Calçada com faixa exclusiva para usuários de celular nos USA

 

Calçada nos Estados  dividida para usuários e não usuários de celular - Foto National Geographic/Divulgação

Calçada nos Estados dividida para usuários e não usuários de celular – Foto National Geographic/Divulgação

Espaço para fumantes e não fumantes. Nenhuma novidade. Mas que tal dividir o espaço da calçadas para usuários e não usuários de celular ou tablets? Pois é, quem é que pensa nisso? O canal americano National Geographic decidiu fazer um experimento e separou a calçada de uma rua de Washington, capital dos Estados Unidos, em “faixas” onde pedestres que andam usando seus celulares teriam um lado destinado apenas para eles.

O experimento faz parte da série científica Mind Over Masses, que “usa o que sabemos sobre o comportamento humano para desenvolver soluções interativas para os problemas diários”, segundo o canal explica.As linhas no chão são temporárias e a série filmou a reação dos pedestres no local, que podiam escolher entre a “faixa rápida e a devagar”.

Calçadas pedras portuguesas Foto - Inês Campelo DP/D.A.Press

No Recife, bem que poderia ter como experimento as calçadas acessíveis e não acessíveis, com buracos ou sem buracos. Os caminhos que se interligam com faixas de pedestres e os que deixam o pedestre sem alternativa. Faixa rápida ou devagar, pode ser medido pela que tem obstáculos e as que não tem.

Calçcada toda ocupada por uma árvore. O proprietário que quiser fazer recuo no muro, a PCR bancará a obra - Foto Paulo Paiva DP/D.A.Press

Calçada toda ocupada por uma árvore no bairro Poço da Panela, no Recife- Foto Paulo Paiva DP/D.A.Press

Fonte: Com informações do Correio 24 horas (Via Portal Mobilize)

BRT Norte/Sul do Recife passa no teste, mesmo com limitações

 

Estação do BRT na Avenida Dantas Barreto - Corredor Norte/Sul Foto - Alcione Ferreira DP/D.A.Press

Estação do BRT na Avenida Dantas Barreto – Corredor Norte/Sul Foto – Alcione Ferreira DP/D.A.Press

O primeiro dia de funcionamento do Via Livre no corredor Norte/Sul serviu mais como um teste. O feriado municipal no Recife deixou as ruas praticamente vazias e o tempo gasto de viagem foi metade do que está previsto para os dias úteis. No percurso de 10km entre o Terminal da PE-15, em Olinda e a estação do BRT na Avenida Dantas Barreto o tempo de viagem foi de 25 minutos. Em dias úteis, a estimativa é que essa mesma viagem seja feita em 55 minutos.

A dona de casa Maria Lúcia da Silva, 69 anos, ficou entusiasmada com o conforto do ônibus. “Não sabia que ia pegar ônibus novo para ir para a cidade. Era bom que fosse sempre assim”. Já o comerciante Ronildo Almeida, 43, aproveitou o feriado para testar o BRT. “Eu sabia que ia começar hoje e vim ver como funciona. O ônibus é muito bom”, afirmou.

A partir do dia 28 de julho a linha PE-15/Dantas Barreto vai operar em horário comercial, por enquanto, a operação está sendo feita das 9h às 16h, mesmo padrão utilizado na estreia do corredor Leste/Oeste no mês passado.

De acordo com o coordenador de operações do Grande Recife Consórcio de Transporte Metropolitano, André Melibeu a expectativa é que em agosto entrem em operação as outras estações da Avenida Cruz Cabugá, Dantas Barreto, Riachiel e 13 de maio. “Nós só vamos segregar o corredor quando essas estações estiverem funcionando”, revelou.

Segundo o Grande Recife Consórcio de Transporte, até novembro deste ano já devem estar funcionando as oito linhas previstas para o corredor Norte/Sul, com um total de 84 veículos em circulação. Os BRTs têm a capacidade de transportar entre 140 e 160 passageiros de uma vez e possuem uma estrutura de 19 ou 21 metros de comprimento.

O novo modal começou a circular com quatro veículos e se junta aos 24 ônibus convencionais que já operam na linha PE – 15. Serão feitas 21 viagens diariamente, das 9h às 16h, com um intervalo de 20 minutos entre cada viagem.

Ao sair do Terminal Integrado da PE-15, a primeira linha do BRT Norte/Sul segue pela Avenida Pan Nordestina, passa pelo Complexo de Salgadinho, Avenida Agamenon Magalhães, Avenida Cruz Cabugá, Rua do Riachuelo, Rua da Aurora, Ponte Princesa Isabel e, por fim, Avenida Dantas Barreto, de onde retornará no sentido cidade/subúrbio.

