Sportivo Luqueño ou Independiente Medellín no caminho recifense na Sula

Sportivo Luqueño ou Independiente Medellín no caminho pernambucano na Sula?

O vencedor do inédito confronto internacional entre Sport e Santa Cruz, pela Copa Sul-Americana, irá viajar a Assunção (3.079 km), no Paraguai, ou Medellín (4.784 km), na Colômbia. Um trajeto longo. Para enfrentar o Sportivo Luqueño ou para medir forças com o Independiente. Os dois clubes se classificaram para a segunda fase do torneio, etapa onde os brasileiros estreiam, buscando as vagas como visitantes. O primeiro foi ao Uruguai e despachou o tradicional Peñarol, pentacampeão da Libertadores, devido ao gol qualificado (0 x 0 e 1 x 1). No dia seguinte foi a vez do time colombiano. Havia empatado em casa com o Universidad Católica do Equador, mas conseguiu vencer por 1 x 0 na volta.

Seja qual for a composição da chave nas oitavas de final, o jogo será o terceiro duelo internacional na Sula com um time recifense, após Sport x Libertad-PAR em 2013 e Sport x Huracán-ARG em 2015. Eliminado em ambos.

Alguns dados dos possíveis adversários do representante pernambucano:

Sportivo Luqueño
Fundação: 01/05/1921 (95 anos)
Apelido: El Chanchón, Kure Luquue
Cores: amarelo e azul
Títulos: 2 (1951 e 1953)
Última participação nacional: 8º lugar
Participações na Sula: 2 (2015 e 2016)
Estádio: Feliciano Cáceres, 26 mil lugares (Sport jogou lá em 2013, contra o Libertad, também pela Copa Sul-Americana), na Grande Assunção

Deportivo Independiente Medellín
Fundação: 14/11/1913 (102 anos)
Apelido: El Poderoso, El Equipo del Pueblo, DIM
Cores: vermelho, branco e azul
Títulos: 6 (1955, 1957, 2002, 2004, 2009 e 2016)
Última participação nacional: 1º lugar
Participações na Sula: 2 (2006 e 2016)
Estádio: Atanasio Girardot, 45 mil lugares (palco da final da Libertadores 2016, com o título do grande rival, o Atlético Nacional)

Os rivais das multidões se enfrentam nos dias 24 e 31 de agosto, na Arena Pernambuco. Duas quartas-feiras à noite, primeiro com mando coral e depois com mando leonino, definindo a divisão de ingressos e a ordem para possíveis “gols qualificados”. Além da cota de participação nas oitavas, de 375 mil dólares (R$ 1,2 milhão), o time irá carimbar o passaporte. Algum pitaco para o duelo?

Qual será a chave nas oitavas da Sul-Americana 2016?

  • Sport x Independiente Medellín (46%, 510 Votes)
  • Santa Cruz x Independiente Medellín (29%, 323 Votes)
  • Sport x Sportivo Luqueño (15%, 169 Votes)
  • Santa Cruz x Sportivo Luqueño (10%, 100 Votes)

Total Voters: 1.102

Loading ... Loading ...

Abaixo, a festa de Luqueño e Independiente nas classificações obtidas na fase preliminar. Em breve, um deles desembarcará no Aeroporto dos Guararapes…

Sportivo Luqueño ou Independiente Medellín no caminho pernambucano na Sula? Fotos: Sportivo Luqueño/site oficial e Sul-Americana/facebook

A avaliação da torcida sobre os técnicos do Trio de Ferro após o primeiro turno

Técnicos de Sport (Oswaldo de Oliveira), Santa Cruz (Milton Mendes) e Náutico (Gallo) no Brasileiro 2016. Fotos: Ricardos Fernandes/DP

Após trinta dias no ar, com 3.194 participações, o blog apresenta o resultado da enquete com a opinião de cada torcida sobre o respectivo treinador. Oswaldo de Oliveira, Milton Mendes e Gallo comandaram Sport, Santa Cruz e Náutico, respectivamente, durante todo o 1º turno do Brasileiro de 2016. A enquete foi liberada a apenas um voto por IP. Ou seja, ao votar em um clube, não era mais possível opinar em outro, numa tentativa para evitar distorções (via rivalidade).

Apesar das oscilações, os três profissionais tiveram a aprovação da maioria. No caso alvirrubro, o único na Segundona, foi por apenas um voto! Milton Mendes é, hoje, o nome na pior situação (em termos de tabela e futebol), mas teve a maior aprovação, possivelmente pelo apelo dos dois títulos conquistados no ano. Já o comandante leonino, que chegou a ser reprovado durante as primeiras semanas, teve uma votação favorável após as três vitórias seguidas.

