Troféu Givanildo Oliveira, a homenagem ao centenário do Clássico das Multidões

Givanildo Oliveira, campeão pernambucano pelo Santa Cruz em 1970 e pelo Sport em 1980

O Clássico das Multidões irá valer uma taça especial em 2016. Celebrando o centenário do confronto, a FPF entregará uma placa especial para cada rival em 6 de maio, a data da pioneira partida no British Club. Mais. A federação instituiu o Troféu Givanildo Oliveira para o clube que somar mais pontos entre todos os clássicos realizados na temporada, considerando as competições oficiais. Estadual e Série A com agenda confirmada e possibilidade no Nordestão, Copa do Brasil e até na Copa Sul-Americana. Um torneio à parte com até dez jogos.

A escolha do nome foi de uma rara justiça. O olindense de 68 anos, ainda em atividade como técnico, é simplesmente o maior campeão pernambucano da história, com 16 faixas, divididas entre Santa Cruz e Sport. Começou a carreira como volante no Arruda, de uma qualidade impressionante, ascendendo à Seleção Brasileira. É o recordista de jogos pelo clube, com 599 apresentações. Como técnico, o primeiro trabalho foi na Ilha do Retiro, com apenas 35 anos. Posteriormente, liderou o time em seu primeiro Nordestão, em 1994.

Títulos estaduais de Givanildo pelo Tricolor
Como jogador: 1969, 1970, 1971, 1972, 1973, 1976, 1978 e 1979
Como técnico: 2005

Títulos estaduais de Givanildo pelo Rubro-negro
Como jogador: 1980, 1981 e 1982
Como técnico: 1991, 1992, 1994 e 2010

A lista de Clássicos das Multidões em 2016:

Estadual (de 2 a 4 jogos)
Além das duas partidas no hexagonal (21/02 e 10/04), os rivais podem se enfrentar no mata-mata. E nos últimos cinco anos isso aconteceu quatro vezes, com três triunfos corais (todos na final) e um dos rubro-negros (na semi).

Copa do Nordeste (até 2 jogos)
Em chaves distintas, Sport e Santa podem se enfrentar a partir das quartas de final. Um cenário bem possível, pois ambos são cotados para passar da primeira fase. Em 2014 o clássico aconteceu na semifinal do regional.

Série A (2 jogos)
Após quinze anos, o Clássico das Multidões está de volta à elite nacional, sendo a primeira vez nos pontos corridos. Desde 1971 foram treze partidas. Mais duas entrarão na lista, uma no turno e outra no returno do Brasileirão.

Copa Sul-Americana (2 jogos…?)
Se o Sport cair na Copa do Brasil até a terceira fase ficará no pote 1 da Sula. Se o Santa for beneficiado na “fila de espera”, ou ganhar o Nordestão, ficará no pote 2. No sorteio da fase nacional, com quatro confrontos, haveria 25% de chance.

Obs. Em tese, ainda há a Copa do Brasil, mas o clássico só poderia ocorrer a partir das quartas. Em caso disputa nesta copa, não haveria a chave na Sula.

5 thoughts on “Troféu Givanildo Oliveira, a homenagem ao centenário do Clássico das Multidões

  1. Ao eterno mestre,nossas eternas gratidões,e que ele seja feliz onde estiver.Obrigado Giva,a maioria dos torcedores Americanos rendem homenagens também à você !

  2. Gosto do Givanildo, mas é bom lembrar, Zirpoli, o campeonato pernambucano de 1999 onde o SPORT foi tetracampeão em cima dele pelo clube tricolete.

  3. Givanildo ganhou o pernambucano de 1994 com 45 anos, e não com 35, como informa o texto.

    Nota do blog

    Bruno, são duas coisas distintas. Giva tornou-se técnico no Sport, aos 35 anos. E no Sport também conquistou a Copa do Nordeste, anos depois.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>