A tarifa para a nova linha custará R$ 2,15, equivalente ao anel A do transporte público e mesmo valor cobrado no BRT Leste/Oeste, em operação desde o mês de junho entre o Terminal Integrado de Camaragibe e o Derby. Para utilizar o BRT é necessário possuir o VEM (Vale Eletrônico Metropolitano). O passageiro que não tiver o cartão deverá fazer a troca do dinheiro nas máquinas de auto-atendimento disponíveis nas estações.

Via Livre com sete estações em funcionamento no Leste/Oeste

Corredor Leste/Oeste vai começar a operar com sete estações - Foto: Júlio Jacobina DP/D.A.Press

Corredor Leste/Oeste vai começar a operar com sete estações – Foto: Júlio Jacobina DP/D.A.Press

A partir desta quarta-feira (16) a estação Guararapes, localizada na Av. Guararapes em frente ao prédio dos Correios, começa a funcionar como ponto de embarque e desembarque do BRT Leste/Oeste, totalizando sete estações em operação.

Como o ponto de retorno dos veículos do Via Livre deixa de ser a Praça do Derby e passará a funcionar no Centro da cidade, a linha de BRT em operação será Camaragibe (Centro) e circulará com 18 veículos.

A linha sairá do TI Camaragibe, seguirá pela Av. Belmino Correia e irá parar nas estações Capibaribe, BR-101, Forte do Arraial, Getúlio Vargas e Abolição, localizadas na Av. Caxangá.

Os veículos também irão parar na estação Derby, no embarque localizado próximo a Av. Agamenon Magalhães, e seguirão pela Av. Conde da Boa Vista sem realizar embarque e desembarque. A estação Guararapes será o ponto de retorno do BRT para o subúrbio. Os usuários utilizarão o embarque mais próximo da Rua Sol para pegar o Via Livre.

A operação do BRT continuará a mesma, acontecendo de domingo a domingo, das 4h30 às 22h. As integrações temporais para os usuários com destino ao Joana Bezerra e Ilha do Leite acontecerão normalmente.

É importante lembrar que a linha convencional 450 – Camaragibe (Cond. da Boa Vista) continuará em operação atendendo aos usuários.

Fonte: Grande Recife

BRT do corredor Norte/Sul do Recife entra em operação

ADepois do Leste/Oeste, agora é a vez do Norte/Sul entrar em operação  - Foto Júlio Jacobina DP/D.A.Press

Depois do Leste/Oeste, agora é a vez do Norte/Sul entrar em operação – Foto Júlio Jacobina DP/D.A.Press

Depois de atrasos e adiamentos, o Norte/Sul vai entrar em operação com várias estações ainda sem conclusão. Assim como o Leste/Oeste, o corredor vai começar com apenas uma linha. Notícia enviada pelo Grande Recife Consórcio de Transporte Metropolitano. Leia abaixo:

A primeira linha de BRT do corredor exclusivo de ônibus Norte/Sul começará a atender aos usuários, a partir desta quarta-feira (16). Após a fase de adaptação dos motoristas com o novo modal e dos testes de acoplagem nas estações do corredor, o Via Livre Norte/Sul começará a operar com a linha 1915- PE-15 (Dantas Barreto).

Neste momento, a linha inicia a operação com quatro BRTs, realizando 21 viagens por dia. É importante ressaltar que o veículo BRT será incorporado na operação atual da linha 915 – PE-15, ou seja, os 24 veículos convencionais da linha continuarão circulando. O tempo previsto de intervalo entre um BRT e outro será de 20 minutos. A primeira linha do Via Livre Norte/Sul espera atender cerca de 500 passageiros e irá operar de domingo a domingo das 9h às 16h.

O BRT irá operar de modo semi-expresso, ou seja, sairá do Terminal Integrado da PE-15 e seguirá em direção ao centro da cidade, realizando embarque e desembarque na estação Tacaruna, localizada na Av. Cruz Cabugá em frente ao Shopping Tacaruna e na estação Praça da República. Os veículos farão itinerário pela Rodovia PE-15, Avenida Pan Nordestina, Complexo de Salgadinho, Avenida Agamenon Magalhães, Avenida Cruz Cabugá, Rua do Riachuelo, Rua da Aurora, Ponte Princesa Isabel e Av. Dantas Barreto.

