicar o número de passageiros transportados pelo metrô, hoje com uma média diária de 245 mil pessoas.

O governador Eduardo Campos elencou um pacote de obras estruturais, entre elas a construção do Terminal Integrado Cosme e Damião, uma espécie de porta de entrada para a cidade da Copa e que teve a ordem de serviço assinada ontem.

 

O terminal está orçado em R$ 18 milhões e só será entregue em 2013. Ele também anunciou a construção da passarela que ligará o Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre à estação do metrô, em frente ao aeroporto, mas do ponto de vista de acessibilidade essa integração hoje não funciona.

“O Recife será a primeira capital brasileira que terá uma integração do avião para o metrô ou ônibus direto para a cidade da Copa”, afirmou o governador. A passarela está orçada em R$ 28 milhões.
Dos 23 terminais, dez são novos. No pacote de obras também foi anunciado a licitação dos editais para a reforma dos terminais do Recife, Igarassu e Camaragibe e a contratação de um “kit” para padronizar os 13 terminais que já existem e precisam ser melhorados.

“Nós queremos os terminais com o mesmo padrão de atendimento e isso significa ter banheiros em boas condições de uso, água gelada para os usuários, cadeira para o idoso e uma central de atendimento”, explicou.
Em relação ao cronograma das obras, o secretário das Cidades, Danilo Cabral, ressaltou que o estado está se antecipando aos prazos. “Até o fim de dezembro o processo licitatório das obras dos corredores Norte/Sul e Leste/Oeste estará concluído.

O ramal da cidade da Copa já teve as obras iniciadas e agora o do Terminal Cosme e Damião, que é o último dos quatro compromissos assumidos pelo estado com a Fifa”.

 

 

One thought on “2012, o ano da Copa para a mobilidade

  1. Realmente o ano de 2012 vai ser o ano da mobilidade, o ano em que os transtornos serão bem maiores, principalmente para quem utiliza o transporte público.
    O governo vai ligar 23 terminais ao metrô, ele quer duplicar o número de passageiros que usa o metrô, eu pergunto como? Se hoje eu peguei o metrô na estação Camaragibe lotado, quase não consigo entrar no vagão e para completar o ar não funcionava, isso ainda faltava passar nas outras estações que tem um volume grande de passageiros, as estações Rodoviária, Curado, Coqueiral, Barro e por último a estação Afogados, a estação que eu desço, onde precisamos empurrar as pessoas para poder descer, pergunto novamente, como o governo que duplicar o volume de pessoas, se a que tem hoje o metrô não suporta, pois ainda não ouvi dizerem que vão aumentar a quantidade de trens para atender a esse aumento. Tem dia que o metrô só vai para outra estação quando o trem da frente sai.
    Espero que o governo e as pessoas responsáveis pelo metrô possa fazer uma viagem da estação de Camaragibe no horário das 6:30 da manhã até a estação central do Recife, só para ele verificar que o metrô não vai suportar esse aumento de passageiros, se eles não fizerem algo para melhorar as estações o metrô vai virar a conde da boa vista sobre o trilho, pois falta sinalização, chove dentro das estações, os ventiladores que existem não funcionam e para completar um estado que quer receber a copa, vários turistas de vários países, ainda não sinalizou as estações com outros idiomas, se hoje é complicado para um turista se informar, imagine nos dias da copa.