Veículos de emergência também têm regras de circulação


Muitos motoristas se questionam sobre a conduta de quem dirige veículos de emergência. Como se sabe, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece que “veículos destinados a socorro de incêndio e salvamento, os de polícia, os de fiscalização e operação de trânsito e as ambulâncias” têm prioridade no trânsito e podem circular livremente. Agora, essa liberdade permite, por exemplo, andar em cima de calçadas, furar o sinal vermelho e andar na contramão?

De acordo com o tenente-coronel Loemir Matos de Souza, comandante do Batalhão de Trânsito de Curitiba, no Paraná, (BPTran), por terem preferência no trânsito com relação aos veículos comuns, os carros de socorro, se necessário, podem realizar este tipo de manobra, porém tais ações devem ser executadas com a devida sinalização da sirene e de dispositivos luminosos. Segundo o comandante “este tipo de manobra não é recomendável, mas desde que realizadas de acordo com os limites de segurança, os veículos de socorro têm preferência”.

Acidentes durante o deslocamento de viaturas de salvamente são raros, mas acontecem principalmente em cruzamentos. Em Curitiba, de janeiro a dezembro de 2010, foram registrados 176 acidentes de trânsito com veículos oficiais de socorro, como polícia e ambulâncias. Isso representa uma média de 14 acidentes por mês, revela BPTran. “Muitos motoristas andam com o vidro fechado e o ar condicionado e som ligados. Por isso, podem não escutar o barulho das sirenes durante o deslocamento”, acrescenta o coronel.

Segundo o Seguro de Danos Pessoais causados por Veículos automotores de Via Terrestre, o DPVAT, cerca de 147 pessoas morrem no trânsito brasileiro diariamente. Só no primeiro semestre deste ano, foram 26.894 mortes.

Curso de condutor de veículos de emergência

Motoristas de veículos de socorro passam por um treinamento de condutores de acordo com a resolução n°168/2004 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN).

Dentre os temas abordados estão Legislação de Trânsito, Direção Defensiva, Noções de Primeiros Socorros, Respeito ao Meio Ambiente e Convívio Social no Trânsito e Relacionamento Interpessoal.

Os pré-requisitos são: ser maior de 21 anos; estar habilitado em uma das categorias “A”, ”B”, ”C”, ”D” ou “E”; não ter cometido nenhuma infração grave ou gravíssima ou ser reincidente em infrações médias durante os últimos 12 meses e não estar cumprindo pena de suspensão ou cassação do direito de dirigir.

POr Talita Inalba

5 thoughts on “Veículos de emergência também têm regras de circulação

  1. Sempre dou preferencia,seja Samu,Bombeiros,Policia,Resgate,etc….O problema,pelo menos estou notando isso,já aconteceu 02 vezes,quando largo do trabalho,sentido à ponte do Janga,já presenciei fatos de viaturas atrasadas,ligarem à sirene,como se fosse alguma emergência,daí todos os motoristas automaticamente,sairmos da frente,só que quando chega lá na frente do quartel próximo à ponte do Janga,eles diminui a velocidade e entram,quer dizer,estão usando à sirene irregularmente!!! E não me venham dizer que eles estavam à serviço,quando passaram por mim,estavam brincando e sorrindo na viatura,se estão acobertados ou não, paciência!!!! Porém deveria existir bom senso entre eles(PM),e os motoristas que saiam da frente,pensando que seja uma emergência real,porém só por quê estão atrasados ou coisa parecida……..

  2. Olá, como vai. Bem para orientar você, o condutor de veículo de emergência de acordo com CBT, art. 29; diz que: os veículos de emergência gozam de prioridade de passagem e estacionamento, desde que estejam em serviço e com sirene ligada e dispositivo luminoso(giro flex), porém não tem a preferência de trânsito. o que acontece no seu caso é que eles devem estar largando seu plantão. Esta conduta é desaprovada pois podem eles envolver-se em um acidente colocando outras pessoas em perigo.

  3. Prezados Amigos Condutores de Ambulância,

    Nossa proposta de realização de uma Audiência Pública JÁ ESTÁ PUBLICADA no Portal e-Cidadania do Senado Federal. A melhor forma de garantirmos o bom desempenho de nossa proposta é divulgá-la entre a categoria e amigos. Vamos apoiar e divulgar, Ok!!!
    Proposta de Audiência Pública:
    Regulamentação da profissão dos condutores/motoristas de ambulâncias do país.

    Entrem e votem no link:
    https://www.senado.gov.br/ecidadania/
    Vamos mostrar nossa força no Congresso!!!!!!
    Grande abraço do amigo,

    Luiz Antonio
    motorista de ambulância SP

  4. Olá amigos e amigas!! gostaria de informar algo sobre a conduta de utilizar sistema sonóro e luminoso,fora do atendimento de Urgência e emergência.
    como boa parte da população já sabe, as pessoas que desempenham a função de condutor de veiculos de emergência,trabalham em regime de escála,quer dizer;o serviço funciona 24hs por dia. quer dizer,não para!!
    Então acho que não acho que não é justo,depois de 12,24,36hs trabalhadas, vc acabar estendendo mais ainda o seu turno por conta de estar preso no trânsito ou coisa parecida. as equipes precisam estar bem,para prestar um bom atendimento,por isso pessoal,não levem à mal quando se depararem cm esse tipo de situação. as vezes é preciso ligar a sirene e sistema luminoso para que seja feita a troca do turno e dar andamento ao serviço.

  5. gostaria de saber se ambulancia 1993 ou 2001 pode rodar prestando serviço.