É importante lembrar que a tarifa da linha continuará a mesma, R$2,15 e que os usuários que desejarem experimentar o novo modal poderão utilizar o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) nos validadores instalados nas estações. Quem não possui o vale eletrônico, deverá fazer a troca do dinheiro nas máquinas de auto-atendimento, também disponíveis em todas as estações em funcionamento.

Na primeira vez que utilizar a máquina, o usuário poderá retirar o VEM Comum gratuitamente, mas para utilizá-lo será necessário fazer uma recarga mínima de R$ 4,00. As máquinas não concedem troco e só aceitam cédulas, portanto, o valor que for depositado será revertido todo em créditos no VEM.

Para orientar os usuários no uso do novo modal, o Grande Recife irá disponibilizar divulgadores que estarão distribuídos no TI PE-15 e nas estações de embarque e desembarque ao longo do Corredor Norte/Sul. A meta é que até novembro deste ano, toda a operação do Corredor Norte/Sul esteja funcionando com oito linhas de BRT e 84 veículos circulando no corredor.
BRT VIA LIVRE – Os BRTs têm capacidade de transportar de 140 a 160 passageiros e medem entre 19 e 21 metros de comprimento. As estações, que estão em fase final de preparação para receber o novo modal, possuem capacidade para atender cerca de 300 pessoas.

As estações do BRT Via Livre são as únicas do Brasil que possuem ar-condicionado, proporcionando mais conforto aos usuários. Os novos veículos também contam com câmbio automático, motor central ou traseiro e ar-condicionado, o que trará mais segurança tanto para os passageiros quanto para os motoristas.

Fonte: Grande Recife

Via mangue já reduziu em 41% o tráfego da Domingos Ferreira

Trajeto tornou mais ágil a volta para casa de quem mora na Zona Sul do Recife e em parte de Jaboatão Foto Guilherme Veríssimo Esp DP/D.A.Press

Trajeto tornou mais ágil a volta para casa de quem mora na Zona Sul do Recife e em parte de Jaboatão Foto Guilherme Veríssimo Esp DP/D.A.Press

Em um mês de funcionamento, a Via Mangue já absorveu 41% dos veículos que trafegavam pela Avenida Domingos Ferreira, em Boa Viagem. De acordo com a Companhia de Trânsito e Transportes Urbano (CTTU), 19 mil automóveis passam pela via, um aumento de 4 mil veículos se comparado com os primeiros 15 dias de utilização. Os números correspondem ao período de férias e, com a volta das aulas, a companhia espera um acréscimo de 5% a 7% no volume de veículos.

“Essa é a média já registrada no retorno do período escolar nas vias de grande circulação do Recife. Estamos monitorando o tráfego mas é claro que a pista oeste absorveu uma parte dele”, afirmou a presidente da CTTU, Taciana Ferreira.
Atualmente, cerca de 28 mil veículos circulam na Avenida Domingos Ferreira.

Para Taciana, o maior ganho foi no transporte público. “A avaliação é positiva para o território sul porque, além de se consolidar como uma alternativa viária, a Via Mangue viabilizou a implantação da Faixa Azul na Domingos Ferreira, que prioriza os coletivos”, disse a presidente da CTTU. Segundo a instituição, a velocidade média das 24 linhas de ônibus que operam na avenida aumentou cerca de 50%, passando de 11 km/h para 16,5 km/h. Cerca de 17 mil passageiros do transporte público foram beneficiados.

Quem trafega de carro também sentiu uma redução no tempo da viagem. A estudante de direito Regina Silva, 25 anos, dirige pela Domingos Ferreira diariamente para se deslocar do Pina, onde faz estágio, ao bairro de setúbal, onde mora. “Eu largo às 18h, horário de pique, e, de carro, levava pouco mais de uma hora para chegar em casa. Hoje levo vinte minutos”, contou a universitária.

Infrações
Desde que a Via Mangue foi inaugurada, dia 13 de junho, 810 infrações foram registradas por excesso de velocidade. Embora seja uma via expressa, sem semáforos e construída para dar fluidez principalmente aos automóveis que seguem para os bairros de Boa Viagem, no Recife, e de Piedade e Candeias, em Jaboatão, a velocidade máxima é de 60 km/h, limite em ruas e avenidas do perímetro urbano. As autuações são registradas por um pardal instalado próximo à entrada do Shopping RioMar e por um carro-radar.