Enquete: Você está satisfeito com o técnico do seu time?

Sport // Oswaldo de Oliveira – 1.686 votos
Sim – 1.311 (77,7%)
Não – 375 (22,3%)

Campanha na A (12º): 23 pontos (40,4%), 6 vitórias, 5 empates e 8 derrotas

Santa Cruz // Milton Mendes – 1.145 votos
Sim – 953 (83,2%)
Não – 192 (16,8%)

Campanha na A (19º): 18 pontos (31,6%), 5 vitórias, 3 empates e 11 derrotas

Náutico // Gallo – 363 votos
Sim – 182 (50,1%)
Não – 181 (49,9%)

Campanha na B (6º): 28 pontos (49,1%), 8 vitórias, 4 empates e 7 derrotas

São Paulo, Boca, Atlético Nacional e Del Valle na semifinal da Libertadores 2016

Semifinais da Liebrtadores 2016: São Paulo x Atlético Nacional e Independiente del Valle  x Boca Juniors. Arte: Conmebol/site oficial

Três ex-campeões na semifinal da Libertadores de 2016, com o Independiente del Valle se mantendo como a maior surpresa. O clube jamais havia chegado tão longe, ficando a um passo de colocar o Equador pela quarta vez na decisão (LDU em 2008 e Barcelona em 1990 e 1998). Terá pela frente um mamute, o hexacampeão Boca Juniors. O time xeneize pode chegar à 11ª final, tornando-se recordista isolado – hoje, divide o status com o Peñarol. Em caso de título, enfim alcançaria o conterrâneo Independiente de Avellaneda, hepta desde 1984! Com Carlitos Tévez e pelo copeirismo histórico, o time argentino é o favorito absoluto.

No outro lado, o time com o melhor futebol do torneio. São Paulo? Não. O time, que pode se tornar no primeiro brasileiro tetracampeão, é um retrato das equipes comandadas por Bauza. Faz o resultado em casa, jogando fechadinho como visitante, no limite. Plasticamente não agrada, mas não dá pra negar a eficiência. Já o adversário, o Atlético Nacional, empolga. Toque de bola, sempre vertical. Venceu 7 dos 10 jogos disputados. No mata-mata, aniquilou os argentinos Huracán e Rosario por 4 x 2 e 3 x 1. Nas quartas, passou no último lance. Estaria no limite? Camisa, tem. Ostenta o título de 1989, com Higuita.

Qual será a final da Libertadores 2016?

  • São Paulo x Boca Juniors (60%, 488 Votes)
  • Atlético Nacional x Boca Juniors (26%, 212 Votes)
  • São Paulo x Independiente del Valle (9%, 70 Votes)
  • Atlético Nacional x Independiente del Valle (5%, 43 Votes)

Total Voters: 812

Loading ... Loading ...

Santa Cruz x Vasco, a hora da decisão. Copa do Brasil ou Sul-Americana?

Santa Cruz em 2016: Copa do Brasil ou Copa Sul-Americana?

Após eliminar Rio Branco e Vitória da Conquista, o Santa Cruz enfrentará o Vasco na terceira fase da Copa do Brasil. Chegou a hora de uma importante decisão: disputar ou não a Copa Sul-Americana de 2016. Ao conquistar a Lampions, o Tricolor obteve a vaga para o torneio internacional, mas com uma bizarra condição imposta pela CBF, em vigor desde 2013. Precisa ser eliminado da copa nacional até o terceiro mata-mata. Logo, está no limite.

Na Copa do Brasil, o Santa Cruz já arrecadou R$ 1,56 milhão. Em caso de nova classificação, diante do atual campeão carioca, o time pernambucano receberia mais R$ 840 mil. Fora o contexto histórico. Nas 21 participações anteriores o melhor desempenho coral foi justamente as oitavas de final, em sete oportunidades (1990, 1991, 1994, 1997, 2004, 2005 e 2010).

Por outro lado, o ganho técnico também se faz presente na outra opção, pois a Sula representaria uma inédita participação internacional. Financeiramente, renderia ao menos US$ 150 (R$ 526 mil) na primeira fase, considerando o valor da última edição – a quantia deve subir este ano. Sobre a escolha, os dois maiores rivais já passaram por situação semelhante, com o Náutico em 2013 e o Sport de 2013 a 2016. Chegou a vez do Santa.

Qual escolha o Santa deve fazer na 3ª fase da Copa do Brasil de 2016?

