Aumento de passagem no Recife pode ser definido amanhã

O movimento iniciada nas redes sociais já previa o que deve começar a ser definido amanhã: o reajuste no preço das tarifas do transporte público no Recife. Ontem foi a vez do Sindicato das Empresas de Ônibus (Urbana-PE) anunciar a intenção de um aumento de 17,2%.  Nesta sexta-feira os membros do Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM) irão se reunir para discutir a proposta de reajuste tarifário para as linhas do Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região metropolitana do Recife (STPP/RMR).

A reunião será às 8h, na sede do Grande Recife Consórcio de Transporte. A proposta dos empresários de ônibus, enviada ao órgão, prevê aumento de R$ 17,20%, baseado em uma planilha de custos do sistema, elaborada pelos próprios operadores considerando os custos gerais, incluindo insumos e impostos.

Pela proposição dos empresários, em valores arredondados, a tarifa do anel “A” sairia de R$ 2,00 para R$ 2,35. O anel “B”, atualmente em R$ 3,10, iria para R$ 3,60; enquanto que o anel “D” subiria de R$ 2,45 para R$ 2,85. Já o “G”, que hoje custa R$ 1,30, passaria a custar R$ 1,55.

Para justificar a proposta, os empresários argumentam que já faz um ano do último aumento de tarifa. Entre os pontos tradicionalmente elencados para embasar o pedido, estão os reajustes de salários dos motoristas, e o aumento dos preços em itens do setor, como óleo diesel, pneus e manutenção nos ônibus.

Com a preocupação de não aplicar o reajuste de acordo com a planilha tarifária proposta pelas empresas de ônibus, o Governo do Estado, desde 2008, optou por adotar o IPCA como balizador do reajuste para o transporte público de passageiro. Isso foi essencial para dar transparência ao processo.

Anteriormente, o uso de percentuais apontados por planilhas técnicas construídas pelo setor, além de gerar um aumento sempre maior que o IPCA, vinha sempre acompanhado de questionamentos referentes ao índice aplicado, tendo em vista a ausência de transparência dos dados; o que acabava gerando um ônus maior para o usuário.

PAUTA – Na reunião, além do reajuste da tarifa, vai ser apresentada a proposta de calendário das reuniões do Conselho que serão realizadas ao longo de 2012. A posse dos novos conselheiros também estará em pauta durante a reunião. As cadeiras representadas pelo secretário de Transportes de Olinda e Companhia Brasileira de Trens Urbanos de Pernambuco, serão representadas por Marcos Albuquerque Belfort e Ricardo Esberard Albuquerque Beltrão, respectivamente.

 

Os comentários estão fechados.