Fonte: Diario de Pernambuco

Uma cidade sem carros até 2025. Helsinque acredita ser possível

Em dez anos, a capital da Finlândia quer tirar os carros da rua - Foto: Michael Day/Flickr

Em dez anos, a capital da Finlândia quer tirar os carros da rua – Foto: Michael Day/Flickr

A capital finlandesa, Helsinque, pretende estar praticamente livre dos carros até 2025. A saída para alcançar este objetivo: tornar o transporte público tão eficiente, que os moradores não terão vontade de tirar seus automóveis particulares da garagem.

O projeto pretende transformar o transporte coletivo em uma estrutura mais personalizada e prática, conforme informado pelo jornal britânico The Guardian. Todos os diferentes modais oferecidos pelas autoridades públicas devem ser interligados, ao mesmo tempo em que os usuários conseguem ter acesso aos horários, trajetos e demais informações por um aplicativo no celular.

A tecnologia não servirá apenas para informar, mas também deve permitir que os passageiros solicitem paradas de ônibus fora dos pontos, para maior comodidade. Por meio do aplicativo, a população também poderá pedir, usar e pagar por outros tipos de serviços, como táxis, bicicletas e até carros compartilhados.

Atualmente a cidade europeia já possui um serviço de micro-ônibus em que os usuários especificam seus próprios pontos através do aplicativo e a informação é transmitida ao motorista. Mas Helsinque pretende ir ainda mais longe.

Mesmo sendo uma proposta promissora, ainda há quem critique por considerar a medida mais restrita do que deveria ser e um tanto segregadora, já que as facilidades atendem só a pessoas que têm smartphones. Independente disso, a ideia de tornar o sistema mais eficaz já é um exemplo para outras cidades do mundo que precisam de renovação no sistema de transporte coletivo para atrair cada vez mais a população.

Fonte: Ciclovivo (via Portal Mobilize)

Táxi-bicicleta chega a Salvador em forma de triciclo

 

Triciclo  velo-táxi de Salvador - Foto - Prefeitura de Salvador/Divulgação

Triciclo velo-táxi de Salvador – Foto – Prefeitura de Salvador/Divulgação

A Prefeitura de Salvador vai implantar na capital baiana os triciclos velo-táxis. Os veículos fabricados na França, primeiros dessa modalidade no país, chegaram na semana passada em Salvador e fazem parte de um projeto do Ecopa (Escritório Municipal da Copa) e do Movimento Salvador Vai de Bike, em parceria com uma empresa francesa. De acordo com a assessoria do Ecopa, o veículo começará a funcionar assim que a Receita Federal liberar os equipamentos.

O triciclo velo-táxi é mais uma alternativa de transporte sustentável e mais uma ação em prol da mobilidade urbana na cidade, assim como o uso da bicicleta. Segundo o Ecopa, eles são movidos a propulsão humana e suportam até 170 kg, além de possuir assistência elétrica para auxiliar o condutor em ladeiras.

Inicialmente, os triciclos farão o trecho entre a Praça Thomé de Souza, em frente ao Elevador Lacerda, até o Pelourinho, e devem ser utilizados para transportar gestantes, idosos e pessoas com dificuldades de locomoção em curtas distâncias. Os demais locais da cidade onde os triciclos vão operar ainda serão definidos. O serviço já existe em países como França, Alemanha, Canadá, EUA e Inglaterra.

Fonte: Portal Mobilize

Assédio sexual no transporte público poderá ser punido com prisão

Metrô Recife - Foto Annaclarice Almeida DP.D.A/Press

Metrô Recife – Foto Annaclarice Almeida DP.D.A/Press

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 7372/14, do deputado Romário (PSB-RJ), que torna crime o ato de constranger alguém por meio de contato físico com fim libidinoso. A intenção é punir o assédio sexual no transporte público, em que homens se utilizam da superlotação para se aproveitar de mulheres.

Segundo o projeto, quem for enquadrado no crime pode pagar multa e cumprir detenção (prisão em regime aberto ou semiaberto) de três meses a um ano. A pena poderá ser convertida em prestação de serviços ou outro tipo de pena alternativa.

Romário critica o fato de a lei que revisou os crimes sexuais em 2009 ter retirado a punição do abuso em transporte ou aglomerações públicas. A conduta, segundo ele, precisa voltar a ser crime, já que a impunidade incentiva o assédio.

Divulgadores
A proposta também aplica a punição a quem divulgar imagem, som ou vídeo com a prática do ato libidinoso.