  • Sair para ir à Sula (fase nacional) (56%, 1.268 Votes)
  • Seguir na Copa do Brasil (oitavas) (35%, 792 Votes)
  • Tanto faz (9%, 224 Votes)

Total Voters: 2.284

Loading ... Loading ...

Cerveja nos estádios pernambucanos a uma assinatura de Paulo Câmara

Cervejas de Náutico, Santa e Sport. Arte sobre imagens do clubemix.com.br/

Em 24 de março de 2009, o então governador Eduardo Campos sancionou o projeto do deputado Alberto Feitosa, proibindo a venda e o consumo de cerveja nos estádios pernambucanos. Seis anos depois, após muita discussão sobre a efetividade da lei em relação à segurança no futebol, a reviravolta depende de uma nova assinatura do governador estado. No caso, de Paulo Câmara.

O projeto de lei ordinária 2.153/2014, que regula a liberação da cerveja, passou em todas as comissões da Assembleia Legislativa, foi votado e aprovado duas vezes na casa e agora segue para o último trâmite burocrático antes da legalização nos estádios: a sanção. Na mesa do governador, a decisão para aprovar ou não a proposta de Antônio Moraes. A expectativa é que a sanção saia ainda em dezembro - o governador não estaria direcionado a uma decisão contrária ao poder legislativo - , agilizando o processo para a sua execução no Campeonato Pernambucano de 2016. São 30 dias a partir de agora.

Após a primeira votação na Alepe, o blog realizou uma enquete para saber a opinião dos torcedores sobre a liberação. Ao todo fora  1.431 participações, com 942 votos para o ‘sim’ (65,8%) e 489 para o ‘não’ (34,1%).

Você aprova a volta da venda de cerveja nos estádios pernambucanos?

NáuticoNáutico – 206 votos
Sim – 76,6%, 158 votos
Não – 23,3%, 48 votos

Santa CruzSanta Cruz – 677 votos
Sim – 65,5%, 444 votos
Não – 34,4%, 233 votos

SportSport – 548 votos
Sim – 62,0%, 340 votos
Não – 37,9%, 208 votos

Enquete – A torcida pernambucana na final da Taça Libertadores de 2015

Final da Libertadores 2015: River Plate x Tigres. Imagem: Conmebol

Adversários na fase de grupos, River Plate e Tigres se enfrentam na grande decisão da Taça Libertadores da América de 2015, em sua 56ª edição. Até agora, no torneio, foram três empates. Enquanto o Millonario busca o seu terceiro título, acabando com um jejum desde 1996, o time mexicano busca a primeiro conquista para o país, convidado pela Conmebol a partir de 1998.

A final no Monumental de Nuñez, com 60 mil pessoas, será no dia 5 de agosto.

Após o placar em branco no jogo de ida, qualquer vitória garante o título em Buenos Aires. Na decisão não há a regra do “gol qualificado”, fora de casa. Ou seja, em caso de igualdade, prorrogação. Novo empate, pênaltis.

Vamos à enquete com a preferência dos pernambucanos sobre o campeão…

Obs. Como o Tigres já convidado, o River Plate, mesmo que seja vice-campeão continental, já está garantido no Mundial de Clubes da Fifa.

Qual clube será o campeão da Libertadores de 2015?

  • Rubro-negro - River Plate (35%, 121 Votes)
  • Rubro-negro - Tigres (21%, 73 Votes)
  • Tricolor - River Plate (21%, 72 Votes)
  • Alvirrubro - River Plate (11%, 39 Votes)
  • Tricolor - Tigres (9%, 30 Votes)
  • Alvirrubro - Tigres (3%, 13 Votes)

Total Voters: 346

Loading ... Loading ...

Hernane e Grafite, os atacantes do mundo árabe em ação no Sport e no Santa Cruz

Hernane Brocador no Sport e Grafite no Santa Cruz. Imagens: divulgação

Hernane Brocador e Grafite, o maior artilheiro do novo Maracanã e o craque da Bundesliga de 2009. Camisas 9 e 23. Duas contratações de peso no futebol pernambucano em 2015, ambas oriundas do “mundo árabe”, o centro bancado pelos petrodólares. Mas os caminhos até o Recife foram bem distintos.

O primeiro a ser anunciado foi Hernane, pelo Sport , em 28 de abril, no meio de um litígio com o Al Nassr, da Arábia Saudita, onde alegava três meses de salários atrasados. O imbróglio da rescisão foi parar na Fifa. Antes da solução do caso leonino, um sonho antigo no Arruda foi tornou-se realidade.

