O pioneiro encontro nacional da CBF para a categoria de base, com Náutico e Sport

1º Encontro das Categorias de Base. Crédito: CBF

Um encontro nacional para debater o trabalho de base no futebol nacional. A partir dessa ideia, a CBF irá promover o 1º Encontro Técnico de Categorias de Base do Brasil. Ao todo, o evento idealizado por Alexandre Gallo contará com 26 clubes, o que corresponde a todos os times que o treinador das categorias menores da Seleção visitou durante os sete meses a serviço da confederação.

Objetivo: “Debater a formação de jogadores, trocar experiências sobre o desenvolvimento do futebol de base, questões táticas, técnicas e, principalmente, estreitar as relações entre os clubes e a CBF”.

Que também entre na pauta do evento em São Paulo, em 2 setembro, a declaração de Carlos Alberto Parreira, coordenador-técnico da seleção principal, que revelou em uma entrevista à rádio a sugestão para que sejam convocados apenas atletas de base de clubes do Sudeste e do Sul, mais estruturados.

Dos clubes convidados para o evento, dois são pernambucanos. Náutico e Sport, ambos com centros de treinamento em reformas milionárias.

Alvirrubros e rubro-negros irão enviar quatro representantes cada, sendo um coordenador, um técnico, um preparador físico e um preparador de goleiros. Todos da base. À margem dos rivais neste quesito, o Santa Cruz ficará de fora.

Entre os demais times, três agremiações de laboratório, criadas apenas para a revelação de atletas, o Desportivo Brasil, o Red Bull e o Audax (veja aqui).

O fato é que o trabalho de base segue como um dos principais vetores econômicos para a formação de boas equipes e reforço no caixa…

2 thoughts on “O pioneiro encontro nacional da CBF para a categoria de base, com Náutico e Sport

  1. Náutico e Sport semifinalistas do Campeonato Brasileiro sub-20, sendo vice-campeão o Sport.
    Vitória campeão da Copa do Brasil sub-20.
    Bahia, vice-campeão da Taça São Paulo de Futebol Júnior.
    Santa eliminado da Taça SP 2013 num jogo duro contra o São Paulo. Santa que formou um dos maiores times do Brasil nos anos 70 com jogadores da base.
    Portanto esse comentário de Parreira é no mínimo irresponsável.
    No mínimo.
    Suspeitas e adjetivos para descrevê-lo não faltam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>