“Uma busca rápida pela internet revela que a prática é exaltada em redes sociais, sites e blogs. Sem pudor ou constrangimento, os ‘encoxadores’, como se autodenominam, compartilham experiências, marcam encontros e trocam imagens das vítimas e relatos do que, muitas vezes, chamam de ‘brincadeira’. As histórias, que vêm de várias partes do País, chamam atenção pela quantidade de detalhes e descortinam a certeza da impunidade”, argumenta Romário.

O projeto de lei também exige que os responsáveis pelos serviços de transportes reservem área privativa para as mulheres e afixem avisos de que é crime constranger alguém mediante contato físico com fim libidinoso.

Repressão
O relator da proposta na Comissão de Seguridade Social e Família, deputado Paulo Foletto (PSB-ES), apresentou parecer favorável, que aguarda votação. Foletto diz que a punição não é o melhor caminho, mas afirma que ela se torna necessária diante do aumento dessa agressão. “Não é polícia nem punição que resolvem o problema, mas passa a haver um temor”, afirma.

Foletto lembra que, atualmente, o agressor, quando punido, cumpre somente pena alternativa, como prestação de trabalho comunitário. “Se for só ‘sem-vergonhice’, cabe mais ainda a punição penal. Se for desvio de conduta na personalidade, também há necessidade de se encaminhar para um tratamento porque, aí, só a punição não vai resolver”, ressalta.

O advogado criminalista Pedro Paulo Castelo Branco, que é professor da Universidade de Brasília (UnB), dá apoio integral a essa proposta. “Não resolve, mas ameniza. É preciso reprimir esse tipo de contato físico, que nós chamamos de ‘encoxada’, e também essas outras situações de se tirar fotografias e de se filmar as partes íntimas de uma pessoa que, de repente, se vê constrangida em uma situação dessas.”

Tramitação
O projeto precisa ser analisado pelo Plenário, mas ainda depende de votação nas comissões de Seguridade Social e Família; de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara

Linha CDU/Camaragibe vai continuar

 

 

paradas onibus10

O Grande Recife voltou atrás e decidiu manter a  linha 469 – Camaragibe/CDU, pelo menos por enquanto. A linha vai continuar em operação até a inauguração do Terminal Integrado da IV Perimetral. O TI tem previsão de entrar em atividade no segundo semestre deste ano. Com a inauguração, está prevista a implantação de uma linha que fará a ligação direto do TI para a Cidade Universitária, sem transtornos para os usuários do Transporte Público da Região Metropolitana do Recife.

Linha Camaragibe/CDU vai acabar

paradas onibus10Os moradores do município de Camaragibe, que tem como destino a Cidade Universitária, passarão a ter outras opções de deslocamento. Isso porque, a partir do sábado (28), a linha 469 – Camaragibe/CDU será extinta.

Os usuários terão do dia 23 ao dia 27 de junho para se adaptar a nova operação que será feita através de integração temporal. A mudança faz parte do processo de racionalização do SEI e do projeto de haver apenas tráfego de BRT na Avenida Caxangá.

Os passageiros poderão utilizar as linhas convencionais 2480 – Camaragibe/Derby, 2450 – TI Camaragibe (Centro) e 2460 – TI Camaragibe/Príncipe, que transitam pela Av. Caxangá. A partir do dia 30 de junho, os passageiros do TI Camaragibe deverão utilizar as linhas 2450 – TI Camaragibe (Centro) e 2460 – TI Camaragibe/Príncipe, não mais a 2480.

Os usuários deverão descer nas duas primeiras paradas da Av. Caxangá no sentido subúrbio/cidade, e se deslocar para o Terminal Integrado da Caxangá ou para a Av. Afonso Olindense.

No TI Caxangá, os usuários utilizarão a integração temporal na bilheteria do terminal e poderão embarcar na linha 202 – Barro/Macaxeira (Várzea) ou na 303 – Curado II/Caxangá (BR-232), que atendem à Cidade Universitária. Quem optar por seguir para a Av. Afonso Olindense também terá a opção da linha 432 – CDU (Várzea), além das linhas 303 e 202.

A linha 2450 – TI Camaragibe (Centro) terá um reforço de 4 veículos, passando a operar com uma frota de 17 ônibus realizando 116 viagens.Com a integração temporal, os usuários que utilizam o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) terão duas horas para embarcar das linhas 2480, 2450 ou 2460 para uma das linhas 303, 202 ou 432, sem pagar uma nova passagem. Mais informações no 0800.081.0158.

Fonte: Grande Recife Consórcio de Transporte Metropolitano