Após uma saída tranquila do Al-Sadd, do Catar, Grafite firmou um contrato de um ano com o Santa Cruz, no maior investimento da história do clube. Após dias de especulação, a confirmação veio em 30 de junho. Ao todo, o gasto coral com o centroavante de 36 anos será de R$ 2 milhões. Depois disso, enfim veio a liberação internacional para o Brocador, de 29 anos, seguida da inscrição no boletim informativo diário da CBF, com a ponte via Mirassol. Uma espera de “apenas” 86 dias até o acordo na Ilha do Retiro, com validade até dezembro.

Em relação ao rendimento, Hernane passou dois anos na Arábia Saudita e Grafite passou cinco entre Emirados Árabes e Catar. Tecnicamente, pode haver uma perda (em ambos)? E o tempo de readaptação ao futebol brasileiro?

As respostas virão nas Séries A e B, com foco e cobrança nos dois nomes.

Quem foi o melhor reforço para o ataque?

  • Hernane (Sport) (53%, 1.695 Votes)
  • Grafite (Santa Cruz) (47%, 1.509 Votes)

Total Voters: 3.204

Loading ... Loading ...

Capital x Interior nas semifinais do Campeonato Pernambucano de 2015

Semifinais do Campeonato Pernambucano de 2015: Sport x Salgueiro x Central x Santa Cruz. Arte: Cassio Zirpoli/DP/D.A Press

O interior nunca chegou tão forte à fase decisiva do Campeonato Pernambucano desde a criação do sistema com semifinal e final, em 2010. Com dois representantes neste ano (Central e Salgueiro), aumenta a chance de por fim ao incômodo jejum na história do futebol local. Apenas Pernambuco e Rio de Janeiro jamais consagraram um campeão estadual fora da capital. Por aqui, o máximo foi o vice-campeonato, em 1997 e 1998 com o Porto e em 2007 com Central. No atual formato, foram cinco eliminações em cinco semifinais.

Não por acaso, a presença de Sport (40 títulos) e Santa Cruz (27) na semifinal é um indício fortíssimo de que a taça deve permanecer no Recife. Além de já terem decidido a competição em 23 edições, desde a implantação da fórmula vigente, com o G4, os troféus só ficaram no Arruda (3) e na Ilha do Retiro (2).

Contudo, para manter a taça à beira-mar, o Leão precisará viajar viajar até Salgueiro (515 km), enquanto a Cobra Coral irá a Caruaru (130 km)…

Análise dos semifinalistas: Sport, Central, Santa Cruz e Salgueiro.

Qual será a final do Campeonato Pernambucano de 2015?

  • Sport x Central (41%, 400 Votes)
  • Sport x Santa Cruz (36%, 352 Votes)
  • Salgueiro x Santa Cruz (16%, 159 Votes)
  • Salgueiro x Central (7%, 73 Votes)

Total Voters: 984

Loading ... Loading ...

Presenças na semifinal estadual de 2010 a 2015: Sport (6), Santa Cruz (6), Náutico (5), Salgueiro (3), Central (2), Porto (1) e Ypiranga (1).

Confira mais detalhes sobre a rodada final do hexagonal do título clicando aqui.

Quatro cidades e o sonho de disputar a primeira divisão pernambucana

Vera Cruz, Jaguar, Belo Jardim e Atlético Pernambucano, os semifinalistas do Pernambucano Sub 23 de 2014

Vera Cruz (Vitória de Santo Antão), Jaguar (Jaboatão dos Guararapes), Belo Jardim (Belo Jardim) e Atlético Pernambucano (Camaragibe).

Esses são os semifinalistas do campeonato estadual Sub 23, a segunda divisão de fato. O quarteto briga por duas vagas na elite do nosso futebol em 2015.

Vitória, a 53 quilômetros da capital e com 134 mil habitantes, esteve presente na primeirona desta temporada, mas viu a Acadêmica Vitória ser rebaixada.

Já Belo Jardim, a 187 quilômetros do Recife e com 75 mil moradores, fez parte da elite até 2013, quando o Calango descendeu.

Enquanto isso, as duas cidades na região metropolitana, Camaragibe (152 mil habitantes) e Jaboatão (680 mil) vivem situações curiosas. A primeira jamais teve um representantre na elite. A segunda foi um palco tradicional até 1995, quando o América parou de atuar no Jefferson de Freitas, no centro.

As semifinais, que correspondem à quarta fase da competição, serão entre Atlético x Belo Jardim e Jaguar x Vera Cruz.

Apesar da sede original do Jaguar, o time vem mandando os seus últimos jogos no Gileno de Carli, no Cabo, e no Ademir Cunha, em Paulista. O motivo? Não conseguiu todos os laudos necessários para atuar com público em casa. Quando atuou no acanhado Jefferson de Freitas, jogou de portões fechados.

Quem você gostaria de ver na elite do Pernambucano em 2015?

  • Atlético-PE e Jaguar (40%, 141 Votes)
  • Belo Jardim e Vera Cruz (31%, 109 Votes)
  • Belo Jardim e Jaguar (16%, 57 Votes)
  • Atlético-PE e Vera Cruz (13%, 46 Votes)

Total Voters: 353

Loading ... Loading ...

Atlético Pernambucano (Estádio Luiz Alexandrino, Camaragibe)

Atlético Pernambucano no Luiz Alexandrino em 2014. Fotos: site oficial do Altinho FC

Jaguar (Estádio Jefferson de Freitas, Jaboatão dos Guararapes)

Jaguar no estádio Jefferson de Freitas. Fotos: FPF e youtube/reprodução

Vera Cruz (Estádio Carneirão, Vitória de Santo Antão)

Vera Cruz no Carneirão em 2014. Fotos: Vera Cruz/facebook e youtube/panorama esporte

Belo Jardim (Estádio Sesc-Mendonção, Belo Jardim)

Belo Jardim no Sesc-Mendonção em 2014. Fotos: FPF e Belo jardim/facebook

A boa aceitação do plano de sócios e a inexplicável baixa adesão no Recife

Programa de sócios de Náutico, Santa Cruz e Sport. Arte: Cassio Zirpoli/DP/D.A Press

O resultado da enquete do blog sobre a opinião das torcidas em relação aos planos de sócios dos clubes foi bem contraditório. Mais da metade das três grandes torcidas do estado apontaram como “bom” o plano de 2014.

No âmbito geral, foram 897 participações, com a seguinte divisão: bom 59,19%; regular 26,53%; ruim 14,27%. No fim da postagem, os dados separados de cada time local. A contradição desses dados vem do fato do número de torcedores associados em dia. Primeiramente, vamos ao ranking da campanha nacional de descontos para sócios torcedores criada pela Ambev.

Futebol Melhor (sócios titulares e dependentes com pelo menos 18 anos):
1º) Santa Cruz – 20.518
2º) Sport – 13.655
3º) Náutico – 4.013

A direção da Ambev vem fazendo uma varredura nos quadros de sócios de todos os times brasileiros inscritos no programa, com o objetivo de evitar que associados que não estejam em dia sigam com o benefício do desconto em mais de 600 produtos no país. O Leão, por exemplo, chegou a ter 23 mil pessoas cadastradas no ranking nacional, mas o número foi revisado.

O ranking nacional da Ambev, em vigor há um ano e meio, não leva em conta o quanto de fato os clubes arrecadam com mensalidades. Assim, é preciso relatar o número atualizado de sócios titulares na Ilha do Retiro, Arruda e Aflitos.

Sócios títulares em dia*:
1º) Sport – 9,6 mil
2º) Santa Cruz – 8,5 mil
3º) Náutico – 3,9 mil

* Número informado pelos próprios clubes.

No Recife, o trio de ferro conta com apenas 22 mil sócios titulares em dia. É um dado baixíssimo considerando o universo estimado nas pesquisas de torcida. Menos de 1%, na verdade. Eis a quantidade absoluta mais recente no estado, de acordo com o estudo do Ibope, em agosto de 2014…

1º) Sport – 2.421.848
2º) Santa Cruz – 2.210.052
3º) Náutico – 488.053

Ou seja, considerando somente os sócios titulares de cada rival, esses números representariam na quantidade geral de cada time: Sport 0,39%, Santa Cruz 0,38%, Náutico 0,79%. Somando as três massas pernambucanas, com 5.119.953 torcedores, a adesão no quadro de associados é pífia, de 0,42%.

O plano pode ser até bom… mas a adesão não está coerente.

O que você acha do plano de sócios do seu clube, entre vantagens e custo?

Rubro-negro – 405 votos
SportBom – 58,52%, 237 votos
Regular – 29,38%, 119 votos
Ruim – 12,09%, 49 votos

Tricolor – 367 votos
Santa CruzBom – 62,12%, 228 votos
Regular – 24,52%, 90 votos
Ruim – 13,35%, 49 votos

Alvirrubro – 125 votos
NáuticoBom – 52,80%, 66 votos
Ruim – 24,00%, 30 votos
Regular – 23,20%, 29 votos